ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 14 from 14 result(s)

Search for : Síndrome de bandas amnióticas; Anormalidades congênitas; Constrição patológica

Aplicação de uma técnica para otoplastia realizada pelo Serviço de Cirurgia Plástica e Microcirurgia Reconstrutiva do Hospital Universitário Walter Cantídio

Rogerio De Oliveira Ribeiro; Salustiano Gomes De Pinho Pessoa
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):07-11 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Fanned ear is the most common of all congenital defects of the ear. As the ears in abyss occur because of lack of anti-helix safety, a woman may be absent or even by excessive excess of the concha.
Objective: To demonstrate a surgical approach, the degree of satisfaction and the results obtained in the application of a technique for the surgery of joints and lesions in the memory of the plastic surgery for correction of fanned ears.
Methods: Retrospective cross-sectional study of patients who underwent correction of deformity of ears in the period from 01/07/2014 to 07/01/2017, in the practice of Plastic Surgery and Reconstructive Microsurgery at Walter Cantídio University Hospital (HUWC). Federal University of Ceará (UFC).
Results: A total of 38 patients with ears in patients with otoplasty, ranging in age from 15 to 53 years, with a mean of 27.2 years, 24 males and 14 females. Regarding satisfaction, only 1 (2.6%) patient had a regular result, 2 (5.3%) reported a satisfactory result and 35 (92.1%) reported satisfactory results. 16 patients had concha hypertrophy, 9 had anti-helix malformation and 13 had concha hypertrophy and anti-helix malformation at the same time.
Conclusion: The technique based on results compared and compared with the literature is recommended for universal use, fewer complications and larger scale for most patients.

Keywords: Ear; Reconstructive surgical procedures; ar, external; Congenital abnormalities; Ambulatory surgical procedures.

 

RESUMO

Introdução: Orelha em abano é o mais comum de todos os defeitos congênitos da orelha. Pode ser notado ao nascimento da criança e geralmente torna-se pior com o passar do tempo. As orelhas em abano ocorrem por desenvolvimento insuficiente da dobra anti-hélice, a qual pode estar ausente ou insuficiente e ainda por crescimento excessivo da concha.
Objetivo: Demonstrar a abordagem cirúrgica, o grau de satisfação e os resultados obtidos da aplicação de uma técnica formada pela união de diversas técnicas cirúrgicas consagradas na história da cirurgia plástica para correção de orelhas em abano.
Método: Estudo de coorte transversal retrospectivo de pacientes que foram submetidos à correção de deformidade orelhas em abano, no período de 01/07/2014 a 01/07/2017, realizados no Serviço de Cirurgia Plástica e Microcirurgia Reconstrutiva do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC) da Universidade Federal do Ceará (UFC).
Resultados: Um total de 38 pacientes portadores de orelhas em abano foram submetidos à otoplastia. A idade variou de 15 a 53 anos, com média de 27,2 anos, sendo 24 do sexo masculino e 14 do sexo feminino. Em relação à satisfação, apenas 1 (2,6%) paciente declarou regular resultado, 2 (5,3%) declararam bom resultado e 35 (92,1%) afirmaram ótimo resultado satisfatório. 16 pacientes eram portadores hipertrofia da concha, 9 apresentavam mal formação da anti-hélice e 13 possuíam ao mesmo tempo hipertrofia da concha e mal formação da anti-hélice.
Conclusão: A técnica apresentada fundamentada nos resultados encontrados e comparados com a literatura é recomendada para uso universal, fornecendo baixo número de complicações e ótima satisfação pela maioria dos pacientes.

Palavras-chave: Orelha; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Orelha externa; Anormalidades congênitas; Procedimentos cirúrgicos ambulatórios.

