ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

EDITORIAL

ARTIGO ORIGINAL

Substituição de soro bovino fetal por soro humano como suplemento para cultura de fibroblastos humanos

César Isaac; Cristiana Nicoli de Mattos; Francinni Mambrine Pires do Rêgo; Larissa Nocchi Cardim; Silvana Cereijido Altran; André Oliveira Paggiaro; Rafael Mamoru Carneiro Tutihashi; Mônica Beatriz Mathor; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):379-384

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Soro bovino fetal (SBF) é comumente usado como suplemento no meio de cultura para cultivar fibroblastos. Essa forma de suplementação, porém, não é ideal, pois a qualidade das amostras de SBF é variada e sua composição não é completamente conhecida. Além disso, o SBF pode apresentar contaminação por vírus e príons ou causar complicações imunológicas. Assim, a comunidade científica tem buscado alternativas ao uso de elementos xenobióticos em cultura celular. O soro humano pode ser uma dessas alternativas, principalmente para aplicação clínica. Métodos: Soro humano, obtido de sangue de 10 voluntários saudáveis submetidos a avaliação sorológica prévia, foi testado como substituto do SBF em cultura de fibroblastos humanos. As células foram cultivadas em placas multipoços, contendo Dulbecco's Modified Eagle's Medium (DMEM) mais 10% de SBF (D10) ou DMEM mais 10% de soro humano (D10H). Entre 24 e 264 horas de exposição aos meios testados, as células foram contadas e os resultados foram expressos em média ± erro padrão da média, para obtenção de curvas de proliferação celular. Resultados: Não houve diferença estatística entre os grupos de proliferação. Fibroblastos na presença de soro humano aparentavam ser menores e mais arredondados em comparação àqueles mantidos em D10. Conclusões: Os resultados permitem inferir que o soro humano pode substituir o SBF em cultura de fibroblastos e que fibroblastos cultivados em meio suplementado por soro humano apresentam morfologia mais semelhante àqueles in vivo.

Palavras-chave: Soro. Técnicas de cultura de células. Células cultivadas. Fibroblastos. Proliferação celular.

 

ABSTRACT

Background: Fetal calf serum (FCS) is commonly used as supplement in the culture medium for fibroblast cell cultures. This form of supplementation is far from ideal, as samples quality varies from batch to batch and its composition is not completely known. FCS may contain virus and prion contamination and it may also cause immunologic complications to humans. Due to those facts, a worldwide effort is being made to find alternatives to the use of xenobiotic elements in cell cultures. Human serum would be a safer alternative for FCS use, providing maintenance for cell in clinical appliance. Methods: We assayed human serum as a replacement of FCS in human fibroblasts culture. Human serum was obtained from blood of 10 healthy volunteers, submitted to serological evaluation. Fibroblasts were cultivated in multiwell plates containing either Dulbecco's Modified Eagle's Medium (DMEM) plus 10% FCS (D10) or DMEM plus 10% human serum (D10H). After 24 to 264 hours cells were counted and results were expressed in mean ± standard error of the mean to obtain cell proliferation curves. Results: There was no statistical difference between both proliferation groups. Human serum supported growth and proliferation of human fibroblasts, with a potential as substitute for FCS in cell culture. Cell morphology was different in human serum presence appearing to be smaller and rounded as compared to cells kept in D10. Conclusions: These results allow us to infer that human serum can substitute FCS in fibroblasts cell culture, and that fibroblasts cultured in human serum present morphology similar to in vivo fibroblasts.

Keywords: Serum. Cell culture techniques. Cells, cultured. Fibroblasts. Cell proliferation.

 

Implante intramuscular de polimetilmetacrilato (PMMA) 30%, associado a veículo não-proteico: estudo experimental em ratos

Edela Puricelli; Almir Moojen Nácul; Deise Ponzoni; Adriana Corsetti; Laura de Campos Hildebrand; Denis Souto Valente
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):385-389

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Este trabalho busca avaliar, em ratos, a estabilidade e a biocompatibilidade de um material de preenchimento à base de polimetilmetacrilato (PMMA) a 30% implantado no músculo masseter, por meio do padrão, e a organização reacional no tecido receptor. Métodos: Foram utilizados 20 ratos, divididos em quatro grupos: grupo I, que correspondeu ao período de 7 dias de pós-operatório; grupo II, de 14 dias; grupo III, de 45 dias; e grupo IV, de 60 dias. O implante foi realizado no músculo masseter direito, na região do ângulo da mandíbula. Resultados: No período de 7 dias, observou-se presença de infiltrado inflamatório linfoplasmocitário, com formação de cápsula fibrosa e presença de grande número de neutrófilos, macrófagos e formação de exsudatos. Em 14 dias, observou-se a formação de um tecido de granulação composto por infiltrado inflamatório linfoplasmocitário, vasos de neoformação e cápsula fibrosa. Porém, nesse tempo experimental, nota-se a regeneração das fibras musculares e a diminuição do número de neutrófilos e exsudatos. Após 45 dias e 60 dias, observou-se, no tecido muscular, diminuição da intensidade do infiltrado inflamatório, comparativamente aos tempos experimentais anteriores. Conclusões: A reação inflamatória provocada pelo PMMA é transitória e não compromete as funções e o contorno desse tecido muscular, o que sugere que o PMMA é biocompatível.

Palavras-chave: Materiais biocompatíveis. Polimetilmetacrilato. Músculo masseter.

 

ABSTRACT

Introduction: In the present study, the stability and biocompatibility of a 30% polymethylmethacrylate (PMMA) filling material implanted in the masseter muscle of rats were investigated according to the cytologic characteristics presented in the graft versus host reaction. Methods: The study included 20 rats, which were divided into 4 groups: groups I, II, III, and IV corresponded to animals evaluated 7, 14, 45, and 60 days after surgery, respectively. The implant was placed in the right masseter muscle at the level of the mandibular angle. Results: After 7 days, lymphoplasmacytic inflammatory infiltrates, a fibrous capsule, a large number of neutrophils, macrophages, and exudate were observed. The second group (14 days) showed granulation tissue composed of a lymphoplasmacytic inflammatory infiltrate, newly formed vessels, and a fibrous capsule. However, the second group also exhibited regeneration of the muscle fibers, and a decreased number of neutrophils and exudate. After 45 and 60 days, the inflammatory infiltrate decreased in intensity compared to the first 2 groups. Conclusions: The inflammatory reaction caused by PMMA is transient and does not compromise the function and the shape of the masseter muscle tissue, suggesting that PMMA is biocompatible.

Keywords: Biocompatible materials. Polymethyl methacrylate. Masseter muscle.

 

Influência do buflomedil e do sildenafil na sobrevivência de retalhos randomizados em ratos: estudo experimental

Jason C. Abrantes Figueiredo; Antonio Gustavo Zampar; Cristina Destro; Victor Eduardo A. Arias; Rebeca Morro; Adivânia de Souza Pinheiro; José Marcos de Andrade Mélega
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):390-393

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: A insuficiência no aporte sanguíneo e a consequente disfunção gerada no fluxo da microcirculação são consideradas causas dominantes de sofrimento de um retalho cirúrgico.Várias drogas vasoativas têm sido testadas para o tratamento farmacológico da isquemia tecidual, porém com graus variáveis de sucesso. Este estudo teve como objetivo avaliar a influência do buflomedil e do sildenafil na viabilidade de retalhos cutâneos ao acaso, em ratos. Métodos: Foram confeccionados retalhos cutâneos no dorso de ratos, com dimensões de 10 x 3 cm e base caudal. Foram utilizados 30 ratos, divididos em três grupos de 10 ratos cada: um grupo que recebeu apenas o veículo da solução (grupo controle); um grupo que recebeu buflomedil (grupo buflomedil); e um terceiro grupo que recebeu sildenafil (grupo sildenafil). A via de administração foi a oral e a dose foi de 10 mg/kg/dia para cada droga, durante sete dias. Ao final desse período, os animais foram sacrificados, sendo realizada a determinação das áreas viáveis dos retalhos. Resultados: A média das áreas viáveis dos retalhos foi de 16,2 ± 3,56 cm2 para o grupo controle, de 17,69 ± 2,54 cm2 para o grupo buflomedil, e de 18,28 ± 3,74 cm2 para o grupo sildenafil. A análise dos dados pelo teste de Kruskal-Wallis não demonstrou significância estatística entre os três grupos. Conclusões: A utilização do buflomedil e do sildenafil demonstrou não diminuir a área de necrose de retalhos randomizados em ratos.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Piperazinas. Pirrolidinas. Necrose/prevenção & controle. Ratos.

 

ABSTRACT

Background: Microcirculation dysfunction, as a consequence of localized vascular insufficiency, is considered to be one of the dominant causes of surgical flap necrosis. Several vasoactive drugs have been tested for the pharmacological treatment of tissue ischemia, with varying degrees of success. This study aimed to assess the impact of buflomedil and sildenafil on the viability of random skin flaps in rats. Methods: Caudally pedicled skin flaps (10 x 3 cm) were created on the backs of rats. The animals were randomly assigned, in groups of 10, to three treatment groups: one group served as the vehicle control group, one group received buflomedil (10 mg/kg/d, orally), and a third group received the same dosage of sildenafil. Following seven days of dosing, the animals were sacrificed, and the viable flap area was determined. Results: The average viable flap area for each group was: 16.2 ± 3.56 cm2 (control group), 17.69 ± 2.54 cm2 (buflomedil group), and 18.28 ± 3.74 cm2 (sildenafil group). Data analysis by the Kruskal-Wallis test failed to show a statistically significant difference between the three groups. Conclusions: Neither buflomedil nor sildenafil showed a reduction in the necrotic area of random skin flaps in rats.

Keywords: Surgical flaps. Piperazines. Pyrrolidines. Necrosis/prevention & control. Rats.

