ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 20 de 404 resultado(s)

Busca por : Mamoplastia; Retalhos cirúrgicos; Músculos peitorais

Mastopexia com retalho de pedículo superior e implante de silicone

Rogério S. Gomes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(4):241-247 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A correção da ptose mamária é feita com aumento do volume mamário por meio de implantes de silicone, ou retirada do excesso de pele e levantamento (mastopexia), ou a associação destas duas. Vários procedimentos são descritos baseados nestes conceitos. A mastopexia associada com implante de silicone é considerada um procedimento mais complexo do que as mastopexias sem implante, pelos resultados variáveis, recidivas e complicações relacionadas. Objetivo: Apresentar e avaliar a adaptação da técnica de mastopexia com retalho de pedículo superior associada a implante mamário de silicone para correção de ptoses mamárias. Método: Foram operados 68 pacientes com ptose mamária pela técnica de mastopexia com retalho de pedículo superior associado a implante mamário. Resultados: Sessenta e três (92,64%) casos obtiveram bom resultado. Recidiva de ptose ocorreu em 5 (7,35%) pacientes. Conclusão: Em casos de ptose mamária, a mastopexia com retalho de pedículo superior associada a implante mamário produz bons resultados, com baixo índice de recidiva e poucas complicações a curto e médio prazo.

Palavras-chave: Mamoplastia. Implantes de mama. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Introduction: Surgical correction of breast ptosis consist of increasing breast volume, reducing the skin envelope with breast lifting (mastopexy) or combination of both. A variety of procedures have been described with this in mind. Mastopexy plus augmentation is considered a more complex procedure than mastopexy isolated for the variable results, ptosis relapse and associated complications. Objective: To present and to analyse the superior pedicle flap mastopexy technique associated with silicone implants adapted for breast ptosis. Methods: Sixty-eight patients with breast ptosis were operated by superior pedicle flap mastopexy technique associated with silicone implants. Results: Sixty-three (92.64%) cases presented good results. Ptosis relapse happens in 5 (7.35%) patients. Conclusion: The superior pedicle flap mastopexy technique associated with silicone implants had good results for patients with hipomastia and glandular ptosis or true ptosis grades II or III. We had low rate of ptosis relapse and few complications in the short and medium term.

Keywords: Mammaplasty. Breast implants. Surgical flaps.

 

Emprego dos pontos de adesão nas reconstruções mamárias com TRAM mais tela sintética

Rosely Moraes Gonçalves de Moura; Francisco José Fontenele Bezerra
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):153-157 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: O retalho miocutâneo transverso do reto abdominal (TRAM) constitui-se a opção cirúrgica de eleição nas reconstruções mamárias com tecidos autógenos, porém o seroma na área doadora do retalho ainda apresenta-se como uma complicação freqüente. Método: Neste estudo prospectivo de 20 pacientes com câncer de mama (T1 e T2) submetidas a reconstrução com TRAM mais tela cirúrgica sintética não-absorvível (polipropileno), os autores avaliaram a eficácia dos pontos de adesão na eliminação do seroma quando empregados no retalho cutâneo abdominal. Conclusão: Concluiu-se ser esse método uma maneira efetiva de eliminar a formação de seroma e excluir a necessidade de dreno de sucção abdominal.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Seroma. Mamoplastia. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

Introduction: The TRAM flap in breast reconstruction is the best surgery technique when using autogenous tissue although the seroma's formation at abdominal donor site area still remains a problem to be solved. Methods: In this prospective study, 20 patients with T1 to T2 breast cancer were submitted to immediate breast reconstruction with TRAM flap plus prolene mesh at abdominal donor site area. The authors had evaluated the quilting suture's efficiency to prevent seroma after breast reconstruction and the role of suction drainage when combined with quilting sutures to prevent seroma's formation at donor site area.

Keywords: Surgical flaps. Seroma. Mammaplasty. Reconstructive surgical procedures.

 

Mamaplastia Vertical com Retalho de Parede Torácica

Ruth Graf, Luiz Roberto Reis de Araujo, Ronald Rippel, Lincoln Graça Neto, Daniele Pace, Thomas Biggs
Rev. Bras. Cir. Plást. 2005;20(3):148-154 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

A cirurgia mamária sofreu grandes modificações nos últimos anos, visando à diminuição das cicatrizes e à melhora e manutenção da sua forma no pós-operatório tardio. Os autores empregaram a filosofia da técnica periareolar à técnica de cicatriz vertical, com o objetivo de reduzir o comprimento da cicatriz, evitando o seu prolongamento abaixo do sulco submamário e compensando o excesso de pele ao redor da aréola. No período de março de 2001 a julho de 2004, 132 pacientes foram submetidas a mamaplastia redutora e/ou mastopexia utilizando-se a técnica de cicatriz vertical associada ao retalho de parede torácica mantido sob uma alça de músculo peitoral maior. O objetivo da utilização da combinação destas duas técnicas foi proporcionar um bom resultado sob o ponto de vista estético: cicatriz reduzida, báscula mínima e preenchimento do pólo superior mamário.

Palavras-chave: Mamoplastia, métodos. Mama, cirurgia. Retalhos cirúrgicos

 

ABSTRACT

Breast surgery has been greatly modified in the past few years looking for shortening of scars and improvement and maintenance of breast shape in the late post-operative period. Working with the philosophy of periareolar technique and vertical scar technique altogether, its possible to reduce scar length, avoiding the area below the inframammary crease by compensating skin excess around the areola. From March 2001 to July 2004, 132 patients were submitted to reduction mammaplasty and/or mastopexy with vertical scar technique associated to the chest wall based flap kept under a bipedicled flap of pectoralis major muscle. The goal of this combination is to achieve a good result under the aesthetic view: reduced scar, minimal breast descent and good upper pole fullness.