 

Cleft lip and palate: evaluation of the psychological impact using the Rosenberg self-esteem scale

Alesandra Glaeser; Sady Selaimen da Costa; Marcus Vinicius Martins Collares
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(2):187-195 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Cleft lip and palate is the most frequent malformation of the head region and affects more than 10 million people worldwide. This study aims at evaluating the self-esteem in patients with cleft lip and palate and comparing that with the self-esteem of non-affected individuals during follow-up at the Department of Craniomaxillofacial Plastic Surgery of the Hospital de Clínicas of Porto Alegre.
Methods: This is a cross-sectional, contemporary study with 160 participants, comprising 80 patients with cleft lip and palate who have already undergone surgical procedures for correcting the condition and 80 non-affected students and employees of the public-school system as a control group. We used a questionnaire to characterize the group and the Rosenberg self-esteem scale for data collection.
Results: There was a significant difference between groups in terms of marital status, schooling, and school retention. Patients with a cleft lip and palate had lower levels of self-esteem than non-affected individuals. Among them, the individuals with bilateral clefts or complete clefts; female gender; economic strata of D/E; low level of schooling; families reconstituted during childhood; and with unsatisfactory results concerning communication, dentition, and lip scar also showed lower levels of self-esteem.
Conclusion: There was a significant relationship between cleft lip and palate and low self-esteem.

Keywords: Cleft lip; Mental health; Congenital abnormalities; Self-image; Nursing

 

RESUMO

Introdução: A fissura labiopalatina é a malformação mais frequente da região da cabeça e afeta mais de 10 milhões de pessoas no mundo. O objetivo do estudo foi avaliar a autoestima em pacientes portadores de fissura labiopalatina em acompanhamento no Serviço de Cirurgia Plástica Craniomaxilofacial do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, comparando-os com indivíduos não fissurados.
Métodos: Estudo transversal contemporâneo, com 160 participantes, sendo 80 pacientes com fissura labiopalatina já submetidos a procedimentos cirúrgicos relacionados à afecção e, como grupo controle, 80 alunos e funcionários da rede pública de ensino. Um questionário para caracterizar o grupo e a escala de autoestima de Rosenberg foram utilizados para a coleta de dados.
Resultados: Houve diferença significativa entre os grupos quanto ao estado civil, escolaridade e repetência escolar. Os pacientes com fissura labiopalatina apresentam níveis de autoestima menores em relação a indivíduos não afetados. Dentre eles, os subgrupos dos indivíduos com fissura bilateral, fissura completa, do gênero feminino, classe econômica D/E, baixa escolaridade, situação familiar reconstituída na infância e com resultados não satisfatórios em relação à comunicação, dentição e cicatriz de lábio também mostraram níveis de autoestima menores.
Conclusão: Houve relação significativa entre fissura labiopalatina e baixa autoestima.

Palavras-chave: Fenda labial; Saúde mental; Anormalidades congênitas; Autoimagem; Enfermagem

 

Epidemiological profile of patients with cleft lip and palate in a reference service in the Federal District

EDUARDA VIDAL ROLLEMBERG; TAYANE OLIVEIRA PIRES; GABRIELA NASCIMENTO MORAES; LILIANE RODRIGUES RIOS; LUCIANO GAZZONI MACHADO; MARCONI DELMIRO DA-SILVA; DIDEROT RODRIGUES PARREIRA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):94-100 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Cleft lip and palate, the most common congenital malformations of the head and neck, result from fusion failure of embryonic facial processes during the first 12 weeks of pregnancy. Their phenotypic presentation varies and involves different levels of complexity. The objective is to determine the epidemiological profile of patients with cleft lip and palate treated at the Hospital Regional da Asa Norte regarding sex, cleft type, laterality, age, presence of associated syndromes, and corrective surgical procedures.
Methods: This was a retrospective descriptive study of 322 medical records of patients treated by the HRAN team from August 2013 to July 2017. The data collected were entered into an Excel spreadsheet and submitted to statistical analysis. The study received ethical approval.
Results: Of the 322 patients enrolled in the service, 169 were male (52.48%). The most frequent type of cleft was the trans-foramen (65.25%). With regard to laterality, a higher prevalence of cleft was observed on the left (20.50%). Only 19% of the patients had associated malformations. Cheiloplasty was the most frequent surgical correction performed by service (54%). The age of the patients was 1-53 years (median, 1.87 years).
Conclusion: The study contributes information important to society, government, and treatment professionals. In line with the literature, the more prevalent cleft was unilateral left trans-foramen and the most frequent surgery was cheiloplasty.