 

Uso de células-tronco adultas de tecido adiposo na cicatrização da pele: estudo controlado, randomizado

Pedro Djacir Escobar Martins; Carlos Oscar Uebel; Denise Cantarelli Machado; Jefferson Braga da Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):394-401

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Fatores que diferenciam a cicatrização fetal e a do adulto instigam a possibilidade de manipulação das soluções de continuidade da pele. Este estudo teve como objetivo avaliar se o uso de células-tronco adultas do tecido adiposo é benéfico à cicatrização da pele. Métodos: Estudo controlado, randomizado, para o qual foram selecionadas 18 pacientes, considerando-se critérios de inclusão e exclusão. As células-tronco adultas utilizadas eram autólogas, extraídas do tecido adiposo da região infraumbilical, precedendo a realização da abdominoplastia. Essas células, antes da síntese da pele, foram implantadas na derme da ferida operatória, na região suprapúbica. A avaliação dos resultados foi realizada com base na escala de Draaijers, por três avaliadores médicos cegados, e pelas próprias pacientes, por autoavaliação. Foi realizada, também, avaliação fotométrica por fotografia digital. Resultados: Dentre as 18 pacientes operadas, sob o ponto de vista cirúrgico, 17 (94,4%) apresentaram resultados excelentes ou bons e uma (5,5%) apresentou deiscência de sutura, considerado mau resultado. Quanto à cicatrização da pele na área pesquisada, à avaliação fotométrica, não houve diferença estatisticamente sig­ni­fi­cante; à autoavaliação pelas pacientes, os resultados atingiram nível de significância a favor da intervenção com células-tronco (P = 0,12); e à avaliação pelos médicos, foi atingido nível de significância a favor da intervenção por células-tronco (P = 0,003). Considerando-se todas as avaliações realizadas (médicos, pacientes e fotométrica), foi encontrada diferença estatisticamente significante favorável ao implante de células-tronco adultas do tecido adiposo (P < 0,001). Conclusões: Os resultados da cicatrização da pele, após implante de células-tronco adultas derivadas de tecido adiposo, foram satisfatórios.

Palavras-chave: Células-tronco. Cicatrização. Abdome/cirurgia.

 

ABSTRACT

Background: The differences between fetal and adult scars suggest the possibility of manipulating skin scarring outcomes. This study aimed to assess whether the use of adult stem cells from adipose tissue is beneficial to skin healing. Methods: This was a randomized controlled study for which 18 patients were selected based on inclusion and exclusion criteria. The adult stem cells used were autologous and were extracted from infraumbilical adipose tissue prior to abdominoplasty. These cells were implanted into the surgical wound dermis in the suprapubic region before skin synthesis. The results were assessed blindly based on the Draaijers scale by three physicians and by the patients themselves in a self-assessment. Photometric assessment by digital photography was also performed. Results: Among the 18 operated patients, considering the surgical result, 17 (94.4%) had excellent or good results and one (5.5%) had wound dehiscence, which was considered a bad result. Considering skin healing in the searched area, there was no statistically significant difference in the photometric evaluation; in both the self-assessment by the patients and the physicians' assessment, the results were significantly in favor of intervention with stem cells (P = 0.12 and P = 0.003, respectively). Consideration of all assessments (physicians, patients and photometric) found a statistically significant difference in favor of the implantation of adult stem cells from adipose tissue (P <0.001). Conclusions: Skin healing results after implantation of adult stem cells derived from adipose tissue were satisfactory.

Keywords: Stem cells. Wound healing. Abdomen/surgery.

 

Papel do queratinócito na contração da ferida: avaliação de impacto usando um modelo de matriz de colágeno povoada por fibroblastos

César Isaac; André Oliveira Paggiaro; Johnny Leandro Conduta Borda Aldunate; Marisa Roma Herson; Silvana Cereijido Altran; Mônica Beatriz Mathor; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):402-406

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: A eventual participação de queratinócitos na remodelagem da ferida tem sido estudada há muito tempo. Este trabalho investigou o impacto dos queratinócitos na contração da ferida. Métodos: Foi utilizado gel de colágeno tipo I murino povoado por fibroblastos humanos com queratinócitos humanos semeado na superfície (grupo estudo), formando um equivalente dermoepidérmico. Géis de colágeno povoado apenas por fibroblastos foram utilizados como grupo controle. Os critérios de confecção e armazenagem dos géis foram iguais para ambos os grupos. Resultados: Houve aumento evidente e estatisticamente significante na contração de gel das amostras povoadas por queratinócitos, em comparação ao grupo controle. Conclusões: Esses resultados sugerem que os queratinócitos não só podem modular a proliferação de fibroblastos, mas também, por si só, desempenhar papel ativo na contração da ferida. Novas investigações sobre mecanismos envolvidos nas vias de comunicação entre células e entre célula e matriz devem ser avaliadas sob o ponto de vista de participação dos queratinócitos na cicatrização de feridas e formação de cicatrizes patológicas.

Palavras-chave: Queratinócitos. Cicatrização. Técnicas de cultura de células. Fibroblastos.

 

ABSTRACT

Background: The possible participation of keratinocytes in wound remodeling has been widely studied. This study investigated the impact of keratinocytes in wound contraction. Methods: Murine type I collagen gels populated by human fibroblasts and seeded with human keratinocytes on the surface to form a dermo-epidermal equivalent were used as the study group. Collagen gels populated by only fibroblasts were used as the control group. The criteria for the preparation and storage of gels were similar for both groups. Results: An evident and statistically significant increase in gel contraction was observed in samples populated by keratinocytes compared to the control group. Conclusions: These results suggest that keratinocytes not only modulate fibroblast proliferation but also play an active role in wound contraction per se. Further research on the mechanisms involved in the communication pathways between cells and between cells and the matrix shall be assessed from the perspective of keratinocyte participation in wound healing and pathologic scarring.

Keywords: Keratinocytes. Wound healing. Cell culture techniques. Fibroblasts.

 

Expansão tecidual no Hospital de Clínicas-UFPR: nossa experiência

Renato da Silva Freitas; Gilvani Azor de Oliveira e Cruz; Isis Scomação; Isis Juliane Guarezi Nasser; Paula Giordani Colpo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):407-410

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: A escassez de tecidos para reconstrução de grandes defeitos é um desafio ao cirurgião plástico. Nesse contexto, surgiu a expansão tecidual, que, nos últimos 30 anos, se tornou uma das modalidades mais utilizadas na cirurgia reparadora. A expansão é uma técnica muito versátil, que pode ser realizada em todas as idades e para correção de diferentes afecções. As principais indicações são sequelas de queimadura e nevo congênito gigante. Este estudo teve como objetivo demonstrar as indicações na utilização dos expansores tissulares e sua evolução em pacientes do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Métodos: Estudo retrospectivo, incluindo pacientes submetidos a expansão tecidual para cirurgia reconstrutora, no período de janeiro 2005 a dezembro 2009. Resultados: Foram analisados 24 pacientes, sendo 70,8% do sexo feminino e 29,2% do sexo masculino. A idade variou entre 3 anos e 46 anos (média de 17,1 anos). A principal indicação de expansão tecidual foi o tratamento de sequelas de queimaduras (62,5%), principalmente na região da cabeça e do pescoço. Alopecia foi a indicação mais prevalente (29,2%), seguida por retração cicatricial em região cervical (20,8%). Outras indicações foram nevo melanocítico congênito gigante (16,7%), síndrome de Poland (8,3%), cicatriz abdominal (8,3%) e amastia (4,2%). Entre os pacientes avaliados, 11 evoluíram com alguma complicação, 8 (72,7%) dos quais tinham como doença primária sequela de queimaduras, demonstrando maior incidência de complicações em relação às outras indicações. As complicações encontradas foram: infecção, ruptura, extrusão, deiscência de sutura e deslocamento do expansor. Conclusões: A expansão tissular é indicada no tratamento de múltiplas doenças e uma das principais indicações continua sendo o tratamento de sequelas de queimaduras.

Palavras-chave: Dispositivos para expansão de tecidos. Expansão de tecido. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

Background: The shortage of tissue for large defect reconstruction is a challenge for the plastic surgeon. Tissue expansion emerged in this context, and in the last 30 years has become one of the most widely used modalities in reconstructive surgery. Tissue expansion is a very versatile technique that can be performed in patients of all ages for the correction of different pathologies. The most common indications are burn sequelae and giant congenital nevus. The present study describes the indications and use of tissue expanders at the Hospital de Clínicas of Universidade Federal do Paraná. Methods: Patients who underwent tissue expansion for reconstructive surgery between January 2005 and December 2009 were retrospectively reviewed. Results: A total of 24 patients (70.8% female and 29.2% male) were analyzed. Ages ranged from 3 to 46 years old (average, 17.1 years). The most common indication for tissue expansion was the treatment of burn sequelae (62.5%), mainly in the head and neck. Alopecia was the second most prevalent indication (29.2%), followed by scar retraction in the neck (20.8%). Other indications were giant congenital melanocytic nevus (16.7%), Poland's syndrome (8.3%), abdominal scar (8.3%), and amastia (4.2%). Complications developed in 11 patients, and the highest incidence of complications, reported in 8 (72.7%) patients, was among those with burn sequelae as the primary pathology. The complications were infection, rupture, extrusion, wound dehiscence, and displacement of the expander. Conclusions: Tissue expansion is indicated for the treatment of several diseases among which burn sequelae is one of the most common indications.

Keywords: Tissue expansion devices. Tissue expansion. Reconstructive surgical procedures.