Keywords: Mammaplasty, methods. Breast, surgery. Surgical flaps

 

Retalho superior delgado nas mamoplastias

Humberto Campos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):314-320 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A cirurgia plástica da mama, por se tratar de um dos procedimentos mais realizados no nosso meio, traz consigo muitas variações técnicas e de táticas cirúrgicas, que proporcionam ao profissional da área da Cirurgia Plástica várias opções técnicas. O objetivo foi avaliar a técnica do retalho superior delgado nas mamoplastias. MÉTODOS: Foram selecionadas 30 pacientes, no período de 2 anos, que apresentavam hipertrofia mamária e/ou ptose mamária. Foi realizada uma técnica utilizando a marcação em T invertido e um retalho inferior número IV de Ribeiro. A modificação introduzida foi a confecção do retalho superior delgado com aproximadamente 2 cm de espessura computando 30% do volume mamário, sendo o retalho inferior responsável por 70% do volume. RESULTADOS: Três colegas especialistas em Cirurgia Plástica por mais de 10 anos avaliaram as pacientes e pudemos observar um resultado no qual 91,5% das pacientes avaliadas se mostraram de ótima qualidade, 6,9% de boa qualidade e apenas 1,6% de resultados regulares, sem resultados ruins. Foram computados 2,6% de complicações, com um caso de infecção, um de assimetria e dois de cicatriz inestética. CONCLUSÃO: O retalho superior delgado se mostrou muito eficaz nas mamoplastias.

Palavras-chave: Mamoplastia; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: For being one of the procedures mostly performed in our environment, breast plastic surgery involves many technical variations and surgical strategies that provide the plastic surgeon with several options. The objective of this study was to evaluate the use of thin superior flap technique in mammoplasties. METHODS: Over a period of 2 years, we selected 30 patients presenting with mammary hypertrophy and/or breast ptosis. A technique based on the inverted-T marking and Ribeiro's type IV inferiorly based flap was carried out. The intervention involved the production of a thin superior flap with a thickness of approximately 2 cm. This comprised 30% of the breast volume, while the inferior flap was responsible for the remaining 70%. RESULTS: Three expert plastic surgeons evaluated the patients. The results showed that 91.5% of the women who underwent this procedure presented with excellent quality outcomes, while 6.9% had a good outcome. Further, a fair outcome was observed only in 1.6% of the patients, while poor outcomes were not obtained. The procedure had a complication rate of 2.6%, which included one case of infection, one of asymmetry, and two of unsightly scars. CONCLUSION: The thin superior flap proved to be very effective in mammoplasties.

Keywords: Mammoplasty; Surgical flap; Reconstructive surgical procedures.

 

Cinta do músculo peitoral maior nas mamoplastias: experiência pessoal

Francisco Claro de Oliveira Junior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(4):533-543 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Alguns autores têm divulgado resultados de mamoplastias com cinta muscular do músculo peitoral, utilizando parâmetros subjetivos e sem um grupo de comparação. Em 2011, Swanson propôs um protocolo com parâmetros objetivos e não observador dependentes, baseado em medidas fotográficas padronizadas para avaliação estética das cirurgias mamárias. Com base nestas informações, este estudo teve por objetivo avaliar a influência da cinta do músculo peitoral maior comparativamente à técnica sem uso de cinta nas mamoplastias, conforme proposto por Swanson. MÉTODO: Coorte retrospectiva envolvendo 18 mulheres submetidas à mamoplastia bilateral primária por ptose e/ou hipertrofia mamária operadas consecutivamente por um único cirurgião de março de 2010 a novembro de 2012. As 36 mamas foram divididas em dois grupos (18 mamas no grupo em que a mamoplastia foi confeccionada com cinta muscular e 18 no grupo sem cinta muscular) e avaliadas por estudo fotométrico no pré-operatório e após seis meses da cirurgia. Os resultados de cada mama foram analisados com o uso do programa "SPSS 20 for MAC". RESULTADOS: A evolução percentual da elevação da projeção mamária média, no grupo com cinta foi 15,32 ± 2,41% superior ao grupo sem cinta (p < 0,001, IC95% de 10,41 a 20,22). O mesmo foi observado na projeção do polo superior, que foi 24,2 ± 3,71% maior (p < 0,001, IC95% de 16,65 a 31,82) do que no grupo em que a cinta não foi utilizada. CONCLUSÃO: A cinta muscular mostrou-se efetiva para o preenchimento do polo superior da mama e para a manutenção da sua projeção no período de até seis meses após a mamoplastia.

Palavras-chave: Mamoplastia; Músculos peitorais; Mama; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Several authors have reported on mammoplasty procedures using a pectoral muscle strap, but evaluated these techniques subjectively without a comparison group. In 2011, Swanson proposed a protocol including objective parameters that was based on standardized photographic measures for the aesthetic assessment of breast surgeries. Accordingly, this study aimed to evaluate the influence of the pectoralis major muscle strap compared to a technique that does not use a muscle strap as proposed by Swanson. METHOD: This retrospective cohort study included 18 women who underwent primary bilateral mammoplasty to correct breast ptosis and/or hypertrophy performed consecutively by a single surgeon between March 2010 and November 2012. Thirty-six breasts were divided in two groups (18 breasts in the group with a muscle strap, Group I; and 18 in the group without a muscle strap, Group II) and the outcome was assessed in a photometric study comparing the preoperative appearance to the 6-month-postoperative appearance. The results of each breast were analyzed using SPSS version 20 for Mac software. RESULTS: The average percentage evolution of breast projection elevation in Group I was 15.32 ± 2.41% higher than that in Group II (p < 0.001, 95% confidence interval [CI], 10.41-20.22). The same result was observed for upper pole projection, which was 24.2 ± 3.71% higher (p < 0.001, 95% CI, 16.65-31.82) in Group I than in Group II. CONCLUSION: Use of the muscle strap effectively filled the upper pole of the breast and maintained its projection for a post-mammoplasty period up to 6 months.

Keywords: Mammoplasty; Pectoral muscle; Breast; Reconstructive surgical procedures

 

Retalho Musculocutâneo de Peitoral Maior Associado ao Retalho de Língua na Reconstrução da Bochecha - Uma Alternativa aos Retalhos Microcirúrgicos - Relato de Caso

Belmino Corrêa de Araujo Netto, Mauro Kasuo Ikeda, Ivone da Silva Duarte, Lydia Masako Ferreira, Márcio Abrahão
Rev. Bras. Cir. Plást. 2000;15(3):59-66 - Relatos de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Em pacientes com deformidades de face associadas a deformidades de cavidade oral decorrentes de ressecções tumorais, o retalho musculocutâneo de peitoral maior pode ser usado associado a outros tipos de retalhos, inclusive transplantes livres microcirúrgicos. O caso apresentado é de um paciente portador de carcinoma espinocelular em região jugal direita, ulcerado na pele da bochecha, lábios e comissura labial, que, após ressecção cirúrgica, teve essa área reconstruída com o retalho musculocutâneo de peitoral maior (RMCPM) associado ao retalho de língua. O paciente evoluiu bem, e foi realizada radioterapia pós-operatória no período de 14/12/97 a 9/01/98. Em vinte de março daquele ano apresentava-se assintomático, tendo sido orientado controle mensal para 1998. O objetivo é apresentar uma opção alternativa, utilizando o RMCPM associado ao retalho de língua para reconstrução de deformidade de bochecha de espessura total. A evolução histórica da cirurgia de cabeça e pescoço corre paralela ao desenvolvimento das técnicas de reconstrução da cirurgia plástica. Neste contexto insere-se a utilização combinada dos retalhos aqui citados, técnica simples de ser realizada, com baixo índice de complicações, além de apresentar bons resultados estéticos e funcionais.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; músculos peitorais - cirurgia; boca - cirurgia; língua; bochecha