Keywords: Cleft palate; Cleft lip; Descriptive epidemiology; Reconstructive surgical procedures; Congenital abnormalities

 

RESUMO

Introdução: As fissuras labiopalatinas são as malformações congênitas mais comuns dentre as que ocorrem na cabeça e pescoço, e se devem à falha de fusão dos processos faciais embrionários durante as primeiras 12 semanas de gestação. Sua apresentação fenotípica é variada e com diferentes níveis de complexidade. O objetivo é determinar o perfil epidemiológico dos pacientes portadores de fissuras labiopalatinas atendidos no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) quanto a sexo, tipo de fissura, lateralidade, idade, presença de síndromes associadas e procedimentos cirúrgicos corretivos.
Métodos: Trata-se de um estudo descritivo retrospectivo no qual foram analisados 322 prontuários de pacientes atendidos pela equipe do HRAN no período de agosto de 2013 a julho de 2017. Os dados colhidos foram lançados em planilha Excel e submetidos à análise estatística. O trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa.
Resultados: Dos 322 pacientes atendidos no serviço, 169 eram do sexo masculino (52,48%). O tipo de fissura mais frequente foi a transforâmica (65,25%). Com relação à lateralidade, observou-se maior predomínio da fissura à esquerda (20,50%). Apenas 19% dos pacientes possuem malformações associadas. A queiloplastia foi a correção cirúrgica mais realizada pelo serviço (54%). A idade dos pacientes variou de 1 ano até 53 anos, com mediana de 1,87 anos.
Conclusão: O estudo contribuiu com informações importantes para a sociedade, governo e profissionais envolvidos no tratamento. Em consonância com a literatura, observou-se que a fissura mais prevalente foi a transforâmica unilateral esquerda e a cirurgia mais realizada foi a queiloplastia.

Palavras-chave: Fissura palatina; Fenda labial; Epidemiologia descritiva; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Anormalidades congênitas

 

Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(3):410-413 Cryptotia in a Western adult patient: A case report

Jonathan Augusto Vidal Oliveira; Alberto Ferraz de Melo; Luiz Alberto de Souza Leite; Carlos Lacerda De Andrade Almeida; Letícia Kelly Domingos Brito; Evelliny Gomes da Silva; Antônio Lucas do Nascimento Silva; José Igor Moura de Arruda
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(3):410-413 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Cryptotia is a congenital ear deformity common in Easterners and rare in Westerners, with most studies addressing Eastern surgical techniques applied to children. In this pathology, the cartilage of the upper pole of the ear is lodged subcutaneously in the temporal region, which prevents individuals from using glasses due to lack of support and prevents esthetic definition of the upper pole.
Objective: The present study aimed to report the case of an adult patient with cryptotia undergoing surgical treatment using a mastoid subcutaneous pedicle flap and review the main techniques described for the treatment of this involvement.
Conclusion: The subcutaneous pedicle flap described by Yoshimura proved to be adequate for correcting cryptotia in a Western adult patient.

Keywords: Adult; Congenital abnormalities; External ear; Ear cartilage; esthetic

 

RESUMO

Introdução: criptotia é uma deformidade auricular congênita comum em orientais e rara em ocidentais, sendo a grande maioria dos estudos de técnicas cirúrgicas orientais e aplicados em crianças. Nesta patologia, a cartilagem do polo superior da orelha encontra-se alojada embaixo da pele na região temporal, o que impossibilita o uso de óculos, devido à falta de apoio e torna o polo superior sem definição estética.
Objetivo: o presente estudo tem por objetivo relatar o caso de um paciente adulto com criptotia, submetido ao tratamento cirúrgico com retalho de pedículo subcutâneo mastóideo, revisando as principais técnicas descritas para o tratamento deste acometimento.
Conclusão: o retalho de pedículo subcutâneo descrito por Yoshimura, mostrou-se adequado para a correção da criptotia em paciente ocidental e adulto.

Palavras-chave: Adulto; Anormalidades congênitas; Orelha externa; Cartilagem da orelha; Estética

 

Botulinum toxin in the treatment of asymmetric crying face syndrome: a case report

Luiz Guilherme de Moraes Prado Mazuca; Hugo Alberto Nakamoto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(2):258-261 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Asymmetric crying face syndrome is a congenital condition secondary to hypoplasia or absence of the depressor muscle at the mouth angle. It is a common condition that presents with facial asymmetry while crying and smiling and may be associated with other congenital malformations. Children with this deformity may experience psychosocial difficulties and introversion. The therapeutic arsenal of this condition has already been studied and discussed in the literature with an emphasis on surgical and invasive approaches. We report here a case of a 9-year-old child with this syndrome, treated less invasively with botulinum toxin, with good result and satisfaction.