 

Versatilidade do retalho bilobado

Luiz Alexandre Lorico Tissiani; Nivaldo Alonso; Marcus Hubaide Carneiro; Khaled Bazzi; Monica Rocco
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):411-417

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: O retalho bilobado é um retalho de dupla transposição. Sua estruturação geométrica permite melhor distribuição das forças de tensão ao longo de seu eixo de rotação, evitando distorções e redundâncias cutâneas geradas por outros retalhos ou sutura primária. Pode ser confeccionado com padrão vascular axial e aleatório, dependendo da região anatômica. Métodos: Este trabalho faz uma revisão de 45 casos operados, descrevendo em detalhes a técnica utilizada para confeccionar o retalho bilobado. Os defeitos são classificados em pequenos, médios e grandes e diversos casos clínicos são apresentados, explorando a versatilidade desse retalho em diferentes diagnósticos etiológicos e sítios anatômicos. Resultados: Em 93% dos casos, o retalho bilobado foi empregado em reconstruções oncológicas, sendo o segmento cefálico acometido em 71%. Não houve qualquer intercorrência pós-operatória em 85% dos casos. A taxa de infecção foi de 4,4%; de cicatriz em alçapão, de 4,4%; e de epiteliólise e necrose, de 11,1%. A taxa geral de complicações foi de 15%. Entretanto, tais complicações não comprometeram a evolução clínica dos casos e o retalho bilobado mostrou-se resolutivo em diferentes situações, propiciando bom resultado tanto funcional como estético. Conclusões: O retalho bilobado é versátil, de fácil execução e com ampla aplicabilidade em cirurgia plástica.

Palavras-chave: Pele. Face. Retalhos cirúrgicos. Cirurgia plástica/métodos. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

Background: The bilobed flap is a double transposition flap. Its geometric drawing allows a better distribution of tensile forces along its axis of rotation, avoiding distortions and dog ears generated by other flaps and primary closure. It can be harvested in an axial or random pattern depending on where the defect is located on the body. Methods: Retrospectively, this study reviewed 45 consecutive bilobed flaps searching for pathology, anatomical area, clinical evolution and complications. The technique utilized in drawing and harvesting the flap is described in detail. Sizes of the defects were classified as small, moderate and large, taking into account the anatomical sites. A variety of clinical cases is presented exploring the versatility of the flap and etiology of the defects. Results: The bilobed flap was employed in oncological surgery in 93% of the cases while the skin of the head was involved in 71%.The post operative period was free of complications in 85%. Infection rate was 4.4%, trapdoor scaring rate was 4.4% and partial flap loss rate was 11.1%. The overall complication rate was 15%. In spite of all complications there were no compromise in the functional and aesthetic results and the bilobed flaps proved to be resolute and reliable in different clinical presentations and body regions. Conclusions: The bilobed flap is extremely versatile, easily reproducible with wide application in plastic surgery.

Keywords: Skin. Face. Surgical flaps. Plastic surgery/methods. Reconstructive surgical procedures.

 

Tratamento cirúrgico de úlceras por pressão: experiência de dois anos

Ricardo Goes Figueiras
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):418-427

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Úlceras por pressão são definidas como lesões cutâneas ou de partes moles de etiologia isquêmica, secundárias ao aumento da pressão externa, predominando sobre proeminência óssea. A classificação em estágios é importante na elaboração de estratégias terapêuticas. Os princípios fundamentais no tratamento cirúrgico são: debridamento e exérese de bursa subjacente e tecido ósseo envolvido, seguida de cobertura tecidual. Este estudo teve por objetivo relatar a experiência em reparação de úlceras por pressão, analisando características dos pacientes, resultados e complicações. Métodos: Em 17 pacientes, foram tratadas 33 úlceras por pressão, sendo a localização sacral a mais prevalente. O desenvolvimento de úlceras por pressão no ambiente hospitalar correspondeu a 82% dos casos. As opções de tratamento foram: debridamento, síntese primária, retalhos cutâneos ao acaso, retalho cutâneo romboide, retalhos miocutâneos de glúteo máximo em V-Y, retalhos fasciocutâneos de fascia lata clássicos, retalho fasciocutâneo de fascia lata em V-Y, e retalhos fasciocutâneos posteriores da coxa em V-Y. Resultados: Complicações ocorreram em 39% dos casos. A anemia pré-operatória foi associada a complicações. Conclusões: O conhecimento da patogênese da úlcera por pressão e o correto manejo do paciente de risco podem evitá-la na maioria dos casos. É indispensável a participação multiprofissional e dos familiares para o tratamento do paciente portador de úlcera por pressão, pois complicações, recidivas e incidência de novas úlceras são comuns. Fatores de risco para complicações, como anemia, devem ser evitados, para obtenção de melhor prognóstico e fechamento adequado da úlcera.

Palavras-chave: Úlcera por pressão. Retalhos cirúrgicos. Complicações pós-operatórias.

 

ABSTRACT

Background: Pressure ulcers are defined as lesions of ischemic etiology in the skin or soft tissue. These lesions are secondary to increased external pressure and usually occur over bony prominences. Classification of various stages of pressure ulcers is important for the development of therapeutic strategies. The fundamental surgical treatments are debridement and excision of underlying bursa and involved bone tissue, followed by tissue coverage. This study reports our experience in repairing pressure ulcers and analyzes patient characteristics, outcomes, and complications. Methods: A total of 33 pressure ulcers were treated in 17 patients, the most prevalent of which was sacral ulcer. The development of pressure ulcers in hospitals accounted for 82% of the cases. Treatment options included debridement, primary synthesis, random skin flaps, rhomboid skin flap, myocutaneous flaps of the gluteus maximus in V-Y, classic fasciocutaneous flaps of fascia lata, fasciocutaneous flap of fascia lata in V-Y, and posterior fasciocutaneous flaps of the thigh in V-Y. Results: Complications occurred in 39% of cases. Preoperative anemia was associated with complications. Conclusions: Pressure ulcers can be avoided in most cases, given sufficient knowledge of their pathogenesis and correct management of patients at risk. Multi-professional and family participation is essential for the treatment of patients with pressure ulcers since complications, recurrence, and the incidence of new ulcers are common. Complication risk factors such as anemia should be avoided in order to provide a better prognosis and proper closure of the ulcer.

Keywords: Pressure ulcer. Surgical flaps. Postoperative complications.

 

Reconstruções auriculares após lesões traumáticas

José Carlos da Silva; Waldivino Guimarães Filho; Bruno Granieri de Oliveira Araújo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):428-432

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: As deformidades auriculares congênitas ou traumáticas representam um tema de expressividade e complexidade em cirurgia plástica, pelo aumento de casos e pelo alto grau de dificuldade observado nos procedimentos de reparação, necessários para a restauração da harmonia facial do indivíduo. Os autores avaliam a técnica utilizada nas reconstruções auriculares e suas complicações, bem como o grau de satisfação estética e funcional. Método: Foi realizado um estudo retrospectivo, transversal, analisando os casos de reconstrução de orelha pós-trauma, operados no Hospital Geral de Goiânia Dr. Alberto Rassi e em clínica particular, de fevereiro de 2005 a março de 2010, em que foi empregado enxerto de cartilagem costal. O grau de satisfação dos pacientes foi aferido nas consultas de pós-operatório com relação aos aspectos estéticos e funcionais. Resultados: Foram analisados 34 casos, sendo 14 (41,1%) mulheres e 20 (58,9%) homens, com faixa etária entre 13 e 56 anos. O tempo médio para a reconstrução após o trauma foi de cerca de seis meses a oito meses e de um ato cirúrgico para outro, de seis meses. Cinco pacientes apresentaram complicações, e apenas um deles necessitou reintervenção em decorrência de retração auricular posterior. Do total de pacientes avaliados, 30 se definiram como satisfeitos com o resultado tanto estético como funcional e os outros 4, como insatisfeitos, sendo um deles submetido a retoque posterior. Conclusões: A reconstrução auricular após trauma é um tema complexo da cirurgia plástica, mas com a padronização e a sistematização de técnicas e uma curva de aprendizagem bem executada os resultados são muito satisfatórios, devolvendo harmonia facial ao indivíduo, com baixa taxa de complicações.

Palavras-chave: Orelha/cirurgia. Orelha externa/cirurgia. Cartilagem/transplante. Cirurgia plás­tica/métodos.

 

ABSTRACT

Background: Congenital or traumatic ear deformities are difficult and complex issues in plastic surgery due to the increasing number of cases and high degree of difficulty involved in surgeries to restore facial harmony. The authors assessed the techniques used in ear reconstruction, their complications, and the degree of esthetic and functional satisfaction. Methods: A retrospective cross-sectional study was performed, including cases of post-traumatic ear reconstruction in which costal cartilage graft was employed; the study took place at Hospital Geral de Goiânia Dr. Alberto Rassi and a private clinic from February 2005 to March 2010. Patient satisfaction with respect to esthetic and functional aspects was recorded during postoperative visits. Results: Thirty-four cases were analyzed including 14 (41.1%) women and 20 (58.9%) men (range, 13-56 years). The average time for reconstruction after trauma was 6-8 months, and the average interval between surgeries was 6 months. Five patients had complications; only 1 required re-intervention due to posterior atrial contraction. Of all patients, 30 reported being satisfied with both the esthetic and functional results; 4 were dissatisfied, and 1 of them underwent subsequent retouching. Conclusions: Ear reconstruction after trauma is a complex issue in plastic surgery; however, with the standardization and systematization of techniques and a well-established learning curve, the results are very satisfactory; facial harmony can be restored with low complication rates.

Keywords: Ear/surgery. Ear, external/surgery. Cartilage/transplantation. Plastic surgery/methods.

 

Uso do retalho miomucoso do vermelhão associado ou não ao retalho cutâneo mentolabial na reconstrução do lábio inferior

Milton Paulo de Oliveira; Pedro Djacir Escobar Martins; Guilherme Larsen da Cunha; Gustavo Steffen Alvarez; Anajara Gazzalle; Evandro José Siqueira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):433-438

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Várias técnicas têm sido descritas para a reconstrução do lábio inferior, muitas vezes produzindo microstomia, distorção da comissura, incapacitação funcional ou diminuição da sensibilidade. Neste trabalho, é relatada uma técnica com preservação de tecido neuromuscular para reconstrução labial em um único estágio, através do uso de retalho de avanço miomucoso do vermelhão, com ou sem retalho de pele mentolabial. Métodos: Foram analisados 17 pacientes do sexo masculino, portadores de carcinoma de células escamosas, com média de idade de 54,8 anos, com defeitos labiais pós-ressecção de 20% a 85%. Resultados: Durante um período de 3 meses de seguimento pós-operatório, nenhum paciente apresentou infecção, lesão nervosa ou necessitou de revisão cirúrgica. Três pacientes apresentaram microstomia, com alargamento discreto posterior do lábio. Todos os pacientes apresentaram boa sensibilidade e continência esfincteriana adequada. Conclusões: O uso do retalho miomucoso de vermelhão com ou sem retalho de pele mentolabial resultou em risco mínimo de microstomia ou incompetência funcional, sendo realizado em estágio cirúrgico único, além de demonstrar bons resultados estéticos e funcionais para a reconstrução de até 80% do lábio inferior.

