ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 20 from 610 result(s)

Search for : Carcinoma basocelular; Câncer de pele; Comprometimento de margem; Margens de excisão; Retalhos cirúrgicos; Cirurgia plástica

Reconstruction of nasal defects using the Rieger flap

Filipe Lopes Decusati; Antônio Egidio Rinaldi
Rev. Bras. Cir. Plást. 2020;35(2):149-153 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: the reconstruction of skin defects in the distal part of the nose is always a challenge. The dorsal nasal flap, initially described by Gillies, was unveiled when Rieger, in 1967, described the use of a modified rotation flap that used the redundant skin of the glabella to repair full-thickness defects of the lower half of the nose of equal or greater size of 2 cm, allowing reconstruction in a single surgical time.
Methods: A retrospective study was carried out, selecting patients who had basal cell carcinoma, in the middle and/or lower third of the nose, who were treated at the Plastic Surgery outpatient clinic of the Plastic Surgery Service Prof. Dr. Oswaldo de Castro, in the period from 2017 to 2019.
Results: The total number of patients was six, with ages ranging from 64 to 95 years, with an average of 80.67 years. Five of these patients were male, with only one female. There were no complications during or after the procedures. Also, there were no cases of infection, bleeding, hematoma, dehiscence, or necrosis of the flap.
Conclusion: the Rieger flap is a good option for cases of reconstruction of defects located in the lower half of the nose; it is performed in a single moment, is easy to perform, and has a high level of patient satisfaction. It provides an adequate result aesthetics of the reconstructed area, in texture and color, through the use of specific tissues for the nasal covering.

Keywords: Surgical flaps; Nose; Reconstructive surgical procedures; Nose neoplasms; Carcinoma, Basal cell.

 

RESUMO

Introdução: A reconstrução de defeitos cutâneos na porção distal do nariz sempre é um desafio. O retalho de dorso nasal, originalmente descrito por Gillies, ficou conhecido quando Rieger, em 1967, descreveu o uso de um retalho de rotação modificado que utilizava a pele redundante da glabela para reparar defeitos de espessura total da metade inferior do nariz com tamanho igual ou menor a 2cm, permitindo a reconstrução em somente um tempo cirúrgico.
Métodos: Um estudo retrospectivo foi realizado, selecionando pacientes que foram atendidos no ambulatório de Cirurgia Plástica do Serviço de Cirurgia Plástica Prof. Dr. Oswaldo de Castro, no período de 2017 a 2019, que apresentavam carcinoma basocelular, em região de terço médio e/ou inferior do nariz.
Resultados: O número total de pacientes foi de seis, com idade variando entre 64 a 95 anos, com média de 80,67 anos. Cinco destes pacientes eram do sexo masculino, sendo somente uma do sexo feminino. Não houve intercorrências durante ou após os procedimentos. Ainda, não ocorreram casos de infecção, sangramento, hematoma, deiscência ou necrose do retalho.
Conclusão: O retalho de Rieger é uma boa opção para casos de reconstrução de defeitos localizados em metade inferior do nariz, sendo realizado em tempo único, de fácil execução e com alto nível de satisfação dos pacientes, fornecendo um adequado resultado estético da área reconstruída, em textura e cor, por utilizar tecidos próprios da cobertura nasal.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Nariz; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Neoplasias nasais; Carcinoma basocelular

 

Long-term follow-up of incomplete resection of basal cellular carcinomas

Telma Carolina Ritter de Gregorio, Juliano Carlos Sbalchiero, Paulo Roberto de Albuquerque Leal
Rev. Bras. Cir. Plást. 2005;20(1):8-11 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Cutaneous cancer is the most frequent malignancy with increasing rate seen over the last decades. Incomplete initial resection seen in histopathologic specimens is not uncommon and the appropriate approach to these cases is still very controversial. This study identified and analyzed cases of incomplete resection in the Instituto Nacional de Câncer in 1997, aiming at evaluating the conduct adopted and the percentage of relapse over a 5-year follow-up period. In the service, 853 patients with basal cellular carcinoma were surgically treated and 87 cases of incomplete resection (10.2%) were identified. The main adopted conduct was clinical follow-up in 87% of the cases. The index of recurrence was 36%, mainly affecting patients with tumors of greater than 2 cm in size and of the sclerodermiform histologic subtype. The mean follow-up time was 43 months. This work suggests that clinical follow-up is an adequate conduct in duly selected cases, as reoccurrence also occurs in up to 1/3 of the cases in the national population and that long-term followup is possible even in public institutions, as was seen in this series.

Keywords: Carcinoma, basal cell, recurrence. Skin neoplasms. Reconstructive surgical procedures. Surgery, plastic

 

RESUMO

O câncer cutâneo é a malignidade mais freqüente, com incidência crescente nas últimas décadas. O achado de margens positivas após a ressecção inicial não é incomum, e seu manejo adequado ainda é bastante controverso. Procurou-se identificar e analisar os casos com ressecções incompletas no Instituto Nacional de Câncer, no ano de 1997, de forma a avaliar a conduta adotada e o porcentual de recidiva em um seguimento de cinco anos. Foram operados no serviço 853 casos de carcinoma basocelular, com 87 (10,2%) pacientes com margens comprometidas. A principal conduta adotada foi o acompanhamento clínico em 87% dos casos. O índice de recidiva foi de 36%, sobretudo em pacientes com tumores maiores de 2cm e do subtipo histológico esclerodermiforme. O tempo médio de seguimento foi de 43 meses. Este trabalho reforça que o acompanhamento clínico é uma conduta adequada em casos devidamente selecionados, na medida em que estabelece que recidivas ocorrem em até 1/3 dos casos também na população nacional, e que é possível o acompanhamento a longo prazo em uma instituição pública, como observado nesta série.

Palavras-chave: Carcinoma basocelular, recidiva. Neoplasias cutâneas. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos. Cirurgia plástica

 

Inferior pedicle nasolabial flap in nasal ala reconstruction

Marcelo Rosseto; Daniel Nunes e Silva; Ana Luiza Ceolin Lyrio; Ana Lara Ceolin Lyrio; Antônio Cavichini Rosseto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(1):22-26 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The nasal alar has always been a major reconstructive diflculty, and in the search for a flap with skin characteristics similar to this one, we came across the inferiorly based nasolabial flap. The objective of this study was to demonstrate the viability of the proposed flap for reconstruction of the nasal alar after removal of skin tumors.
Methods: This study analysed twenty cases of inferiorly based nasolabial flap performed with the same surgical technique in the period between 2008-2019 and followed up for one year of postoperative.
Results: Of the 20 studied cases, 13 (65%) did not present complications, being the most described: partial defect coverage and partial disappearance of the nasolabial sulcus.
Conclusion: The inferiorly based nasolabial flap proved to be a viable flap for nasal alar reconstruction due to the quality of the skin, easy execution, and minimal complication rates.

