ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

EDITORIAL

ARTIGO ORIGINAL

Auto-expansão da pele em reconstrução mamária tardia com retalhos sem expansor: um novo conceito

Abboud Marwan; Dibo Saad
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):156-162

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O objetivo deste estudo foi de compartilhar experiência de 10 anos com um novo conceito para reconstrução mamária autóloga utilizando retalhos desepitelizados pediculados para obter expansão de tecido sem o uso de expansores alogênicos. METÓDOS: Estudo retrospectivo de pacientes submetidos a reconstrução com retalho toracodorsal desepitelizado (uma combinação de musculocutâneo de latíssimo do dorso com extensão facio cutânea torácica), retalho latíssimo do dorso desepitelizado ou retalho TRAM desepitelizado. Todos os retalhos foram acomodados sob a pele onde foi realizada a mastectomia, não foram utilizadas placas de pele em nenhum dos casos. RESULTADOS: O total de 208 pacientes incluindo 137 retalhos toracodorsal, 60 retalhos TRAM e 11 retalhos latíssimo do dorso desepitelizado foram utilizados pelo cirurgião sênior. O tempo médio da cirurgia foi de 90 minutos, 120 minutos e 140 minutos para retalhos latíssimo do dorso desepitelizados, toracodorsal, e TRAM, respectivamente. A média de seguimento foi de 4 anos, variando de 1 a 10 anos. Apesar de perda completo de retalho não ter sido relatada, a necrose gordurosa foi encontrado em 12% dos retalhos de TRAM. A expansão de tecido sem a necessidade de expansor alôgenico ou implantes foi obtido em todos os pacientes; a expansão sob a mama não irradiada ocorreu em 3 meses seguido da reconstrução, enquanto a expansão sob a mama irradiada ocorreu gradualmente ao longo de 5 meses após a reconstrução. A média do tamanho da mama obtida foi o molde C. Secundário aos procedimentos incluindo a lipofilling (20%), a remodelagem da mama contralateral foi necessária em 93% dos casos. CONCLUSÃO: Nos casos selecionados, a expansão do tecido da pele onde foi realizada mastectomia pode ser obtida somente com uso de tecido autólogo sem a necessidade de expansores de pele. O método disponibiliza um novo conceito em reconstrução de mama autóloga evitando assim o uso de material prostético.

Palavras-chave: Retalho latíssimo do dorso; Mamoplastia; Transplante autólogo; Expansão de tecido.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The purpose of this study was to share the authors 10 year experience with a new concept in autologous delayed breast reconstruction using deepithelialized pedicled flaps in order to achieve tissue expansion without the use of allogenic expanders. METHODS: A retrospective analysis of all the patients who underwent deepithelialized thoracodorsal flap (a combination of a musculocutaneous LD with a thoracic fasciocutaneous extension), deepithelialized latissimus dorsi flap or deepithelialized TRAM flap reconstruction between 1999 and 2009 was performed. All the flaps were buried under the mastectomy skin and no skin paddles were used in any of the cases. RESULTS: A total of 208 patients including 137 thoracodorsal, 60 TRAM and 11 deepithelialized Latissimus dorsi flaps were performed by the senior surgeon. The average operative time was 90 minutes, 120 minutes and 140 minutes for the deepithelialized Latissimus dorsi, thoracodorsal and TRAM flaps respectively. The mean follow-up period was 4 years, ranging from 1 to 10 years. Although no complete flap loss was reported, fat necrosis was found in 12 % of TRAM flaps. Tissue expansion without the need of allogenic expanders or implants was achieved in all the patients; expansion under the non irradiated breast occurred over the 3 months following reconstruction, where as that under irradiated breasts occurred gradually over the 5 months following reconstruction. The average breast size obtained was cup C. Secondary procedures included lipofilling (20%), contralateral breast remodeling was done in 93% of the cases. CONCLUSION: In selected cases, tissue expansion of mastectomy skin can be solely achieved by autologous tissue without the need to skin expanders. This method provides a new concept in autologous breast reconstruction circumventing the use of prosthetic material.

Keywords: Latissimus dorsi flap; Breast reconstruction; Transplantation autologous; Tissue expansion.

 

Reconstrução mamária imediata com retalho do músculo grande dorsal e implante de silicone

Gabriel Salum D'Alessandro; Alejandro Povedano; Lauren Klas Iurk Leme dos Santos; Rafael de Almeida Santos; João Carlos Sampaio Góes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):163-171

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O primeiro tratamento eficaz para o câncer de mama foi descrito em 1894. A partir das décadas de 60 e 70, cirurgias menos agressivas foram desenvolvidas, sem prejuízos oncológicos. Com evolução histórica semelhante, o retalho do músculo grande dorsal (RMGD) foi introduzido em 1906. Contudo, apenas 70 anos após sua primeira descrição, ele ganhou popularidade como uma opção para as reconstruções mamárias. MÉTODO: Estudo clínico retrospectivo realizado por meio da coleta de dados de 22 pacientes submetidas à reconstrução mamária imediata com emprego do RMGD associado a implante de silicone durante o período de fevereiro de 2012 a dezembro de 2013. RESULTADOS: Não houve necrose do retalho de grande dorsal ou perda da reconstrução mamária nos casos estudados. Foram observados 10 casos (45%) de seroma em região dorsal, 3 casos (14%) de necrose parcial da pele da mastectomia e 3 casos (14%) de deiscência parcial da ferida operatória. Não foram evidenciados fatores de risco com significância estatística para as complicações apresentadas. Ocorreram 4 casos (18,18%) de alterações de cobertura do implante, com atrofia muscular e cutânea, e 2 casos (9,09%) de contratura capsular. Apenas um caso não foi associado à radioterapia. Contudo, não houve significância estatística em relação à radioterapia adjuvante e às complicações tardias apresentadas (p = 0,635). CONCLUSÃO: O RMGD associado ao implante de silicone é uma opção segura e confiável para a reconstrução mamária imediata após mastectomias.

Palavras-chave: Mama/cirurgia; Neoplasias da mama; Retalhos cirúrgicos; Implante mamário.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The first effective breast cancer treatment was described in 1894. Less aggressive surgeries were developed in the 1960s and 70s, without increased mortality due to cancer. With similar historical evolution, the latissimus dorsi muscle flap (LDMF) procedure was introduced in 1906. Seventy years after its first description, LDMF gained popularity as an option for breast reconstruction. METHOD: A retrospective clinical study was conducted using data obtained from 22 patients undergoing immediate breast reconstruction with LDMF and silicone implants between February 2012 and December 2013. RESULTS: No latissimus dorsi flap necrosis or breast reconstruction losses were observed in this study. Ten cases (45%) of seroma were detected in the dorsal region, three cases (14%) of partial necrosis of the mastectomized skin, and three cases (14%) of partial surgical wound dehiscence. Statistical significant risk factors for the complications observed have not been emphasized. There were four cases (18.18%) of muscle and skin atrophy associated with implants, and two cases (9.09%) of capsular contracture. Only one case was not associated with radiotherapy. However, there were no statistically significant differences in adjuvant radiotherapy and late complications (p = 0.635). CONCLUSION: LDMF associated with silicone implants is a safe and reliable option for immediate breast reconstruction after mastectomies.

Keywords: Breast/surgery; Breast neoplasms; Surgical flaps; Breast implant.

 

Reconstrução mamária em dois estágios com expansores de tecido e implantes de silicone

Andreia Bufoni Farah; Fabio Xerfan Nahas; José de Arimatéia Mendes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):172-181

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução mamária imediata com expansor/implante permanece uma opção importante para mulheres submetidas à mastectomia. O objetivo desse estudo foi avaliar os resultados de reconstrução mamária imediata com emprego expansores e implantes em pacientes submetidas à radioterapia e não submetidas à radioterapia no pós-operatório. MÉTODOS: Foi realizado estudo prospectivo consecutivo com 83 mulheres submetidas à reconstrução mamária imediata com expansores seguido de implantes no período de 2007 a 2012, totalizando 90 reconstruções. No primeiro tempo cirúrgico, o expansor foi colocado em uma bolsa submuscular sob os músculos peitoral maior e serrátil. No segundo tempo, o expansor foi substituído pela prótese. Dois grupos de pacientes foram comparados: (1) pacientes que receberam radioterapia no pós-operatório e (2) pacientes que não receberam radioterapia no pós-operatório. Os resultados foram avaliados em cada grupo nos dois tempos cirúrgicos. RESULTADOS: Trinta e três pacientes receberam tratamento radioterápico (39,8%) no final da expansão. Observamos a ocorrência de 13,25% de complicações no primeiro tempo: deslocamento do expansor (4,8%), esvaziamento (2,4%), infecção (2,4%), deiscência de pele (2,4%) e extrusão (1,2%). No segundo tempo, as complicações foram 17,6%: contratura capsular (7%), extrusão (5,3%), e infecção (5,3%). Com relação aos grupos estudados no primeiro tempo, aqueles que fizeram radioterapia tiveram (18,18%) de complicações e o grupo não exposto à radioterapia apenas (10,0%). No segundo tempo, encontramos 7 (46,6%) complicações para radioterapia e apenas 3 (7,14%) para o grupo não irradiado. CONCLUSÕES: Pacientes que receberam radioterapia posteriormente à reconstrução apresentaram maiores índices de complicações.

Palavras-chave: Câncer de mama; Mamoplastia; Expansores de Tecido; Implantes de Mama; Radioterapia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Immediate breast reconstruction with an expander/implant is a good option for women submitted to mastectomy. This study aimed to evaluate the results of immediate breast reconstruction with implants and expanders in patients who did or did not undergo postoperative radiotherapy. METHODS: A consecutive prospective study that involved 83 women submitted to immediate breast reconstruction, was carried out by first performing breast reconstruction surgery with expanders and then with implants. The study was conducted between 2007 and 2012 and accounted for a total of 90 reconstructions. In the first surgery, an expander was placed in a submuscular bag under the pectoralis major and serratus muscles. In the second surgery, the expander was replaced by an implant. We compared the surgical outcomes of both types of surgeries (with implants and with expanders) in patients who underwent postoperative radiotherapy and those who did not. RESULTS: After the first surgery, 33 patients (39.8%) received radiotherapy, and 13.25% experienced complications, including expander displacement (4.8%), emptying (2.4%), infection (2.4%), skin dehiscence (2.4%), and extrusion (1.2%). After the second surgery, 17.6% of the subjects experienced complications, including capsular contracture (7%), extrusion (5.3%), and infection (5.3%). With regard to the first surgery, 18.8% of the patients who underwent radiotherapy and 10.0% of those who did not, experienced complications. With regard to the second surgery, these prevalences were 46.6 % and 7.14%, respectively. CONCLUSION: Patients who received radiotherapy after breast reconstruction surgery experienced more complications.