 

ABSTRACT

Patients with face and oral cavity deformities due to tumor excisions may benefit from the association of pectoralis major myocutaneous flap with other flaps, including microsurgical free flaps. We report a case of squamous cell carcinoma on the right jugal reqion; the carcinoma ulcerated on the cheek skin, lips and lipjunction. After the surgery the area was reconstructed using a pectoralis major myocutaneous flap associated with a tongue flap. There were no complications and a postoperative radiotherapy was performed between December 14, 1997 and January 09, 1998. On March 20, 1998 the patient was asymptomatic and a follow-up, as an out patient, was suggested. The purpose of this report is to present an alternative option, using a pectoralis major myocutaneous flap associated with a tongue flap for total thiekness cheel: deformity reconstruction. The head and neck surgery and the plastic surgery reconstructive techniques developed concomitantly. The c ombination of the flaps mentioned herein ispart of this evolution. It is a simple technique with few complications and good functional and esthetic results.

Keywords: Surgical flaps; chest muscles - surgery; mouth - surgery; tongue; cheeks

 

Evolução da posição do complexo aréolo-mamilar e da extensão das cicatrizes após mamoplastia redutora com retalho de pedículo inferior areolado

Helena Regina de Brito Lima Boechat; Fernando Henrique Oliveira Carmo Rodrigues; Etienne Soares de Miranda; Vinícius Melgaço de Castro; Vítor Eduardo de Menezes e Souza; Carlos Eduardo Guimarães Leão
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):167-172 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: O objetivo deste trabalho é propor um modelo de avaliação da evolução das mamas após mamoplastia redutora. Método: Foram avaliadas 40 pacientes submetidas a mamoplastia redutora com utilização do retalho areolado de pedículo inferior. Foram medidas as distâncias da fúrcula esternal ao mamilo (FM), do mamilo ao sulco submamário (MS), além da extensão da cicatrizes horizontal (CH) e vertical (CV). Para a análise estatística foi utilizado o teste t pareado e foram considerados significativos valores correspondentes para p<0,05. Resultados: FM aumentou paulatinamente a partir do 6o mês, já MS foi maior a partir do 30o dia e ascendeu de maneira gradual. CH evoluiu ao acaso e CV aumentou de forma regular a partir do 30o dia. Conclusão: Em técnicas que utilizam o pedículo de base inferior, o componente vertical da cicatriz deve ser o menor possível, visto que esse se alonga muito no decorrer do tempo.

Palavras-chave: Mamoplastia. Mama/cirurgia. Hipertrofia. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Introduction: The objective of the present work is to propose a long-term evaluation model of the breasts after reduction mammaplasty. Method: Forty patients who underwent reduction mammaplasty using an inferior pedicle technique were evaluated. Supraesternal notch-to-nipple (SNN) and nipple-to-inframammary fold (NIF) distances in addition to horizontal scar (HS) and vertical scar (VS) lengths were measured. Paired T-test was utilized for statistic analyses, with significant values for p<0.05. Results: SNN increased slowly after the sixth postoperative month. However, NIF was longer since the first postoperative month and it rose quickly. Although VS augmented steadily after the first postoperative month, HS followed in random. Conclusion: In inferior pedicle flap techniques the vertical part of the scar should be the smallest possible in order to prevent further stretching.

Keywords: Mammaplasty. Breast/surgery. Hypertrophy. Surgical flaps.

 

Mastoplastia pela técnica dos retalhos cruzados: reavaliação de técnica

Rinaldo Fischler; Aymar Sperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):173-178 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A definição e a relação entre conteúdo e continente mamários são fundamentais para o tratamento das ptoses mamárias. A técnica dos retalhos cruzados descrita por Sperli, em 1972, para o tratamento das ptoses mamárias tem como objetivo restabelecer o equilíbrio entre conteúdo e continente mamários e fornecer cones mamários harmônicos. Método: Sessenta pacientes com idades variando entre 24 a 58 anos, com ptoses mamárias graus I, II e III sem hipertrofia ou com pequenas a médias hipertrofias, foram tratadas com a técnica dos retalhos cruzados. Quando houve necessidade de redução de volume foram aplicados os princípios da classificação de Bozola. Resultados: As complicações foram as mesmas observadas em outras técnicas de redução de volume e ptose mamárias. Conclusão: A técnica remodelou o conteúdo mamário, por meio de discreta redução da largura da base mamária, projeção do cone mamário e restauração do equilíbrio entre o conteúdo e o continente mamários. Os princípios de redução de volume de Bozola facilitaram e aprimoraram a aplicação da técnica.

Palavras-chave: Mama/cirurgia. Mamoplastia. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Introduction: The definition and relation between content and continent are fundamental for the treatment of mammary ptosis. The crossed flaps technique described by Sperli, in 1972, for the treatment of mammary ptosis aims to reach the balance between content and continent and to provide harmonic mammary cone. Method: Sixty patients with ages between 24 to 58 years, with mammary ptosis varying from I, II and III grades, without hypertrophy, were treated by the crossed flaps technique. In case breast reduction was necessary, recommendations of Bozola according his classification for breast reduction were applied. Results: The complications were basically the same as noted in other techniques for breast reduction and mammary ptosis. Conclusion: The technique remolded the mammary content, projection of mammary cone and restored the balance between mammary content and continent. The Bozola's volume reduction principles simplified and improved the application of this technique.

Keywords: Breast/surgery. Mammaplasty. Surgical flaps.