Keywords: Skin neoplasms; Carcinoma, basal cell; Surgical flaps; Nasal surgical procedures; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

Introdução: A asa nasal sempre foi uma grande dificuldade reconstrutiva e, na busca de um retalho com características da pele semelhantes a esta, deparamos com o retalho nasogeniano de pedículo inferior. O objetivo do trabalho foi demonstrar a viabilidade do retalho proposto para reconstrução da asa nasal após a retirada de tumores cutâneos.
Métodos: Foram analisados 20 casos de retalho nasogeniano de pedículo inferior realizados com a mesma técnica cirúrgica no período entre 2008 e 2019 e acompanhados por um ano de pós-operatório.
Resultados: Dos 20 casos estudados, 13 (65%) não apresentaram complicações, sendo as mais relatadas: cobertura parcial do defeito e desaparecimento parcial do sulco nasogeniano.
Conclusão: O retalho nasogeniano de base inferior mostrou ser um retalho viável à reconstrução da asa nasal pela qualidade de pele, fácil execução e índices mínimos de complicações.

Palavras-chave: Neoplasias cutâneas; Carcinoma basocelular; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos nasais; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

 

Health Risks of Ultraviolet Radiation

Patricia Pretto Juchem, Julio Hochberg, Abraão Winogron, Marcos Ardenghy, Robert English
Rev. Bras. Cir. Plást. 1998;13(2):31-60 - Articles

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Ultraviolet radiation in sunlight is critical for vitamin D synthesis in the skin and other physiological aspects of our lives. However, it produces a variety of pathologic effects, including sunburn, pigmentary change, immunologic alterations, and neoplasia. A constellation of structural alterations of the epidermis, the dermal-epidermal junction, and the dermis is uniquely characteristic of photo-damage. It has its influences in plastic surgery, such as photoaging, facial peeling, hyperpigmentation of scars. As we know, the only protection from atmosphere we have is being destroyed everyday by man and his evolution, and that is why the exposure to ultraviolet radiation without appropriate protective measures can be very damaging to our skin and health. UVR induced changes can be minimized or prevented by the use of proper clothing, appropriate application of physical and/or chemical sunscreens, behavior modification, and awareness of photosensitizing medications. The goal of this review article is to understand the deleterious effects of sun exposure and how to prevent them, as well as the cultural, economical, and educational changes we'll need to go through in view of the new atmosphere.

Keywords: ultraviolet radiation; skin cancer; photoaging; photoimmunology; plastic surgery; prevention.

 

RESUMO

A radiação ultravioleta da luz solar é crucial para a síntese de vitamina D na pele e em outros aspectos fisiológicos da vida humana. Entretanto, ocasiona uma variedade de efeitos patológicos, como queimaduras, mudanças de pigmentação da pele, alterações imunológicas e neoplasias. Uma série de alterações estruturais na epiderme, na junção dermo-epidérmica e na derme são características singulares e exclusivas do dano solar. Isso corresponde a influências na Cirurgia Plástica, como o envelhecimento causado pelo sol, "peeling" facial e hiperpigmentação de cicatrizes. Como se sabe, nossa única proteção na atmosftra contra os raios ultravioleta está sendo destruída dia a dia pelo homem e sua evolução. Por isso, a exposição à radiação ultravioleta sem meios adequados de proteção pode ser danosa à pele e à saúde. As alterações induzidas pela radiação ultravioleta podem ser atenuadas ou evitadas com o uso de roupas apropriadas, uso adequado de barreiras químicas e/ou físicas, mudanças de hábitos e cautela no uso de medicamentos fotossensibilizantes. O objetivo deste artigo é compreender os efeitos deletérios da exposição à luz solar e como preveni-los, e avaliar as mudanças culturais, econômicas e educacionais a serem implementadas tendo em vista a nova atmosfera.

Palavras-chave: radiação ultravioleta; câncer de pele; fotoenvelhecimento; fotoimunologia; cirurgia plástica; prevenção

 

Reconstruction of eyelid zones II and III: case series

Délcio Aparecido Durso; Sérgio Domingos Bocardo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2020;35(3):288-293 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The eyelids represent anatomical structures of high complexity, requiring the plastic surgeon's technical skills and experience to their reconstruction. Defects in these areas happen mainly after tumor resection, with the lower eyelids being a frequent site of lesions of this nature. The options for reconstruction vary according to some criteria, including the size of the resulting defect, location, and depth. The result of the reconstruction is mainly aimed at restoring the proper functioning of this delicate structure.
Methods: This work presents a series of seven cases of patients of different complexity, attended, and treated by the Plastic Surgery Service of the Federal Hospital of Ipanema. We show the versatility of local flaps to restore the proper anatomy and function of the lower eyelid. We also try to highlight different types of tumor pathologies that occur in this region.
Results: No patient evolved with ectropion or anatomical distortion, ultimately obtaining a good cosmetic and functional result.
Discussion: The medial region of the eyelids represents a significant challenge for its reconstruction since, in this topography, there are delicate structures such as the lacrimal canaliculus and the medial canthal ligament. Several local flaps can be used depending on the extent and depth of the defect generated after trauma or tumor excision. Having mastery over the periorbital anatomy and surgical options is essential for successful treatment.

Keywords: Carcinoma, Basal cell; Eyelid neoplasms; Surgical flaps; Face; Anatomy.

 

RESUMO

Introdução: As pálpebras representam estruturas anatômicas de grande complexidade, exigindo habilidades técnicas e experiência por parte do cirurgião plástico para a sua reconstrução. Defeitos nessas áreas são produzidos, principalmente, após ressecção tumoral, sendo as pálpebras inferiores sede frequente de lesões dessa natureza. As opções para reconstrução variam de acordo com alguns critérios, entre eles: tamanho do defeito resultante, localização e profundidade. O resultado da reconstrução visa sobretudo reestabelecer o funcionamento adequando dessa nobre estrutura.
Métodos: Este trabalho apresenta uma série de sete casos, de diferentes complexidades, de pacientes atendidos e tratados pelo Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Federal de Ipanema. Mostramos a versatilidade dos retalhos locais para restaurar a anatomia e função adequadas da pálpebra inferior, bem como ressaltar diferentes tipos de patologias tumorais incidentes nessa região.
Resultados: Nenhum paciente evoluiu com ectrópio ou distorção da anatomia, obtendo ao final bom resultado cosmético e funcional.
Discussão: A região medial das pálpebras representa uma área de grande desafio para reconstrução, uma vez que nessa topografa se localizam estruturas nobres, como o canalículo lacrimal e o ligamento cantal medial. A depender da extensão e profundidade do defeito gerado, após trauma ou exérese tumoral, vários são os retalhos locais que podem ser utilizados. Ter domínio sobre a anatomia periorbital e das opções cirúrgicas é fundamental para o sucesso no tratamento.