Keywords: Breast cancer; Mammoplasty; Tissue expanders; Breast implants; Radiotherapy.

 

Influência das complicações pós-operatórias no insucesso da reconstrução de mama imediata com implante de silicone

An Wan Ching; Márcio Paulino Costa; Adriano Guimarães Brasolin; Lydia Masako Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):182-189

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução da mama imediata pós-mastectomia, com implante de silicone é um método simples, porém, pode evoluir com complicações e remoção do implante. O objetivo do estudo foi analisar as complicações pós-operatórias e buscar relação entre estas e a remoção do implante. MÉTODO: No período de 4 anos, foram estudados retrospectivamente 323 casos de reconstrução de mama imediata com implante de silicone após mastectomia total realizados no Institut Gustave-Roussy, França. RESULTADOS: A complicação mais frequente foi a linfocele (34,9%), seguida da necrose cutânea com 22,9%, da infecção com 19,3% e do hematoma, com 13,3% dos casos. A remoção do implante foi mais frequente quando ocorreu algum tipo de complicação cirúrgica e maior quando ocorreu mais de um tipo de complicação. A complicação mais frequente nos casos de remoção do implante foi a infecção (75,0%). O expansor foi o implante que mais teve relação com remoção do implante. O uso de implantes de volume acima de 300 ml teve significativamente mais risco de remoção do implante. CONCLUSÕES: 1) A presença de complicação pós-operatória foi fator de risco para a remoção do implante. 2) O risco de remoção foi maior na presença de mais de um tipo de complicação 3) A infecção foi o principal tipo de complicação que se relacionou com a remoção 4) O expansor apresentou maior risco de complicações e de remoção do implante. 5) A utilização de implantes de volume maior do que 300 ml apresentou maior risco de remoção.

Palavras-chave: Prótese; Mamoplastia; Complicações Pós-operatórias; Neoplasia; Reconstrução; Mama.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Immediate breast reconstruction with silicone implants following mastectomy is a simple method, but can develop complications culminating in implant removal. The aim of this study was to analyze postoperative complications and evaluate their correlation with implant removal. METHOD: In a period of 4 years, 323 cases of immediate breast reconstruction with silicone implants following total mastectomy were retrospectively studied in the Institut Gustave-Roussy, France. RESULTS: The most frequent complication was lymphocele (34.9%), followed by cutaneous necrosis (22.9%), infection (19.3%), and hematoma (13.3%). Implant removal was more frequent when a surgical complication occurred, and even more frequent when there was more than one type of complication. The most frequent complication leading to implant removal was infection (75.0%). The expander was the implant that had the highest correlation with implant removal. The use of implants with a volume greater than 300 ml was associated with a significantly higher risk of implant removal. CONCLUSIONS: 1) The presence of postoperative complications was a risk factor for implant removal. 2) The risk of removal was higher when more than one complication was present. 3) Infection was the main type of complication associated with implant removal. 4) The expander presented a higher risk of complications and implant removal. 5) The use of implants with a volume greater than 300 ml had a greater risk of need for removal.

Keywords: Prosthesis; Mammoplasty; Postoperative complications; Neoplasm; Reconstruction; Breast.

 

A sistematização do retalho do músculo latíssimo do dorso em decúbito dorsal

Fernando Antônio Gomes de Andrade; Fernando Gaia Duarte; Luciano Ornelas Chaves; Ricardo Nogueira Bezerra; Luís Henrique Alves Salvador Filho; Simone Vicente Dias da Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):190-196

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O músculo latíssimo do dorso localiza-se na parede latero-posterior do tórax. O retalho do músculo latíssimo do dorso (RMLD) tem uma extensa aplicabilidade devido a sua anatomia pouco variável contribuindo, assim, para sua utilização em Cirurgia Plástica. A possibilidade de dissecar este músculo em decúbito dorsal (DD) dispensa a mudança de posição do paciente e cria uma opção para reconstruções microcirúrgicas. Este estudo objetiva sistematizar a técnica utilizada para dissecção do RMLD em DD. MÉTODO: Foram avaliados 10 casos de RMLD realizados no Hospital Universitário da Universidade Federal de Alagoas, os procedimentos cirúrgicos de individualização dos retalhos e seu posicionamento na região receptora foram semelhantes nos dez casos. É realizada a avaliação do músculo e a demarcação do retalho com o paciente em pé. Depois, com o paciente em DD, faz-se a indução anestésica e a preparação do campo a ser operado. Faz a abordagem do pedículo vásculo-nervoso por incisão na margem superior da elipse que delimita o RMLD, secciona o tendão de inserção do músculo e retira-se o retalho necessário à área receptora a ser reconstruída. RESULTADOS: A posição do paciente no intraoperatório foi o DD, inclusive durante a dissecação dos retalhos musculares, e a técnica utilizada não proporcionou desvantagens do ato cirúrgico. CONCLUSÃO: É possível realizar a dissecção e individualização do RMLD estando o paciente em DD.

Palavras-chave: Decúbito dorsal; Músculos superficiais do dorso; Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The latissimus dorsi muscle is located on the lateral-posterior chest wall. The latissimus dorsi muscle flap (LDMF) has extensive applications due to its consistent anatomy, which contributes to its use in plastic surgery. This muscle can be dissected in the dorsal decubitus (DD) position; this removes the need for a change in patient position and enables microsurgical reconstruction to be performed. This study aimed to describe the technique used for the dissection and transfer of the LDMF in the DD position. METHODS: We evaluated 10 cases of LDMF formation performed in the University Hospital of the Federal University of Alagoas. The surgical procedures of individualization of the flaps and their positioning in the receiver region were similar in all ten cases. The evaluation of the muscle and the demarcation of the flap were performed with the patient in the standing position. Then, with the patient in the DD position, anesthetic induction was initiated and the operating field prepared. The neurovascular pedicle was formed by incising the top edge of the ellipse that delimits the LDMF, dissecting the insertion tendon of the muscle, and removing the flap necessary for the reconstruction of the receiver area. RESULTS: The patient was in the DD position during the intraoperative period, even during the dissection of muscle flaps, and the technique used had no surgical disadvantages. CONCLUSION: It is possible to perform the dissection and individualization of the LDMF with the patient in the DD position.

Keywords: Dorsal decubitus position; Superficial muscles of the back; Surgical flaps.

 

Plicatura dos retos do abdome em dois planos versus plano único contínuo

Luiz José Muaccad Gama; Fabio Xerfan Nahas; Adriano Czapkowski; Lydia Masako Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):196-205

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A correção da diástase dos músculos retos do abdome é realizada principalmente pela sua plicatura, procedimento que consome muito tempo cirúrgico. O objetivo deste estudo é avaliar a eficácia e o tempo necessário para a correção da diástase dos retos do abdome comparando a plicatura com sutura contínua em plano único à plicatura em dois planos. MÉTODO: Foram incluídas 20 mulheres com história de pelo menos uma gestação. Foram randomizadas em dois grupos, um submetido à plicatura dos retos do abdome em dois planos (controle) e outro à sutura em plano único contínuo (estudo) com mononylon 2-0. Mediu-se o tempo necessário para a realização de cada uma das técnicas. Para análise estatística, foram usados os testes não paramétricos de Mann-Whitney, Friedman e Wilcoxon, considerando estatisticamente significante p < 0,05. Todas as pacientes foram submetidas à ultrassonografia previamente à cirurgia, 3 semanas e 6 meses de pós-operatório. RESULTADOS: A plicatura do grupo estudo mostrou-se tão eficaz quanto à do grupo controle, mantendo seu resultado em longo prazo, apresentando diferença estatisticamente significante (p = 0,018) na comparação das medidas pré e pós-operatórias. No grupo estudo, porém, a plicatura consumiu menor tempo cirúrgico para ser realizada, também com diferença estatisticamente significante (p = 0,002). CONCLUSÃO: Com este estudo, pode ser concluído que tanto a sutura em dois planos como a em plano único contínuo são eficazes na correção da diástase dos retos do abdome e mantêm o resultado por longo tempo. Concluiu-se também que a técnica de sutura contínua demanda menor tempo para ser realizada.

Palavras-chave: Parede abdominal; Abdominoplastia; Reto do abdome.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The correction of diastasis of the rectus abdominis muscles is primarily performed using the plication technique, which involves a surgical procedure. To evaluate the efficacy and the surgical time necessary to correct diastasis of the rectus abdominis muscles using plication and sutures in one continuous or two planes. METHOD: Twenty women with at least one pregnancy were included in the study. The study participants were randomized into two groups: the control group was subjected to plication in two planes, and the experimental group was subjected to plication using suture in one continuous plane with mono-nylon 2-0. The time required to perform each of these techniques was measured. For statistical analysis, the nonparametric Mann-Whitney test, Friedman test, and Wilcoxon test were used, and p-values of < 0.05 were considered statistically significant. All patients underwent ultrasonography before surgery, and at 3 weeks and 6 months postoperatively. RESULTS: The plication technique was similarly effective in the two groups, achieving a long-term surgical outcome; however, the differences in the ultrasound measurements in the pre- and postoperative periods were statistically significant (p = 0.018). In addition, plication was performed in a significantly shorter time in the experimental group (p = 0.002). CONCLUSION: Sutures in one continuous plane and in two planes were effective in correcting diastasis of the rectus abdominis muscles, with the maintenance of a long-term surgical outcome. In addition, the continuous suture technique can be performed in a shorter time.

Keywords: Abdominal wall; Abdominoplasty; Rectus abdominis muscles.