Keywords: Botulinum toxin type A; Facial asymmetry; Facial paralysis; Abnormalities of the mouth; Congenital abnormalities

 

RESUMO

Síndrome do choro assimétrico é uma condição congênita secundária à hipoplasia ou ausência do músculo depressor do ângulo da boca. Trata-se de uma condição não tão incomum que pode cursar com assimetria facial ao chorar e sorrir, além de poder estar associadas a outras malformações congênitas. Crianças com essa deformidade podem sofrer dificuldades psicossociais e introversão. O arsenal terapêutico dessa condição já foi estudado e discutido na literatura com ênfase em abordagens cirúrgicas e invasivas. Relatamos aqui um caso de uma criança de 9 anos com essa síndrome, tratada, de forma menos invasiva, com toxina botulínica, com um bom resultado e satisfação.

Palavras-chave: Toxinas botulínicas tipo A; Assimetria facial; Paralisia facial; Anormalidades da boca; Anormalidades congênitas

 

Case report: tuberous breast

Tulio Martins Silva; Bianca Maria Barros Ohana; Bruno Perrelli Sá Freire Fernandes; Irene Daher Barra; Maria Alice Domingues Rezende; Celso Eduardo Jandre Boechat
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(3):450-453 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

To report a case of tuberous breast with significant breast asymmetry, describe the technique used and evaluate the outcome of the case. Different techniques were used on each breast, although studies in literature recommend the use of similar strategy in both breasts. The patient progressed without complications and had, 6 months after the surgery, extremely satisfactory result without tuberous breast stigmas, and significant improvement of breast asymmetry. The literature establishes that not only one surgical technique is adequate to correct different types of malformations. Tuberous breast constitutes a challenge in breast plastic surgery and it becomes more complex when the asymmetry is more severe. However, surgeons who is trained in a variety of aesthetic and breast reconstructive techniques can achieve a satisfactory result.

Keywords: Mammoplasty; Congenital abnormalities; Breast; Breast diseases; Breast implantation.

 

RESUMO

Descrever um caso de mama tuberosa com importante assimetria mamária, descrever a técnica e avaliar o resultado de caso. Diferentes técnicas foram usadas em cada mama, apesar de na literatura dizer que é importante empregar uma estratégia semelhante em ambas as mamas. A paciente evoluiu sem complicações e apresenta, com 6 meses de pós-operatório, resultado extremamente satisfatório, sem estigmas de mama tuberosa e com melhora importante da assimetria mamária. Na literatura é estabelecido que não há uma única técnica cirúrgica adequada para a correção dos diferentes tipos de malformações. A mama tuberosa representa um desafio nas cirurgias plásticas da mama e se tornam mais complexas quando a assimetria é mais exacerbada. Porém, o cirurgião que dominar as mais diversas técnicas mamárias estéticas e reconstrutoras poderá alcançar um resultado satisfatório.

Palavras-chave: Mamoplastia; Anormalidades congênitas; Mama; Doenças mamárias; Implante mamário.

 

Histopathology of Keith's lip scar

Hamilton Aleardo Gonella; Décio Luís Portella de Campos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):310-313 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Examinations of the etiology of congenital cicatricial presentations, which include congenital constriction bands and cicatricial presentations of cleft lip, have provided several theories that explain their development; however, they do not explain all the aspects involved in these malformations. In the present article, we present the cases of 4 patients with Keith's lip scar who underwent cheiloplasty using the spina technique. These cases were compared with 1 case of a patient with a traumatic scar. Tissue samples were obtained from all the patients for histopathological examination using hematoxylin-eosin staining. The cases under study exhibited similarities in embryonic skin and common scar tissue.

Keywords: Cleft lip. Lip diseases. Mouth abnormalities. Amniotic band syndrome.

 

RESUMO

O estudo da etiologia das formas congênitas ditas cicatriciais, que incluem bandas cicatriciais congênitas e formas cicatriciais das fissuras labiais, apresenta diversas teorias, que fundamentam seu aparecimento, porém não justificam todos os aspectos envolvidos nessas malformações. Neste artigo são apresentados 4 casos de pacientes portadores da forma cicatricial de Keith, submetidos à realização de queiloplastia pela técnica de Spina, comparados a 1 caso de paciente portador de cicatriz traumática. Todos os pacientes tiveram amostra de tecido enviada para estudo histopatológico, com coloração com hematoxilina-eosina. Os casos estudados apresentaram semelhanças entre a pele embrionária e a cicatriz comum.