 

Estudo de alterações de sensibilidade do complexo areolopapilar após mamoplastias com a técnica de retalhos cruzados

Thaís Helena Antoniete Fernandes; José Octávio Gonçalves de Freitas; Aymar Edison Sperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(1):73-76 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Vários tipos de mamoplastia redutora têm sido descritos na literatura, porém há poucas referências ao retorno da sensibilidade do complexo areolopapilar (CAP) após a cirurgia. Nesse contexto, o presente estudo objetiva analisar as alterações de sensibilidade do CAP após mamoplastias com a técnica de retalhos cruzados (técnica de Sperli). MÉTODO: Foi realizado um estudo descritivo, analítico e retrospectivo, incluindo 14 mulheres com idade entre 20 anos e 60 anos, submetidas a mamoplastia redutora com a técnica de retalhos cruzados. As pacientes apresentavam ptoses mamárias graus I, II e III, sem hipertrofia ou com pequenas a médias hipertrofias. RESULTADOS: A análise subjetiva da sensibilidade e da contração mamilar demonstra que, 6 meses após a operação, 12 (85,7%) pacientes reportaram que houve retorno total da sensibilidade do CAP. Um ano após a operação, todas as pacientes relataram volta da sensibilidade e da contração mamilar, em graus variados de intensidade. CONCLUSÕES: A mamoplastia com a técnica de retalhos cruzados é uma ótima opção no arsenal técnico do cirurgião plástico, uma vez que, além de resultado estético harmonioso, proporciona excelente resultado funcional, com restituição da mama, ao longo do tempo, como órgão erógeno na mulher em 100% dos casos.

Palavras-chave: Mamoplastia. Mama/cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Percepção.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Although several types of reduction mammaplasty have been described in the literature, there are few studies addressing the post-operative changes in nipple-areola complex (NAC) sensitivity. The present study analyzed the changes in NAC sensitivity after mammaplasties performed using the cross flap technique (Sperli's technique). METHODS: A descriptive, analytical, and retrospective study was conducted including 14 women between 20 and 60 years of age who underwent reduction mammaplasty with the cross flap technique. The patients had grades I, II, and III breast ptosis without hypertrophy or with small to medium hypertrophies. RESULTS: In a subjective sensitivity and nipple contraction analysis, 12 (85.7%) patients reported a total return of NAC sensitivity 6 months after surgery. One year after surgery, all patients reported the return of sensitivity and nipple contraction with various degrees of intensity. CONCLUSIONS: The cross flap technique is a viable option for reduction mammaplasty as it provides good aesthetic and functional results and the restoration of sensitivity to the breast in 100% of the cases.

Keywords: Mammaplasty. Breast/surgery. Surgical flaps. Perception.

 

Retalho toracodorsal desepitelizado: um novo conceito para a reconstrução autóloga da mama

Marwan Abboud; Dibo Saad; Ricardo Baroudi
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(1):65-71 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A associação de retalho muscular toracodorsal com uma extensão fasciocutânea resulta em um amplo retalho, que permite recobrir o defeito cutâneo residual da mastectomia. O objetivo deste estudo é compartilhar 11 anos de experiência com um novo conceito em reconstrução autóloga da mama, utilizando um retalho cutâneo toracodorsal desepitelizado pediculado com músculo grande dorsal como vetor. MÉTODO: Foi realizado um estudo retrospectivo com 247 pacientes operadas de 1999 a 2009. Os parâmetros de interesse incluíram idade, índice de massa corporal, história de tabagismo, radioterapia e quimioterapia, tamanho da mama, dimensões do retalho, tempo cirúrgico, expansão do tecido mamário e índice de complicações. O desenho do retalho toracodorsal em formato de elipse se estende da região da linha dorsal média até a linha inframamária média, com largura máxima na linha axilar média. A extensão fasciocutânea desepitelizada é colocada dissecada juntamente com o músculo grande dorsal como seu veículo e pedículo responsável pelo suprimento sanguíneo, que são levados em monobloco até a área de pele da nova neomama previamente dissecada. O formato e a projeção da mama são restaurados gradualmente como uma expansão de tecido. RESULTADOS: Reconstruções imediata e tardia da mama foram realizadas em 14,5% e 85,5% das pacientes, respectivamente. A reconstrução bilateral da mama foi realizada em 8,9% das pacientes. Nenhuma das pacientes submetidas a radioterapia mamária (76,7%) recebeu implantes para reconstrução. O tempo cirúrgico médio foi de 2 horas e 20 minutos. A expansão da pele mamária não irradiada foi realizada em um período de 3 meses, enquanto a expansão da pele irradiada levou um período médio de 5 meses após a reconstrução tardia. A taxa de complicações foi de 11,3%. Não houve perda total do retalho. A taxa de seroma foi de 7% após a remoção dos drenos. O tempo de hospitalização médio foi de 3 dias. Foi realizado remodelamento da mama contralateral em 92% dos casos e enxerto de gordura em 14% das pacientes. Em um período médio de acompanhamento de 4 anos, a taxa de satisfação das pacientes foi elevada. CONCLUSÕES: O retalho toracodorsal é uma opção cirúrgica segura e confiável para a reconstrução autóloga da mama. As principais vantagens são a obtenção de grandes volumes de mama contornando o uso de material protético, evitando-se a aparência de retalho na mama reconstruída, obtendo-se expansão tecidual e, ao mesmo tempo, garantindo morbidade aceitável no sítio doador.

Palavras-chave: Mama/cirurgia. Mamoplastia/métodos. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: The association the thoracodorsal muscular flap with a thoracic fascio-cutaneous extension results in a large flap, that allowed to cover the mastectomy residual skin defect. The purpose of this study is to share 11 year experience with a new concept in autologous breast reconstruction using a deepithelialized thoracodorsal skin flap pedicle with the latissimus dorsi muscle as vector. METHODS: A retrospective study of 247 operated patients from 1999 to 2009 was performed. Parameters of interest included age, body mass index, smoking, radiation and chemotherapy histories, breast size, flap dimensions, operative time, breast tissue expansion and complication rates. The thoracodorsal flap design under an ellipse shape extends from near the mid dorsal line extended up to the mid-infra-mammary line with maximal width at the mid axillary line. The deepithelialized fascio-cutaneous extension is lumped together with the latissimus dorsi as its vehicle and blood supply pedicle, together are brought to the neo-mammary previous dissected skin area. Gradual as a tissue expansion the breast shape and projection are restored. RESULTS: Immediate and delayed breast reconstructions were done in 14.5% and 85.5%, respectively. Bilateral breast reconstruction was done in 9% of the patients. Implants were not used for reconstruction purposes in any of the 77% of the patients received breast radiotherapy. The average operative time was 2 hours and 20 minutes. Expansion of non irradiated breast skin occurred over a three months period, whereas that of irradiated skin took an average of five months following delayed reconstruction. The complication rate was 11.4%. No total flap loss was reported. The seroma rate was 7% after the drains had been removed. The mean hospital stay was 3 days. Contra lateral breast remodeling was performed in 92% of the cases and fat grafting in 14% of the cases. With an average follow-up of 4 years, patient satisfaction was rated high by the patients. CONCLUSIONS: The thoracodorsal flap is a safe and reliable surgical option for autologous breast reconstruction. Its main advantages achieving large breast volumes circumventing the use of prosthetic material, avoiding the patch look on the reconstructive breast, achieving tissue expansion, while insuring acceptable donor site morbidity.