 

Reconstrução labial após ressecção de tumores

Pedro Leonardo Sanches Faveret
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):206-218

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O interesse antigo na reconstrução dos defeitos labiais pode ser explicado pela sua localização e pela singularidade da sua anatomia. Assim, o objetivo deste trabalho é discutir as melhores alternativas para a reconstrução labial. MÉTODOS: Foi realizada uma análise retrospectiva de 50 casos submetidos à reconstrução primária dos lábios superior e inferior com o emprego de retalhos locais, no período de janeiro de 2000 a janeiro de 2014. Os defeitos foram divididos quanto à sua localização e quanto ao tamanho: defeitos que acometem até 1/3 do lábio e mais de 1/3 do lábio. O período de acompanhamento pósoperatório variou de 2 meses a 3 anos. RESULTADOS: A idade dos pacientes variou entre 22 e 91 anos. A maior incidência foi na 7ª década de vida. Dentre as 50 reconstruções realizadas, 33 foram no lábio inferior (66%) e 17 no lábio superior (34%). Para defeitos pequenos, de até 1/3 do lábio, empregou-se a sutura simples (23 casos). Os demais 27 casos, cujos defeitos eram maiores que 1/3 do lábio, exigiram procedimentos com graus variáveis de complexidade. CONCLUSÕES: Para a reparação dos defeitos de até 1/3 do lábio inferior, a sutura direta é a melhor opção. Para a reconstrução de defeitos maiores que 1/3 do lábio inferior, devemos optar pelos retalhos de Gillies e Karapandzic, pois são confiáveis e capazes de restaurar a função labial. No caso de defeitos maiores que 50% do lábio, devemos evitar as técnicas de Gillies e Karapandzic, a fim de evitar a microstomia.

Palavras-chave: Lábio; Cirurgia; Reconstrução.

 

ABSTRACT

Introduction: Reconstruction of lip defects is popular owing to lip location and its anatomy. Thus, the objective of this work was to discuss the best options available for lip reconstruction. Methods: This retrospective study included 50 patients who had undergone primary upper and lower lip reconstruction using local flaps, between January 2000 and January 2014. The defects were divided according to their location and size: defects affecting up to 1/3 of the lip and affecting more than 1/3 of the lip. The postoperative follow-up varied from 2 months to 3 years. Results: Patient age ranged from 22 to 91 years. Most patients were in their seventies. Of the 50 reconstructions performed, 33 were in the lower lip (66%) and 17 in the upper lip (34%). For small defects affecting up to 1/3 of the lip, simple sutures were used (23 cases). The other 27 cases, in which more than 1/3 of the lip was affected, required interventions of different complexities. Conclusion: When repairing defects up to 1/3 of the lower lip, the direct suture is the most suitable option. For defects affecting more than 1/3 of the lower lip, the Gillies and the Karapandzic flaps should be chosen instead, as they are reliable and allow the reestablishment of lip functionality. For defects affecting > 50% of the lip, and the Gillies and the Karapandzic flaps should not be considered, specifically to avoid microstomia.

Keywords: Lip; Surgery; Reconstruction.

 

Avaliação estética e condutas terapêuticas relacionadas aos principais perfis faciais

Pedro Hermesson Oliveira Costa; Victor Cavalcanti Coelho; Wanessa Ventura de Oliveira; Diego Moura Soares; José Romero Souto de Sousa Júnior; Marconi Eduardo Sousa Maciel Santos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):219-227

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A cirurgia ortognática para correções de deformidades dentofaciais proporciona uma face mais harmoniosa, funcional e estética. O objetivo desse estudo foi avaliar a percepção dos cirurgiões bucomaxilofaciais quanto à estética dos perfis faciais padrões I, II e III, relacionada ao sexo, etnia e às principais condutas terapêuticas. MÉTODOS: Foram entrevistados 18 cirurgiões especialistas ou em formação em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, utilizando uma ficha clínica padronizada para avaliação estética e condutas terapêuticas de 12 imagens manipuladas simulando os perfis faciais, sexo e raças. RESULTADOS: Quanto à estética, destacaram-se os perfis faciais tipo I, que apresentaram as melhores médias, enquanto os perfis faciais tipo III as menores; entretanto, não houve diferenças significativas entre as médias obtidas nos diferentes perfis faciais em relação ao sexo e à raça. As condutas terapêuticas foram homogêneas nos perfis II e III, com maiores percentuais para condutas clássicas no tratamento ortocirúrgico destas deformidades dentofaciais. CONCLUSÃO: O perfil facial I foi o considerado mais estético; então, houve influência do sexo e do tipo racial na estética para a amostra estudada. Os perfis faciais I foram os mais difíceis de avaliar quanto às condutas terapêuticas, o que resultou em grande variedade de opções em relação aos perfis II e III.

Palavras-chave: Percepção; Condutas terapêuticas; Anormalidades maxilofaciais; Estética dentária.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Orthognathic surgery for correction of dentofacial deformities provides a more-symmetrical face, and functional and aesthetic benefits. The aim of this study was to evaluate the perception of buccomaxillofacial surgeons regarding the aesthetics of facial profiles patterns I, II, and III in related to sex, ethnicity, and the main therapeutic procedures. METHODS: We interviewed 18 specialist surgeons or surgeons in training in buccomaxillofacial surgery by using a standardized clinical report form for aesthetic evaluation and therapeutic procedures of 12 manipulated images simulating facial profiles, sex, and race. RESULTS: As for aesthetics, the highlights were that facial profile type I had the highest mean values, whereas facial profile type III had the lowest mean values. However, no significant differences were found between the mean values obtained in different facial profiles in relation to sex and race. The therapeutic procedures were homogeneous in profiles II and III, with higher percentages for classical procedures in the orthosurgical treatment of these dentofacial deformities. CONCLUSION: Facial profile I was considered more aesthetic. Furthermore, sex and racial type effects on aesthetics for the studied sample. Facial profiles I were the most difficult to assess as to therapeutic procedures, which resulted in a wide range of options in relation to profiles II and III.

Keywords: Perception; Therapeutic procedures; Maxillofacial abnormalities; Dental aesthetics.

 

Protocolo de aplicação bilateral de toxina botulínica tipo A para evitar assimetria no tratamento de espasmo hemifacial

Alessandra Grassi Salles; Nuberto Hopfgartner Teixeira; Fabio Teixeira Belfort Mattos; Marcio Paulino da Costa; Marcus Castro Ferreira; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):228-234

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O espasmo hemifacial (EHF) caracteriza-se por movimento tônico-clônico involuntário da musculatura de uma hemiface. O tratamento tem sido realizado com aplicação de toxina botulínica (TxB). A aplicação unilateral classicamente descrita resulta em assimetria semelhante à paralisia facial. O objetivo desse trabalho foi normatizar o tratamento do EHF bilateralmente com TxB, a fim de prevenir a ocorrência de assimetria facial iatrogênica. MÉTODO: Foram analisadas 66 aplicações em 15 pacientes, seguindo o protocolo do serviço para paralisia facial, acrescentado de pontos pré-tarsais no lado com EHF. Foi feita dose complementar na reavaliação após 15 dias nos pacientes que apresentavam algum grau residual de espasmo ou assimetria, buscando-se a dose necessária para alcançar controle satisfatório do espasmo sem causar assimetria facial. RESULTADOS: A dose média total foi 20,2 U do lado não acometido e 28,4 U do lado acometido, totalizando 48,6 U por aplicação. Houve diferença significante entre as hemifaces na dose para os músculos zigomático, orbicular da boca e orbicular dos olhos. CONCLUSÕES: A técnica proposta de aplicação bilateral de TxB controlou adequadamente o EHF e evitou assimetria iatrogênica. Como regra geral, a aplicação deve ser feita na proporção de 1:1,5 U no orbicular dos olhos (porção lateral) e 1:2 U no orbicular da boca. Nos demais músculos, a dose nos dois lados deve ser a mesma, realizando-se dose de reforço em 15 dias caso permaneça algum grau de espasmo. O único local com pontos exclusivos do lado acometido é a região pré-tarsal do músculo orbicular do olho.

Palavras-chave: Toxina botulínica Tipo A; Paralisia facial; Assimetria facial/terapia; Espasmo hemifacial.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Hemifacial spasm (HFS) is characterized by the involuntary tonic-clonic movement of the muscles of the hemiface. It is usually treated with botulinum toxin (BTX). The classically described unilateral application of BTX results in an asymmetry similar to facial paralysis. The aim of this study was to standardize the treatment of HFS by applying BTX bilaterally to prevent the occurrence of iatrogenic facial asymmetry. METHODS: The outcomes of 66 applications in 15 patients were analyzed according to the protocol of the facial paralysis service, to which pretarsal sites were added on the HFS side. On reassessment 15 days later, a complementary dose was administered to patients who exhibited some residual degree of spasm or asymmetry with the aim of determining the dose required to achieve satisfactory spasm control without causing facial asymmetry. RESULTS: The total mean dose was 20.2 U at the contralateral side and 28.4 U at the spasm side (a total dose of 48.6 U per application). There was a significant difference between the doses applied to the zygomaticus, orbicularis oris, and orbicular oculi muscles on each hemiface. CONCLUSIONS: The proposed bilateral BTX application technique was effective in controlling HFS and prevented iatrogenic asymmetry. In general, application should be performed at a ratio of 1:1.5 U in the orbicularis oculi (lateral portion) and 1:2 U in the orbicularis oris. In the remaining muscles, the same dose should be administered on both sides and an additional dose can be applied 15 days later if some degree of spasm is present. The pretarsal region of the orbicularis oculi muscle is the only area for which BTX application on the healthy side is unnecessary.