Palavras-chave: Lábio/cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

Background: Several techniques that have been described for reconstructing the lower lip often produce microstomia, commissure distortion, functional impairment, and decreased sensitivity. A technique for preserving neuromuscular tissue during a single-stage lip reconstruction is reported in this study. This technique involves the use of the vermilion myomucosal advancement flap with or without the mentolabial skin flap. Methods: This study analyzed 17 male patients with squamous cell carcinoma. The mean patient age was 54.8 years, and incidence of lip defects after resection ranged from 20% to 85%. Results: Infection, nerve damage, or the requirement for surgical revision was not observed in any patient during the follow-up period of three months. Three patients had microstomia with slight posterior enlargement of the lip. All patients had good sensitivity and adequate sphincter continence. Conclusions: The use of the vermilion myomucosal flap with or without the mentolabial skin flap resulted in a minimal risk of microstomia or functional incompetence. This procedure is performed in a single surgical stage and has good aesthetic and functional results for reconstruction of up to 80% of the lower lip.

Keywords: Lip/surgery. Surgical flaps. Reconstructive surgical procedures.

 

Suspensão musculoaponeurótica com fixação periostal minimamente invasiva do terço médio da face: revisão de 50 casos

Alexandre Silveira Timóteo de Souza; João Carlos Cisneiros Guedes de Andrade Júnior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):439-445

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Na sociedade atual, em decorrência das demandas profissionais, os pacientes cada vez mais procuram por procedimentos menos invasivos, com baixa morbidade, rápida recuperação, e que atendam a suas preocupações estéticas. Uma combinação de vários novos procedimentos não-invasivos permite mudanças faciais significativas e aparência jovem e saudável, sem a utilização de procedimentos cirúrgicos tradicionais. Objetivo: O objetivo deste estudo é a descrição de técnica de suspensão musculoaponeurótica com fixação periostal minimamente invasiva do terço médio da face. Métodos: Foram incluídos nesse estudo 50 pacientes, com idades entre 39 anos e 68 anos, todos do sexo feminino, operados no período de dezembro de 2008 a junho de 2010. As pacientes foram submetidas à realização de facelift minimamente invasivo do terço médio da face, com suspensão musculoaponeurótica com fixação periostal, baseado na tração com fio passado na região temporal, dentro da área do cabelo. Resultados: No acompanhamento das pacientes, até 18 meses após a realização do procedimento, verificaram-se resultados satisfatórios. O grau de satisfação das pacientes com os resultados obtidos, principalmente nos primeiros seis meses após a realização do procedimento, foi extremamente alto (88%). Conclusões: O procedimento ofereceu bons e imediatos resultados, sem incisões ou período de recuperação. Associado a outros procedimentos de rejuvenescimento facial, trata-se de boa opção a pacientes que não podem ou não querem se submeter a procedimentos cirúrgicos tradicionais. O procedimento difere significativamente das técnicas atuais que usam fios, pois a suspensão é musculoaponeurótica e não invade a área da face, o que diminui a morbidade e o período de recuperação.

Palavras-chave: Face/cirurgia. Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos. Rejuvenescimento.

 

ABSTRACT

Background: At present, demanding workplaces in our society cause patients to search for less invasive procedures with diminished morbidity and more rapid healing to meet their cosmetic requirements. A combination of several new noninvasive procedures allows significant facial changes, achieving a youthful and healthy appearance without traditional surgical procedures. Objective: The purpose of this study is to describe the minimally invasive lift of the middle third of the face using a musculoaponeurotic suspension with periosteal fixation technique. Methods: Fifty patients (age, 39 to 68 years; all female) who underwent an operation from December 2008 to June 2010 were enrolled in this study. The patients underwent a minimally invasive facelift technique for the middle third of the face, based on a thread lift of the temporal region and musculoaponeurotic suspension with periosteal fixation, inside the hairline. Results: During the follow-up period of up to 18 months after the procedure, satisfactory results were observed. The patient satisfaction degree, especially in the first 6 months after the procedure, was extremely high (88%). Conclusions: The procedure offers good and immediate results, without incisions or a recovery period. The association of this procedure with other procedures is a good option for patients who cannot undergo or do not want to undergo traditional surgical procedures. The procedure is very different from current techniques that use threads because the suspension is musculoaponeurotic and does not invade the face. Therefore, morbidity and recovery time are decreased.

Keywords: Face/surgery. Surgical procedures, minimally invasive. Rejuvenation.

 

Miotomia frontoglabelar: acesso por pequena incisão frontal

Rogério Schutzler Gomes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):446-452

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: A hiperatividade da musculatura frontoglabelar, com suas consequentes rugas, são queixas frequentes em consultórios de cirurgia plástica. O tratamento consiste de impedimento desses músculos, o que pode ser obtido com a aplicação de toxina botulínica ou cirurgicamente, por incisão coronal clássica, acesso endoscópico, acesso transblefaroplastia ou acessos limitados não-endoscópicos. Neste artigo é proposta uma alternativa de acesso limitado, por incisão pós-capilar central frontal (IPCF), para tratamento das musculaturas frontal e glabelar. Métodos: Entre março de 2009 e abril de 2010, 20 pacientes do sexo feminino foram submetidas a IPCF, seguida de dissecção das regiões frontal e glabelar. Os músculos e os nervos supratroclear e supraorbitário foram identificados, sendo, em seguida, realizada miotomia dos músculos frontoglabelares. Resultados: Todos os casos apresentaram bons resultados pelo impedimento da musculatura frontoglabelar no período avaliado, com melhora das rugas e da hiperatividade. As complicações observadas foram temporárias e incluíram parestesia e prurido na região frontal central e no escalpe, além de recorrência parcial da contração muscular. Conclusões: A IPCF parece ser uma boa alternativa para o tratamento das musculaturas frontal e glabelar, pela pequena incisão, pela cicatriz inaparente e por permitir visão direta das estruturas anatômicas das regiões frontal e glabelar, permitindo miotomia ou miectomia seletiva.

Palavras-chave: Ritidoplastia. Estética. Cirurgia plástica/métodos. Face/cirurgia.

 

ABSTRACT

Background: Frontal and glabellar muscle hyperactivity with consequent wrinkles are frequent complaints in plastic surgery. Treatment consists of impediment of related muscles; this can be achieved by application of botulinum toxin or surgery by means of classic coronal incision, endoscopic approach, transblepharoplasty access, or non-endoscopic limited approaches. This paper proposes an alternative of limited approach in which an incision is made on the central frontal scalp for treatment of the frontal and glabellar muscles. Methods: Between March 2009 and April 2010, 20 female patients were treated using a small incision on the frontal scalp, followed by dissection of frontal and glabellar regions. Muscles and supratrochlear and supraorbital nerve branches were identified; subsequently, frontal and glabellar muscle myotomy was performed. Results: All patients showed good results by frontal and glabellar muscle impediment during the evaluation period, with improvement in wrinkles and hyperactivity. Complications consisted of temporary paresthesia and pruritus in the central frontal region and scalp, in addition to recurrence of partial muscle contraction. Conclusions: The small incision approach on the central frontal scalp for treatment of frontal and glabellar muscles seems to be a good alternative to other surgical options due to its small size, inconspicuous scarring, and direct visualization of frontal and glabellar anatomic structures, allowing selective myotomy or myectomy.

Keywords: Rhytidoplasty. Esthetics. Plastic surgery/methods. Face/surgery.

 

Enxerto de cartilagem costal em monobloco na rinoplastia

Daniel Dias Lopes; Bruno Gazire de Araújo Andrade; Michel Luciano Holger Toledano Vaena; Denise Salles Coelhoda Mota
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):453-460

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Na rinoplastia frequentemente é necessário o uso de materiais de inclusão para que se obtenha a reestruturação nasal. O enxerto de cartilagem costal é uma das opções e tem seu uso indicado quando a cartilagem septal não está disponível ou não é suficiente para promover o necessário remodelamento nasal. Método: Quatro pacientes que, por motivos diversos, apresentavam nariz em sela ou dorso nasal pouco projetado foram submetidos a rinoplastia. Todos receberam enxerto de cartilagem costal esculpido em formato de "L". O ramo longo do "L" teve como objetivo reconstituir o dorso e o ramo curto, dar suporte ao novo dorso e à columela, reposicionando a ponta nasal. Resultados: Todos os pacientes evoluíram bem no pós-operatório e não apresentaram complicação significativa. Houve nítida reconstituição do dorso e harmonização da ponta do nariz. Os resultados mostraram-se previsíveis e duradouros. Conclusões: O emprego de enxerto de cartilagem costal esculpido em monobloco na rinoplastia proporciona ganho de projeção do dorso e da ponta nasais, promovendo adequado remodelamento nasal.

Palavras-chave: Rinoplastia. Nariz/cirurgia. Cartilagem. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

Introduction: It is often necessary to use inclusion materials in rhinoplasty for nose restructuring. The costal cartilage graft is one of the inclusion material options, and its use is indicated when septal cartilage is not available or is not sufficient to provide necessary remodeling of the nose. Methods: Four patients who, for diverse reasons, had saddle nose or poor projection of the nasal dorsum underwent rhinoplasty. All received a costal cartilage graft carved in an "L" shape. The long branch of the "L" was used to reconstruct the dorsum and the short branch was used to support the new dorsum and the columella, repositioning the nasal tip. Results: All patients had a good postoperative evolution and had no significant complications. There was a clear reconstruction of the dorsum and harmonization of the nasal tip. The results were as expected and were long-lasting. Conclusions: The use of a costal cartilage graft carved in a single block in rhinoplasty provides enhancement of the nasal dorsum and tip projection, promoting appropriate nasal remodeling.