Palavras-chave: Carcinoma basocelular; Neoplasias palpebrais; Retalhos cirúrgicos; Face; Anatomia

 

An epidemiological study of the association between risk factors and skin cancer incomplete excisions

JOÃO VITOR PITHON NAPOLI; GABRIELA DUCIONI MATOS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(1):40-45 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The increasing incidence of skin cancer leads to a high number of surgical procedures worldwide. The surgical treatment of skin cancer's main objective is its complete excision, preserving the function and the best aesthetic result. Incomplete initial resection can result in recurrences and major damage. The objective is to analyze the risk factors for positive margins in the follow-up of cutaneous lesions surgically removed, for one year, in the plastic surgery department of the Royal Perth Hospital.
Methods: A survey of histopathological samples from 947 operated patients was analyzed. All patients with confirmed incomplete excision (IE) underwent a second surgery or even a third time.
Results: In total, 947 lesions were found, 6.6% of surgeries had compromised margins, with a histopathological distribution of 75% of basal cell carcinoma, 21.4% of squamous cell carcinoma, and 3.6% of other lesions. The relation of the presence of compromised surgical margins between the SCC, compared to BCC, leads to a relative risk of 2.8 and a p-value of 0.041, which suggests that the SCC is a risk factor for the presence of compromised surgical margins. For staging, the need for a second surgical approach was present in 61.29% of the patients, 20.9% were under observation, 3.2% were absent from the service, 8% went directly to chemotherapy or radiotherapy, and 6.4% rescheduled the surgery.
Conclusion: Knowledge of risk factors for positive margins is necessary for the surgeon to understand the prognosis and monitoring of each patient.

Keywords: Skin Neoplasms. Dermatology. Plastics. /pathology. Margins of Excision.

 

RESUMO

Introdução: A crescente incidência de câncer de pele leva a um alto número de procedimentos cirúrgicos em todo o mundo. O principal objetivo do tratamento cirúrgico do câncer de pele é sua excisão completa, preservando a função e o melhor resultado estético. A ressecção inicial incompleta pode resultar em recorrências e danos graves. O objetivo é analisar os fatores de risco para margens positivas no seguimento de lesões cutâneas removidas cirurgicamente, por um ano, no departamento de cirurgia plástica do Hospital Royal Perth.
Métodos: Foi analisado um levantamento de amostras histopatológicas de 947 pacientes operados. Todos os pacientes com excisão incompleta confirmada (EI) foram submetidos a uma segunda cirurgia ou até mesmo a uma terceira vez.
Resultados: No total, 947 lesões foram encontradas, 6,6% das cirurgias tiveram margens comprometidas, com distribuição histopatológica de 75% de carcinoma basocelular (CBC), 21,4% de carcinoma de células escamosas (CCE) e 3,6% de outras lesões. A relação da presença de margens cirúrgicas comprometidas entre o CCE, quando comparada ao CBC, leva a um risco relativo de 2,8 e um valor p de 0,041, sugerindo que o primeiro é um fator de risco para a presença de margens cirúrgicas comprometidas. Para o estadiamento, a necessidade de uma segunda abordagem cirúrgica esteve presente em 61,29% dos pacientes, 20,9% estavam em observação, 3,2% estavam ausentes do serviço, 8% foram diretamente à quimioterapia ou radioterapia e 6,4% remarcaram a cirurgia.
Conclusão: O conhecimento dos fatores de risco para margens positivas é necessário para que o cirurgião entenda o prognóstico e o acompanhamento de cada paciente.

Palavras-chave: Câncer de pele; Cirurgia plástica; Dermatologia; Margens de excisão; Patologia

 

Reconstruction of the nasal subunits after tumor resection

Camila Carvalho Cavalcante Marinho; Mariangela Latini de Miranda; Renato Correia Lima; Chrystian Júnio Rodrigues; Kayo Vieira Teodorak Pego; Cyntia Ferreira dos Reis; Samuel de Fádel Guimarães; Hugo Leonardo de Resende Rodrigues
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(2):156-163 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: A majority of the nods present for reconstruction are secondary to tumor excision. The objective is to analyze the efficacy of the reconstructive technique used to cover the defect after tumor exeresis according to the affected nasal anatomical subunit.
Method: Retrospective study of the medical records of 118 patients submitted to resection of the nasal tumors at the Mário Penna Institute in Belo Horizonte/ MG from August 2012 to March 2017.
Results: Incidence was higher in women (56%) and whites (54.3%) average age of 71.3 years. A total of 125 tumors were resected, and 122 nose reconstructions were performed. Basal cell carcinoma (90.4%) was the most prevalent nonmelanoma skin tumor, the most frequent solid histological subtype (33.6%). The techniques for reconstruction of defects that affect only one nasal subunit were mostly using the bilobed flap (26.5%). In complex nose reconstructions, the bilobed myocutaneous flap (45.8%) with extension to a glabella region (encompassing the procerus, corrugator and nasal muscles) was the most used, mainly in defects in the lower third of the nose. About 78 patients had cancer follow-up of more than one year, and 82 total sin tumors were evaluated. Seven (8.5%) Tumors retreated even after complete resection, and, among the six patients with compromised margins, only one (1.2%) relapsed.
Conclusion: The reconstructive techniques used were effective for treating nasal skin cancer and coverage of defects after resection, with low rates of complication and recurrence.

Keywords: Nose; Nasal Neoplasms; Basal cell carcinoma; Plastic surgery; Surgical flaps.

 

RESUMO

Introdução: A maioria dos defeitos nasais que se apresentam para reconstrução são secundários à excisão tumoral. O Objetivo é analisar a eficácia da técnica reconstrutora utilizada para a cobertura do defeito após exérese tumoral de acordo com a subunidade anatômica nasal acometida.
Método: Estudo retrospectivo dos prontuários de 118 pacientes que durante o período de agosto de 2012 a março de 2017 foram submetidos à ressecção dos tumores nasais no Instituto Mário Penna em Belo Horizonte/MG.
Resultados: A incidência foi maior em mulheres (56%) e brancos (54,3%) com idade média de 71,3 anos. Foram ressecados 125 tumores e realizadas 122 reconstruções nasais. O carcinoma basocelular (90,4%) foi o tumor de pele não melanoma mais prevalente, sendo o subtipo histológico sólido (33,6%) o mais frequente. As técnicas para reconstrução dos defeitos que acometiam apenas uma subunidade nasal foram em sua maioria utilizando o retalho bilobado (26,5%). Nas reconstruções nasais complexas, o retalho miocutâneo bilobado (45,8%) com extensão para a região glabelar (englobando os músculos prócero, corrugador e nasal) foi o mais utilizado, principalmente em defeitos no terço inferior do nariz. Cerca de 78 pacientes apresentaram acompanhamento oncológico superior a um ano, sendo avaliados 82 tumores no total. Sete (8,5%) tumores recidivaram mesmo após ressecção completa e, entre os seis pacientes com margens comprometidas, apenas um (1,2%) recidivou.
Conclusão: As técnicas reconstrutoras utilizadas foram eficazes para o tratamento do câncer de pele nasal e cobertura dos defeitos após ressecção, apresentando baixos índices de complicação e recidiva.