Palavras-chave: Fenda labial. Doenças labiais. Anormalidades da boca. Síndrome de bandas amnióticas.

 

Nevo sebáceo de Jadassohn: relato de caso

Pedro Salomão Piccinini; Miguel Enrique Rivera Gómez; Mariana Angélica Berardi Cioffi; Gabriela Diesel Silveira; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):67-69 - Face I

PDF Portuguese

RESUMO

O nevo sebáceo de Jadassohn (NSJ) é um hamartoma congênito de estruturas cutâneas, localiza-se com maior frequência na região da cabeça e pescoço e apresenta-se como uma placa alopécica bem demarcada de cor amarelada. A natureza dos tumores secundários que surgem no nevo sebáceo e o risco de neoplasia maligna são questões controversas. O momento da excisão também é um assunto de debate, com alguns autores defendendo a excisão precoce e outros sugerindo que a excisão tardia é razoável. Apresentamos um relato de caso de um paciente de 12 anos com NSJ em escalpo, onde foi realizada uma excisão completa com fechamento primário com retalho duplo de avançamento.

Palavras-chave: Anormalidades congênitas; Hamartoma; Nevo sebáceo de Jadassohn; Nevo; Couro cabeludo.

 

Vaginal Reconstruction Using McIndoe Technique in Adult Patient with Rokitansky Syndrome: Case Report

MIGUEL ENRIQUE RIVERA GOMEZ; PAULO EDUARDO MACEDO CARUSO; ROLANDO MENDOZA ROMERO; GABRIELA LÖW PAGLIARINI; RONALDO SCHOLZE WEBSTER; MARCOS RICARDO DE OLIVEIRA JAEGER
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):76-78 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Mayer-Rokitansky-Kuster-Hauser syndrome is characterized by congenital aplasia of the vagina with possible absence of uterus and/or fallopian tubes and normal development of secondary sexual characteristics. One of the objectives of medical and surgical management is the construction of a neovagina that is functional for sexual relations. Non-surgical treatment with progressive perineal dilation is considered first-line therapy. Nonetheless, for patients for whom the non-surgical approach is not successful, surgery could be considered. In this case study we demonstrate the effectiveness of the McIndoe technique in the reconstruction of the vaginal canal through a skin graft of total thickness obtained from the inferior abdominal region, and graft fixation with a polyurethane foam mold. The confirmation of the provided extension of the vaginal canal, 8 cm long, was made with a MRI, and oversights with colposcopy were performed every 30 days for a year without any findings of stenosis.

Keywords: Congenital abnormalities; Skin transplantation; Vagina; Plastic surgery; Coitus

 

RESUMO

A síndrome de Mayer-Rokitansky - Kuster-Hauser (MRKH) é caracterizada por aplasia congênita da vagina com possível ausência simultânea de útero e/ou trompas de falópio com normal desenvolvimento de características sexuais secundárias. Um dos objetivos do manejo médico e cirúrgico é construir uma neovagina funcional para a relação sexual. O tratamento não cirúrgico com dilatação progressiva é considerado terapia de primeira linha. No entanto, para pacientes com tratamento não cirúrgico mal sucedido, a cirurgia pode ser considerada. Neste relato de caso demonstramos a efetividade da técnica de McIndoe na reconstrução do canal vaginal por meio da enxertia de pele de espessura total, obtida da região abdominal inferior e fixação do enxerto com molde de espuma de poliuretano. Confirmação da extensão prevista do canal vaginal, de 8 cm, foi realizada com ressonância magnética, e acompanhamentos com colposcopia foram realizados a cada 30 dias, durante um ano sem achados de estenose.