Keywords: Rhinoplasty. Nose/surgery. Cartilage. Reconstructive surgical procedures.

 

Uso do Gore-tex para preenchimento do dorso nasal em rinoplastias

Rodrigo Otávio Gontijo Tostes; Felipe Pacheco Martins Ferreira; João Carlos Cisneiros Guedes de Andrade Júnior; José Cesário da Silva Almada Lima Patrícia Noronha de Almeida; Alexandre Alcides Mattos de Meira; Eduardo de Melo Ferreira; Anna Cristina de Freitas Coelho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):461-465

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Muitos materiais autógenos e exógenos vêm sendo utilizados com frequência para confecção de enxertos e implantes nas rinoplastias. O enxerto ou implante ideal deve ser biocompatível, biointegrável, não-absorvível, facilmente moldável e não deve causar resposta inflamatória. O Gore-tex, uma forma expansível do politetrafluoretileno (PTFE), é usado desde a década de 1970 na confecção de próteses vasculares. Apesar de seu uso ser extremamente versátil e extenso, oferecendo baixas taxas de complicação, a demonstração na literatura médica de seus resultados, quando usado na cirurgia estética, é muito restrita. Métodos: Realizado estudo retrospectivo sobre a evolução de 7 pacientes submetidos a implantes de Gore-tex visando ao preenchimento do dorso nasal, no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2007. Todos os pacientes foram avaliados quanto a fatores estéticos e funcionais, e quanto à presença ou não de complicações. Resultados: Todos os pacientes tiveram boa evolução pós-operatória, com grande satisfação do ponto de vista estético e funcional, e sem complicações. Conclusões: O Gore-tex mostrou-se um material sintético satisfatório, de baixo custo, facilmente moldável, com boa biocompatibilidade e com incidência nula de extrusão ou infecção para implantes de preenchimento de dorso nasal nos casos apresentados.

Palavras-chave: Rinoplastia. Politetrafluoretileno. Nariz/cirurgia.

 

ABSTRACT

Background: Many autogenous and exogenous materials have been frequently used for the production of grafts and implants in rhinoplasties. The ideal graft or implant should be biocompatible, biointegrated, non-absorbable, and easily moldable and should not cause an inflammatory response. Gore-tex, an expandable form of polytetrafluoroethylene (PTFE) has been used since the 1970s for vascular graft production. Although Gore-tex is extremely versatile and has extensive uses and low complication rates, the demonstration of Gore-tex use in aesthetic surgery is very limited in medical literature. Methods: We performed a retrospective study of 7 patients who received Gore-tex implants in order to fill the nasal dorsum from January 2005 to December 2007. All patients were assessed for aesthetic and functional factors and for the presence or absence of complications. Results: All patients had good postoperative evolution, with great satisfaction in terms of aesthetic and functional aspects and no complications. Conclusions: Gore-tex is a satisfactory synthetic material as it is inexpensive, easily moldable, has good biocompatibility, and has shown no incidence of extrusion or infection in implants used for nasal dorsum filling in previously reported cases.

Keywords: Rhinoplasty. Polytetrafluoroethylene. Nose/surgery.

 

Lifting nasolabial com realce do vermelhão

Vera Lucia Nocchi Cardim; Alessandra dos Santos Silva; Rolf Lucas Salomons; Rodrigo de Faria Valle Dornelles; José Orlofe de Souza Blom; Adriano de Lima e Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):466-471

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Durante o envelhecimento, o lábio superior sofre enrugamento, alongamento e inversão do vermelhão, em decorrência da ação esfinctérica do músculo orbicular dos lábios. Além disso, a retrusão da parede anterior da maxila provoca diminuição do ângulo nasolabial. A maioria das técnicas para encurtamento labial não obtém a abertura desse ângulo. Neste trabalho, é proposta uma abordagem que contemple o tratamento de todos esses sinais de envelhecimento. Métodos: No período de um ano, foram operados 10 pacientes pela seguinte técnica: 1. incisão transversa da pele do assoalho nasal e margem alar bilateral; 2. descolamento cutâneo de todo o lábio superior até a transição cutaneomucosa; 3. estabilização das asas nasais com ponto transcolumelar; 4. elevação da pele descolada, com ressecção elíptica do segmento justa-alar e trapezoide do segmento do assoalho nasal; e 5. suturas dérmica, com fio de náilon, e epidérmica, com fio absorvível. Resultados: Encurtamento e projeção do lábio com eversão do vermelhão, diminuição das rágades e abertura do ângulo nasolabial adequados foram obtidos em 9 dos 10 pacientes. Em um paciente que apresentava paralisia unilateral do lábio, não houve correção significativa da assimetria. Conclusões: A técnica proposta mostrou-se de simples realização, de resolução efetiva dos objetivos e com boa ocultação das cicatrizes.

Palavras-chave: Lábio/cirurgia. Remoção. Envelhecimento. Cirurgia plástica/métodos.

 

ABSTRACT

Background: During aging, the vermilion border of the upper lip wrinkles, stretches, and inverts because of the sphincteric action of the orbicularis oris muscle. Furthermore, a decrease of the nasolabial angle can be observed because of maxillary retropositioning. Most techniques for lip shortening do not affect this angle. In this study, a treatment approach is proposed that addresses all of these signs of aging. Methods: During a 1-year period, a procedure was performed on 10 patients using the following techniques: 1. transverse incision of the skin of the nasal floor and bilateral alar margin; 2. cutaneous detachment of the entire upper lip up to the mucocutaneous transition; 3. stabilization of the nostrils with a transcolumellar nylon stitch; 4. elevation of the released skin by elliptical skin resection at the alar margin and a trapezoid segment resection at the nasal floor; 5. use of nylon and absorbable sutures to approach the dermis and close the skin, respectively. Results: Adequate results were observed in 9 of the 10 patients, characterized by shortening and projection of the upper lip, vermilion eversion, reduced incidence of rhagades, and improvements of the nasolabial angle. In 1 patient with unilateral paralysis of the lip, no significant correction of the asymmetry was achieved. Conclusions: The proposed "double duck" technique proved to be simple and effective, with successful resolution of nasolabial defects and effective concealment of scars.

Keywords: Lip/surgery. Lifting. Aging. Surgery, plastic/methods.

 

Reconstrução mamária com expansor definitivo: enfoque diferenciado

Rinede Luis Manfredini
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):472-481

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: As reconstruções de mama imediatas ou tardias com uso de expansores podem ocorrer em um ou mais de um tempo cirúrgico. Optou-se por reconstruções em mais de um tempo cirúrgico, com expansores definitivos tipo Becker. Este estudo teve como objetivo demonstrar a utilização da técnica de reconstrução mamária com expansor definitivo tipo Becker, com retalho dos músculos peitoral maior e menor, serrátil anterior e aponeurose do músculo reto abdominal para cobertura completa do expansor. Métodos: Estudo retrospectivo, por meio de análise de prontuário, incluindo 21 pacientes submetidas a reconstrução mamária com expansor permanente. Resultados: Na confecção do retalho muscular, é necessária a realização de dissecção abaixo do sulco submamário definido no pré-operatório, com o propósito de cobertura total do material aloplástico usado na reconstrução, englobando a aponeurose do músculo reto abdominal, 6 cm a 8 cm abaixo do sulco submamário, evitando-se lesão de sua continuidade com o músculo peitoral maior. Neste estudo, duas pacientes apresentaram infecção, uma delas na primeira semana de pós-operatório e a outra, no terceiro mês. Conclusões: A utilização do retalho dos músculos peitoral maior e menor, serrátil anterior e bainha do músculo reto abdominal é uma boa opção nas reconstruções mamárias com utilização de expansor definitivo de tecidos, visto que promove proteção adequada ao expansor e aos retalhos cutâneos que se posicionam sobre ele. Além disso, a técnica permite expansão tecidual, sem que os expansores fiquem encarcerados ou presos à loja muscular.

Palavras-chave: Neoplasias da mama. Mastectomia. Mamoplastia. Dispositivos para expansão de tecidos.

 

ABSTRACT

Background: Immediate or delayed breast reconstruction with tissue expanders can be performed in one or several surgical sessions. We opted to perform breast reconstruction over several sessions. The aim of this study was to report our experiences with the breast reconstruction technique involving Becker permanent tissue expanders and complete expander coverage with a flap comprising the pectoralis major, pectoralis minor, serratus anterior, and rectus abdominis aponeurosis. Methods: The medical records of 21 patients who underwent postmastectomy breast reconstruction with Becker permanent tissue expanders were retrospectively analyzed. Results: During muscle flap preparation, the aponeurotic dissection was performed 6-8 cm below the inframammary crease, aiming at full expander coverage without tension, enabling lower suturing in the inframammary crease, and avoiding disruption of the pectoralis major attachments. Only two patients developed infection, one in the first postoperative week and the other in the third postoperative month. Conclusions: The flap comprising the pectoralis major, pectoralis minor, serratus anterior, and rectus abdominis aponeurosis is a good choice for breast reconstruction with permanent tissue expanders because it ensures adequate expander and skin-flap protection. Moreover, the technique enables tissue expansion without confining the expanders in the submuscular cavity.

Keywords: Breast neoplasms. Mastectomy. Mammaplasty. Tissue expansion devices.