Palavras-chave: Nariz; Neoplasias nasais; Carcinoma basocelular; Cirurgia plástica; Retalhos cirúrgicos

 

Non-melanoma skin tumors: a retrospective study of the epidemiological profile and outcome from compromised margins

Guilherme Augusto Bachtold; Carolina da Silveira Welter; Carolina Martendal Cerrutti; Djulia Adriani Frainer; Heloiza Fiamoncini; Roberta Penteado
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(3):320-325 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Non-melanoma skin neoplasms are responsible for 30% of all malignant tumors in Brazil. The main objective of this article was to evaluate the epidemiological profile and the approach taken from the histopathological diagnosis of compromised margins in patients with non-melanoma skin neoplasms treated primarily with surgery.
Methods: This is an observational retrospective cohort. Data were collected from electronic medical records of 1495 patients, resulting in 2457 non-melanoma skin neoplasms, from January 2015 to December 2019.
Results: There was a higher prevalence in men (52.4%) and between the sixth and seventh decades of life ( 41.4%). Basal cell carcinoma was the most common histological type (75%). Those over the age of 61 are 57.2% more likely to develop basal cell carcinoma (relative risk=1,572 (95% CI: 1,316-1,878; p<0. 0001). Compromised margins were reported in 15.8% of cases, being more common on the face (19.5%) and in patients with basal cell carcinoma (p<0.05), with relative risk=1,382 (95%CI: 1,135-1,683; p=0.0013). Additional treatment was indicated in 74.6% of cases, with the most common approaches being margin expansion (55.6%) and radiotherapy (42.4%). The choice between intervention or observation was related to the histological type (p<0.05), but it was not possible to affirm its relationship with the age group (p>0.05).
Conclusion: The study allowed a better understanding of the profile of patients with non-melanoma skin neoplasms and the percentage of compromised margins after initial surgical excision and the treatment performed.

Keywords: Skin neoplasms; Carcinoma, basal cell; Carcinoma, basosquamous; Epidemiology; Margins of excision.

 

RESUMO

Introdução: Os carcinomas de pele do tipo não melanoma são responsáveis por 30% dos tumores malignos no Brasil. O objetivo deste artigo foi avaliar o perfil epidemiológico e a conduta tomada a partir do diagnóstico histopatológico de margens comprometidas em pacientes com carcinomas de pele do tipo não melanoma tratados primariamente com cirurgia.
Métodos: Estudo tipo coorte retrospectivo observacional. Os dados foram coletados de prontuário eletrônico de 1495 pacientes, apresentando 2457 carcinomas de pele do tipo não melanoma, operados entre janeiro de 2015 a dezembro de 2019.
Resultados: Houve maior prevalência em homens (52,4%) e entre a sexta e a sétima décadas de vida (41,1%). O carcinoma basocelular foi o tipo histológico mais comum (75%). O risco de desenvolver carcinoma espinocelular foi 57,2% maior em pacientes com idade acima de 61 anos (risco relativo=1,572 (IC 95%: 1,316-1,878; p<0,0001)). Margens comprometidas foram reportadas em 15,8% dos casos, sendo mais comuns na face (19,5%) e nos pacientes com carcinoma espinocelular (p<0,05), com risco relativo=1,382 (IC95%:1,135-1,683; p=0,0013). Tratamento adicional foi indicado em 74,6% dos casos, sendo as condutas mais comuns a ampliação de margens (55,6%) e radioterapia (42,4%). A escolha entre intervenção ou observação apresentou relação com o tipo histológico (p<0,05), porém não foi possível afirmar sua relação com a faixa etária (p>0,05).
Conclusão: O estudo possibilitou melhor compreensão do perfil dos pacientes com carcinomas de pele do tipo não melanoma, bem como o percentual de margens comprometidas após excisão cirúrgica inicial e o tratamento realizado.

Palavras-chave: Neoplasias cutâneas; Carcinoma basocelular; Carcinoma basoescamoso; Epidemiologia; Margens de excisão

 

Epidemiological profile of patients with skin cancer treated at the Regional Hospital of Asa Norte/DF - Brazil

Altino Vieira de Rezende Filho; Heloiza Gutierrez Yamamoto; Jefferson Lessa Soares de Macedo; Cristiano Gonçalves Fleury Curado; José Luiz de Oliveira; Marcos Antônio Peixoto de Carvalho; Ocimar Barbosa Trindade; Ivam Pereira Mendes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2020;35(3):316-321 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Skin cancer is the most common neoplasm in the Brazilian population, corresponding to 30% of all malignant tumors registered in the country. Non-melanoma malignant tumors are the type of cancer with the highest incidence and prevalence in Brazil. Basal cell carcinoma (BCC) is the most common, accounting for between 70% and 75% of cases. Squamous cell carcinoma (SCC) accounts for 20% of cases. The objective is to determine the epidemiological profile, the types and subtypes found in the histopathological results, the surgical conduct and its effectiveness in patients with a suspected malignant skin lesion.
Methods: A retrospective descriptive study, based on the analysis of electronic medical records for resection of skin lesions suspected of malignancy, carried out by the Plastic Surgery team at the Regional Hospital of Asa Norte, Brasília/DF, from January 2012 to December 2016.
Results: 533 patients were submitted to surgery, being female (51.6%), with a mean age of 68.97 years and 84% diagnosed with basal cell carcinoma with solid subtype. The compromised margins reached 11% of the sample. The most prevalent reconstructions were primary closure and local flaps.
Conclusion: The epidemiological profile of patients treated with lesions suspected of skin cancer showed prevalence in women over 60 years with a history of sun exposure. The face was the most affected site, the nose being the most common topography. BCC is the most common type, and the circumscribed solid subtype was the most prevalent. The most used type of reconstruction was primary closure and local flap.

Keywords: Basal cell carcinoma; Skin cancer; Margin compromise; Excision margins; Surgical flaps; Plastic surgery.

 

RESUMO

Introdução: O câncer de pele é a neoplasia mais comum na população brasileira, correspondendo a 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Os tumores malignos não melanoma são o tipo de câncer de maior incidência e prevalência no Brasil. O carcinoma basocelular (CBC) é o mais comum, correspondendo entre 70% e 75% dos casos. O carcinoma epidermóide (CEC) responde por 20% dos casos. O objetivo é determinar o perfil epidemiológico, os tipos e subtipos encontrados nos resultados de histopatológico, a conduta cirúrgica e sua eficácia, dos pacientes com suspeita de lesão maligna de pele.
Métodos: Estudo retrospectivo descritivo, baseado na análise de prontuário eletrônico de ressecção de lesões de pele suspeitas de maligna, pela equipe da Cirurgia Plástica do Hospital Regional da Asa Norte, Brasília/DF, no período de janeiro de 2012 a dezembro de 2016.
Resultados: Foram submetidos à cirurgia 533 pacientes, sendo sexo feminino (51,6%), com média de idade de 68,97 anos e 84% com diagnóstico de carcinoma basocelular com subtipo sólido. As margens comprometidas atingiram 11% da amostra. As reconstruções mais prevalentes foram fechamento primário e retalhos locais.
Conclusão: O perfil epidemiológico dos pacientes atendidos com lesões suspeitas de câncer de pele demonstrou prevalência em mulheres e acima de 60 anos, com história de exposição solar. A face foi o local mais acometido, sendo o nariz a topografia mais comum. O CBC é tipo mais comum e o subtipo sólido circunscrito foi o mais prevalente. O tipo de reconstrução mais utilizado foi o fechamento primário e o retalho local.