Keywords: Botulinum toxin type A; Facial paralysis; Facial asymmetry/therapy; Hemifacial spasm

 

Reconstrução em cirurgia micrográfica

Augusto César de Melo Almeida; José Carlos Ribeiro Resende Alves; Erick Horta Portugal; Izabella Costa Araujo; Rebeca Paohwa Liu da Fonseca; José de Souza Andrade Filho; Aloísio Ferreira da Silva Filho; Nárlei Amarante Pereira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):235-241

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A cirurgia micrográfica de Mohs é empregada para exérese de neoplasias cutâneas, especialmente carcinomas basocelulares de subtipos histológicos localmente agressivos, tumores recidivados ou localizados em regiões nobres. Apresenta elevados índices de cura e permite preservação tecidual. O objetivo é analisar a eficácia da cirurgia micrografia de Mohs e os métodos de reconstrução utilizados. MÉTODO: Foram coletados, retrospectivamente, dados de 50 pacientes submetidos à exérese de tumores cutâneos por meio da cirurgia micrográfica de Mohs e à reconstrução da perda de substância. Todos os pacientes foram operados no período entre janeiro de 2005 a dezembro de 2013 na Clínica de Cirurgia Plástica do Hospital Felício Rocho (Belo Horizonte, MG, Brasil). Os pacientes foram estudados com relação à idade, gênero, localização do tumor, tratamento prévio, tipo histológico, número de fragmentos analisados na cirurgia micrográfica, método de reconstrução empregado e proservação. RESULTADOS: Trinta e um pacientes (62%) foram do gênero feminino e 19 (38%) do masculino. A média de idade foi de 63,8 anos. Todas as lesões encontravam-se na face, com 66% dos casos com acometimento da região nasal. Considerando o diagnóstico pré-operatório, 48 casos (96%) eram carcinoma basocelulares e dois casos (4%) correspondiam ao carcinoma microcístico anexial. Retalhos locais foram o tipo de reconstrução mais utilizado. Os pacientes foram acompanhados por média de 48,4 meses. Nenhum caso de recidiva tumoral foi observado. CONCLUSÃO: A cirurgia micrográfica de Mohs se mostrou altamente eficaz no tratamento dos 50 casos de neoplasias cutâneas. Recomenda-se que os defeitos cirúrgicos sejam reparados pelo cirurgião plástico.

Palavras-chave: Cirurgia de Mohs; Neoplasias cutâneas; Retalhos cirúrgicos; Neoplasias de cabeça e pescoço; Cirurgia plástica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Mohs micrographic surgery is used for the excision of skin neoplasms, especially in locally aggressive histological subtypes of basal cell carcinoma, tumor recurrences, or tumors located in critical areas. This technique has a high cure rate and allows maximum preservation of tissues. In this study, we aimed to assess the effectiveness of Mohs micrographic surgery and reconstruction methods. METHODS: Data from 50 patients who underwent Mohs micrographic surgery to excise skin tumors and reconstruct lost tissue were collected retrospectively. All patients were operated on between January 2005 and December 2013 at the Plastic Surgery Clinic of the Felício Rocho Hospital (Belo Horizonte, MG, Brazil). The patients' age, sex, tumor location, previous treatment, histological type, number of segments analyzed by micrographic surgery, reconstruction method used, and preservation were studied. RESULTS: Thirty-one patients (62%) were women and 19 (38%) were men. The mean age was 63.8 years. All lesions were facial, with 66% of cases affecting the nasal area. Presurgery, there were 48 cases (96%) of basal cell carcinoma and 2 cases (4%) of microcystic adnexal carcinoma. Local flaps were the most used reconstruction method. The patients were followed-up for a mean of 48.4 months. We did not observe any cases of tumor recurrence. CONCLUSION: Mohs micrographic surgery was shown to be effective in the treatment of 50 skin neoplasms. We recommend that surgical defects should be repaired by the plastic surgeon.

Keywords: Mohs surgery; Skin neoplasms; Surgical flaps; Head and neck neoplasia; Plastic surgery

 

Protocolo de prevenção de tromboembolismo venoso em cirurgia plástica: resultados em 2759 pacientes no Instituto Ivo Pitanguy

Rita Azevedo Paiva; Jihed Chadraoui; Roberto Paiva; Barbara Machado; Hazel Fischdick; Ivo Pitanguy
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):242-249

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A embolia pulmonar é a causa de morte mais previsível em pacientes hospitalizados, sendo isso ainda mais prevalente em pacientes cirúrgicos. 200.000 novos casos ocorrem anualmente, com início súbito e geralmente levando à morte nas primeiras 2 horas. Prevenir é, portanto, mais efetivo que tratar a doença estabelecida. Esse estudo objetiva demonstrar a importância e segurança do protocolo de prevenção do tromboembolismo venoso. MÉTODOS: Conduzimos um estudo retrospectivo no período de maio de 2009 a maio de 2011, quando 2759 pacientes foram submetidos à cirurgia plástica no Instituto Ivo Pitanguy. Todos os pacientes foram submetidos ao protocolo de prevenção e avaliados quanto aos fatores de risco para tromboembolismo venoso. A soma desses fatores gerou um escore que determinou a conduta profilática a ser adotada. RESULTADOS: Houve três casos de tromboembolismo venoso (0,1%), sendo 1 de TEP e 2 de TVP. A quimioprofilaxia com enoxaparina administrada aos 3 pacientes de acordo com o protocolo de prevenção. Nossas taxas permaneceram abaixo das encontradas na literatura, com diferença estatisticamente significativa nos numero total de casos (p < 0,0001). Houve 34 casos de hematoma (1,2%), sendo 55,9% em pacientes submetidos à quimioprofilaxia e 44,1% em pacientes que usaram apenas o dispositivo de compressão pneumática intermitente apenas. As taxas totais de hematoma também permaneceram abaixo das encontradas na literatura, também com diferença estatisticamente significativa (p < 0,001). CONCLUSÃO: O protocolo de prevenção do tromboembolismo venoso do Instituto Ivo Pitanguy se provou seguro e importante na prevenção dos casos de TEV, com taxas de hematoma abaixo do descrito na literatura.

Palavras-chave: Venous thrombosis; Heparin; Surgery plastic; Disease prevention; Venous thromboembolism; Protocols.

 

ABSTRACT

Introduction: Pulmonary embolism is the most predictable cause of death in hospitalized patients, even more in surgical patients. 200.000 new cases occur annually, with sudden onset and generally leading to death in the first 2 hours. Preventing is most effective than treating stablished disease. This study aims to show the importance and safety of the venous thromboembolism prevention protocol. Methods: We conducted a retrospective study in the period between May 2009 and May 2011 at The Ivo Pitanguy Institute, where 2759 patients underwent plastic surgery (aesthetic and reconstructive). All patients were assessed for predisposing and exposing risk factors for venous thromboembolism and the sum of those factors generated a score determining the prophylactic procedure to be adopted according to the protocol. Results: There were three cases of venous thromboembolism (0.1%): one case of pulmonary embolism and two cases of deep venous thrombosis. Chemoprophylaxis with heparin was administered in the three patients according to the venous thromboembolism prevention protocol. Our rates remained below those found in the literature, with a statistically significant difference in total cases (p < 0.0001). There were 34 cases of hematoma (1.2%): 55.9% in patients submitted to pharmacological prophylaxis with heparin and 44,1% in patients who used sequential compression devices only. The total rates of hematoma also remained below those found in the literature with a statistically significant difference (p < 0,001). Conclusion: The venous thromboembolism prevention protocol of the Ivo Pitanguy Institute proved to be important and safe, preventing the occurrence of venous thromboembolism cases with low rates of hematoma.

Keywords: Venous thrombosis; Heparin; Surgery, plastic; Disease prevention; Venous thromboembolism; Protocols.

 

Correção cirúrgica da lipodistrofia relacionada ao uso da terapia antirretroviral: Uma análise sobre os procedimentos realizados e o impacto sobre os pacientes

Bruno Francisco Müller Neto; Guilherme Augusto Magalhães de Andrade; Renan Victor Kumpel Schmidt Lima; Mário Eduardo Pereira Monteiro de Barros; Jayme Adriano Farina Junior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):250-257

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O tratamento de pacientes portadores da síndrome da imunodeficiência adquirida deve ser integral e se basear no controle da doença e das complicações relacionadas ao uso de medicações antirretrovirais, como a lipodistrofia. Esse estudo tem como objetivo avaliar as principais queixas, os aspectos epidemiológicos e os procedimentos cirúrgicos realizados para corrigir a lipodistrofia em pacientes em uso crônico de antirretrovirais. MÉTODO: Estudo retrospectivo, no qual foram coletados dados dos prontuários de 27 pacientes submetidos a 36 procedimentos cirúrgicos relacionados à correção de lipodistrofia no período de março de 2010 a junho de 2014 no serviço de Cirurgia Plástica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. RESULTADOS: A idade média dos pacientes foi 47,2 anos, 22,2% homens e 77,8% mulheres. O tempo médio de uso da terapia antirretroviral (TARV) foi de 12,1 anos. As queixas mais encontradas foram: giba dorsal (44,4%), lipodistrofia abdominal (44,4%) e lipoatrofia glútea (37,04%). Na maioria dos pacientes (70,4%), foi realizada uma cirurgia. Quanto às cirurgias, a lipoaspiração de giba foi realizada em 48,1% dos pacientes, seguida da lipoaspiração de abdome, dorso ou flancos (44,4%) e gluteoplastia (22,2%). Entre todos os 36 procedimentos realizados, apenas dois apresentaram complicações. O tempo médio de seguimento pós-operatório foi de 11,2 meses. Do total, 70,4% dos pacientes mostraram-se satisfeitos após os procedimentos. CONCLUSÕES: O sucesso do tratamento cirúrgico da lipodistrofia causada pelo uso da TARV baseia-se na seleção pré-operatória adequada e em seguimento constante e prolongado. A melhoria da autoestima facilita a adesão ao tratamento com antirretrovirais.