 

Micobacteriose em implantes mamários: revisão da casuística do Instituto Ivo Pitanguy

Gabrielle Bessa Wajnberg; Vinícius Volpe D'Angieri Basile; Luís Gustavo Moraes Prado; José de Faria; Henrique N. Radwanski; Ivo Pitanguy
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):482-487

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Nos últimos anos, foram crescentes os registros de infecções por micobactéria de crescimento rápido em cirurgia plástica, mesmo com a melhoria dos métodos de assepsia/antissepsia e da antibioticoprofilaxia. A infecção após inclusão de implantes mamários causa grande morbidade às pacientes e transtorno ao cirurgião. Métodos: Estudo retrospectivo dos casos de infecção por micobactéria de crescimento rápido da 38ª Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, após inclusão de implantes mamários, em que são apresentadas propostas de prevenção e tratamento da micobacteriose. Foram incluídos os casos confirmados laboratorialmente e os clinicamente suspeitos. Resultados: Até o presente momento foram confirmados 3 casos de infecção por micobactéria, num total de 483 mamaplastia de aumento no decorrer de 3 anos. Em 2 pacientes, houve suspeita de infecção, porém sem confirmação laboratorial. Conclusões: A profilaxia é o pilar fundamental para a redução do impacto da micobacteriose em procedimentos de cirurgia plástica. Entretanto, saber identificar, diagnosticar e tratar corretamente a micobacteriose é de suma importância para minimizar a morbidade da paciente.

Palavras-chave: Micobactérias atípicas. Mycobacterium. Implante mamário. Mamoplastia/efeitos adversos. Infecção.

 

ABSTRACT

Introduction: Reports of infections caused by rapidly growing mycobacteria during plastic surgery have increased in recent years despite improvements in techniques of asepsis/ antisepsis and antibiotic prophylaxis. Infections occurring after the insertion of breast implants are a cause of patient morbidity and a significant problem for the surgeon. Methods: Breast implant surgery cases complicated by mycobacterial infections at the Infirmary ward 38th of the Santa Casa da Misericórdia, Rio de Janeiro were retrospectively reviewed. A description of the current guidelines for the prevention and treatment of mycobacteriosis is included. Laboratory confirmed and clinically suspected cases were included in this study. Results: Of 483 augmentation mammaplasty cases, 3 patients developed mycobacterial infections in the last 3 years. In 2 patients, there was a suspicion of infection that was not confirmed by laboratory data. Conclusions: Prophylaxis is fundamental for reducing the incidence of mycobacteriosis during plastic surgery procedures. However, the identification, diagnosis, and treatment of mycobacterial diseases are important to minimize the morbidity of this type of infection.

Keywords: Mycobacteria, atypical. Mycobacterium. Breast implantation. Mammaplasty/adverse effects. Infection.

 

Autonomização da cicatriz umbilical: técnica segura para abdominoplastias secundárias

Liacyr Ribeiro; Marcelo Castro Marcal Pessoa; Roberto Braga Rocha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):488-495

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Nos procedimentos de lipominiabdominoplastia e midiabdominoplastia, usualmente, o umbigo é destacado de sua fixação aponeurótica, o que modifica o padrão vascular do umbigo. Em pacientes submetidos a esses procedimentos e candidatos a abdominoplastia clássica secundária, podem ocorrer alterações tróficas da cicatriz umbilical e, até mesmo, necroses. Utilizou-se a manobra de autonomização da cicatriz umbilical para evitar complicações tróficas do neoumbigo. Métodos: Foram submetidas ao processo de autonomização da cicatriz umbilical 3 pacientes candidatas a abdominoplastia clássica secundária, na clínica privada do autor principal. A técnica compreende uma incisão a 1 cm da cicatriz umbilical, desde a pele até o plano aponeurótico, de cada lado, com intervalo de 15 dias entre cada etapa, no total de dois tempos cirúrgicos. O processo como um todo leva 30 dias, antes da abdominoplastia clássica. Resultados: Não foram observadas alterações tróficas ou necroses da cicatriz umbilical nos casos submetidos ao processo de autonomização. Conclusões: Os resultados estéticos foram satisfatórios, o que atestou a efetividade do método.

Palavras-chave: Umbigo/cirurgia. Abdome/cirurgia. Necrose/cirurgia. Cirurgia plástica/métodos.

 

ABSTRACT

Background: In lipominiabdominoplasty and mid-abdominoplasty procedures, the umbilicus is usually undermined from its aponeurotic fixation; this modifies its normal vascular pattern. In patients undergoing these procedures and candidates for a secondary classic abdominoplasty, trophic changes, including necrosis, may occur in the umbilical scar. To avoid trophic complications in the neo-umbilicus, autonomization of the umbilical scar was carried out. Methods: Three candidates for a secondary classic abdominoplasty underwent the umbilicus autonomization process in the private clinic of the corresponding author. One incision, 1 cm from the umbilical scar, was performed from the skin to the aponeurotic plane on each side, with an interval of 15 days between the two surgical incisions. After the second incision, the patient waited for a further 15 days. Thus, the whole process took 30 days before classic abdominoplasty was performed. Results: No trophic alterations or necrosis in the umbilical scar were observed in these cases. Conclusions: The aesthetic results were satisfactory, indicating the effectiveness of this method.

Keywords: Umbilicus/surgery. Abdomen/surgery. Necrosis/surgery. Plastic surgery/methods.

 

Umbilicoplastia triangular com retalho dérmico

João Francisco do Valle Pereira; Luciano Vargas Schutz; Velibor Kostic; Conrado Luiz Pais d'Avila; Felipe Nascimento Mateus
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):496-501

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: A técnica de umbilicoplastia varia muito, tanto na forma como é incisada a cicatriz umbilical, quanto na abertura cutânea no retalho abdominal e sua fixação na aponeurose e/ou coto umbilical. Descontentes com o aspecto pós-operatório da cicatriz umbilical, os autores viram a necessidade de desenvolver uma nova técnica, com o objetivo de proporcionar aos pacientes maior grau de naturalidade e satisfação pós-operatória. Métodos: Foram incluídas neste estudo as abdominoplastias realizadas na Clínica Valle Pereira (Florianópolis, SC), no período compreendido entre fevereiro de 2009 e janeiro de 2011, totalizando 194 pacientes. Todos os pacientes foram submetidos a abdominoplastia convencional e umbilicoplastia triangular com retalho dérmico. Resultados: Apenas 8 (4,13%) pacientes apresentaram complicações leves. Não houve complicações graves. A satisfação dos pacientes foi positiva em 188 (96,91%) casos; entre os cirurgiões, a satisfação foi positiva em 186 (95,88%) casos. Conclusões: A técnica demonstra versatilidade, facilidade de execução e reprodutibilidade, proporcionando harmonia no contorno corporal e naturalidade ao principal estigma da abdominoplastia, a cicatriz umbilical.

Palavras-chave: Abdome/cirurgia. Umbigo/cirurgia. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Background: Umbilicoplasty techniques vary greatly, in both the manner in which the incision the umbilical scar is incised, as well as the manner in which the skin of the abdominal flap is opened and repaired at the aponeurosis and/or the umbilical stump. As the postoperative appearance of the umbilical scar is aesthetically unsatisfying, the authors sought to develop a new technique aimed at providing patients with a greater degree of aesthetic and postoperative satisfaction. Methods: The abdominoplasties included in this study were performed in 194 patients at Clínica Valle Pereira (Florianópolis, SC) between February 2009 and January 2011. All patients underwent conventional abdominoplasties and triangular umbilicoplasties with skin flaps. Results: Only 8 (4.13%) patients had mild complications. There were no severe complications. Positive satisfaction was reported by patients in 188 (96.91%) cases and by surgeons in 186 (95.88%) cases. Conclusions: The technique described in this study demonstrates versatility, simplicity in application, and reproducibility, bringing greater harmony in body contouring and improved appearance of the umbilical scar, a major stigma of abdominoplasty.

Keywords: Abdomen/surgery. Umbilicus/surgery. Surgical flaps.

 

Avaliação da migração vertical da cicatriz pós-abdominoplastia clássica com fixação do retalho abdominal inferior

Paul Kaufmann; Luís Gustavo Moraes Prado; Vinícius Volpe D'Angieri Basile; Francesco Mazzarone; Ivo Pitanguy
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):502-506

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Na cirurgia plástica, uma constante preocupação é a cicatriz pós-operatória. É muito importante para o cirurgião conhecer a evolução natural da cicatriz. A cicatriz de abdominoplastia tem a tendência natural de subir com o passar do tempo. Neste estudo, calculou-se a migração vertical natural da cicatriz pós-abdominoplastia, avaliando o efeito da fixação do retalho abdominal inferior na prevenção dessa ascensão. Métodos: Estudo prospectivo e randomizado, realizado na 38ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro durante o ano de 2010, incluindo 20 pacientes do sexo feminino com indicação de abdominoplastia, divididas em dois grupos, A e B, aleatoriamente. Nas pacientes do grupo A, foi realizada abdominoplastia clássica, segundo técnica preconizada pelo Prof. Ivo Pitanguy, e no grupo B foi incluída a fixação do retalho abdominal inferior por meio de sutura interessando a fáscia de Scarpa e a aponeurose do músculo reto abdominal. Duas semanas e seis meses após a cirurgia, foi medida a distância vertical em 16 pacientes, após aplicação dos critérios de exclusão, calculando-se a média de migração vertical e a diferença média entre os dois grupos. Resultados: A diferença média de migração vertical ao longo de toda a cicatriz foi de 0,4 cm, sendo a média geral de migração nos grupo A (controle) e B (casos com fixação) de 1,06 cm e 0,68 cm, respectivamente. Conclusões: A cicatriz pós-abdominoplastia sofre migração vertical ao longo do tempo, sendo menor quando o retalho inferior é fixado. O cirurgião deve estar ciente da migração sofrida pela cicatriz para melhor planejamento da posição de sua incisão.