Palavras-chave: Carcinoma basocelular; Câncer de pele; Comprometimento de margem; Margens de excisão; Retalhos cirúrgicos; Cirurgia plástica

 

Microsurgical transplantations: a five year experience of the Plastic Division of Federal University of Bahia

Marcelo Sacramento Cunha; André Leal Gonçalves Torres; Jorge Cabral dos Anjos Neto; Lívia Leal Monteiro; José Válber Meneses
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(4):305-309 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Microsurgery has been successfully applied to plastic surgery in the last three decades. Objective: The experience of the microsurgical group of Federal University of Bahia is reported and the results and complications are analyzed. Methods: Forty-eight microsurgical procedures (head and neck, breast and inferior limb reconstructions) were done. The complications were divided into immediate (operative period), recent (until 21 days) and delayed (after 21 days). Complications related to reconstruction itself were divided into minor (partial necrosis or partial satisfaction) or major (total necrosis or no satisfaction). Complications related to donor sites were divided into minor (surgical repair) or major (deformity not acceptable). Results were divided into good, acceptable and bad. Results: The results related to reconstruction were classified into good (72.91%), acceptable (16.67%) and bad (10.42%). The results related to donor site were classified into good (87.5%) and acceptable (12.5%) and no bad result. Conclusion: Good and acceptable results are important to credibility and sedimentation of microsurgery procedures.

Keywords: Microsurgery. Surgical flaps. Plastic surgery.

 

RESUMO

Introdução: A microcirurgia reconstrutiva tem sido aplicada à cirurgia plástica desde a década de 70, com várias possibilidades de reconstruções. Objetivo: Relatar a experiência inicial de um serviço de cirurgia plástica ao implantar um grupo de microcirurgia, analisando as complicações e resultados da casuística. Método: Foram realizados 48 transplantes microcirúrgicos (reconstruções de cabeça e pescoço, mama e membros inferiores). As complicações foram divididas em imediatas (intra-operatórias), recentes (até 21 dias) e tardias (após 21 dias). Foram analisadas as complicações relacionadas às reconstruções: menores (perda parcial do retalho e/ou satisfação parcial do plano pré-operatório) e maiores (perda total do retalho e/ou não satisfação do plano pré-operatório). Em relação às áreas doadoras, foram divididas em menores (com necessidade de reintervenção cirúrgica) e maiores (deformidade não satisfatória ao cirurgião ou não aceitável ao paciente). Os resultados foram classificados como bons, satisfatórios ou maus resultados. Resultados: Quarenta e três retalhos sobreviveram (89,58% de sucesso) e em 5 houve perda total. Os resultados da reconstrução foram classificados em bons (72,91%), satisfatórios (16,67%) e ruins (10,42%). Os resultados das áreas doadoras foram classificados em bons (87,5%), satisfatórios (12,5%) e ruim (0%). Conclusão: As taxas de complicações e resultados da casuística sedimentaram a microcirurgia como opção cirúrgica no Serviço em estudo.

Palavras-chave: Microcirurgia. Retalhos cirúrgicos. Cirurgia plástica.

 

Surgical treatment of skin cancer by the plastic surgeon

Marcelo Norio Inada
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(4):586-596 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Skin cancer is the most common neoplasm in Brazil and it corresponds to 25% of all diagnosed malignant tumors. The best treatment is surgical resection in early stages. The disease is treated by a plastic surgeon along with a multidisciplinary team. The objective is to assess the effectiveness of surgical procedures performed by plastic surgeons to treat skin cancer. METHODS: We analyzed medical records of 404 patients operated on between February 2009 and December 2012. Data analyzed included gender, age, diagnosis, localization and evolution. RESULTS: Patients' mean age was 62 years. A total of 53% of patients had basal cell carcinoma, 25.5% melanoma and 15.1% squamous cell carcinoma. There was a predominance of women in basal cell carcinomas (56%) and melanoma (54%) and predominance of men in squamous cell carcinomas (61%). Basal cell carcinomas (92.99%) and squamous (72.13%) were predominant in the head and neck, melanoma predominated in the trunk region (36.89%) and in lower limbs (24.27%). We performed 67 surgeries with sentinel lymph node, with positivity in 14.93%. Patients with melanoma who had metastasis accounted for 7.76% and 2.91% patients died. CONCLUSION: Plastic surgeons are one of the important professionals for skin cancer treatment. These professionals are the most skilled one to perform reconstructions after tumor resections, because during education they learn repair concepts using grafts and flaps especially focused on aesthetic appearance of patients. They can also perform surgery for sentinel lymph node and offer follow-up to patients with skin cancer.

Keywords: Cutaneous neoplasms; Skin cancer; Carcinoma, basal cell; Carcinoma, squamous cell; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O câncer de pele é a neoplasia mais frequente no Brasil e corresponde a 25% de todos os tumores malignos. O melhor tratamento é a ressecção cirúrgica em fases iniciais. O cirurgião plástico, juntamente com uma equipe multiprofissional, participa no tratamento desta doença. O objetivo é analisar a eficácia dos procedimentos cirúrgicos realizados pelo cirurgião plástico no tratamento do câncer de pele. MÉTODO: Foram analisados 404 prontuários de pacientes operados no período de fevereiro de 2009 a dezembro de 2012 e analisados gênero, idade, diagnóstico, localização e evolução. RESULTADOS: Faixa etária com média de 62 anos. 53% de casos de carcinoma basocelular, 25,5% melanoma e 15,1% carcinoma espinocelular. Houve predomínio de mulheres nos carcinomas basocelulares (56%) e no melanoma (54%) e de homens nos carcinomas espinocelulares (61%). Os carcinomas basocelulares (92,99%) e espinocelulares (72,13%) tiveram sua predominância na região de cabeça e pescoço; enquanto o melanoma predominou em região de tronco (36,89%) e membros inferiores (24,27%). Foram realizadas 67 cirurgias com pesquisa de linfonodo sentinela, com positividade em 14,93%. 7,76% dos pacientes de melanoma apresentaram metástases e 2,91% vieram a óbito. CONCLUSÃO: O cirurgião plástico é um dos profissionais importantes para o tratamento do câncer de pele, sendo o mais apto para realizar as reconstruções após as ressecções tumorais, pois tem em sua formação os conceitos de reparação, utilizando-se de enxertos e retalhos e considerando o aspecto estético dos pacientes. Cabe-lhe também a realização da cirurgia de pesquisa de linfonodo sentinela e o seguimento dos pacientes com câncer de pele.