Palavras-chave: Lipodistrofia; Terapia antirretroviral; Síndrome da imunodeficiência adquirida; Lipoaspiração; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Treatment of patients with acquired immunodeficiency syndrome should be complete and based on controlling the disease and the complications related to the use of antiretroviral medications, such as lipodystrophy. This study aimed to evaluate the main complaints, epidemiological aspects, and surgical procedures performed for lipodystrophy correction among patients receiving long-term antiretroviral therapy. METHOD: In this retrospective study, data were collected from the medical records of 27 patients who underwent 36 surgical procedures associated with lipodystrophy correction, from March 2010 to June 2014, at the Plastic Surgery Service of the Hospital das Clínicas, Faculty of Medicine of Ribeirão Preto. RESULTS: The average age of the patients was 47.2 years; 22.2% were men and 77.8% were women. The average duration of antiretroviral therapy (HAAR) was 12.1 years. The most frequent complaints were dorsal hump (44.4%), abdominal lipodystrophy (44.4%), and gluteal lipoatrophy (37.04%). The majority of patients (70.4%) had undergone surgery. The most common type of surgery performed was hump liposuction (carried out in 48.1% of the patients), followed by abdominal, back, or flank liposuction (44.4%) and gluteoplasty (22.2%). Among all 36 procedures performed, only 2 resulted in complications. The average postoperative follow-up period was 11.2 months. In total, 70.4% of patients were satisfied with the results of their procedure. CONCLUSIONS: The success of surgical treatment of HAAR-induced lipodystrophy is based on proper preoperative selection as well as constant and prolonged follow-up. Improved self-esteem facilitates the adherence to antiretroviral drug treatment.

Keywords: Lipodystrophy; Antiretroviral therapy; Acquired immunodeficiency syndrome; Liposuction; Reconstructive surgical procedures.

 

Análise do atendimento clínico de portadores de úlceras crônicas em membros inferiores

Armando Costa Aguiar Jr; Cesar Isaac; Julia Teixeira Nicolosi; Mario Mucio Maia de Medeiros; André Oliveira Paggiaro; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):258-263

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Úlceras crônicas em membros inferiores podem apresentar diferentes etiologias, sendo as mais frequentes: venosa, arterial, traumática, infecciosa e diabética. O tratamento dessas feridas é dinâmico e depende da evolução da reparação tecidual. Esse tratamento inclui métodos clínicos e cirúrgicos, sendo o curativo o método não cirúrgico mais frequentemente utilizado. Curativos podem ser desde de coberturas inertes até veículos para atuação de princípios ativos no leito da ferida. A principal indicação de ativos está relacionada a efeitos de desbridamento e controle da população bacteriana, possibilitando o preparo desses leitos para resolução cirúrgica ou espontânea. MÉTODO: Esse estudo é observacional, longitudinal, retrospectivo, de amostra randomizada no qual pretendemos analisar o atendimento prestado aos portadores de úlceras crônicas em membros inferiores no Ambulatório de Feridas Crônicas da Divisão de Cirurgia Plástica do HCFMUSP entre 2011 e 2013. RESULTADOS: Foram analisados prontuários de indivíduos de ambos os gêneros, idade média 60 anos, portadores de úlceras crônicas em diferentes estágios evolutivos. Foram pesquisadas comorbidades, doença de base, tamanho da lesão, tratamentos utilizados e evolução das feridas. Notouse predomínio das causas vasculares (69,2%) como doenças de base. Todos os pacientes foram primeiramente tratados com curativos contendo princípios ativos, para preparo do leito das feridas. Desses, 84% foram encaminhados para resolução cirúrgica das feridas. Houve fechamento espontâneo em 1,5% dos casos. Os demais pacientes (14,5%) apresentaram piora das lesões com tratamento tópico, necessitando outras formas de preparo desse leito. CONCLUSÃO: Agentes tópicos podem ser uma forma ambulatorial/domiciliar efetiva de preparo do leito de úlceras crônicas para resolução cirúrgica.

Palavras-chave: Úlcera de perna; Úlcera venosa; Pé diabético; Úlcera diabética do pé; Cicatrização; Papaína.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Chronic ulcers of the lower limbs may have different etiologies, with the most frequent being venous, arterial, traumatic, infectious, and diabetic. The treatment of these wounds is dynamic and depends on the evolution of tissue repair. This treatment includes clinical and surgical methods, and dressings are the most frequently used. Dressings can range from inert covers to vehicles for actuation of active substances in the wound bed. The main indication for these substances is related to the effects of debridement and control of the bacterial population, enabling the preparation of wound beds for surgical or spontaneous resolution. METHODS: This study is an observational, cross-sectional, retrospective study, with random sampling, aimed at assessing the care provided to patients with chronic ulcers of the lower limbs in the Outpatient Clinic for chronic wounds of the Plastic Surgery Division, HCFMUSP, between 2011 and 2013. RESULTS: The clinical charts of 481 patients of both sexes, with a mean age 60 years, were analyzed; all had chronic ulcers in different stages of evolution. Comorbidities, underlying disease, size of the lesion, treatments, and evolution of wounds were evaluated. A predominance of vascular disease (69.2%) was the underlying cause. All patients were initially treated with dressings containing active agents, for preparation of the wound bed. Of these, 84% were referred for surgical management of wounds. There was no spontaneous closure in 1.5% of cases. The remaining patients (14.5%) showed worsening of lesions with topical treatment, and required other forms of preparation of the wound bed. CONCLUSION: Topical agents may be an effective outpatient/home method to prepare the wound bed of chronic ulcers for surgical management.

Keywords: Leg ulcer; Venous ulcers; Diabetic foot; Diabetic ulcers of the foot; Healing; Papain

 

Tratamento das áreas cruentas de perna com retalhos locais

Diogo Franco; Francisco D'Avila; Marcio Arnaut Junior; Bianca D'Avila; Talita Franco
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):264-272

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Até os anos 70, a reparação de perdas de substância na perna representava, quase sempre, um problema de solução muito difícil ou, até, insolúvel. Atualmente, embora ainda constitua um campo para os mais experientes, as áreas cruentas na perna já contam com várias técnicas confiáveis e algumas relativamente simples para sua reparação. Este trabalho visa equacionar condutas reparadoras de feridas de perna, utilizando tecidos locais. MÉTODO: Estudo retrospectivo pela análise de casos de reconstrução de perna com retalhos locais realizados pelos autores. Foram incluídos os retalhos dermoadiposos, fasciocutâneos, fasciossubcutâneos e musculares. RESULTADOS: Foram operados 70 pacientes que possuíam áreas cruentas na perna, em consequência de fratura de tíbia, osteomielite, perda tecidual isquêmica, úlcera crônica e tumoração de pele. Os resultados foram avaliados segundo etiologia, tipo de procedimento cirúrgico e complicações. CONCLUSÕES: A opção do tratamento de áreas cruentas de membros inferiores com retalhos locais é bastante válida. A escolha do retalho vai depender de condições locais da perna e da região anatômica afetada. No terço superior da perna, utilizamos retalhos fasciocutâneos baseados na rede vascular do joelho ou retalho de gastrocnêmio. Já no médio, os principais retalhos foram o solear e o fasciossubcutâneo de panturrilha. E, por fim, no inferior, o principal retalho usado foi o fasciossubcutâneo de panturrilha.

Palavras-chave: Músculo gastrocnêmio/cirurgia; Músculo sóleo/cirurgia; Traumatismos da perna/cirurgia; Retalho perfurante/cirurgia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Until the 70s, repairing loss of tissue in the leg was almost always difficult, or even impossible. Currently, only the most experienced surgeons are able to repair open wounds of the leg. Nevertheless, several reliable and simple techniques are currently available. This work aimed to evaluate repair techniques for leg wounds by using local tissues. METHOD: The authors performed a retrospective study of cases of leg reconstruction using local flaps. Dermoadipose, fasciocutaneous, fasciosubcutaneous, and muscle flaps were used. RESULTS: Seventy patients who had open areas in the leg due to tibial fractures, osteomyelitis, ischemic tissue loss, chronic ulcer, or skin tumor underwent surgery. Results were evaluated according to etiology, type of surgical procedure, and complications. CONCLUSIONS: The option of treating open wounds of the lower limbs by using local flaps is very valid. Selection of the flap type depended on local conditions in the leg, and the anatomical region affected. In the upper third of the leg, we used fasciocutaneous flaps, based on the vascular network of the knee, or gastrocnemius flaps. In the middle third of the leg, we used the soleus muscle as the primary flap, and fasciosubcutaneous flaps in the calf region. In the lower third of the leg, a fasciosubcutaneous flap of the calf was primarily used.

Keywords: Gastrocnemius muscle/surgery; Soleus muscle/surgery; Leg trauma/surgery; Perforator flap/surgery.

 

Curativo da área doadora de enxerto de pele parcial com curativo de colágeno e alginato (Fibracol®): uma experiência de 35 pacientes

Lincoln Saito Millan; Diego Barão da Silva; Pedro Soler Coltro; Paulo Cezar Cavalcante de Almeida; Carlos Alberto Mattar; Leão Faiwichow
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):273-276

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O objetivo deste estudo é relatar a nossa experiência com curativo de colágeno e alginato (Fibracol®) para cobrir áreas doadoras de enxerto de pele de espessura parcial. MÉTODO: Estudamos, retrospectivamente, 35 prontuários de pacientes que utilizaram o Fibracol® em áreas doadoras. Nossa rotina para cobrir a área doadora é a seguinte: cobertura da área com uma ou mais unidades de Fibracol® e, em seguida, com uma película à prova de água. Depois de três ou quatro dias, remover o curativo, limpar delicadamente com soro fisiológico e gaze e, quando julgava-se necessário, cobria-se novamente. A idade média foi de 25,52 anos (1-65). RESULTADOS: A coxa foi usada como área doadora em 29 pacientes, o braço em 2, a perna em 4 e tronco em 3 (2 pacientes tiveram mais de uma área doadora). O tempo médio necessário para epitelização foi de 4,51 dias (3-8). O valor de R do coeficiente de correlação de Pearson correlacionando a idade e tempo de epitelização foi -0,0755, com p = 0,6685. Nenhum dos pacientes teve infecção na área doadora. O curativo ideal para a área doadora do enxerto de pele de espessura parcial teria muitas características, incluindo: preço baixo, bom conforto do paciente, baixa taxa de infecção, período curto de tempo para epitelização, etc. CONCLUSÃO: Os autores relatam uma boa experiência usando Fibracol® em 35 pacientes, durante um período de 22 meses. O tempo para epitelização foi de 4,51 dias, mais curta do que a maioria dos trabalhos publicados, e não tinha correlação com a idade do paciente.