Keywords: Breast/surgery. Mammaplasty/methods. Surgical flaps.

 

Viabilidade do uso de retalhos de Liacyr dos tipos I e III em mastopexias com implantes em pacientes com incisão prévia no sulco inframamário

Bruno Della Méa Gasperin; Michel Pavelecini; Leonardo Milanesi Possamai; Flávio Maciel de Freitas Neto; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):28-30 - Contorno Corporal

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: O aumento mamário associado à mastopexia é indicado em pacientes com ptose mamária e hipoplasia glandular associadas. Muitas dessas pacientes foram submetidas previamente a mamoplastias de aumento com incisões através do sulco mamário. OBJETIVO: Analisar a viabilidade de retalhos de pedículo inferior em mastopexias realizadas em pacientes com incisões prévias em sulco inframamário. MÉTODOS: Série de 12 casos. Avaliou-se a viabilidade do retalho de Liacyr no transoperatório através da visualização de sangramento na extremidade do retalho. No pós-operatório, foram monitorados sinais indiretos de inviabilidade do retalho: infecção por necrose profunda, deiscências, sinais inflamatórios e endurecimento tardio à palpação. RESULTADOS: Sangramento para avaliação da viabilidade tecidual foi visualizado em todos os retalhos confeccionados. Não foram observados, em nenhum caso, sinais indiretos de complicações relacionadas à necrose do retalho de Liacyr. CONCLUSÃO: A confecção de retalhos de pedículo inferior em pacientes com incisão prévia em sulco inframamário mostrou-se viável em nossa série de casos.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Mamoplastia; Retalhos cirúrgicos.

 

Retalhos miocutâneos de músculo peitoral maior: resultados e complicações em uma série de 116 casos

Vinícius Silva de Lima; Raul Pruinelli; Vinícius Grando Gava; Vinícius Lopes Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3):484-489 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Introdução: Os retalhos miocutâneos representam uma importante arma com que conta o cirurgião plástico quando se depara com grandes defeitos a serem cobertos após ressecção de tumores. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo relatar a incidência de complicações com o uso de retalhos miocutâneos de músculo peitoral maior para reconstrução em cirurgia oncológica, em especial de cabeça e pescoço. Método: Foi realizado um estudo retrospectivo. Foram estudados pacientes operados por lesões malignas de cabeça e pescoço, nos quais se usou a técnica em discussão. Resultados: Foram avaliados 116 pacientes operados no período entre março de 1994 e julho de 2009. Houve 2 perdas totais de retalho, 14 perdas parciais e formação de 17 fístulas. Conclusão: A incidência de complicações foi relativamente alta, o que relacionamos com o avançado estádio de doença dos pacientes operados e estado nutricional dos mesmos, além do porte das cirurgias. Apesar disso, os autores consideram o retalho miocutâneo de músculo peitoral maior um grande aliado para o cirurgião plástico que trabalha em reconstrução de cabeça e pescoço.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Músculos peitorais. Cirurgia Plástica / métodos.

 

ABSTRACT

Introduction: The myocutaneous flap is an important tool on which the plastic surgeon relies when handling major defects after tumors resection. Purpose: The objective of this study is reporting the incidence of post-operative complications with myocutaneous flap of pectoralis muscle for repairs in oncologic surgery, especially head and neck. Methods: A retrospective survey was performed. Patients with head and neck malignancies submitted to this technique were studied. Results: Between March/1994 and July/2009, 116 patients submitted to oncologic surgery were evaluated. There were 2 total flap losses, 14 partial flap losses and 17 fistulas. Conclusion: The incidence of surgical complications was relatively high, what we believe to be linked with the advanced oncologic disease stage in our population, their nutritional condition and the nature of the surgery. Despite that, the authors consider that the myocutaneous flap of pectoralis muscle is a good choice for plastic surgeons working in head and neck reconstruction.

Keywords: Surgical flaps. Pectoralis muscle. Surgery, Plastic / methods.

 

Implante mamário de silicone gel em posição submuscular parcial, via axilar, sem o emprego de videoendoscopia

Victor Mauro
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):87-93 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Os planos submuscular e subglandular para acomodar implantes mamários têm suas vantagens e desvantagens. Para tentar obter o melhor de cada uma destas alternativas, propõem-se os planos mistos. Objetivo: Avaliar a via axilar para a realização do plano misto na inserção do implante de silicone mamário sem videoendoscópio. Método: Estudo retrospectivo dos 27 pacientes operados pelo autor com esta técnica, no período de 2006 a 2008, foi realizado. Foram avaliados os resultados por questionário subjetivo, respondido pelas pacientes e pela revisão de seus prontuários. Resultados: As complicações e suas respectivas ocorrências foram: retrações axilares (20 casos); seromas (2 casos); contratura capsular (1 caso). As pacientes consideraram o procedimento como doloroso em apenas 29% dos casos, principalmente nas mamas. Apenas uma paciente não classificou a sua cicatriz como boa ou excelente. Todas acharam seu resultado natural e acreditam que o retalho muscular ajudou neste objetivo.

Palavras-chave: Implante Mamário. Músculos Peitorais. Mama/cirurgia.

 

ABSTRACT

Introduction: Submuscular and subglandular locations for silicone gel breast implant insertion have their advantages and disadvantages; a combined implant-insertion plane could yield the best results. Objective: The aim of this study was to assess the outcome of breast augmentation with silicone gel implants by the axillary route using the partial submuscular location without videoendoscopic assistance. Methods: The medical records of 27 patients who underwent silicone gel breast implant insertion by the axillary route using the partial submuscular location without videoendoscopic assistance between 2006 and 2008 were retrospectively reviewed. The surgical results were assessed by subjective questionnaires. Results: Twenty patients had axillary retraction, two developed seroma, and one experienced capsular contracture. The procedure was considered painful, mainly in the breasts, by 29% of the patients. Only 1 patient did not classify her scar as good or excellent, but all considered their results as natural and believed that the muscle flap helped to achieve this goal.