Palavras-chave: Neoplasias cutâneas; Câncer de pele; Carcinoma basocelular; Carcinoma de células escamosas; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Nasal reconstruction: an analysis of a series of cases

Beatriz Buzzini Moura; Fernando Luiz Signore; Thaise Erani Buzzo; Luciano Portante Watanabe; Rinaldo Fischler; José Octávio Gonçalves de Freitas
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):368-372 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Nasal reconstruction is challenging because of the central position and role of the nose in the face. Minor defects in this region become obvious. A retrospective analysis of 146 nasal reconstruction surgeries in the Integrated Plastic Surgery Services of the Ipiranga Hospital (SICP-HI) was performed, evaluating the incidence of nasal defects, as well as the main surgical techniques performed in accordance with each nasal region. METHODS: A retrospective descriptive study through a review of 109 medical records and photograph archives of patients treated in SICP-HI, São Paulo, SP, from January 2011 to June 2014. RESULTS: A total of 146 surgeries were performed. The mean patient age was 67 years. Regarding the type of malignant tumors found, 104 (73%) were basal cell carcinoma and 3 (2%) were squamous cell carcinoma. The remaining 36 (25%) lesions were benign. The most affected nasal regions were as follows: nasal wing, 55 (38%); the dorsum, 36 (25%); tip, 26 (18%); sidewalls, 12 (8%); unspecified, 7 (5%); total involvement of the nose, 5 (3%); and the columella, 2 (1%). There was a preference for primary closure of the defect. However, if this was infeasible, local flaps were used, in agreement with the literature. CONCLUSION: The nasal aesthetic subunits can be reconstructed using a variety of surgical techniques. The surgeon should seek an appropriate aesthetic and functional outcome.

Keywords: Nasal surgical procedures; Basal cell carcinoma; Squamous cell carcinoma; Skin cancer; Surgical flaps.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução nasal é desafiadora devido à posição central e proeminente do nariz na face. Pequenos defeitos nessa região tornam-se óbvios. Análise retrospectiva das 146 cirurgias de reconstrução nasal nos Serviços Integrados de Cirurgia Plástica do Hospital Ipiranga - SICPHI, avaliando a incidência dos defeitos nasais, assim como as principais técnicas cirúrgicas realizadas de acordo com cada região nasal. MÉTODOS: Estudo descritivo retrospectivo pela revisão de 109 prontuários e arquivos fotográficos, dos pacientes atendidos nos Serviços Integrados de Cirurgia Plástica do Hospital Ipiranga, em São Paulo, SP, no período compreendido entre janeiro de 2011 a junho de 2014. RESULTADOS: Foram realizadas 146 cirurgias. A faixa etária média foi de 67 anos. Em relação ao tipo de tumores malignos encontrados, 104 (73%) eram carcinoma basocelular e três (2%) carcinoma espinocelular. As 36 (25%) lesões restantes eram de características benignas. As regiões nasais mais acometidas foram: asa nasal, 55 (38%); dorso, 36 (25%); ponta, 26 (18%); lateral, 12 (8%); não especificada, sete (5%); comprometimento total do nariz, cinco (3%); e columela, dois (1%). Observou-se a preferência ao fechamento primário dos defeitos. No caso de impossibilidade do mesmo, realizaram-se retalhos locais, concordando com a literatura. CONCLUSÃO: As subunidades estéticas nasais podem ser reconstruídas por uma variabilidade de técnicas cirúrgicas. O cirurgião deve buscar um adequado resultado estético e funcional.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos nasais; Carcinoma basocelular; Carcinoma de células escamosas; Neoplasias cutâneas; Retalhos cirúrgicos.

 

Reconstruction of the lower eyelid using a full-thickness upper eyelid transposition flap

JASON CÉSAR ABRANTES DE FIGUEIREDO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):260-263 - Ideas and Innovation

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The best method to reconstruct an anatomical unit is to replace the injured area with the same tissues.
Methods: Three patients with basal cell carcinoma in the lower eyelid underwent full-thickness lower eyelid excision, followed by immediate reconstruction with a single-stage fullthickness transposition of the upper eyelid tissue.
Results: The patients had almost no complications, and the functions of total closure and protection of the eyeballs of the eyelids were maintained.
Conclusion: The flap proved to be feasible and is an alternative choice for reconstruction of the lower eyelid.

Keywords: Palpebral neoplasm; Surgical flap; Reconstructive surgical procedure; Basal cell carcinoma

 

RESUMO

Introdução: O melhor método para reconstruir uma unidade anatômica é substituir a área lesada pelos mesmos tecidos.
Métodos: Três pacientes que apresentavam carcinomas basocelulares na pálpebra inferior foram submetidos à excisão, seguida de reconstrução imediata com a transposição em espessura total de tecido da pálpebra superior em um só tempo.
Resultados: Os pacientes evoluíram quase sem complicações, as pálpebras mantiveram suas funções de fechamento total e proteção do globo ocular.
Conclusão: O retalho se mostrou factível e é mais uma alternativa para reconstruir a pálpebra inferior.

Palavras-chave: Neoplasias palpebrais; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Carcinoma basocelular

 

Lower eyelid reconstruction with front-temporal island flap

José Renato Barbieri Gallo, Bruno Victório Perini Baldi, Fernando Hiromitsu Suguita, Marcel Antônio Cammarosano, Antônio Roberto Bozola
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(2):135-137 - Case Reports

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Lower eyelid reconstruction is a very important chapter in Plastic Surgery. With increasing numbers of patients suffering from skin pathologies on this area, mainly in neoplasm cases, it is fundamental to the plastic surgeon to have knowledge and domain of an increasing range of techniques, which can offer to the patient the recovery, with the necessary functionality good aesthetic result. In the present case, the authors show a technique - the front-temporal island flap - which is efficient on the lower eyelid reconstruction, in spite of being not very used, and is presenting an appropriate functional result with an acceptable preservation of the facial aesthetics.

Keywords: Carcinoma, basal cell/surgery. Eyelid diseases/surgery. Eyelid neoplasms/surgery. Surgical flaps/methods. Temporal arteries/surgery.

 

RESUMO

A reconstrução da pálpebra inferior é um capítulo importante da Cirurgia Plástica. Com o número crescente de pacientes acometidos por doenças na pele desta região, principalmente nos casos de neoplasias, é fundamental que o cirurgião plástico tenha conhecimento e domínio de um conjunto cada vez maior de técnicas que ofereçam ao paciente a reparação, com a funcionalidade necessária, sem afastar-se demais da estética desejada. No presente relato de caso, os autores demonstram uma técnica pouco utilizada - o retalho em ilha têmporo-frontal - eficiente na reconstrução da pálpebra inferior, apresentando resultado funcional adequado, com preservação aceitável da estética facial.