Palavras-chave: Abdome/cirurgia. Cicatriz. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Background: In plastic surgery, the postoperative scar is a frequent concern. It is very important for the surgeon to understand the natural evolution of the scar. The abdominoplasty scar has a natural tendency to move upwards over time. In this study, the extent of natural vertical scar migration after abdominoplasty was calculated and the effect of fixing the lower abdominal flap to prevent this rise was assessed. Methods: This prospective and randomized study was conducted at the 38th Nursing service of Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro, during 2010, and included 20 female patients with an indication for abdominoplasty. The patients were randomly divided into two groups, A and B. Classical abdominoplasty was performed in group A patients, according to the technique recommended by Prof. Ivo Pitanguy. Patients in group B also underwent lower abdominal flap fixation by suturing of Scarpa's fascia and the rectus abdominis muscle aponeurosis. At both two weeks and six months after surgery, the distance of vertical scar movement was measured in 16 patients after application of exclusion criteria. The average vertical migration and the mean difference between the groups were calculated. Results: The average difference between the groups in vertical migration throughout the scar was 0.4 cm, with a mean overall migration of 1.06 cm and 0.68 cm in groups A (control group) and B (cases with fixation), respectively. Conclusions: The scar formed after abdominoplasty undergoes vertical migration over time; this migration is decreased when the lower abdominal flap is fixed. The surgeon should be aware of scar migration for better planning of the incision location.

Keywords: Abdomen/surgery. Cicatrix. Surgical flaps.

 

Ninfoplastia: classificação e refinamentos técnicos

Fábio Inácio da Cunha; Lúcio Marques da Silva; Laudicély de Araújo Costa; Flávia Roberta Paes Vasconcelos; Giuliano Trombetta Amaral
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):507-511

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: A hipertrofia dos pequenos lábios traz problemas estéticos e de comprometimento do comportamento íntimo e social. As técnicas existentes, via de regra, propõem excisão do excesso de tecido e reaproximação das bordas; entretanto, diferenças anatômicas são comuns e, frequentemente, observa-se hipertrofia do prepúcio do clitóris associada a aumento dos pequenos lábios. Essas alterações, se não tratadas adequadamente, limitam o resultado, podendo produzir sequelas estéticas e funcionais. Este trabalho propõe uma classificação dos tipos de hipertrofia, com tratamento diferenciado para cada um deles, além de refinamentos técnicos na abordagem da hipertrofia dos pequenos lábios. Métodos: Estudo retrospectivo de 20 casos de plástica genital feminina, realizada no Centro de Cirurgia Plástica de Brasília e Hospital das Forças Armadas, no período de junho de 1999 a março de 2008. As pacientes foram classificadas em três grupos, de acordo com o grau e a localização da hipertrofia dos pequenos lábios. Resultados: As pacientes mostraram-se muito satisfeitas com o aspecto estético proporcionado pela cirurgia. Não foram verificadas complicações relacionadas aos procedimentos realizados. Todas as pacientes foram submetidas a tratamento cirúrgico dos pequenos lábios de acordo com o protocolo proposto pelos autores, baseado no tipo de hipertrofia. Conclusões: Os procedimentos cirúrgicos realizados, propostos de acordo com a classificação da hipertrofia dos pequenos lábios, permitiram a obtenção de resultados estéticos e funcionais satisfatórios, proporcionando à paciente oportunidade de redução do excesso dos pequenos lábios e do prepúcio do clitóris, sem criar estigmas cirúrgicos ou diminuição da sensibilidade, não prejudicando, portanto, a função sexual.

Palavras-chave: Vulva/cirurgia. Clitóris/cirurgia. Procedimentos cirúrgicos em ginecologia/métodos.

 

ABSTRACT

Background: Hypertrophy of the labia minora is a functional and esthetic problem that can have a significant impact on quality of life. Current surgical procedures are based on the excision of excess tissue and reconnection of the edges. However, anatomical alterations associated with labial hypertrophy such as hypertrophy of the foreskin of the clitoris are common, and, if not treated properly, may limit the results of surgery and cause esthetic and functional sequelae. The present report proposes a classification of the different types of hypertrophy and recommended treatments, and describes refinements in the labia minora reduction techniques. Methods: A total of 20 female genital plastic surgery cases from the Center for Plastic Surgery of Brasilia and at Hospital das Forças Armadas from June 1999 to March 2008 were retrospectively reviewed. Patients were classified into three groups according to the degree and location of labia minora hypertrophy. Results: The patients were satisfied with the esthetic results of surgery. No complications were reported, and all patients underwent surgery of the labia minora in accordance with the protocol proposed by the authors and based on hypertrophy type. Conclusions: The surgical procedures reviewed in this study were based on the classification of labia minora hypertrophy. Satisfactory esthetic and functional results were obtained, thus providing new methods for the surgical reduction of labia minora and foreskin of the clitoris without surgical stigma or reduction of sensitivity and no effects on sexual function.

Keywords: Vulva/surgery. Clitoris/surgery. Gynecologic surgical procedures/methods.

 

Coxoplastias pós-cirurgia bariátrica: avaliação dos resultados

Miguel Luiz Antonio Modolin; Wilson Cintra Junior; Rolf Gemperli; Rodrigo Itocazo Rocha; Evandro Lima e Silva; David Fusaro da Silva Pares; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):512-517

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: Pacientes que apresentam perda maciça de peso muitas vezes precisam reduzir o excesso de pele e remodelar o contorno das coxas e parte inferior do corpo, melhorando os movimentos, higiene, postura, autoimagem e qualidade de vida. Métodos: Oito pacientes em pós-operatório de gastroplastia redutora, após perda e estabilização do peso, foram submetidas a coxoplastia. Medidas das circunferências superior e inferior e da altura das coxas foram obtidas em pré-operatório e pós-operatório de 60 dias e 180 dias, para comparação de alteração de volume consequente ao procedimento cirúrgico. Resultados: A redução média de volume de cada coxa, aos 180 dias de pós-operatório, foi de 1.135 cm3 ou 1,135 litro. Todas as pacientes apresentaram pequenas deiscências ao longo das cicatrizes em face medial das coxas, sendo realizados curativos com cicatrização por segunda intenção. Uma (12,5%) paciente apresentou cistos em ambas as coxas, confirmados por ultrassonografia, sendo necessária intervenção cirúrgica para ressecção e consequente resolução. Conclusões: Foi possível demonstrar redução significativa do volume de cada coxa após cirurgia plástica para readequação do contorno, além de documentar a satisfação das pacientes e as complicações associadas aos procedimentos realizados.

Palavras-chave: Cirurgia bariátrica. Perda de Peso. Cirurgia Plástica. Coxas/cirurgia.

 

ABSTRACT

Background: Patients who experience massive weight loss often require a thighplasty procedure to reduce excess skin and reshape thighs and lower body contour, improving movement, hygiene, posture, self-image, and quality of life. Methods: After weight loss and stabilization of weight, eight patients in the postoperative period of gastric bypass were subjected to a thighplasty. Measurements of upper and lower circumferences of the thighplasty and thigh heights were obtained in the preoperative and postoperative periods of 60 and 180 days for comparison of volume change after the surgical procedure. Results: The average volume reduction of each thigh at a postoperative period of 180 days was 1,135 cm3 or 1.135 liters. All patients had small areas of dehiscence along the scars on the medial thigh, and dressings were applied for healing by secondary intention. One (12.5%) patient had cysts in both thighs, confirmed by ultrasound, and required surgical intervention for resection and subsequent resolution. Conclusions: It was possible to demonstrate significant reduction in the volume of each thigh after plastic surgery for contour refitting. Patient satisfaction and complications associated with the procedures performed were also documented.

Keywords: Bariatric surgery. Weight loss. Plastic Surgery. Thigh/surgery.

 

Inclusão de implantes de panturrilha na correção das amiotrofias dos membros inferiores

Thiago de Oliveira Lopes Cavalcanti; Ivo Pitanguy; Luiz Mário Bonfatti Ribeiro; Francisco Felipe Góis de Oliveira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):518-524

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: As amiotrofias dos membros inferiores são deformidades por vezes incapacitantes, mas que trazem aos pacientes problemas estéticos, como assimetrias e alterações da forma e contorno das pernas. Este estudo teve como objetivo avaliar a aplicabilidade do uso de implantes de silicone para correção de amiotrofias de membros inferiores. Métodos: Estudo retrospectivo de pacientes, todas do sexo feminino, submetidas a correção cirúrgica de amiotrofia de pernas com a utilização de implantes de silicone, entre 2002 e 2009, no Serviço de Cirurgia Plástica do Instituto Ivo Pitanguy, na 38ª Enfermaria da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro e em serviços associados. Resultados: Foram analisados 5 casos. A maioria dos resultados foi avaliada de maneira retrospectiva. O tempo de acompanhamento variou de 3 meses a 2 anos, desde a cirurgia até a última consulta pós-operatória. Do total de pacientes, 4 apresentaram resultado desejado em apenas um procedimento cirúrgico e nenhuma paciente apresentou contratura capsular, síndrome compartimental, alterações circulatórias, alterações neurológicas ou infecção. Conclusões: O aumento das panturrilhas em pacientes portadoras de amiotrofias de membros inferiores não proporcionou modificações no tocante ao déficit funcional prévio. Todavia, essas pacientes, geralmente bastante castigadas pela doença de base, apresentam índice de satisfação muito elevado com a melhoria estética do membro, otimizando, dessa forma, a qualidade de vida dessas pacientes.

Palavras-chave: Atrofia muscular. Pernas/cirurgia. Próteses e implantes. Géis de silicone.

 

ABSTRACT

Background: Lower limb amyotrophy is a serious deformity that is often disabling and causes esthetic problems such as asymmetries and changes in the shape and contour of the legs. The present study evaluated the use of silicone implants for the correction of lower limb amyotrophy. Methods: Women who underwent surgical correction of lower limb amyotrophy with silicone implants between 2002 and 2009 at the Plastic Surgery Service of Instituto Ivo Pitanguy at the 38th Nursing Service of Santa Casa da Misericórdia, Rio de Janeiro and at their associated services were retrospectively reviewed. Results: Five cases were studied and the results were retrospectively assessed. Follow-up ranged from 3 months to 2 years after surgery until the last postoperative visit. In 4 of 5 patients, the desired result was obtained after a single surgical procedure, and no patient developed capsular contracture, compartment syndrome, circulatory disorders, neurological disorders, or infections. Conclusions: Calf augmentation in patients with lower limb amyotrophy did not correct the associated functional deficit, but resulted in a high level of satisfaction with regard to the esthetic improvement of the limb, thus improving the quality of life of these patients.