Keywords: Breast Implantation. Pectoral Muscles. Breast/surgery.

 

Mamoplastia com retalho bipediculado de músculo peitoral: 30 anos de experiência com a técnica

Milton Jaime Bortoluzzi Daniel; Ivan Maluf Junior; Alysson Rogerio Matioski
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(3):455-460 - Ideias e Inovações

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Existem inúmeras técnicas de mamoplastia com objetivo de evitar a ptose tardia. Observamos em todas estas técnicas que a forma da mama após a sua báscula permaneceu com perda de preenchimento do seu polo superior. A associação da mamoplastia com o uso do retalho de base torácica associado ao retalho bipediculado de músculo peitoral maior tem sido utilizada devido ao bom resultado que é mantido num pós-operatório tardio. MÉTODO: Foram feitos mais de 4000 procedimentos utilizando a técnica do autor. Foi realizada a marcação de mamoplastia tradicional e confecção de retalho de pedículo inferior conforme descrito por Ribeiro. Divulsiona-se uma faixa do músculo peitoral e realiza-se a passagem completa do retalho torácico através da alça muscular com posterior fixação do retalho à parede torácica. Os retalhos muscular e glandular são envolvidos pelo tecido do polo superior fazendo se a sutura dos pilares laterais. RESULTADOS: Com a utilização da técnica de um retalho torácico, fixado por uma alça de músculo peitoral, obtivemos uma báscula mínima que forneceu um melhor resultado estético a longo prazo. Com esta técnica, o tecido mamário é dividido e reposicionado para o local desejado, mantendo a forma da mama e não dependendo do fechamento dérmico para se obter o contorno final. CONCLUSÃO: Observamos nos casos operados a manutenção do polo superior da mama mesmo tardiamente, redução da tensão sobre a cicatrização com consequente melhora do aspecto, ausência do movimento de báscula (ptose) pós-operatória, sem aumento significativo no tempo cirúrgico.

Palavras-chave: Mamoplastia; Retalhos cirúrgicos; Músculos peitorais.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Several breast augmentation techniques have been developed to avoid late ptosis. However, these techniques result in persistent pendulum and changed shape due to loss of filling in the upper pole. The combination of breast augmentation with a thoracic flap involving a bipedicled flap from the greater pectoral muscle has been used with good results that are maintained in late postoperative periods. METHOD: More than 4,000 procedures were performed using the author's technique. The marking of traditional mammoplasty and construction of the inferior pedicle flap were performed as described by Ribeiro. A pectoral muscle strap was divulsed and the thoracic flap passed through and attached to the chest wall. The muscle and glandular flaps were wrapped by the upper pole tissue and sutured to the lateral breast pillars. RESULTS: Use of the thoracic flap technique fixed by a pectoral muscle strap results in minimum pendulum, which provides better long-term aesthetic results. With this technique, the breast tissue is divided and repositioned in the desired location while maintaining the breast shape rather than depending on the dermal closure to provide the final shape. CONCLUSION: This technique provides long-term preservation of the upper breast pole and reduced scar tension with consequent aspect improvement; it also eliminates post-operative pendulum movement (ptosis) without significantly increasing surgical time.

Keywords: Mammoplasty; Surgical flaps; Pectoral muscles.

 

Avaliação da influência da cinta muscular peitoral na sustentação do retalho dermolipoglandular mamário após mamoplastia vertical

André Ricardo Dall Oglio Tolazzi, Ruth Maria Graft, Renat o da Silva Freitas, Gilvani Azor de Oliveira e Cruz
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(1):141-152 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Introdução: O retalho dermolipoglandular mamário de pedículo torácico tem sido frequentemente utilizado em diversas técnicas de mamoplastia. Objetivo: Avaliar radiologicamente a influência do retalho bipediculado de músculo peitoral maior na sustentação do retalho dermolipoglandular após mamoplastia vertical, bem como analisar o padrão de movimentação dos retalhos. Método: Vinte e uma pacientes foram operadas, tendo o retalho mamário marcado com 3 clipes de titânio: superior, medial e lateral. As pacientes foram aleatoriamente divididas em dois grupos: (C), com cinta muscular (10 pacientes); e (S), sem cinta muscular (11 pacientes). A avaliação radiológica foi realizada medindo-se a distância vertical e horizontal de cada clipe a um ponto de referência clavicular e linha média do tórax anterior, respectivamente. Resultados: Quanto ao padrão de movimentação vertical (queda), os clipes apresentaram queda inicial com estabilização da altura no grupo C e queda progressiva no grupo S (p<0,05). Quanto aos padrões de movimentação horizontal (lateralização), os clipes do grupo C apresentaram menor grau de lateralização do retalho em relação ao grupo S em alguns tempos analisados (p<0,05). Conclusão: Este estudo sugere um padrão de movimentação inferior e lateral dos retalhos mamários, observando-se forte tendência da cinta muscular peitoral fornecer sustentação ao retalho dermolipoglandular.

Palavras-chave: Mamoplastia/métodos. Mama/cirurgia. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Background: Chest wall-based dermolipoglandular flap of the breast has been frequently used in mammaplasties. Aim: Radiologically evaluate the influence of pectoralis major muscle bipedicle flap in the suspension of mammary flap after a vertical mammaplasty, as well as study the movement pattern of these flaps. Methods: Twenty-one female patients were operated and had the mammary flap marked with 3 titanium clips: superiorly, medially and laterally. The patients were randomly located in two groups: (C), with the muscular sling (10 patients); and (S), without any muscular sling (11 patients). Radiological evaluation consisted in measuring the vertical and horizontal distance of each clip, from a clavicular point of reference and from the anterior chest wall midline, respectively. Results: Regarding to vertical changes in clip position (descent), the clips on group C showed initial descent with stabilization of their height on group C and continuous descent on group S (p<0.05). The horizontal pattern of movement (lateralization) evidenced less lateralization of the flap on group C compared to group S in several times of evaluation (p<0.05). Conclusion: The present study suggests an inferior and lateral pattern of movement of the mammary flaps, and the pectoralis muscle sling tends to offer support to the dermolipoglandular flap.

Keywords: Mammaplasty/methods. Breast/surgery. Surgical flaps.