Palavras-chave: Carcinoma basocelular/cirurgia. Doenças palpebrais/cirurgia. Neoplasias palpebrais/cirurgia. Retalhos cirúrgicos/métodos. Artérias temporais/cirurgia.

 

Myocutaneous flap of pectoralis major muscle: results and complications in a series of 116 cases

Vinícius Silva de Lima; Raul Pruinelli; Vinícius Grando Gava; Vinícius Lopes Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3):484-489 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: The myocutaneous flap is an important tool on which the plastic surgeon relies when handling major defects after tumors resection. Purpose: The objective of this study is reporting the incidence of post-operative complications with myocutaneous flap of pectoralis muscle for repairs in oncologic surgery, especially head and neck. Methods: A retrospective survey was performed. Patients with head and neck malignancies submitted to this technique were studied. Results: Between March/1994 and July/2009, 116 patients submitted to oncologic surgery were evaluated. There were 2 total flap losses, 14 partial flap losses and 17 fistulas. Conclusion: The incidence of surgical complications was relatively high, what we believe to be linked with the advanced oncologic disease stage in our population, their nutritional condition and the nature of the surgery. Despite that, the authors consider that the myocutaneous flap of pectoralis muscle is a good choice for plastic surgeons working in head and neck reconstruction.

Keywords: Surgical flaps. Pectoralis muscle. Surgery, Plastic / methods.

 

RESUMO

Introdução: Os retalhos miocutâneos representam uma importante arma com que conta o cirurgião plástico quando se depara com grandes defeitos a serem cobertos após ressecção de tumores. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo relatar a incidência de complicações com o uso de retalhos miocutâneos de músculo peitoral maior para reconstrução em cirurgia oncológica, em especial de cabeça e pescoço. Método: Foi realizado um estudo retrospectivo. Foram estudados pacientes operados por lesões malignas de cabeça e pescoço, nos quais se usou a técnica em discussão. Resultados: Foram avaliados 116 pacientes operados no período entre março de 1994 e julho de 2009. Houve 2 perdas totais de retalho, 14 perdas parciais e formação de 17 fístulas. Conclusão: A incidência de complicações foi relativamente alta, o que relacionamos com o avançado estádio de doença dos pacientes operados e estado nutricional dos mesmos, além do porte das cirurgias. Apesar disso, os autores consideram o retalho miocutâneo de músculo peitoral maior um grande aliado para o cirurgião plástico que trabalha em reconstrução de cabeça e pescoço.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Músculos peitorais. Cirurgia Plástica / métodos.

 

Improving the results of upper eyelid blepharoplasty: zetaplasty to correct lateral eyebrow sliding

Tammy Hentona Osaki; Carlos Alberto Affonso Ferreira; Midori Hentona Osaki
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):398-401 - Ideas and Innovation

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: A frequent aesthetic problem that occurs in the aging process is the drooping of the eyebrows, more common and evident in the mid lateral aspect. METHODS: In order to obtain a satisfactory cosmetic result associated with minimal scar extension, we present a less invasive technique, indicated for select patients who present with dermatochalasis and lateral eyebrow sliding. RESULTS: This technique showed to be an easy procedure to execute and resulted in satisfactory aesthetic outcomes, similar to the technique described by Castañares, with the advantage of scar limited to the lateral region. CONCLUSIONS: As another option for the surgical elevation of the eyebrow lateral third segment, an easy Z-type skin flap transposition is a cost-effective procedure that can offer less evident scars with a natural aesthetic effect in this exposed area of the face.

Keywords: Blepharoplasty; Plastic surgery; Surgical flaps.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Um problema estético frequentemente observado no processo de envelhecimento facial é a queda dos supercílios, principalmente na sua porção lateral. MÉTODOS: A fim de obter resultados estéticos satisfatórios e cicatriz menos extensa, apresentamos uma técnica menos invasiva para elevação do supercílio lateral. Esta técnica é indicada para casos selecionados de pacientes com dermatocálaze associada à queda da porção lateral do supercílio. RESULTADOS: A técnica mostrou-se de fácil execução, proporcionando resultados estéticos gratificantes, similares aos da técnica descrita por Castañares, com a vantagem de resultar em cicatrizes limitadas à região lateral do supercílio. CONCLUSÕES. A zetaplastia com transposição de retalhos cutâneos no terço lateral dos supercílios mostrou-se uma boa opção para a elevação desta área. Além de ser pouco invasiva, esta técnica apresenta como vantagens cicatriz pouco evidente, menor custo e proporciona um efeito estético natural nesta importante região da face.

Palavras-chave: Blefaroplastia; Cirurgia plástica, Retalhos cirúrgicos.

 

Reconstrução total de pálpebra inferior em hospital universitário: série de casos

LUCAS MACHADO GOMES DE PINHO PESSOA; SALUSTIANO GOMES DE PINHO PESSOA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.3):45-46 - Articles

PDF Portuguese

RESUMO

As pálpebras atuam na proteção dos olhos, hidratação da córnea e na manutenção de uma visão adequada. Entretanto, diversos fatores podem contribuir com perda da função protetora das pálpebras, por exemplo, o processo natural de envelhecimento, os traumas ou as neoplasias. Quando em estágios avançados, o câncer pode acometer todas as lamelas da pálpebra, sendo a reconstrução adequada da pálpebra uma prioridade a fim de evitar complicações visuais. O objetivo deste trabalho é apresentar opções cirúrgicas de reconstrução total de pálpebra inferior realizadas em serviço terciário no segundo semestre de 2018. Trata-se de estudo retrospectivo observacional descritivo do tipo série de casos. A reconstrução de todo um segmento anatômico especializado e complexo como as pálpebras é desafiador. O reparo dos planos anatômicos mimetizando as lamelas com estruturação cartilaginosa e dos planos cutâneo e mucoso é essencial para restaurar a função palpebral perdida.