Palavras-chave: Anormalidades congênitas; Transplante de pele; Vagina; Cirurgia plástica; Coito

 

Surgical treatment cleft craniofacial of middle line

Rafael Anache Anbar, Alcides Martins Arruda, Gilberto de Carvalho Reis, Lucilene dos Santos, Rodrigo Anache Anbar
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(2):401-403 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

The clefts craniofacial constitute congenital rare anomalies. They are located in determined lines through the eyelids, eyebrows, nostrils, lips and jawbones, reaching soft and bone parts. They are of unknown etiology. The classification most used for the rare clefts of face is it of Tessier. It is based on anatomical relations obtained in clinical observations and post-operative finds. The clefts numbers 0 and 14, positions himself in the middle line of the skull and of the face. Can be present the characteristics is excess of tissue or the lack of the same. The correct diagnose is essential for the surgical approach. The treatment is based on suture of the soft cloths, on three plans: cutaneous, muscular and mucous; Zplasty; treatment toothing; bone grafts, when necessary. The authors describe the case of a 2-year-old patient and 3 months, masculine, 0 and 14 showing cracks of Tessier. The first correction was based on the treatment of soft tissue defect of these cracks, planned in two surgical times.

Keywords: Craniofacial abnormalities. Face/abnormalities. Congenital abnormalities/classification.

 

RESUMO

As fissuras craniofaciais constituem anomalias congênitas raras. Localizam-se em determinadas linhas através das pálpebras, sobrancelhas, narinas, lábios e maxilas, atingindo partes moles e ósseas. São de etiologia ainda desconhecida. A classificação mais utilizada para as fissuras raras de face é a de Tessier. É baseada em relações anatômicas obtidas em observações clínicas e achados pós-operatórios. As fissuras números 0 e 14 situam-se na linha média do crânio e da face. Podem-se apresentar como uma fissura com as características de excesso de tecido ou agenesia dos mesmos. O correto diagnóstico é fundamental para abordagem cirúrgica. O tratamento é baseado em sutura dos tecidos moles, em três planos: cutâneo, muscular e mucoso; zetaplastias; tratamento ortodôntico; enxertos ósseos, quando necessário. Os autores descrevem o caso de um paciente de 2 anos e 3 meses, sexo masculino, apresentando fissuras 0 e 14 de Tessier. A primeira abordagem baseou-se no tratamento do defeito das partes moles dessas fissuras, sendo realizada em dois tempos cirúrgicos.

Palavras-chave: Anormalidades craniofaciais. Face/anormalidades. Anormalidades congênitas/classificação.

 

Treatment of umbilical stenosis in a vertical dermolipectomy patient

André Luis Rosenhaim Monte
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):167-170 - Case Reports

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Unaesthetic revision of the umbilical scar in vertical abdominoplasty is a common reason for patient dissatisfaction. Case Report: We propose the use of the opposite triangular-flap technique, an omphaloplasty technique that we developed, to treat and prevent recurrence of stenosis by insertion of two triangular flaps on the umbilical stump. After describing our initial use of this technique to treat a case of umbilical stenosis after vertical dermolipectomy, we explain why the positive outcomes that we observed in this case motivate us to recommend further use of this technique, primarily in vertical abdominoplasty.

Keywords: Constriction, Pathologic. Umbilicus/surgery. Reconstructive Surgical Procedures/methods. Cicatrix/pathology/surgery.

 

RESUMO

Introdução: As alterações inestéticas da cicatriz umbilical em abdominoplastias verticais são frequentes fatores de insatisfação com os resultados. Relato de Caso: Apresentamos neste artigo um caso de estenose umbilical em paciente com dermolipectomia vertical prévia, no qual utilizamos dois retalhos laterais interpolados ao coto umbilical, para o tratamento e a prevenção da recidiva, os quais designamos técnicas dos retalhos triangulares opostos. O resultado estético obtido nos incentivou a indicá-la como técnica primária de onfaloplastia nestes casos.

Palavras-chave: Constrição Patológica. Umbigo/cirurgia. Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos. Cicatriz/patologia/cirurgia.

 

Abordagem cirúrgica do pescoço alado em uma paciente com Síndrome de Turner: relato de caso

HIANGA FAYSSA FERNANDES SIQUEIRA; JORGE LUIZ DE ALMEIDA TEIXEIRA; INARA SUELANE PONTES NOGUEIRA; MARCOS MARINHO LOPES; ÉRIKA ANDRESSA SIMÕES DE MELO; MARIA EDUARDA DOS SANTOS TAVARES DE LIRA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.3):109-111 - Articles

PDF Portuguese

RESUMO

Introdução: A síndrome de Turner é uma condição genética que leva a alterações fenotípicas e estéticas no indivíduo. As principais alterações consistem na presença de pescoço alado (Pterygium colli) e no prolongamento do couro cabeludo na face posterior do pescoço. Várias técnicas cirúrgicas foram desenvolvidas para corrigir essas alterações, contudo ainda não há um consenso sobre a melhor abordagem.
Objetivo: Relatar o uso da zetaplastia escalonada para a correção cirúrgica do pescoço alado.
Método: Trata-se de um relato de caso de uma paciente com diagnóstico de síndrome de Turner, apresentando pescoço alado, cuja técnica cirúrgica utilizada foi a zetaplastia escalonada.
Resultados: A correção resultou em um bom contorno cervical, sem restrição da movimentação. Todavia apresentou como desvantagens, a cicatriz aparente e hipertrófica e o deslocamento do couro cabeludo para a superfície lateral do pescoço.
Conclusão: A técnica cirúrgica escolhida permitiu uma redução efetiva do pescoço alado, mas apresentou algumas desvantagens.

Palavras-chave: Síndrome de Turner; Cirurgia plástica; Retalhos cirúrgicos; Anormalidades congênitas; Anormalidades da pele

 

Síndrome de bandas aminióticas: relato de caso

Karols Tatiana Vila Claro; Ciro Paz Portinho; Jorge Luís Hoyos Ramirez; Juan Jose Cubilla; Marcus Vinicius Martins Collares; Rochele Bampi; Javier Zaiek Papaterra; Diego Paluszkiewicks Dullius
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):148-149 - Membro Superior e Inferior

PDF Portuguese

RESUMO

A síndrome de bandas amnióticas é uma patologia congênita infrequente com variada forma de apresentação clínica. Sua incidência é estimada em cerca de 1:1.200 a 1:15.000 nascidos vivos. O acometimento das extremidades é o mais frequente. O tratamento para as apresentações sintomáticas é cirúrgico, com ressecção da banda e reconstrução da pele e subcutâneo, até amputações. Salvar os membros acometidos pelas constrições anulares e garantir a funcionalidade dos mesmos deve ser preocupação básica. O objetivo deste estudo foi relatar um caso de uma criança com síndrome de bandas amnióticas no membro inferior direito, sendo tratada num tempo cirúrgico. O paciente evoluiu de forma satisfatória com o tratamento instaurado.

Palavras-chave: Síndrome de bandas amnióticas; Anormalidades congênitas; Constrição patológica.

 

Bipedicled fasciocutaneous bilateral flap for treatment of meningomyelocele: case report

LARISSA DALLA COSTA KUSANO; JULIANE RIBEIRO MIALSKI; TAYNAH BASTOS LIMA DA SILVA; LUCAS EDUARDO OLIVEIRA PASCOLAT; JONATAS MERLIN MASCHIETTO; JOSÉ LUIZ TAKAKI
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):159-161 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Myelomeningocele results from congenital defect of the neural tube. It is the most serious form of spinal dysraphism. Its treatment demands a multidisciplinary team, including the plastic surgeon for the repair of major defects with skin flaps, fasciocutaneous flaps, musculocutaneous flaps or skin grafts. We report a case of a full-term newborn with large ruptured myelomeningocele in thoracolumbar segment. The surgery was performed in the first hours of life by a multidisciplinary team. We chose the bilateral bipedicled fasciocutaneous flap to cover the defect and the patient had a good outcome, without postoperative complications.

Keywords: Meningomyelocele; Surgical flaps; Congenital abnormalities; Newborn infant diseases; Plastic surgery

 

RESUMO

A mielomeningocele decorre de defeito congênito do tubo neural. É a forma mais grave dos disrafismos espinhais. Seu tratamento é feito por equipe multidisciplinar, incluindo o cirurgião plástico para reparo de grandes defeitos com retalhos cutâneos, fasciocutâneos, musculocutâneos ou enxertos de pele. Relatamos caso referente a recém-nascido de termo com mielomeningocele rota de grandes dimensões em região toracolombar, cujo tratamento foi realizado nas primeiras horas de vida por equipe multidisciplinar. O retalho de cobertura do defeito foi o fasciocutâneo bipediculado bilateral, o qual apresentou evolução satisfatória no pós-operatório, sem complicações.

Palavras-chave: Meningomielocele; Retalhos cirúrgicos; Anormalidades congênitas; Doenças do recém-nascido; Cirurgia plástica

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license