 

Reconstrução primária da papila mamária

Pedro Celso de Castro Pita; Kelson Kawamura; Priscila da Silva Lopes; Marcel Fernando Miranda Batista Lima; Eduarda Augusta de Lucena Caldas; Marcella Ferreira Barros
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):67-70 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Introdução: A reconstrução do complexo areolopapilar (CAP) é uma etapa complementar nas reconstruções mamárias. Ela poderá ser realizada em primeiro ou em segundo tempo, a depender do caso e do cirurgião. As técnicas e táticas procuram aproximar o resultado à aparência do CAP original da mama oposta, principalmente com relação a projeção da papila e a coloração da aréola. Baseado nas técnicas já descritas, surgiu a ideia de utilizar, quando possível, a pele e gordura do retalho triangular de pedículo superior, compreendido entre os pontos "B, A e C" na marcação pela técnica de Ariê-Pitanguy, para a confecção do cone papilar. Esta técnica de fácil execução, utiliza a pele e a gordura excedentes, o que facilitou a confecção do cone da neopapila.
Método: Estudo primário, prospectivo, descritivo de intervenção. A casuística foi de conveniência, os pacientes foram alocados no ambulatório de cirurgia plástica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e clínica privada do autor. Foram operadas 68 pacientes no período de março de 2012 a junho de 2018, todas do gênero feminino, sendo 22 casos de adenomastectomia unilateral, devido à presença de lesão, maligna ou não; e 46 casos de gigantomastias bilaterais, operadas pela técnica de Torek modificada, em que foi confeccionado um retalho de pedículo superior para a reconstrução da papila.
Resultados: Das 114 mamas operadas, 106 mantiveram o volume e a projeção do cone papilar e apenas 8 perderam 80% da projeção da papila.
Conclusão: A reconstrução primária da papila mamária com um retalho dermo adiposo de pedículo superior é de fácil execução, mantendo a projeção do cone papilar a longo prazo. Como desvantagem, há a manutenção da coloração esbranquiçada.

Palavras-chave: Mama; Mamilos; Mamoplastia; Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Introduction: Reconstruction of the areolopapillary complex (CAP) is a complementary step in breast reconstruction. It can be done first or second, depending on the case and the surgeon. Techniques and tactics seek to approximate the result to the appearance of the original CAP of the opposite breast, mainly in relation to the projection of the papilla and the coloration of the areola. Based on the techniques already described, the idea was to use, where possible, the skin and fat of the triangular flap of the upper pedicle, comprised between the points "B, A and C" in the Ariê-Pitanguy technique, to make the papillary cone. This easy-to-use technique uses excess skin and fat which facilitates the creation of the neopapila cone.
Methods: Primary, prospective, descriptive study of intervention. The casuistry was of convenience, the patients were allocated in the ambulatory of plastic surgery of the Hospital das Clínicas of the Federal University of Pernambuco (UFPE) and private clinic of the author. Sixty-eight patients were operated from March 2012 to June 2018, all of them female, with 22 cases of unilateral adenomastectomy due to the presence of a malignant or non-malignant lesion; and 46 cases of bilateral giganomas, operated by the modified Torek technique.
Results: Of the 114 operated breasts, 8 cases lost 80% of the papilla projection that we judged to have been due to thin skin, little adipose tissue associated with technical deficiency. The rest of the 106 cases maintained the volume and projection of the papillary cone.
Conclusion: The primary reconstruction of the mammary papilla with an adipose dermis of the upper pedicle is easy to perform, maintaining the projection of the papillary cone in the long term. A disadvantage is the maintenance of the whitish coloring.

Keywords: Breast; Nipples; Mammaplasty; Surgical flaps.

 

Mastopexia com uso de implantes associados a retalho de músculo peitoral maior: técnica utilizada na Disciplina de Cirurgia Plástica da Unicamp

Andrea Boldrin Soares; Fernando Fabrício Franco; Endrigo Torezan Rosim; Brenda Artuzi Renó; Jussara Olivo Pinheiro Alves Hachmann; Marcelo de Campos Guidi; Marco Antonio de Camargo Bueno; Paulo Kharmandayan
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(4):659-663 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A correção da ptose mamária associada à flacidez de pele e baixa projeção é ainda tema de discussões e controvérsias na literatura. O objetivo deste estudo é descrever a experiência da Disciplina de Cirurgia Plástica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) com a técnica de mastopexia com implante mamário associado a retalho de sustentação do músculo peitoral maior. MÉTODO: Foi realizado estudo retrospectivo de 20 pacientes com ptose mamária graus II ou III, operadas no período de junho de 2008 a setembro de 2010. RESULTADOS: Após seguimento pós-operatório entre 9 meses e 12 meses, não foram observados casos de deformidades mamárias ou torácicas e nenhuma paciente evoluiu com recidiva da ptose. Foram observados, em todas as pacientes, manutenção de boa projeção da mama e adequado preenchimento do polo superior mamário, gerando resultados duradouros e satisfatórios. CONCLUSÕES: A técnica de mastopexia com uso de implantes associados a retalho de músculo peitoral maior é de fácil realização, com curva de aprendizado relativamente curta, boa reprodutibilidade, e resultados duradouros e satisfatórios.

Palavras-chave: Mamoplastia. Mama/cirurgia. Implante mamário. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: The correction of breast ptosis associated with skin sagging and low projection is still a subject of controversy in the literature. This study aims to describe the experience of the Plastic Surgery Department of Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) with the technique of mastopexy with breast implants in a double plane and the pectoralis major muscle flap. METHODS: A retrospective study of 20 patients with grade II or III mammary ptosis, who underwent surgery between June 2008 and September 2010, was performed. RESULTS: A 9- and 12-month follow-up of patients showed neither breast or chest deformities nor recurrence of ptosis. All patients presented with good breast projection and adequate upper pole fill, with long-lasting and satisfactory results. CONCLUSIONS: Mastopexy with breast implants and the pectoralis major muscle flap technique is easy to perform, with a relatively short learning curve, good reproducibility, and satisfactory long-lasting results.

Keywords: Mammaplasty. Breast/surgery. Breast implantation. Surgical flaps.