Palavras-chave: Neoplasias cutâneas; Retalhos cirúrgicos; Transplante autólogo; Cirurgia plástica; Carcinoma basocelular

 

Use of the "spaghetti" technique for surgical treatment of lentigo maligna

GABRIELA SUEMI SHIMIZU; FARID BARK HAMDAR; CLAUDIO HENRIQUE SANTANA TAVARES DOS-SANTOS; LUIZ AUGUSTO DALOIA SOUZA; FERNANDO HENRIQUE SGARBI PARRO; IVAN DUNSHEE DE ABRANCHES OLIVEIRA SANTOS; CHRISTIANE STEPONAVICIUS SOBRAL; EDUARD RENÉ BRECHTBÜHL
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):151-155 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Lentigo maligna (LM) is a melanoma in situ that commonly presents as a macula with progressive and irregularly pigmented growth, especially in the face of elderly people with sun-damaged skin. This melanoma in situ has a risk (30-50%) of progression to lentigo maligna melanoma. Complete surgical excision of the lesion requires margins of at least 10 mm, even for lesions in situ. However, when the growth of LM occurs in areas of aesthetic or functional implications (face, neck, and soles), the excision is often reduced to preserve important anatomic structures and for cosmetic purposes. Moreover, the peripheral margins may be clinically ill-defined and not always pigmented, and thus, such cases are associated with underestimated extension and risk of insufficient resection. The "spaghetti" technique, described by Gaudy Marqueste, is a strategic surgical approach based on sampling of a range of "spaghetti-like" strips to determine the margins of the lesion prior to removal of the tumor. After the pathological confirmation of neoplasia-free margins, the main central lesion is resected, allowing reconstruction of the defect in the same procedure, as an alternative to Mohs micrographic surgery.

Keywords: Lentigo; Melanoma; Excision Margins; Reconstructive surgical procedures; Nose

 

RESUMO

O lentigo maligno (LM) é uma forma de melanoma in situ que mais comumente se apresenta como uma mácula de crescimento lentamente progressivo, pigmentada, na face de idosos com pele danificada pelo sol. Esse melanoma in situ tem um risco (30% a 50%) de progressão para lentigo maligno melanoma. A excisão cirúrgica completa da lesão requer margens de pelo menos 10mm, mesmo para lesões in situ. Porém, quando o crescimento de LM ocorre em áreas de implicações estéticas ou funcionais (face, pescoço, solas), a excisão é frequentemente reduzida para preservar estruturas anatômicas importantes e por razões cosméticas. Além disso, as margens periféricas podem ser clinicamente mal definidas e nem sempre pigmentadas, com extensão subestimada e risco de ressecção insuficiente. A "técnica de espaguete", descrita por Gaudy Marqueste, é uma cirurgia estratégica baseada na amostragem de uma faixa de tecido "spaghetti-like" para determinar as margens da lesão antes da remoção do tumor. Após a confirmação anatomopatológica de margens livres de neoplasia, a lesão principal central é ressecada, permitindo a reconstrução do defeito no mesmo procedimento, sendo uma alternativa à cirurgia micrográfica de Mohs.

Palavras-chave: Lentigo; Melanoma; Margens de excisão; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Nariz

 

Use of septal flap and mucoperichondrial flap for alar and lateral nasal reconstruction: case report

Nelson Gurgel Simas, Salustiano Gomes de Pinho Pessoa, Márcio Rocha Crisóstomo, Glauco Soares Almeida, Allysson Antonio Ribeiro Gomes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(4):556-558 - Case Reports

PDF Portuguese

ABSTRACT

The authors report a case of a female 64 years old patient with nasal alar and left wall defects secondary to two basal cell carcinoma resections and adjuvant radiotherapy. The patient was submitted to reconstruction with local flaps of septal cartilage and nasal mucosa, conchal cartilage graft and forehead flap. This report shows the importance of septal flaps in external valve reconstruction. The patient evolved with good graft development and viability of the flaps. Displaying restoration of nasal function and satisfactory cosmetic results.

Keywords: Nose/surgery. Nose neoplasms. Carcinoma, basal cell. Surgical flaps.

 

RESUMO

Os autores relatam o caso de uma paciente do sexo feminino, de 64 anos, com defeito nasal de asa e parede lateral esquerda secundário a duas ressecções de carcinoma basocelular e radioterapia adjuvante. A paciente foi submetida à reconstrução com retalhos locais de cartilagem septal e pericondro mucoso nasal, enxerto de cartilagem auricular conchal e retalho médio-frontal. O relato ressalta a importância dos retalhos de mucosa e septo nasal como opção nas reconstruções de válvula nasal externa. A paciente evoluiu com boa integração do enxerto e viabilidade dos retalhos, apresentando restauração da função nasal e resultado estético satisfatório.

Palavras-chave: Nariz/cirurgia. Neoplasias nasais. Carcinoma basocelular. Retalhos cirúrgicos.

 

Reconstruction of medial portion of inferior eyelid using the Imre flap

Marina Felca Beirigo, Gabriel Salum D'Alessandro, Denis Oksman, Tatiana Rego Nunes, Fábio de Freitas Busnardo, Walter Soares Pinto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(4):569-572 - Case Reports

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: The inferior eyelid reconstruction is one of the important issues about facial reconstruction. Besides its aesthetical importance, there is its functional one, avoiding ocular problems. In this article we present an excellent option of eyelid reconstruction - the Imre flap - especially in defects greater than 50% of extension. Cases report: In July 2008, two patients were gone under surgery because skin cancer on inferior eyelid. The ejelid defects were about 50 to 75% of the extension of them. The Imre flap was described first by Joseph Imre, in 1903. His original technique was followed and the results were functional and aesthetical effective. Discussion: We considered that the Imre flap is applicable and useful to reconstruct the inferior eyelid, with little morbidity of the donor area and a great final result. Conclusion: The Imre flap is one more option to reconstruct the inferior eyelid portion. It's a reproducible and an easy technique available to reconstruct large defects of inferior eyelid.

Keywords: Eyelids/surgery. Eyelid diseases/surgery. Surgical flaps. Carcinoma, basal cell/complications. Surgery, plastic.

 

RESUMO

Introdução: A reconstrução da pálpebra inferior se constitui em um importante capitulo de reconstrução facial, tanto por seu aspecto estético quanto por sua importância funcional, evitando comprometimentos oculares mais graves. Dissertamos neste artigo sobre uma excelente opção terapêutica para esse tipo de reconstrução, especialmente em casos de defeitos extensos da pálpebra. Relato dos casos: Foram operados dois pacientes, em junho de 2008, que apresentavam defeitos da pálpebra inferior entre 50% e 75% da mesma após ressecção de tumores de pele. Esses pacientes foram submetidos à reconstrução com retalho de Imre, descrito, em 1903, pelo cirurgião Joseph Imre, seguindo sua marcação original, evoluindo com resultado efetivo quanto a sua importância funcional e estética. Os casos operados apresentaram bom posicionamento das pálpebras inferiores, sem ectrópio, apresentando apenas uma leve esclera aparente, porém sem repercussão funcional em um dos casos operados. As cicatrizes resultantes localizaram-se nos sulcos naturais da face. Discussão: Consideramos que a técnica proposta por Imre se adequa às necessidades da reconstrução palpebral inferior, proporcionando bom resultado funcional e estético, com pouca morbidade de área doadora. Conclusão: O retalho de Imre se constitui em mais uma opção para reconstrução da porção medial da pálpebra inferior, sendo de fácil execução e reprodutível, mesmo em grandes defeitos da mesma.

Palavras-chave: Pálpebras/cirurgia. Doenças palpebrais/cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Carcinoma basocelular/complicações. Cirurgia plástica.

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license