Keywords: Muscular atrophy. Leg/surgery. Prostheses and implants. Silicone gels.

 

IDÉIAS E INOVAÇÕES

Um checklist pré-operatório em cirurgia plástica estética

Jaime Anger; Nelson Letizio; Maurício Orel; José Leão de Souza Junior; Márcio Martines dos Santos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):525-529

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Os autores apresentam um checklist para ser utilizado na última etapa da consulta pré-operatória de cirurgias plásticas estéticas, composto de 29 perguntas, com respostas do tipo sim e não, quatro espaços para inserção de dados e uma questão para classificação do nível de risco em trombose venosa profunda. Os quesitos são divididos em três tabelas relativas a três áreas: anestesia, aspectos psicológicos e riscos clínicos. As respostas são enquadradas em quatro cores, que identificam o nível de risco e sugerem o grau de atenção. Uma quarta tabela agregada contém fontes de referência de fácil acesso durante a consulta médica, pela Internet ou por aparelhos portáteis que contenham programas de dados que forneçam informações sobre medicações ou afecções. A finalidade do checklist é diminuir a possibilidade de ocorrências indesejáveis que envolvam o processo cirúrgico, pela identificação do nível de risco de cada item revisto.

Palavras-chave: Lista de checagem. Cirurgia plástica. Cuidados pré-operatórios. Complicações intra-operatórias/prevenção & controle. Complicações pós-operatórias/prevenção & controle.

 

ABSTRACT

The authors present a checklist to be used at the last stage of a preoperative visit for esthetic plastic surgery composed of 29 yes/no questions, four blank spaces for entering data, and one question for ranking the level of risk of deep vein thrombosis. The criteria are divided into three tables relating to three areas: anesthesia, psychological aspects, and clinical risk factors. The answers are framed in four colors that identify the level of risk and suggest the degree of attention warranted. A fourth aggregate table contains reference sources which can be easily accessed during a medical visit via the Internet or a portable device equipped with a medical database software. The purpose of the checklist is to reduce the possibility of adverse events involving the surgical process by identifying the risk level of each item reviewed.

Keywords: Checklist. Plastic surgery. Preoperative care. Intraoperative complications/prevention & control. Postoperative complications/prevention & control.

 

ARTIGO ESPECIAL

Implante? Prótese? Inclusão?

César Augusto Arrunátegui Carvallo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):530-532

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

O autor discute o uso indiscriminado de vários termos para designar um único artefato e sugere a adoção de apenas um significante. Embora não se encontrem publicações que tratem especificamente do significado dos termos implante, prótese e inclusão, a não ser o que se encontra nos dicionários léxicos e médicos comuns, esses termos têm sido usados rotineiramente para designar um único artefato. O autor considera ser possível incluir na nomenclatura da especialidade o termo que melhor conceitue o referido objeto destinado à correção da falta de volume mamário. O uso de um único termo facilitaria a redação de trabalhos científicos, e, por esse motivo, o autor propõe o uso do termo implante para o artefato colocado dentro da glândula mamária.

Palavras-chave: Implante mamário. Implantes de mama. Mamoplastia. Próteses e implantes.

 

ABSTRACT

The author discusses the indiscriminate use of various terms to designate a single artifact and suggests the adoption of only one signifier. Although no publications deal specifically with the meaning of the terms "implant", "prosthesis" or "inclusion", apart from what is found in ordinary lexical and medical dictionaries, such terms are commonly and interchangeably used to designate a single artifact. According to the author, it is beneficial to select and utilize only the term that best conceptualizes the object designed for correcting lack of breast volume in specialty terminology. The use of a single term will facilitate scientific paper writing; therefore, the author proposes the use of the term "implant" to indicate the artifact placed inside the mammary gland.

Keywords: Breast implantation. Breast implants. Mammaplasty. Prostheses and implants.

 

RELATOS DE CASO

Retalho de transposição para correção de mama ectópica em síndrome de Poland usando prótese de silicone pré-moldada

José Humberto Cardoso Resende; Rommel Apolinário Feitosa; Ricardo Souza Cruz
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):533-537

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Os autores apresentam uma variante da síndrome de Poland com mama direita ectópica. Foram realizados três tempos cirúrgicos: retalho de transposição para colocação da glândula mamária em posição anatômica; redução da mama contralateral esquerda; e implantação de prótese de silicone pré-moldada para correção do defeito causado pela agenesia dos músculos peitoral maior e peitoral menor. Com intervalo de seis meses entre as cirurgias, o resultado final apresenta novo posicionamento aceitável das mamas.

Palavras-chave: Síndrome de Poland. Anormalidades musculosqueléticas. Implante mamário. Implantes de mama.

 

ABSTRACT

The authors report a variation of Poland's syndrome with ectopic right breast. Three surgeries were performed at different times: transposition flap to place the mammary gland in an anatomic position; reduction of the contralateral left breast; and implantation of a pre-molded silicone prosthesis to correct the malformation caused by the absence of the major and minor pectoral muscles. The surgeries were performed at six-month intervals, and the final outcome was new and acceptable positioning of the breasts.

Keywords: Poland syndrome. Musculoskeletal abnormalities. Breast implantation. Breast implants.

 

Hematoma após mamaplastia de aumento em paciente portadora de doença de von Willebrand

Marco Willians Baena Destro; Áurea Regina Rodrigues; João Lúcio Rodrigues de Castro; Cristina Destro; Luiz Gustavo Capochin Romagnolo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):538-541

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Os autores relatam o caso de uma paciente submetida a mamaplastia de aumento, não diagnosticada previamente como portadora de doença de von Willebrand, que teve dois episódios de hematoma no pós-operatório. Entre os distúrbios de coagulação, a doença de von Willebrand deve ser considerada na avaliação pré-operatória, pois afeta cerca de 1% a 3% da população, não é diagnosticada na maioria das pessoas, além de ser duas vezes mais frequente que a hemofilia. A paciente evoluiu bem no pós-operatório e medidas preventivas e terapêuticas são discutidas neste artigo.

Palavras-chave: Doenças de von Willebrand. Hematoma. Mamoplastia. Transtornos da coagulação sanguínea. Transtornos de proteínas de coagulação.

 

ABSTRACT

We present the case of a patient submitted to augmentation mammaplasty who developed 2 hematoma episodes as a result of von Willebrand's disease, which was not previously diagnosed. As a routine part of preoperative evaluation, the patient should always be tested for von Willebrand's disease. This disease affects 1-3% of the population and occurs twice as often as hemophilia. In our case, the patient recovered quite satisfactorily. Preventive and therapeutic approaches are discussed in this paper.

Keywords: von Willebrand diseases. Hematoma. Mammaplasty. Blood coagulation disorders. Coagulation protein disorders.

 

Lipoaspiração no tratamento do contorno corporal na síndrome de Kobberling-Dunnigan

André Ratto Colombo; Bruna Ferrante Silva; Luiz Humberto Toyoso Chaem; Adriano Peduti Batista; Cynthia Ottaiano Rodrigues Almeida; Flávio Malaquias Amâncio
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):542-545

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Introdução: A síndrome de Kobberling-Dunnigan caracteriza-se por um conjunto de alterações metabólicas e de distribuição da gordura corporal. O dismorfismo corporal e o aspecto cushingoide trazem repercussões psicológicas e sociais, com dificuldade de ajuste social. Nesses casos, a lipoaspiração é empregada com o objetivo de melhorar o contorno corporal e, consecutivamente, as alterações de autoestima. Os resultados apresentam-se duradouros quando há manutenção do peso. Relato do caso: Paciente do sexo feminino, portadora de síndrome de Kobberling-Dunnigan, submetida a lipoaspiração de dorso, abdome e região cervical, com melhora significativa do contorno corporal e manutenção dos resultados nove meses após a operação.

Palavras-chave: Lipodistrofia. Lipectomia. Síndrome. Lamina Tipo A/genética.

 

ABSTRACT

Introduction: Kobberling-Dunnigan syndrome is characterized by a series of alterations in metabolism and body fat distribution. Body dysmorphism and the Cushingoid appearance may have negative social and psychological impacts on the patient, including difficulty with social adaptation. In such cases, liposuction is used with the aim of improving body contour, with consequent improvements in self-esteem. The results are long lasting when body weight is maintained. Case report: Liposuction of the back, abdomen, and cervical regions in a woman with Kobberling-Dunnigan syndrome led to significant improvement in her body shape, and the results were maintained nine months postoperatively.

Keywords: Lipodystrophy. Lipectomy. Syndrome. Lamin type A/genetics.

 

Neurofibroma plexiforme de membro superior

Kátia Torres Batista; Hugo José de Araújo; Aloysio Campos da Paz Júnior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):546-549

PDF Português PDF Inglês Texto em Português Texto em Inglês

RESUMO

Os autores apresentam um caso incomum de neurofibroma plexiforme acometendo o membro superior, com diagnóstico de neurofibromatose do tipo 1. Realizou-se a ressecção do tumor no nervo mediano. A paciente evoluiu com manutenção da função do membro e remissão dos sintomas de dor após seguimento de quatro anos.

Palavras-chave: Neurofibromatose 1. Neurofibroma. Neurofibroma plexiforme. Extremidade superior.

 

ABSTRACT

The authors present an unusual case of plexiform neurofibroma affecting the upper limb in a patient diagnosed with type 1 neurofibromatosis. Tumor resection was performed on the median nerve. The patient showed maintenance of limb function and remission of symptoms of pain after four years of follow-up.

Keywords: Neurofibromatosis 1. Neurofibroma. Neurofibroma, plexiform. Upper extremity.

 

CARTAS AO EDITOR

Patrocinadores

Indexadores