Palavras-chave: Queimaduras; Enxertos; Curativos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The objective of this study was to report our findings with a collagen and alginate dressing (Fibracol®) used to cover donor areas of partial-thickness skin grafts. METHOD: We retrospectively evaluated the medical records of 35 patients in whom Fibracol® was used on donor areas. The routine used to manage the donor area is as follows: The area is covered with one or more units of Fibracol®, followed by application of a waterproof film. After three or four days, the dressing is removed and the area cleaned gently with saline and gauze; the area is dressed again if necessary. The mean patient age was 25.52 years (range, 1-65 years). RESULTS: The thigh was used as the donor area in 29 patients, the arm in 2, the leg in 4, and the trunk in 3. Two patients had more than one donor area. The mean time needed for epithelization was 4.51 days (range, 3-8 days). The Pearson correlation coefficient value correlating age and time of epithelization was -0.0755; p = 0.6685. None of the patients experienced an infection in the donor area. The ideal dressing for the donor area of split-thickness skin grafts would have multiple characteristics including low price, good patient comfort, low infection rate, and a short epithelization period. CONCLUSION: The authors report a positive experience with the use of Fibracol® in 35 patients over a period of 22 months. The mean epithelization period was 4.51 days, shorter than that in the majority of published studies, and had no correlation with the age of the patient.

Keywords: Burns; Grafts; Dressing.

 

Opções terapêuticas no manejo do nevus congênito gigante, experiência do Serviço de Cirurgia Plástica e Reaparadora HC-UFPR

Renato da Silva Freitas; Gilvani Azor de Oliveira e Cruz; Isis Scomação; Adriana Sayuri Kurogi; Ivan Maluf Junior; Paula Giordani Colpo; Priscila Balbinot
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):277-281

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O nevus congênito gigante (NCG) possui diversas modalidades de tratamento. A abordagem cirúrgica inclui a ressecção parcial seriada ou excisão total. Objetivo: Demonstrar as principais modalidades terapêuticas utilizadas para o tratamento do NCG e avaliar a incidência da localização, idade e tamanho destas lesões no Serviço de Cirurgia Plástica e Reparadora do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. MÉTODOS: Estudo retrospectivo dos pacientes submetidos a tratamento cirúrgico do NCG no período de janeiro de 2004 a janeiro de 2010. Foram coletados dados como: idade, gênero, tratamento realizado, número de cirurgias realizadas, evolução e complicações. RESULTADOS: Foram avaliados 11 pacientes, sendo 8 mulheres e 3 homens. A média de idade foi de 12,4 anos (3 a 25 anos). O subtipo mais encontrado foi o nevus melanocítico intradérmico correspondendo a 90,9% dos casos e 9,1% com nevus melanocítico composto. Não foram identificados casos de melanoma. A localização mais comum foi a região da cabeça e pescoço. O diâmetro médio das lesões foi de 9,1 cm.As técnicas utilizadas para reconstrução foram: sutura primária, retalhos locais, enxerto de pele e uso de expansores. No seguimento, 63,6% dos pacientes apresentavam ainda nevus residual, 27,3% apresentaram ressecção completa e 9,1% perderam seguimento. CONCLUSÃO: Foi observada maior incidência de NCG na faixa etária de 3 a 25 anos, sendo a localização mais comum na face e com tamanho médio de 9,1cm. O principal tratamento instituído para os pacientes com NCG foi a ressecção parcelada, com bons resultados.

Palavras-chave: Nevo; Tratamento; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Several modalities are available for the treatment of giant congenital nevus (GCN). The surgical approach includes partial serial resection or total excision. Objective: To demonstrate the main therapeutic modalities in the treatment of GCN and to assess the incidence of location, age, and size of this lesion at the Plastic and Reconstructive Surgery Service of the Hospital de Clínicas, Federal University of Paraná. METHODS: This retrospective study included patients who had undergone surgical treatment for GCN between January 2004 and January 2010. We collected data such as age, sex, treatment performed, number of surgeries carried out, evolution, and complications. RESULTS: We evaluated 11 patients (8 female and 3 male). The average age was 12.4 years (range, 3-25 years). The GCN subtype most commonly found was intradermal melanocytic nevus, which accounted for 90.9% of cases, with melanocytic nevus accounting for the remaining 9.1%. No cases of melanoma were identified. The most common location was the head and neck. The average diameter of the lesions was 9.1 cm. The techniques used for the reconstruction included primary suture, local flaps, skin graft, and the use of expanders. In the follow-up period, 63.6% of the patients still presented a residual nevus, 27.3% underwent complete resection, and 9.1% were not monitored. CONCLUSION: A higher incidence of GCN was observed in patients aged 3-25 years. The most common location was the face, and the average size was 9.1 cm. The main treatment of patients with GCN was splitting resection, which resulted in satisfactory outcomes.

Keywords: Nevus; Treatment; Reconstructive surgical procedures.

 

IDÉIAS E INOVAÇÕES

Braquiotoracoplastia em Z no tratamento do contorno corporal após perda ponderal maciça

Fabio Lopes Saito; Pedro Henrique de Souza Smaniotto; Patricia Yuko Hiraki; Simone Cristina Orpheu Scopel; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):282-287

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A braquioplastia trata as deformidades dos membros superiores. A toracoplastia lateral visa o tratamento do torso superior. As braquioplastias, toracoplastias e também as braquiotoracoplastias em Z têm sido utilizadas no Hospital Estadual de Sapopemba no tratamento das deformidades dos membros superiores e terço superior do tórax. Objetivo: Propõe-se descrever as modificações na técnica cirúrgica resultando na braquiotoracoplastia em Z e analisar a casuística e os resultados obtidos, no tratamento das deformidades da região lateral do tórax. MÉTODO: Foram submetidos à braquiotoracoplastia e toracoplastia lateral 31 pacientes. A demarcação foi feita em posição ortostática, e os membros superiores abduzidos em 90o. Iniciou-se pela demarcação da braquioplastia, em duplo fuso, prolongando-se de maneira modificada a demarcação, seguindo pela linha axilar anterior em direção ao sulco inframamário em forma de Z. RESULTADOS: Todos os pacientes referiram melhora do contorno da região e não houve queixas quanto ao posicionamento da cicatriz. DISCUSSÃO: O procedimento da braquiotoracoplastia em Z atual consiste em estender a linha de incisão da face medial do braço, passando proximalmente à axila e continuando pela linha axilar média até o sulco mamário. Ocorreu a melhora do contorno da região dorsal e das dobras cutâneas da região torácica lateral. CONCLUSÃO: A braquiotoracoplastia em Z e a toracoplastia lateral têm a grande vantagem de eliminar a cicatriz circunferencial no torso superior, promovendo a melhoria do contorno dessa região por meio da ressecção cutânea tanto no sentido craniocaudal, como anteroposterior.

Palavras-chave: Obesidade; Membros superiores/cirurgia; Toracoplastia; Cirurgia bariátrica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Brachioplasty treats deformities of the upper limbs. Lateral thoracoplasty treats the upper torso. Brachioplasties, thoracoplasties, and brachiothoracoplasties have been performed with Z-plasty for deformities of the upper limbs and upper third of the chest, in the Sapopemba State Hospital. Objective: We describe modifications of surgical technique for the performance of Z brachiothoracoplasty, and evaluate the results of treatment of deformities of the lateral chest. METHOD: Thirty-one Patients underwent brachiothoracoplasty and lateral thoracoplasty. The demarcation was made with the patient upright, and the upper limbs abducted at 90º. Marking for brachioplasty was performed using a double-ellipse, to lengthen the modified demarcation along the anterior axillary line toward the inframammary crease in a Z shape. RESULTS: All patients reported an improvement in the contour of the region, and there were no complaints regarding the positioning of the scar. DISCUSSION: Z brachiothoracoplasty consists of extending the incision line on the medial aspect of the arm, passing proximally to the axilla, and continuing through the midaxillary line to the inframammary crease. There was an improvement in the contour of the dorsal region and the skin folds of the lateral thoracic region. CONCLUSION: Z brachiothoracoplasty and lateral thoracoplasty have the great advantage of eliminating a circumferential scar on the upper torso, thereby improving the contour of the region through skin resection in both the craniocaudal and anteroposterior directions.

Keywords: Obesity; Upper limbs/surgery; Thoracoplasty; Bariatric surgery.

 

As bases da reformulação da presença digital da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Eduardo Sucupira; Andreia Cristina Feitosa do Carmo; Patricia Zuker; Pablo Autran; José Horácio Aboudib Junior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):288-290

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Com o crescimento exponencial da internet, observou-se o grande potencial da rede como ferramenta eficaz no provimento de informações e acesso difundido. Desenvolver portais que respondam as necessidades informacionais de seus associados e usuários configuram uma preocupação das sociedades de classe. O objetivo deste estudo foi reavaliar a estrutura do portal da SBCP, além da necessidade de implementação de uma nova dinâmica de interação de seus associados e usuários. MÉTODO: Realizou-se pesquisa qualitativa com seus associados e formadores de opinião previamente selecionados. RESULTADOS: As considerações mais frequentes foram: aporte de melhor conteúdo científico, necessidade de atualização do portal, divulgação de pesquisas, acesso a periódicos e instrumento de treinamento e/ou aperfeiçoamento. CONCLUSÃO: Essa pesquisa possibilitou a modernização do portal da SBCP, além de definir diretrizes de sua presença contínua nas redes sociais.

Palavras-chave: Rede; Portal; Cirurgia Plástica; Sociedades Médicas; Mídias sociais.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The exponential growth of the Internet has revealed its great potential as an effective tool for providers to access information. The development of websites that meet associates' and other users' needs to be informed is a concern of professional associations. This study aimed to assess the structure of the SBCP website and the need to implement a new dynamic interaction between associates and other users. METHOD: A qualitative study was conducted by surveying previously selected associates and opinion makers. RESULTS: The most common considerations were as follows: (1) the need to improve scientific content, (2) update the website, (3) disseminate research, (4) access journals, and (5) training and/or development of tools. CONCLUSION: This study promoted the modernization of the SBCP website and defined guidelines for its ongoing presence in social networks.

Keywords: Internet; Website; Surgery, Plastic; Societies, Medical; Social media.

 

ARTIGO DE REVISÃO

Lipoaspiração e embolia gordurosa: revisão de literatura

Felipe de Vilhena Moraes Nogueira; Gabriel Vieira Braga Ferraz Coelho; Vagner Franco da Silveira Junior; Camila Zirlis Naif de Andrade; Cristina Marly Cunha Hetem; Jayme Adriano Farina Junior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):291-294

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

A cirurgia de lipoaspiração é com alguma frequência relacionada a consequências dramáticas ou fatais, causando grande repercussão no meio médico e principalmente na mídia leiga. Esse fato não deve fazer com que o cirurgião plástico evite essa cirurgia, mas sim estimulá-lo a conhecer profundamente a fisiopatologia inerente ao procedimento, buscando meios embasados de realizá-lo da forma mais segura possível, reduzindo ao máximo os riscos de complicações, principalmente as mais graves. Esse artigo teve o objetivo de realizar uma revisão bibliográfica a respeito especificamente da embolia gordurosa causada pela lipoaspiração, relacionada inúmeras vezes a pós-operatórios dramáticos e fatais. Além disso, ressalta alguns cuidados preventivos para uma maior segurança com esse procedimento.

Palavras-chave: Cirurgia plástica; Lipoaspiração; Embolia gordurosa; Embolia pulmonar.

 

ABSTRACT

Liposuction surgery is often associated with severe or fatal consequences, causing great repercussions in the medical field, and especially in the lay media. This should not cause the plastic surgeon to avoid the procedure, but rather should promote deeper knowledge of the basic pathophysiology. All means to accomplish the surgery in the safest possible way should be utilized, to minimize the risk of complications, especially the most severe risks. This article reviews the literature on liposuction-induced fat embolism, which is often associated with severe complications in the postoperative period, and even fatal outcomes. In addition, this study highlights several preventive measures that can be adopted to ensure greater safety of this procedure.

Keywords: Plastic surgeon; Liposuction; Fat embolism; Pulmonary embolism.

 

Considerações nutricionais para cirurgia plástica em paciente após cirurgia bariátrica

Vijaya Lakshmi Nirujogi; Kelly Zopfi
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):295-302

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

A cirurgia bariátrica continua a ser o tratamento mais efetivo para obesidade mórbida e a mais associada a outras condições metabólicas tais como diabetes tipo 2, doença refluxo gastroesofágico, e apneia do sono obstrutiva. Na população obesa, deficiências nutricionais comuns incluem vitaminas A, C, D, e B12, folato, tiamina, ferro, ferritina, zinco e selênio. Com a perda de peso ponderal, muitos pacientes podem utilizar o contorno corporal para deformidades. Após perda de peso ponderal seguida de cirurgia bariátrica, os pacientes geralmente desenvolvem deficiência nutricional significante que aumenta o risco de morbidade e mortalidade pós-operatória com quaisquer cirurgias subsequentes. Alguns pacientes requererem avaliação adicional durante a doença, ou quando candidatos eletivos pré-cirurgia, devido a alterações no trato alimentar com objetivo de melhorar os resultados e prevenir complicações devido a deficiências nutricionais.

Palavras-chave: Nutrição; Deficiências Nutricionais; Cirurgia Bariátrica; feitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos.

 

ABSTRACT

Bariatric surgery continues to be the most effective treatment for morbid obesity and most other associated metabolic conditions such as type 2 diabetes mellitus, gastroesophageal reflux disease, and obstructive sleep apnea. In the obese population, common nutritional deficiencies include vitamins A, C, D, and B12, folate, thiamine, iron, ferritin, zinc, and selenium. With massive weight loss, many patients may utilize body contouring for deformities. After massive weight loss following bariatric surgery, patients often develop significant nutritional deficiencies that increase the risk of postoperative morbidity and mortality with any subsequent surgeries. Some unique patients will require additional evaluation during illness or when considering elective surgery due to alterations to the alimentary tract, in order to optimize outcomes and prevent complications from nutritional deficiencies.

Keywords: Nutrition; Deficiency diseases; Bariatric surgery; Drug-Related side effects and Adverse reactions.

 

RELATO DE CASO

Síndrome de Proteus: relato de casos

Ivan Maluf Junior; Flávia Thaiana Bonato; Carolina Borralho Gobbato; Luiza Lopes; Wagner Allan Bertolotte; Isis Scomação; Marlon Augusto Camara Lopes; Adriana Sayuri Kurogi; Ruth Maria Graf; Gilvani Azor de Oliveira e Cruz; Renato da Silva Freitas
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):303-310

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A síndrome de Proteus é uma doença complexa e rara, classificada nos grupo das hamartoses. Foi primeiramente descrita em dois pacientes, em 1979, por Cohen e Hayden. Existe dificuldade no diagnóstico, sendo comum a confusão com síndromes de Klippel-Trenaunay-Weber, neurofibromatose ou Stuge-Weber. Apresentamos dois casos tratados no Serviço de Cirurgia Plástica e Reparadora da Universidade Federal do Paraná. MÉTODO: Paciente masculino (caso 1), que chegou ao serviço aos 6 anos de idade, tendo como principais apresentações lipomatoses e assimetrias. A segunda paciente (caso 2) deu entrada no serviço com 20 anos de idade e diagnóstico de síndrome de Klippel-Trenaunay-Weber, que posteriormente mostrou se tratar de síndrome de Proteus. CONCLUSÃO: A hipótese etiológica mais aceita para a doença é genética. Acredita-se que exista mosaicismo somático e que a doença seja letal no estado não mosaico. Morte prematura é bastante frequente. Entretanto, a sequela mais comum é a ocorrência de tumores incomuns. O cuidado dos pacientes portadores da síndrome é um desafio devido às suas consequências médicas e psicossociais.

Palavras-chave: Síndrome de Proteus; Hamartoma; Lipoma.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Proteus syndrome is a complex and rare disorder classified as a hamartomatous disease. It was first described in two patients in 1979, by Cohen and Hayden. Proteus syndrome is difficult to diagnose, and is often confused with Klippel-Trenaunay-Weber syndrome, neurofibromatosis, or Sturge-Weber syndrome. In this study we describe two patients who were treated at the Plastic and Reconstructive Surgery Service of the Federal University of Paraná. METHOD: A 6-year-old male patient (case 1) presented to the Service with lipomatosis and asymmetry, as the primary findings. A 20-year-old (case 2) was admitted to the Service with a diagnosis of Klippel-Trenaunay-Weber syndrome, which later was shown to be Proteus syndrome. CONCLUSION: The etiological hypothesis that is most accepted for this disease is genetic. It is believed that somatic mosaicism may occur during pathogenesis, which can be lethal in the mosaic state. Premature death is common. However, the most common sequelae are the occurrence of unusual tumors. The care of patients with this syndrome is a challenge due to medical and psychosocial consequences.

Keywords: Proteus syndrome; Hamartoma; Lipoma.

 

Lábio duplo bilabial

Gustavo Felipe Pasqual; Luciana de Vasconcelos Sá; Luiz Alexandre Lorico Tissiani
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):311-314

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

O lábio duplo é uma entidade rara, com poucos relatos, que geralmente afeta o lábio superior, sendo de fácil diagnóstico clínico. Pode ter origem congênita ou adquirida. O tratamento cirúrgico é indicado por queixa estética ou funcional, de simples execução. Este relato refere-se a um caso de lábio duplo bilabial em paciente do sexo masculino de 14 anos, em que foi realizada correção cirúrgica por motivação estética do paciente, com ótimo resultado dos pontos de vista estético e funcional.

Palavras-chave: Lábio; Lábio/anormalidades; Glândulas salivares; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

There are few published reports on double lip, a rare entity that usually affects the upper lip, and that is easily diagnosed clinically. It may be congenital or acquired. Surgical treatment is indicated for aesthetic or functional complaints, and is simple to implement. This report describes a case of bilabial double lip in a 14-year-old male patient, in whom surgical correction was carried out for aesthetic reasons, with excellent aesthetic and functional results.

Keywords: Lip; Lip abnormalities; Salivary glands; Reconstructive surgical procedures.

 

Reconstrução de dorso nasal: relato de caso

Gustavo de Sousa Marques Oliveira; Alcides Martins Arruda; Tatyanne Ferreira da Silva; Fabio Tacla Saad; Gabriel Rahal Costa; Elson Taveira Adorno Filho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):315-318

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O dorso nasal é um local comum para o desenvolvimento de neoplasias cutâneas, predominantemente o epitelioma basocelular. Em 1964, Barsky preconiza um retalho quadrangular do dorso nasal, com base na região glabelar, utilizando somente pele da região dorsal. Baseava-se em um procedimento simples recobrindo áreas cruentas até a ponta nasal, resultando em cicatrizes pouco perceptíveis. RELATO DE CASO: Paciente de 82 anos procurou o Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian apresentando lesão em dorso nasal de aproximadamente 3 × 2 cm, ulcerada com base eritematosa e limites mal definidos. A técnica utilizada para correção da perda de substância foi o deslizamento de um retalho frontoglabelar com pedículo randomizado. A paciente evoluiu com viabilidade do retalho, apresentando restauração do dorso nasal e resultado estético satisfatório. CONCLUSÃO: Em decorrência da cor e textura adequadas da pele desta região, o retalho frontoglabelar é reconhecidamente uma excelente área doadora para cobertura do dorso do nariz.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Epitelioma basocelular; Nariz/anatomia & histologia; Deformidades adquiridas nasais; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The nasal dorsum is a common location for the development of cutaneous tumors, predominantly basal cell epithelioma. In 1964, Barsky recommended a quadrangular flap for coverage of the nasal dorsum, taken from the glabellar region, to most closely match the skin of the dorsal region. This was based on a simple procedure for covering raw areas up to the nasal tip, resulting in less noticeable scars. CASE REPORT: An 82-year-old woman presented to the Plastic Surgery Service of the University Hospital Maria Aparecida Pedrossian with a lesion on the nasal dorsum of approximately 3 x 2 cm, ulcerated with an erythematous base, and ill-defined limits. A fronto-glabellar sliding flap was used to correct the loss of substance. The patient progressed with flap viability, restoration of the nasal dorsum, and satisfactory esthetic results. CONCLUSION: Owing to the color and texture of the skin from this region, the fronto-glabellar flap is an excellent donor area for coverage of the nasal dorsum.

Keywords: Surgical flaps; Basal cell epithelioma; Nose anatomy & histology; Acquired nasal deformities; Reconstructive surgical procedures.

 

Reconstrução de lábio utilizando o retalho randomizado cervical do músculo platisma

Rodrigo Cesar Pimenta Gomes; Francisco de Assis Montenegro Carvalho; Leonardo Michal Zakzak; Ricardo Lapa Kruse; Fernando Soares de Alcântara; Régis Pinheiro Nogueira; Nidall de Sousa Raad
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):319-323

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução cirúrgica da deformidade labial exige bom conhecimento anatômico e técnica cirúrgica. Fatores como localização da lesão, extensão, profundidade e tratamento inicial adequado constituem variáveis que são analisadas em conjunto para a estratégia cirúrgica mais apropriada. O retalho de Tsur é definido como randomizado do músculo platisma que pode ser elevado do pescoço como tubo unipediculado ou bipediculado, dependendo do tamanho e da localização da perda de substância. Pode incluir área pilosa cervical e ser utilizado em defeitos de plano parcial ou total do lábio. MÉTODO: Foram operados três pacientes com perda de substância labial extensa. Foi utilizado retalho bipediculado em dois casos e unipediculado em um caso. RESULTADOS: No primeiro paciente, foi liberado um dos pedículos do retalho cervical no 15º dia do pós-operatório. Após 30 dias, o outro foi liberado após integração completa ao lábio superior. A partir deste, retalhos ao acaso foram confeccionados para reconstrução do lábio inferior, columela e ponta nasal. O segundo paciente evoluiu com necrose da porção central do retalho, sendo realizada confecção de leito de ancoragem próximo à comissura. Apresentou melhora da continência salivar. O terceiro paciente evoluiu bem, sendo liberado o retalho lingual utilizado para reconstruir o lábio superior após 3 semanas. CONCLUSÃO: A reconstrução com o retalho de Tsur mostrou-se útil nos casos de reconstrução total do lábio superior e inferior, além de ser ótima alternativa na situação de impossibilidade de utilização do retalho microcirúrgico e de permitir um resultado estético aceitável com recuperação da função mastigatória e da fala adequadas, apesar da complexidade inicial dos casos.

Palavras-chave: Reconstrução; Lábio; Retalhos cirúrgicos; Pescoço.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Surgical reconstruction of lip deformities requires proper anatomical knowledge and surgical techniques. Factors such as location, extent, depth, and appropriate initial treatment of the lesion are parameters that are simultaneously analyzed to identify the most suitable surgical strategy. The flap described by Tsur is defined as a platysma muscle randomized flap, and can be raised from the neck as a unipedicled or bipedicled tube, depending on the size and location of the loss of substance. This may include the hairy cervical area, and it can be used in defects of the partial or total plane of the lip. METHOD: Three patients with extensive loss of lip substance underwent surgery. A bipedicled flap was used in two cases, and a unipedicled flap in one case. RESULTS: In the first patient, one pedicle of the cervical flap was released on the 15th postoperative day. After 30 days, we released the other, after full integration into the upper lip. From this, flaps were randomly made for the reconstruction of the lower lip, columella, and nasal tip. The second patient developed necrosis of the central portion of the flap, and the recipient bed was anchored next to the commissure. The patient showed improved salivary continence. The third patient progressed well, and the tongue flap used to reconstruct the upper lip was released three weeks later. CONCLUSION: Reconstruction with a Tsur flap was useful in cases of total reconstruction of the upper and lower lip, in addition to being a great alternative in situations in which it was impossible to use microsurgical flaps. This technique also allowed the achievement of satisfactory aesthetic outcomes, and resulted in the recovery of masticatory function and appropriate speech, despite the initial complexity of the cases.

Keywords: Reconstruction; Lip; Surgical flap; Neck.

 

Reconstrução de dorso do pé com retalho supramaleolar lateral de fluxo reverso em menor de 4 anos de idade

Fábio Tacla Saad; Kleder Gomes de Almeida; Paulete Yuri Nnukariya Gomes de Almeida; Tatyanne Ferreira da Silva; Marina Buainain Balbuena; Bruno Barros Azevedo Coutinho; Gabriel Rahal Costa; Gustavo de Sousa Marques Oliveira; Alcides Martins Arruda
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):324-328

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Lesões em terço distal da perna podem deixar expostas áreas nobres, que devem ser recobertas. O retalho supramaleolar lateral faz parte de uma série de retalhos descritos na última década, é fasciocutâneo elevado no aspecto lateral da perna inferior, sendo empregado como um retalho pediculado com base distal. O objetivo do presente relato de caso é apresentar os resultados cirúrgicos e a eficácia do retalho supramaleolar lateral em lesões extensas no membro inferior com perdas de substâncias significativas em criança de 4 anos. RELATO DE CASO: Paciente A.K.E.S., sexo feminino, foi internada há 13 anos, vítima de atropelamento, com lesão extensa em dorso de pé esquerdo com exposição de áreas nobres de aproximadamente seis centímetros de diâmetro. Após desbridamento, no quinto dia foi realizada cobertura da lesão com retalho fasciocutâneo supramaleolar lateral. A paciente teve alta para acompanhamento ambulatorial, evoluindo sem intercorrência. Ela retornou ao serviço apenas 13 anos após com sobrepeso e reclamando do aumento de volume no dorso do pé. Foi realizada lipectomia do terço distal do retalho, evoluindo sem intercorrência. Um segundo procedimento do terço proximal foi programado para seis meses após. DISCUSSÃO: Lesões no terço distal da perna podem expor áreas nobres. Os retalhos supramaleolar lateral, sural e de perfurantes pediculados possuem aplicações semelhantes, mas apresentam peculiaridades técnicas individuais. Como vantagens no retalho supramaleolar lateral: não há necessidade de microanastomoses, é rápido para ser executado e simula a área receptora em várias características locais. CONCLUSÃO: É um retalho de maior facilidade de execução e reprodutível, podendo ser realizado em crianças menores de 5 anos. Tem sua aplicação como alternativa para lesões em terços inferiores da perna, tornozelo e pé.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Extremidade inferior; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Traumatismos da perna.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Injuries in the distal third of the leg may expose noble areas that should be covered. The lateral supramalleolar flap is one of a series of flaps described in the last decade; it is an elevated fasciocutaneous flap in the lateral aspect of the lower leg, and is employed as a distally based pedicled flap. The purpose of this case report is to present the surgical results and the effectiveness of the lateral supramalleolar flap in extensive lower limb injuries with significant loss of substance in a 4-year-old child. CASE REPORT: Patient A. K. E. S., a girl, was admitted 13 years previously. She had been in an accident, and had extensive injuries on the dorsum of the left foot, with exposure of noble areas approximately 6 cm in diameter. After debridement, lesion coverage was performed on the fifth day by using a fasciocutaneous lateral supramalleolar flap. The patient was discharged for outpatient monitoring and progressed without complication. She only returned to the hospital 13 years later, overweight and complaining of swelling on the dorsal aspect of the foot. Lipectomy of the distal third of the flap was performed, with uncomplicated progress. A second procedure for the proximal third was scheduled six months later. DISCUSSION: Injuries in the distal third of the leg may expose noble areas. Lateral supramalleolar, sural, and pedicled perforating flaps have similar applications, but show individual technical peculiarities. The lateral supramalleolar flap has no need for microsurgery, is rapidly performed, and simulates the receiving area while considering several local characteristics. CONCLUSION: This flap is easily implemented and reproducible, and can be used in children younger than 5 years of age. It is an alternative for injuries in the lower third of the leg, the ankle, and the foot.

Keywords: Surgical flaps; Lower extremity; Reconstructive surgical procedures; Leg injuries.

 

ARTIGO ESPECIAL

Síndrome de Fournier: Reconstrução de bolsa testicular com retalho fasciocutâneo de região interna de coxa

Priscilla Balbinot; Adriana Sayuri Kurogi Ascenço; Isis Juliane Guarezi Nasser; Dirlene Thaisa Berri; Ivan Maluf Junior; Marlon Camara Lopes; Tiago Bodanese; Renato da Silva Freitas
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):329-334

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A síndrome de Fournier é uma infecção multibacteriana de rápida progressão em região perineal. Seu tratamento inclui desbridamento, antibioticoterapia de amplo espectro e terapia com oxigênio em câmara hiperbárica. O desbridamento agressivo tipicamente resulta em perda da cobertura cutânea de toda bolsa escrotal, expondo ambos os testículos. No tratamento, é necessária a utilização de retalhos bem vascularizados para o reestabelecimento das funções. MÉTODO: Apresentamos a aplicação de um retalho fasciocutâneo, aproveitando a rica rede arterial da região interna da coxa para a reconstrução perineal, proposto por Ferreira et al., o qual permite o tratamento de amplos defeitos. CONCLUSÃO: O retalho descrito para reconstrução perineal é bastante versátil. Suas vantagens incluem a possibilidade de ser utilizado em diversas situações clínicas, baixo acometimento de gangrena na região doadora, reconstrução em único estágio e a espessura do retalho adequada para reconstrução desta região.

Palavras-chave: Gangrena de Fournier; Fasciite necrotizante; Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Fournier gangrene is a rapidly progressing multi-bacterial infection in the perineal region. The treatment of this condition includes debridement, broad-spectrum antibiotic therapy, and oxygen therapy in a hyperbaric chamber. Aggressive debridement typically results in the loss of skin coverage of the entire scrotal sac, and the exposure of both testes. During treatment, it is essential to use well-vascularized flaps to ensure the recovery of function. METHOD: We describe the application of a fasciocutaneous flap-which takes advantage of the rich arterial network of the internal region of the thigh-in the perineal reconstruction method proposed by Ferreira et al. that allows for the treatment of large defects. CONCLUSION: The flap is quite versatile. Its advantages include its utility in various clinical situations, low risk of gangrene in the donor area, single-stage reconstruction, and adequate flap thickness for reconstruction.

Keywords: Fournier gangrene; Necrotizing fasciitis; Surgical flaps.

 

CARTAS AO EDITOR

Patrocinadores

Indexadores