 

Retalho de peitoral maior estendido e pediculado para reconstrução de região orbito-fronto-parietal direita após exérese de carcinoma espinocelular invasivo

ANDRES ORDENES EVENSEN; DANIEL CAZETO LÓPEZ; ANDRÉS FERNANDO CÁNCHICA; CARLOS FERNANDO GOYENECHE; LEONARDO GOBETTI; RENATO GIANNINI; OSVALDO RIBEIRO SALDANHA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):138-142 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: O retalho miocutâneo de peitoral maior é um dos mais usados na reconstrução de defeitos da cabeça e pescoço, porém com restrição ao terço médio da face. Com técnicas de dissecção de perfurantes, consegue-se alongar mais o pedículo, obtendo coberturas da região orbito-fronto-parietal.
Relato de Caso: Paciente masculino de 63 anos apresentando carcinoma espinocelular invasivo pouco diferenciado, que após sua ressecção cirúrgica apresentou defeito final de 12,0 x 18,0cm na região órbito-fronto-parietal direita com exposição de dura-máter, seio frontal e órbita superior direita. Foi desenhado retalho de peitoral maior com ilha cutânea de dimensões iguais ao defeito na região paraesternal direita, desde o quarto espaço intercostal até a região subcostal (estendido). O pedículo foi seccionado após 4 semanas. A cobertura foi efetiva, sem complicações maiores e resultado estético satisfatório.
Conclusão: Este retalho mostrou ser uma excelente opção para reconstrução do terço superior da cabeça quando existam limitações para a realização de microcirurgia.

Palavras-chave: Neoplasias cutâneas; Neoplasias de células escamosas; Retalhos cirúrgicos; Retalho miocutâneo; Músculos peitorais

 

ABSTRACT

Introduction: The myocutaneous flap is often used in reconstruction of head and neck defects. However, it is restricted to the middle third of the face. Perforating artery dissection techniques allow further lengthening of the pedicle, thus achieving coverage of the orbitofrontal-parietal region.
Case report: A 63-year-old male with a poorly-differentiated invasive squamous cell carcinoma presented with a final defect of 12.0 × 18.0 cm in the right orbitofrontal-parietal region, with dura mater, frontal sinus, and right upper orbit exposure after resection. We designed a pectoralis major flap, with a cutaneous island equaling the defect in dimensions, in the right parasternal region, from the fourth intercostal space to the subcostal region (extended). The pedicle was sectioned after 4 weeks. The coverage was effective, with no major complications, and a satisfactory aesthetic result.
Conclusion: This flap can be an excellent option for reconstruction of the upper third of the head when there are limitations to microsurgery.

Keywords: Cutaneous neoplasia; Squamous cell neoplasia; Surgical flaps; Myocutaneous flap; Pectoral muscles

 

Reconstrução mamária com retalho miocutâneo expandido de grande dorsal em paciente vítima de fasciite necrotizante em região torácica ocorrida no período neonatal

Eduardo Mordjikian, Sandra Maria Barradas Marques, Marcus Hubaide Carneiro, Ana Paula Passini, Khaled Bazzi
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(2):408-411 - Relatos de Caso

PDF Português

RESUMO

A fasciite necrotizante é uma infecção de tecidos moles, rapidamente progressiva, determinando graves sequelas funcionais e estéticas. No tórax, essa entidade é muito incomum, especialmente em recém-nascidos, situação não encontrada na literatura. Este artigo relata o caso de um recém-nascido, do sexo feminino, vítima de fasciite necrotizante em tórax e região mamária durante a primeira semana de vida, sendo tratada com antibioticoterapia e desbridamento cirúrgico, com fechamento da ferida por segunda intenção. Aos quinze anos de idade, procurou nosso serviço apresentando grande área cicatricial em todo hemitórax esquerdo e ausência completa de desenvolvimento mamário desse mesmo lado. Foi realizada reconstrução mamária com uso de retalho miocutâneo expandido de grande dorsal, com posterior substituição do expansor por implante definitivo de silicone gel.

Palavras-chave: Fasciite necrosante. Mamoplastia. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Necrotizing fasciitis is an infection of soft tissues rapidly progressive, determining severe functional and aesthetic sequelae. In the chest, this entity is very uncommon, especially in newborns, a situation not found in the literature. This article reports the case of a newborn, female, suffering from necrotizing fasciitis in the breast and chest during the first week of life, being treated with antibiotics and surgical debridement with the wound closure by second intention. At fifteen years of age was observed a large scar area in the left hemithorax and complete absence of breast development on that side. Breast reconstruction was performed using an expanded latissimus dorsi flap and placement of tissue expander with subsequent replacement of the expander by silicone gel implant.

Keywords: Fasciitis necrotizing. Mammaplasty. Surgical flaps.

 

Mastopexia com retalhos cruzados: uma opção para correção da ptose mamária

LEILANE DROPPA APPEL; RAFAEL RESTON VIANA; EMELYN ALTHOFF FERNANDES; JÚLIO CESAR MAGRI; DAYSON LUIZ NICOLAU DOS SANTOS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):101-103 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Introdução: O tratamento das ptoses mamárias visa readequar o conteúdo mamário no seu continente restaurando seu padrão jovial. A técnica dos retalhos cruzados reposiciona o parênquima por meio do entrecruzamento e fixação dos retalhos reformulando o cone mamário.
Objetivo: O trabalho tem como objetivo descrever a técnica dos retalhos cruzados como uma opção de mastopexia.
Método: Essa técnica foi utilizada em pacientes com ptose pura ou ptose associada a pequenas hipertrofias.
Resultados: As complicações foram as mesmas observadas em outras técnicas de mastopexia.
Discussão: A correção das ptoses mamárias é mais efetiva quando realizada com transposição do parênquima do polo inferior para o polo superior realocando o conteúdo mamário, assim como demostrado na técnica dos retalhos cruzados.
Conclusão: A técnica de mastopexia com retalhos cruzados é de fácil reprodução e representa mais uma opção de mastopexia que se bem indicada traz excelentes resultados em curto e médio prazo.

Palavras-chave: Mama; Mamoplastia; Retalhos cirúrgicos; Cirurgia plástica; Técnicas

 

ABSTRACT

Introduction: The treatment of breast ptosis aims to re-adjust the breast content in your continent restoring its youthful pattern. The cross-flaps technique repositions the parenchyma through intercrossing and fixation of the flaps by reshaping the mammary cone.
Objective: The objective of this is to describe the technique of cross-flapping as a mastopexy option.
Method: This technique was used in patients with pure ptosis or ptosis associated with small hypertrophies.
Results: The complications were the same as those observed in other mastopexy techniques. Discussion: Correction of breast ptosis is more effective when performed with transposition of the parenchyma from the lower pole to the upper pole by relocating the mammary contents as demonstrated in the cross-flap technique.
Conclusions: The mastopexy technique with crossed flaps is easy to reproduce and represents one more option of mastopexy that if well indicated brings excellent results in the short and medium term.

Keywords: Breast; Mammaplasty; Surgical flaps; Plastic surgery; Technical aspects

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons