ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 20 de 355 resultado(s)

Busca por : Abdominoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Umbigo

Perfil laboratorial em perioperatório de Lipoabdominoplastia

Roosevelt Santos Oliveira Junior; Ilson Abrantes Rosique; José Leonardo Bergamini; Anna Paula Alves dos Santos Pacheco; João Paulo Tessari Corrêa; Ewaldo Bolivar de Souza Pinto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):2-3 - Contorno Corporal

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: O sucesso de uma Cirurgia Plástica depende de cuidados ainda no pré-operatório, visto que complicações ocorrem em cerca de 17% dos casos. Faz parte da avaliação a realização de exames laboratoriais complementares. Os pacientes sofrem alterações súbitas das funções metabólicas e fisiológicas em resposta ao trauma, que variam em intensidade, de acordo com o procedimento a que foram submetidas. Tem por objetivo a avaliação dos índices laboratoriais em pacientes hígidos, selecionados a cirurgia plástica eletiva de lipoabdominoplastia. MÉTODOS: Foram avaliadas amostras de sangue de 59 pacientes em perioperatório de lipoabdominoplastia no período de 2015 a 2017. RESULTADOS: A primeira amostra do perfil laboratorial das pacientes foi semelhante aos exames pré-operatórios. hemoglobina teve uma queda de 12% e 19%, respectivamente, nas 2ª e 3ª amostras. A glicemia teve um aumento de 124% e 144%. O nível médio de colesterol apresentou queda significativa. CONCLUSÃO: O presente trabalho permitiu a observação dos níveis de elementos sanguíneos na vigência de uma resposta endocrinometabólica e imunológica ao trauma, porém sem comprometimento sistêmico grave no pós-operatório imediato em cirurgias eletivas de lipoabdominoplastias não combinadas.

Palavras-chave: Período perioperatório; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Investigação laboratorial; Abdominoplastia.

 

A técnica de Baroudi-Ferreira reduz o seroma pós-abdominoplastia?

Rafael Garrido Souza Costa; Agostinho Manuel da Silva Ascenção; Rossano Kepler Alvim Fiorelli; Ricardo Cavalcanti Ribeiro
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(2):150-155 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A cirurgia plástica, em relação à abdominoplastia, evoluiu ao longo dos anos com o aprimoramento de técnicas que inicialmente apresentavam grandes índices de complicações. Porém, mesmo com a evolução das técnicas operatórias, a incidência de seroma pós-operatório se mantém como a complicação precoce mais frequente neste procedimento. O objetivo deste estudo é comparar a ocorrência de seroma em abdominoplastia com e sem a utilização de pontos de adesão.
Métodos: Foram avaliadas 20 pacientes submetidas à abdominoplastia sendo distribuídas em dois grupos: Grupo A (abdominoplastia com utilização de pontos de adesão - Técnica de Baroudi-Ferreira) e Grupo B (abdominoplastia sem utilização de pontos de adesão).
Resultados: No Grupo A houve seroma em 2 pacientes (20%), sendo significativamente menor (p = 0,05) do que no Grupo B, no qual foi diagnosticado em 7 pacientes (70%). A média de volume observada no Grupo A foi de 26,5 ml enquanto no Grupo B foi de 146,5 ml. O maior volume aspirado em pacientes do Grupo A foi 130 ml observado no 15º dia pós-operatório (DPO), ao passo que no Grupo B foi de 230 ml no 21º DPO.
Conclusão: A ocorrência de seroma em abdominoplastia neste estudo foi significativamente menor no grupo em que foi utilizada a Técnica de Baroudi-Ferreira.

Palavras-chave: Seroma; Abdominoplastia; Técnicas de sutura; Abdome; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

 

ABSTRACT

Introduction: Abdominoplasty has evolved over the years with improvement of techniques that initially had high complication rates. However, even with the evolution of operative techniques, seroma remains the most frequent early complication of this procedure. This study aims to compare the development of seroma after abdominoplasty with and without the use of quilting sutures.
Methods: Twenty patients undergoing abdominoplasty were evaluated and divided into two groups: Group A (abdominoplasty using quilting sutures - Baroudi-Ferreira technique) and Group B (abdominoplasty without the use of quilting sutures).
Results: Two patients in Group A (20%) had seroma, which was significantly lower (p = 0.05) than that in Group B, in which seven patients were diagnosed with seroma (70%). The mean volume observed in Group A was 26.5 mL, whereas in Group B, it was 146.5 mL. The highest volume aspirated in Group A was 130 mL, on the 15th postoperative day (POD), whereas in Group B it was 230 mL, on the 21st POD.
Conclusion: In this study, the development of seroma in abdominoplasty was significantly lower in the group in which the Baroudi-Ferreira technique was used.

Keywords: Seroma; Abdominoplasty; Suture techniques; Abdomen; Reconstructive surgical procedures

 

Tratamento da parede abdominal com plicatura em Crossbow

ISRAEL SOARES
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):23-30 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A necessidade de oferecer resultados com maior definição nas abdominoplastias nos compele a evoluir tecnicamente. O objetivo deste trabalho é apresentar a técnica de plicatura em Crossbow com suas três variantes, reforçando o conceito de aproximação vertical e horizontal da aponeurose dos músculos retos e oblíquos abdominais ao mesmo tempo, promovendo dois vetores diferentes de tração, culminando em uma maior definição da parede abdominal, principalmente na região do hipogastro e fossas ilíacas.
Métodos: No período entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2018, foram realizadas 22 cirurgias exclusivamente com a técnica Crossbow em seus tipos l, ll e lll, tanto em pacientes estéticos como pós-bariátricos.
Resultados: Os resultados foram favoráveis tanto do ponto de vista estético, com maior definição do hipogastro, como do ponto de vista clínico, uma vez que nenhum paciente apresentou sinais ou sintomas diferentes de técnicas convencionais.
Conclusão: A técnica Crossbow é simples e reprodutível, sendo mais um agregante na armamentária para melhorar a estética abdominal. Apesar de promover o reforço da região hipogástrica, tanto para tratamento primário como secundário desta região, só o aumento da casuística poderá demonstrar as possíveis vantagens do método.

Palavras-chave: Abdominoplastia; Músculos abdominais; Parede abdominal; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Aponeurose

 

ABSTRACT

Introduction: Owing to the need to deliver results with greater definition in abdominoplasties, techniques must evolve. The objective of this study was to introduce the crossbow technique for plication along with its three variants that reinforces the concept of vertical and horizontal alignments of the aponeurosis of the rectus and oblique abdominis muscles at the same time, promotes 2 different traction vectors, and culminates in a greater definition of the abdominal wall, mainly in the hypogastrium and iliac fossa regions.
Methods: From January 2016 to February 2018, 22 surgeries were performed exclusively with the types l, ll, or lll crossbow technique, both in esthetic surgery cases and post-bariatric patients.
Results: The results were favorable both from the esthetic point of view, with greater definition of the hypogastrium, and from a clinical point of view, as none of the patients showed signs or symptoms different from those of the conventional techniques.
Conclusion: The crossbow technique is a simple and reproducible tool in the medical armamentarium to improve abdominal esthetics. Although it promotes the strengthening of the hypogastric region, both for primary and secondary treatments of this region, only a sample size increase can demonstrate the possible advantages of the method.

Keywords: Abdominoplasty; Abdominal muscles; Abdominal wall; Reconstructive surgical procedures; Aponeurosis

 

Impacto da dermolipectomia na melhoria da qualidade de vida em portadores de lipodistrofia abdominal

Marilia de Pádua Dornelas Correa; Marilho Tadeu Dornelas; Carlos Eduardo Soares Gazzinelli Cruz; Eduardo Nakagawa de Carvalho; Livia Dornelas Corrêa; Tais Peron Souza Gomes; Felipe Marcellos Lemos Barra; Gabriel Victor Dornelas
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(2):172-177 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A valorização da aparência, aliada a padrões e parâmetros impostos pelas indústrias de beleza e moda e difundidos pelas mídias geram questionamentos sobre o real valor da beleza. Distorções nesses parâmetros levam pacientes, insatisfeitos com seus corpos, aos consultórios médicos. Concomitantemente, existem queixas físicas disfuncionais e suas consequências. A Cirurgia Plástica, nesse contexto, tem como objetivo a melhora da qualidade de vida e maior aceitação do próprio corpo. A abdominoplastia ou dermolipectomia abdominal é um procedimento cirúrgico com grande ênfase, mas ainda com poucas avaliações a respeito da imagem pessoal e qualidade de vida no pós-operatório. O objetivo é avaliar a melhoria da qualidade de vida e da imagem corporal nos pacientes submetidos à dermolipectomia abdominal como procedimento eletivo e compreender implicações físico-psicológicas relacionadas aos distúrbios corporais. MÉTODOS: Aplicação do instrumento WHOQOL bref em 15 pacientes do Ambulatório de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora e da Clínica Plastic Center, portadoras de lipodistrofia abdominal submetidas à dermolipectomia abdominal em três momentos: pré-operatório, dois e seis meses de pós-operatório. RESULTADOS: Após análise dos dados, foi observada melhora na qualidade de vida dos pacientes comparando os resultados nos estágios de pré e pós-operatório, analisados no domínio psicológico com resultados estatisticamente significativos (p < 0,05). No domínio físico, a relação entre as três etapas também é estatisticamente significativa, considerando valor p < 0,07. CONCLUSÕES: A abdominoplastia no tratamento da lipodistrofia abdominal tem impacto na melhora da qualidade de vida destes pacientes, principalmente nos aspectos físico e psicológico, concordando com literatura pré-existente.

Palavras-chave: Lipodistrofia; Abdominoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Qualidade de vida; Satisfação pessoal; Inquéritos e questionários.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The valuation of appearance, combined with patterns and parameters imposed by the beauty and fashion industries, and disseminated by the media, generates questions about the real value of beauty. Distortions in these parameters lead patients, dissatisfied with their bodies, to medical clinics. Concomitantly, there are dysfunctional physical complaints and their consequences. Plastic Surgery, in this context, aims at improving the quality of life and acceptance of one's body. Abdominoplasty, or abdominal dermolipectomy, is a highly used surgical procedure. However, few evaluations regarding the personal image and the quality of life in the postoperative period exist. The objective is to evaluate the improvement of the quality of life and the body image in patients who underwent an abdominal dermolipectomy as an elective procedure, and to understand the physical-psychological implications related to body disorders. METHODS: The WHOQOL-BREF instrument was administered to 15 patients with abdominal lipodystrophy who underwent an abdominal dermolipectomy at the Clinic of Plastic Surgery at the University Hospital of the Federal University of Juiz de Fora and Plastic Center Clinic. The instrument was administered thrice: once during the pre-operative period and then at two and six months postoperatively. RESULTS: On comparing the pre and postoperative stages, we found a statistically significant improvement in the quality of life of patients with respect to the psychological domain (p < 0.05). In the physical domain, the relationship between the three stages was also statistically significant, considering a p value < 0.07. CONCLUSIONS: The use of abdominoplasty in the treatment of abdominal lipodystrophy has an impact on the improvement of the quality of life of these patients, mainly in the physical and psychological domains; this is in agreement with previous studies.

Keywords: Lipodystrophy; Abdominoplasty; Reconstructive surgical procedures; Quality of life; Personal satisfaction; Surveys and questionnaires.

 

Tromboembolismo venoso (TEV) em abdominoplastias: um protocolo de prevenção

Thatiana Ambrogini Justino; Andreza Cristina Camacho Varoni; Gilson Luis Duz
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):33-38 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A abdominoplastia é uma cirurgia estética muito realizada, na qual o risco de tromboembolismo (TEV) deve ser considerado pelos fatores predisponentes envolvidos e por sua gravidade. Não há, até o momento, protocolos bem definidos para profilaxia de TEV em Cirurgia Plástica. O objetivo é apresentar um protocolo de profilaxia de TEV utilizado no serviço de Cirurgia Plástica do HMCP - PUC Campinas, mostrando a incidência de TEV nas abdominoplastias antes e após o início do protocolo, bem como a incidência de hematomas após, no período total de 6 anos. MÉTODOS: Revisão de prontuários de pacientes submetidos à abdominoplastia no período de janeiro de 2010 a dezembro de 2015, identificando os casos de TEV nesse período, associados ou não ao emprego de profilaxia farmacológica, e os de hematoma após início do protocolo. RESULTADOS: O protocolo de profilaxia de TEV que é utilizado no serviço desde 2014 tem como base o protocolo de Anger e inclui medidas não farmacológicas e farmacológicas. Foram analisados 243 prontuários nesse estudo. Após início do protocolo, não foi evidenciado nenhum caso de TEV nos 74 pacientes submetidos à abdominoplastia e foi observado apenas um caso de hematoma. Já antes do mesmo, 2 casos de TEV ocorreram entre 169 pacientes operados. CONCLUSÃO: Após a adoção do protocolo de profilaxia de TEV, alcançamos uma incidência de TEV de 0% nas abdominoplastias nesse período, enquanto a mesma foi de 1,18% antes do protocolo. Já a incidência de hematomas após foi de 1,35%, comparável a taxas da literatura para a cirurgia sem a utilização de profilaxia farmacológica.

Palavras-chave: Abdominoplastia; Tromboembolia venosa; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Quimioprevenção; Cirurgia plástica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Abdominoplasty is an accomplished cosmetic surgery, in which the risk of venous thromboembolism (VTE) must be considered, based on the predisposing factors involved and their severity. There are, to date, no well-defined protocols for VTE prophylaxis in plastic surgery. The objective of this paper is to present a protocol for the prophylaxis of VTE used in the Plastic Surgery Service of the Hospital e Maternidade Celso Pierro (HMCP) - Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas in São Paulo (SP), while also showing the incidence of VTE in patients undergoing abdominoplasties before and after initiation of the protocol, as well as the incidence of hematomas after the total period of 6 years. METHODS: For the creation of this protocol, medical records of patients who underwent abdominoplasty from January 2010 to December 2015 were revised, identifying cases of VTE in this period, associated or not with the use of pharmacological prophylaxis, and those of hematoma after initiation of the protocol. RESULTS: The protocol for prophylaxis of VTE that has been used in the service since 2014 is based on the Anger Protocol and includes non-pharmacological measures and pharmacological measures. Two hundred and forty-three medical records were analyzed in this study. After initiation of the protocol, no cases of VTE were observed in the 74 patients who underwent abdominoplasty, and only one case of hematoma was observed. Before the protocol was initiated, VTE developed in 2 cases among 169 operated patients. CONCLUSION: After adopting the VTE prophylaxis protocol, we achieved an incidence of 0% VTE in the abdominoplasties in this period, compared to an incidence of 1.18% before the protocol. The incidence of bruising after surgery was 1.35%, which is comparable to rates in the literature for surgery without the use of pharmacological prophylaxis.

Keywords: Abdominoplasty; Venous thromboembolism; Reconstructive surgical procedures; Chemoprevention; Surgery; Plastic.

 

Reconstrução de mama com miniabdominoplastia reversa

Osvaldo Ribeiro Saldanha Filho; Osvaldo Saldanha; Eugênio Cação; Marcos Ricardo Menegazzo; Daniel Cazeto; Andrés Cano Canchica; Francisco Felipe Góis; Leonardo Gobetti
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(4):505-512 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A mastectomia é muito traumática para a mulher, sendo a reconstrução mamária um procedimento essencial para melhorar o bem-estar psicossocial e a qualidade de vida destas pacientes. A maioria dos cirurgiões plásticos não realiza reconstrução mamária. Sua prática requer um treinamento avançado com longa curva de aprendizado. A reconstrução mamária, utilizando o retalho excedente da abdominoplastia reversa, pode ser uma opção prática e de muita aplicabilidade em pacientes cuidadosamente selecionadas. MÉTODOS: No período de agosto de 2014 a junho de 2016, doze pacientes foram submetidas à reconstrução mamária, com a técnica de miniabdominoplastia reversa. A simetrização foi realizada em seis pacientes que fizeram reconstrução unilateral, sendo um caso reconstruído bilateralmente. Em sete pacientes, os implantes foram colocados em plano supra muscular, e em cinco, em posição sub submuscular. RESULTADOS: Uma paciente apresentou seroma, uma outra teve epiteliólise, um caso de necrose parcial da pele do retalho superficial, todos com evolução favorável. Somente uma paciente teve extrusão do implante. CONCLUSÃO: A reconstrução mamária com retalho excedente de miniabdominoplastia reversa associada à colocação de implante demonstrou ser uma boa opção de reconstrução mamária para casos selecionados, com baixa taxa de complicações. Pacientes com flacidez e lipodistrofia no abdome superior são as candidatas ideais para utilização da técnica.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Abdominoplastia; Mama; Mamoplastia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Mastectomy is very traumatic for women, and breast reconstruction is an essential procedure to improve their psychosocial well-being and quality of life. Most plastic surgeons do not perform breast reconstruction. This practice requires advanced training with a long learning curve. Breast reconstruction using excess flaps in reverse abdominoplasty can be a practical option and of great applicability in carefully selected patients. METHODS: From August 2014 to June 2016, 12 patients underwent breast reconstruction using the reverse mini abdominoplasty technique. Symmetrization was performed in six patients who underwent unilateral reconstruction, with one case reconstructed bilaterally. The implants were placed in the supra-muscular plane and in a submuscular position in seven and five patients, respectively. RESULTS: There was one case each of seroma, epitheliolysis, and partial superficial necrosis of the superficial flap, all with favorable evolution. Only one patient underwent implant extrusion. CONCLUSION: Breast reconstruction using excess flaps in reverse mini abdominoplasty associated with implant placement is a good option for breast reconstruction in selected patients with a low complication rate. Patients with flaccidity and lipodystrophy in the upper abdomen are the ideal candidates for the use of this technique.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Abdominoplasty; Breast; Mammaplasty.

 

Instrumento de Marcação de Abdominoplastia

SABINA APARECIDA ALVAREZ DE PAIVA; HEITOR CARVALHO GOMES; DENISE NICODEMO; ELVIO BUENO GARCIA; PAULO RODAMILANS SANJUAN; PATRÍCIA PIMENTEL PIZZARO; OSVALDO RIBEIRO SALDANHA; LYDIA MASSAKO FERREIRA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):484-492 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A abdominoplastia, um dos procedimentos de cirurgia plástica mais comuns no Brasil, ficou em quarto lugar no ranking mundial, segundo dados da International Society of Aesthetic Plastic Surgery. Diversas técnicas cirúrgicas visam restaurar o contorno abdominal. A indicação da técnica utilizada deve visar a melhoria da deformidade individual presente no abdome. A marcação da abdominoplastia se faz por meio de régua, transferidor, compasso, fio de náilon, palito, canetas e/ou azul de metileno, de acordo com a preferência do cirurgião. O objetivo é produzir um instrumento cirúrgico com a finalidade de otimizar o tempo de marcação no procedimento de abdominoplastia.
Métodos: O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, foram desenvolvidos desenhos gráficos para identificar cada uma das partes do instrumento, foi realizada a busca de anterioridade e, posteriormente, realizado o pedido de patente.
Resultados: Foi desenvolvido um instrumento para marcação da abdominoplastia, que configura uma régua horizontal que recepciona uma régua vertical no seu ponto médio e duas réguas pivotantes com transferidor basal, todas essas peças milimetradas e com vazado central, que permitem o risco nessa região com o azul de metileno ou caneta afim e, por conseguinte, a marcação do procedimento de abdominoplastia. Além disso, também funciona como compasso e de cujas laterais derivam réguas pivotantes com transferidor de grau basal.
Conclusão: O instrumento desse estudo foi criado para minimizar a quantidade de material utilizado e otimizar o tempo da marcação da abdominoplastia.

Palavras-chave: Abdominoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Patentes como assunto; Abdome; Inovação

 

ABSTRACT

Introduction: Data from the International Society of Aesthetic Plastic Surgery indicate that abdominoplasty is the fourth most common plastic surgery performed worldwide. Several surgical techniques aim to restore the abdominal contour. The indication for the technique used should aim to improve any individual deformity present in the abdomen. Abdominoplasty marking is done using a ruler, protractor, compass, nylon thread, toothpick, pen, and/or methylene blue, according to the surgeon's preference. Here we aimed to produce a surgical instrument that optimizes the abdominoplasty marking procedure.
Methods: The study was approved by the ethics research committee. Graphic designs were developed to identify each part of the instrument, a precedence search was performed, and a patent application was requested.
Results: We developed an abdominoplasty marking instrument consisting of a horizontal ruler that receives a vertical ruler at its midpoint, two pivotal rulers with a basal protractor, all marked in millimeters, and a central area that allows marking in this region with methylene blue or a pen. Moreover, it acts as a compass and features side pivotal rulers derived from a basal grade protractor.
Conclusion: The instrument developed in this study was designed to minimize the amount of material used and optimize abdominoplasty marking time.

Keywords: Abdominoplasty; Reconstructive surgical procedures; Patents as Topic; Abdomen; Innovation

 

Abdominoplastia em pacientes pós-bariátricos: perfil antropométrico, comorbidades e complicações

SIMONE CORRÊA ROSA; JEFFERSON LESSA SOARES DE MACEDO; FLÁVIO GONDIM FREITAS; JOÃO LUIZ DARQUES FERREIRA; LUCAS RIBEIRO CANEDO; LUIZ AUGUSTO CASULARI
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):333-342 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Os pacientes submetidos à gastroplastia apresentam importante perda de peso e a cirurgia plástica representa um importante meio de tratamento do excesso de pele.
Método: Estudo prospectivo foi realizado em pacientes submetidos à abdominoplastia pós-gastroplastia no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2016 em hospital público. As variáveis analisadas foram: IMC (Índice de Massa Corporal) antes da gastroplastia e antes da cirurgia plástica, perda de peso, peso do retalho retirado, comorbidades e complicações.
Resultados: 107 pacientes que realizaram abdominoplastia foram incluídos. Média de idade foi 41 anos. O IMC médio antes da cirurgia plástica foi 27,6 ± 3,7 Kg/m2. Perda de peso médio foi 47,7 ± 17,3 Kg. O IMC máximo antes da gastroplastia foi 45,5 ± 7,5 Kg/m2 e o IMC foi 18,6 ± 9,3 Kg/m2. Comorbidades presentes antes da plástica foram: hipertensão arterial (11,1%), artropatia (4,6%), diabete melito (5,6%) e síndrome metabólica (5,6%). Catorze (13,1%) pacientes realizaram herniorrafia durante a abdominoplastia. A taxa de complicações foi 31,5%. O peso antes da gastroplastia, IMC antes da gastroplastia, perda de peso médio, comorbidades, peso do retalho do abdome e IMC > 20Kg/m2 foram fatores associados significativamente a complicações pós-operatórias.
Conclusões: A gastroplastia em Y de Roux foi uma terapêutica efetiva na resolução de comorbidades em obesos. Comorbidades, peso antes da gastroplastia, perda de peso médio, quantidade de tecido retirado do abdome e IMC > 20Kg/m2 levaram significativamente a mais complicações em pacientes pós-bariátricos submetidos à abdominoplastia. A cirurgia plástica é importante no cuidado integral ao paciente obeso e otimizou os resultados alcançados com a cirurgia bariátrica.

Palavras-chave: Cirurgia bariátrica; Cuidados pós-operatórios; Abdominoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Gastroplastia

 

ABSTRACT

Introduction: Patients who undergo vertical-banded gastroplasty- Roux-en-Y gastric bypass (VBG-RYGB) have significant weight loss, and abdominoplasty (AP) is an effective corrective surgery for removing excess skin.
Methods: A prospective study conducted from January 2011 to December 2016 in a public hospital evaluated patients who underwent AP after VBG-RYGB. The analyzed variables were body mass index (BMI) before VBG-RYGB, BMI before AP, weight loss, weight of the excised abdominal flap, comorbidities, and complications.
Results: For this study, 107 patients who underwent AP were included. The patients' mean age was 41 years; BMI before AP, 27.6 ± 3.7 kg/m2; and mean weight loss, 47.7 ± 17.3 kg. The maximum BMI before bariatric surgery was 45.5 ± 7.5 kg/m2, and the difference between the maximum BMI before VBG-RYGB and before corrective surgery was 18.6 ± 9.3 kg/m2. The comorbidities observed before VBG-RYGB were arterial hypertension (11.1%), arthropathy (4.6%), diabetes mellitus (5.6%), and metabolic syndrome (5.6%). Fourteen patients (13.1%) underwent herniorrhaphy during AP. The overall complication rate was 31.5%. Weight before VBGRYGB, BMI before VBG-RYGB, mean weight loss, comorbidities, abdominal flap weight, and BMI of >20 kg/m2 were significantly associated with postoperative complications. Conclusions: VBGRYGB was an effective approach to reduce comorbidities in obese patients. Comorbidities, weight before VBG-RYGB, mean weight loss, amount of tissue removed from the abdomen, and BMI of >20 kg/m2 significantly increased the complication rate in the gastric bypass patients who underwent AP. Furthermore, AP is fundamental for the comprehensive care of obese patients and has optimized the results achieved with VBG-RYGB.

Keywords: Bariatric surgery; Postoperative care; Abdominoplasty; Reconstructive surgical procedures; Gastroplasty

 

Desafiando os limites da cirurgia plástica: abdominoplastia em âncora como recurso para pacientes após grande perda ponderal

Claudia Mariel Herrera Gallardo; Juliana Metzker Oliveira Bergamo; Larissa Dias Silva; Wellerson Rodrigues Caspar; Clelia Maria Meireles Barbosa; Mateus Sobral Pompeu De Campos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):32-34 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

As deformidades do contorno abdominal são a principal queixa entre os pacientes com perda de peso expressiva que procuram um cirurgião plástico. A redundância de pele em parede anterior do abdome pode ter componente vertical e horizontal associados, principalmente em região epigástrica, e a correção dessa região pode ter resultado limitado com as técnicas convencionais de abdominoplastia. Este trabalho visa relatar à comunidade científica um caso de sucesso operado em nosso serviço, com a técnica de abdominoplastia em flor-de-lis, após grande emagrecimento, enfocando as complicações e a satisfação do paciente, de modo a desmitificar o conceito de risco e perda de resultado estético com a cicatriz vertical.

Palavras-chave: Abdominoplastia; Obesidade abdominal; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Abdome.

 

ABSTRACT

Abdominal contour deformities are the main complaint among patients who seek a plastic surgeon after expressive weight loss. Skin redundancy on abdomen anterior wall may have associated vertical and horizontal components, mainly in epigastric region, and the correction oh that region may have limited results with conventional abdominoplasty techniques. This paper aims to report to the scientific community a successful case operated in our service, with Fleur-de-lis abdominoplasty technique, after massive weight loss, focusing on complications and patient satisfaction, in order to demystify risk concept and aesthetic result loss with the vertical scar.

Keywords: Abdominoplasty; Obesity, abdominal; Reconstructive surgical procedures; Abdomen.

 

Abdominoplastia pós cirurgia bariátrica: experiência de 315 casos

Alfredo Donnabella; Lívia Neffa; Bárbara Brandão de Barros; Fernanda Parentoni Santos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(4):510-515 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O abdome é considerado área crítica de deformidade do contorno corporal após perda ponderal significativa. Conhecer o perfil dos pacientes submetidos à abdominoplastia pós-cirurgia bariátrica facilita a escolha do tempo ideal e da técnica cirúrgica que visa restaurar este contorno com uma taxa mínima de complicações. MÉTODOS: Estudo clínico, transversal, descritivo, analítico e retrospectivo com dados de 315 prontuários de pacientes submetidos à dermolipectomia abdominal pós-cirurgia bariátrica de janeiro de 2013 a dezembro de 2014. RESULTADOS: Foram analisados 265 pacientes do gênero feminino e 50 do gênero masculino, com idade média de 39,9 anos e índice de massa corporal médio de 27,5 Kg/m2 após emagrecimento. O tempo médio de intervalo entre a cirurgia bariátrica e a dermolipectomia foi de 3 anos e 11 meses. A abdominoplastia em âncora foi utilizada em 252 pacientes e em 63 realizou-se abdominoplastia com cicatriz transversal suprapúbica. A taxa de complicações foi de 17,3%, incluindo complicações menores como hematomas, seromas e cicatrizes patológicas e um caso de embolia pulmonar. CONCLUSÃO: O perfil epidemiológico dos pacientes com deformidade de contorno abdominal pós-cirurgia bariátrica estudados assemelha-se ao apresentado na literatura atual, exceto pela alta hospitalar precoce.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Cirurgia bariátrica; Gastroplastia; Abdominoplastia; Obesidade.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The abdomen is a critical region and is subjected to body contour deformity after significant weight loss. Knowing the profile of patients who undergo abdominoplasty after bariatric surgery facilitates the choice of the optimal time and surgical technique to restore abdominal contour, which is associated with a minimal rate of complications. METHODS: A cross-sectional, descriptive, analytical, and retrospective clinical study was performed on medical record data of 315 patients who underwent abdominal dermolipectomy following bariatric surgery from January 2013 to December 2014. RESULTS: A total of 265 female and 50 male patients were analyzed, with an average age of 39.9 years and an average body mass index of 27.5 kg/m2 after weight loss. The average time interval between bariatric surgery and dermolipectomy was 3 years and 11 months. Anchor abdominoplasty was used in 252 patients, while suprapubic transverse abdominoplasty was performed in 63 patients. The complication rate was 17.3%, including minor complications such as hematomas, seromas, and pathological scars, in addition to one case of pulmonary embolism. CONCLUSION: The epidemiological profile of patients with deformity of the abdominal contour after bariatric surgery was in agreement with that reported in the current literature, except for earlier hospital discharge in the group studied.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Bariatric surgery; Gastroplasty; Abdominoplasty; Obesity.

 

Correção cirúrgica de múltiplas hérnias abdominais associada à abdominoplastia: relato de caso

Leonardo Milanesi Possamai*; Mariana Zancanaro; Flávio Maciel de Freitas Neto; Eduardo Zanin; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):26-27 - Contorno Corporal

PDF Português

RESUMO

O abdômen possui importância estética e funcional de extrema importância no ser humano. O reparo da hérnia abdominal muitas vezes causa cicatrizes em posições indesejadas E alterações morfológicas em região abdominal. Relato de caso de paciente submetida à abdominoplastia com posterior surgimento de hérnias abdominais. Para a correção cirúrgica, foi realizada incisão em cicatriz prévia e dissecção ampla de parede abdominal, com suturas de sacos herniários e colocação de tela de polipropileno abrangendo toda área de descolamento. Paciente evolui satisfatoriamente, com melhora da dor abdominal e com resultado estético abdominal satisfatório. Procedimentos não estéticos combinados, como quando associados com hernioplastia, carregam um risco maior do que o procedimento isolado. Nenhum caso semelhante foi encontrado na literatura.

Palavras-chave: Hérnia abdominal; Abdominoplastia; Cicatriz; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Onfaloplastia: técnica Y/V

VITOR HUGO MOREIRA GUIMARÃES; VICTOR ANTUNES GUIMARÃES; FERNANDO DE AZEVEDO GONÇALVES; PAULO CÉSAR CAIRES DE CARVALHO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):355-363 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A onfaloplastia é um momento crucial durante a cirurgia de abdominoplastia. Apesar de ser considerada uma etapa de grande importância nos dias de hoje, a onfaloplastia não foi sempre utilizada nas abdominoplastias, sendo o umbigo, algumas vezes, descartado junto ao retalho gorduroso. Com a finalidade de preservar a cicatriz umbilical, várias técnicas foram utilizadas e, com o tempo, vêm sofrendo modificações que possibilitam um resultado cada vez mais natural.
Método: A técnica "Y"/"V" proposta consiste em modelar o coto umbilical de modo que este encaixe perfeitamente no mesmo local onde havia a cicatriz umbilical. A ilha umbilical, após ser modelada, é suturada, resultando em uma imagem de "Y"/"V", razão pela qual a técnica recebe este nome.
Resultados: Durante o estudo, foi evidenciado um número baixo de complicações (11,34%) ao analisar o pós-operatório. Deiscência de sutura, estenose umbilical, alterações crômicas na cicatriz e queloide foram as complicações observadas, sendo corrigidas cirurgicamente seis meses após a cirurgia.
Conclusão: A técnica proposta demonstra simples execução, com baixos índices de complicações e aspecto mais natural da cicatriz do neoumbigo. Portanto, tornam-se cada vez mais necessários estudos que a utilizem para comprovar sua eficácia perante às demais técnicas utilizadas atualmente.

Palavras-chave: Abdominoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Umbigo

 

ABSTRACT

Introduction: Omphaloplasty is a crucial procedure during abdominoplasty surgery. Although it is currently considered an important step, omphaloplasty was not always performed during abdominoplasties, and the umbilicus was sometimes discarded together with the fat flap. Various techniques were used to preserve the umbilicus and underwent modifications with time to allow for an increasingly natural result.
Method: The proposed "Y"/"V" technique consists of modeling the umbilical stump to perfectly fit in the same place where the umbilicus was located. The umbilical island, after being modeled, is sutured, resulting in a "Y"/ "V" image, which gives rise to the name.
Results: A low number of complications (11.34%) were observed when analyzing the postoperative follow-up data. Suture dehiscence, umbilical stenosis, color alterations in the scar, and keloid scars were the complications observed, which were surgically corrected six months postoperatively.
Conclusion: The proposed technique is simple to implement, with low rates of complications and results in a more natural aspect of the neoumbilicus scar. Further studies are required to prove its effectiveness in comparison to the other techniques that are currently in use.

Keywords: Abdominoplasty; Reconstructive surgical procedures; Umbilicus

 

Neo-onfaloplastia com enxerto cutâneo

Pedro Celso de Castro Pita; Rafael Anlicoara; Juan Pablo Maricevich; Kelson Kawamura; Priscila da Silva Lopes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(2):237-240 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A cicatriz umbilical é decorrente da queda do coto umbilical, que ocorre alguns dias após o nascimento. Sua presença, formato e localização na parede abdominal fornecem ao indivíduo uma conotação estética e sensual. MÉTODOS: Estudo primário, prospectivo, de intervenção. A casuística foi de conveniência, no período de fevereiro de 2006 a junho de 2016, incluindo pacientes de ambos os gêneros, alocados do ambulatório do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE) e clínica privada. Os critérios de inclusão foram pacientes com indicação de abdominoplastia e que apresentavam um comprometimento da irrigação da pele da região umbilical e periumbilical devido a defeitos herniários da região. O estudo seguiu os critérios de Helsinki e os pacientes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. RESULTADOS: Foram operados 28 pacientes, sendo observada uma boa integração da pele enxertada, resultando em uma cicatriz umbilical de aparência natural e sem complicações. CONCLUSÕES: A neo-onfaloplastia com enxerto cutâneo é de fácil execução e que, a longo prazo, tem demonstrado um bom resultado estético, principalmente nos retalhos abdominais espessos, demonstrando ser mais uma opção técnica na realização de neo-onfaloplastias.

Palavras-chave: Umbigo; Abdominoplastia; Hérnia umbilical; Abdome; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The umbilical scar is due to the fall of the umbilical stump that occurs a few days after birth. Its presence, shape, and location on the abdominal wall provide the individual with an aesthetic and sensual connotation. METHODS: A primary prospective interventional study. The sample was of convenience, from February 2006 to June 2016, and included patients of both sexes attending the outpatient clinic of the Hospital das Clínicas of the Federal University of Pernambuco (HC-UFPE), a private clinic . The inclusion criteria were patients with abdominoplasty indications presenting with compromised circulation to the skin of the umbilical and periumbilical region caused by hernia defects in this area. The study followed the criteria of Helsinki and the patients signed an Informed Consent Form. RESULTS: Twenty-eight patients underwent surgery and good integration of the grafted skin was observed. This resulted in an umbilical scar with a natural appearance and without complications. CONCLUSIONS: Neoomphaloplasty with a cutaneous graft is easy to perform and, in the long term, has shown to provide good aesthetic results, especially in thick abdominal flaps, thus proving to be an additional technical option for neoomphaloplasty procedures.

Keywords: Navel; Abdominoplasty; Umbilical hernia; Abdomen; Reconstructive surgical procedures.

 

Mamoplastia de aumento através da abdominoplastia: 152 pacientes operadas em 10 anos

Zulmar Antonio Accioli de Vasconcellos; João Justino Accioli de Vasconcellos; Carlo Mognon Mattiello; Daniel Ongaratto Barazzetti; Celto Dalla Vechia; Jorge Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):41-44 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Introdução: A mamoplastia de aumento com implantes mamários transabdominal foi descrita pela primeira vez por Hinderer em 1975. A popularização da cirurgia plástica estética e do conceito de "makeover" resultou numa demanda de pacientes que desejam procedimentos combinados. Esforço tem sido realizado para demonstrar a segurança dessa abordagem.
Objetivo: Demonstrar os resultados obtidos com a mamoplastia de aumento pelo acesso transabdominal em pacientes que foram submetidas à abdominoplastia em uma clínica privada.
Método: Estudo transversal, retrospectivo, a partir da análise de pacientes submetidas à mamoplastia de aumento por acesso transabdominal pela incisão da abdominoplastia entre 2008 e 2018, em clínica privada.
Resultados: Obtivemos bons resultados estético-funcionais com a adequada seleção de 152 pacientes. Houve 5 casos de necrose do retalho abdominal ou da incisão, um caso de contratura capsular. Não tivemos casos de tromboembolismo ou hematomas. Complicações menores não foram contabilizadas.
Conclusão: A mamoplastia de aumento com implantes mamários pela incisão da abdominoplastia é um procedimento seguro e efetivo, minimizando as cicatrizes, com baixa incidência de complicações em pacientes bem selecionados.

Palavras-chave: Abdominoplastia; Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

Introduction: Breast augmentation technique through transabdominal approach was first described by Hinderer in 1975. The popularization of aesthetic plastic surgery and the concept of "makeover" resulted in a demand of patient who desire combined procedures. Since combined procedure arose, effort has been made to demonstrate the approach safety and effectiveness.
Objective: Demonstrate results and safety in transabdominal breast augmentation in patients with indication for abdominoplasty in a single medical center.
Methods: This is transversal, retrospective analysis of patients that have done combined procedure (abdominoplasty + transabdominal breast augmentation with implants) between 2008 and 2018 in a private medical center.
Results: We believe to have achieved good aesthetic and functional results with proper patient selection (152). We had five patients with some kind of necrosis of the abdominal flap or incision and one patient with capsular contracture. We did not report any thromboembolism or hematomas. Minor complications have not been reported.
Discussion: Results corroborate that combined procedure is safe and effective, minimizing incisions and scars, with low complication rates in well selected patients. Besides that, combined procedure allows inframammary fold repositioning through internal sutures, and avoids higher costs and potential complications of multiple trips to the operating room.
Conclusion: Breast augmentation with implants through abdominoplasty incision is a safe and effective surgery, minimizing scars, with low complications incidence in well selected patients, and should be considered in those women who desire and have indication for both procedures.

Keywords: Abdominoplasty; Mammaplasty; Reconstructive surgical procedures.

 

Rivaroxabana para profilaxia de tromboembolismo venoso em abdominoplastia após grande perda ponderal: 396 casos

GUILHERME BERTO ROÇA; BRUNA FERREIRA BERNERT; RENATO SILVA FREITAS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):268-273 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Abdominoplastia consiste em um dos procedimentos estéticos mais populares realizados no Brasil. Pacientes pósbariátricos representam um desafio peculiar ao cirurgião plástico, uma vez que não só requerem reconstruções complexas, mas também apresentam comorbidades residuais e deficiências nutricionais. O tromboembolismo venoso (TEV) constitui uma complicação grave e potencialmente fatal da abdominoplastia. Apesar da pequena frequência desta complicação, os métodos aceitos como padrões para prevenção de TEV em pacientes após abdominoplastia, incluindo quimioprofilaxia, permanecem controversos.
Objetivo: Avaliar a experiência do autor com rivaroxabana para profilaxia de TEV em pacientes submetidos a abdominoplastia após grande perda ponderal.
Métodos: Uma série de 396 casos foi conduzida retrospectivamente. Todos os pacientes submetidos à abdominoplastia após cirurgia bariátrica que receberam rivaroxabana foram incluídos. A dose profilática foi de 10mg por dia. Dados demográficos, comorbidades, tipo de cirurgia e complicações foram registrados.
Resultados: 396 casos de pacientes pós-bariátricos (356 mulheres e 40 homens) foram submetidos à abdominoplastia e receberam rivaroxabana no pós-operatório, de julho de 2015 a julho de 2018. A média de idade dos pacientes foi de 39,1 anos. O índice de massa corporal médio no momento da abdominoplastia foi de 27,2kg/m². Houve apenas um caso de tromboembolismo venoso (0,25%). Treze pacientes apresentaram hematoma com necessidade de drenagem.
Conclusões: A quimioprofilaxia de rotina com rivaroxabana para pacientes submetidos à abdominoplastia após grande perda ponderal revela uma baixa incidência de TEV. Esta medicação oral é bem tolerada e apresenta um perfil de complicação aceitável.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Trombose venosa; Abdominoplastia; Anticoagulantes; Cirurgia bariátrica

 

ABSTRACT

Introduction: Abdominoplasty is one of the most popular aesthetic procedures performed in Brazil. Postbariatric patients present a challenge to the plastic surgeon as not only do they have complex reconstructive challenges but also they have residual medical comorbidities and nutritional deficiencies. A serious and potentially fatal complication of abdominoplasty is venous thromboembolism (VTE). Despite the frequency of this serious complication, the accepted standard methods to prevent VTE in abdominoplasty patients, including chemoprophylaxis, remain controversy.
Objective: To evaluate the author experience with rivaroxaban, for VTE prophylaxis in abdominoplasty patients after massive weight loss.
Methods: A retrospective 396 cases series were conducted. All patients who underwent abdominoplasty after bariatric surgery and received rivaroxaban were included. The prophylactic dose was 10 mg daily for 30 days, beginning 24 hours postoperatively. Patient demographics, comorbidities, type of surgery and complications were recorded.
Results: From July 2015 until July 2018, 396 post bariatric patients (356 women and 40 men) underwent abdominoplasty and received rivaroxaban postoperatively. The mean body mass index prior to their weight loss procedure was 43.8kg/m2 (range, 37.3- 61.9kg/m2) and mean BMI was 27.2kg/m² at the time of the abdominoplasty. Mean patient age was 39.1 years. Only one patient had a symptomatic PTE event. Thirteen patients had a hematoma requiring operative evacuation, and all went on to heal without sequel.
Conclusions: Routine chemoprophylaxis with rivaroxaban for abdominoplasty patients after massive weight loss has a low rate of VTE events. This oral medication is well tolerated and has an acceptable complication profile.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Venous thrombosis; Abdominoplasty; Anticoagulants; Bariatric surgery

 

Marcação dos retalhos da neo-onfaloplastia com emprego de molde padronizado na abdominoplastia em âncora

Augusto César de Melo Almeida; José Carlos Ribeiro Resende Alves; Aloísio Ferreira da Silva Filho; José Lindomar Delgado; Vitor Pereira de Aquino; Raquel Cristina Fuchs; Thiago Ferreira Delgado; Alfredo Donnabella
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(3):402-409 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: As dermolipectomias abdominais têm se mostrado altamente valiosas na promoção de melhor qualidade de vida para pacientes pós-bariátricos, sendo o umbigo uma cicatriz essencial para beleza de um abdome. Várias técnicas de neo-onfaloplastia são descritas na literatura para os pacientes submetidos à abdominoplastia em âncora, porém não há registro do uso sistemático de um molde para marcação pré-operatória. O objetivo é padronizar a marcação dos retalhos para confecção da neo-onfaloplastia com emprego de um molde e demonstrar os resultados da sua aplicação clínica. MÉTODOS: Estudo prospectivo, descritivo e analítico. Entre abril de 2015 e dezembro de 2016, 50 pacientes foram submetidos à dermolipectomia abdominal em âncora com neo-onfaloplastia utilizando molde para marcação dos dois retalhos para confecção do neoumbigo. Foi utilizado um questionário para avaliar o índice de satisfação em relação ao novo umbigo. RESULTADOS: Quarenta e oito pacientes eram do gênero feminino, a idade média foi de 40,5 anos e índice de massa corporal médio de 27,9 kg/m2 antes da abdominoplastia. Os novos umbigos resultaram em uma cicatriz pequena, com formato mais ovalado, sem cicatrizes ao redor e com profundidade adequada. Ocorreu baixo índice de complicações e não houve insatisfação nos pacientes estudados. CONCLUSÃO: O uso do molde na padronização da marcação pré-operatória da neo-onfaloplastia mostra-se eficaz, com aprendizado fácil e seguro, apresenta baixo custo, é rápido, reprodutível, com baixo índice de complicações e bons resultados cirúrgicos, com excelente satisfação dos pacientes.

Palavras-chave: Umbigo; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Cirurgia bariátrica; Abdominoplastia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Abdominal dermolipectomies have shown to be highly valuable in promoting a better life quality for post-bariatric patients, with the navel being an essential scar for the aesthetics of the abdomen. Several neo-omphaloplasty techniques are described in the literature in patients who undergo anchor-line abdominoplasty, but the systematic use of a mold for preoperative marking has not been reported yet. The objective of this study was to standardize the marking of the flaps for the preparation of the neo-omphaloplasty using a mold and to demonstrate the results of its clinical application. METHODS: A prospective, descriptive, and analytical study was conducted. Between April 2015 and December 2016, 50 patients underwent anchor-line abdominal dermolipectomy with neo-omphaloplasty using a mold to mark the two flaps for the neo-navel. A questionnaire was used to evaluate the satisfaction index regarding the new navel. RESULTS: Forty-eight patients were female. The mean age and body mass index of the patients before abdominoplasty was 40.5 years and 27.9 kg/m2, respectively. The new navels resulted in a smaller, more oval scar, with no scars around and with adequate depth. The rate of complications was low, and none of the patients expressed dissatisfaction. CONCLUSION: The use of the mold in the standardization of the preoperative marking in neo-omphaloplasty was effective, easy and safe to learn, low-cost, fast, and reproducible, with a low index of complications, good surgical results, and excellent patient satisfaction.

Keywords: Navel; Reconstructive surgical procedures; Bariatric surgery; Abdominoplasty.

 

Um novo instrumento para marcação intraoperatória

Guilherme Flosi Stocchero; Ithamar Nogueira Stocchero
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):402-404 - Ideias e Inovações

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Este artigo descreve a adaptação de um mandril de micro-punch - normalmente empregado em transplantes capilares - para uso em marcações intraoperatórias. O mandril foi usado como cabo para manuseio de palitos de dente esterilizados nas demarcações de procedimentos cirúrgicos diversos, como abdominoplastias, mamoplastias e ritidoplastias. O emprego deste instrumento oferece um meio confortável, acessível, preciso e de baixo custo para todos os tipos de marcações cirúrgicas em cirurgia plástica, sendo mais barato e eficiente do que canetas demarcatórias descartáveis.

Palavras-chave: Instrumentos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Abdominoplastia; Mamoplastia; Ritidoplastia.

 

ABSTRACT

This article describes the adaptation of a micro-punch mandrel, which is usually used in hair transplants, in intraoperative markings. The mandrel was used as a wire for sterile toothpick handling in different surgical marking procedures, such as those in abdominoplasties, mammoplasties, and rhytidectomies. The use of this instrument offers a comfortable, affordable, precise, and low-cost tool for all types of surgical marking performed in plastic surgery. It is cheaper and more efficient than disposable pens.

Keywords: Surgical instruments; Reconstructive surgical procedures; Abdominoplasty; Mammoplasty; Rhytidoplasty.

 

Endometriose umbilical primária: excisão e neo-onfaloplastia

Roberto Luiz Sodré; Sérgio Toshio Yamamoto; Leonardo Gabeira Secco; Tenílson Amaral Oliveira; Corintio Mariani Neto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(1):151-154 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Endometriose primária de umbigo é uma afecção rara que acomete mulheres em idade fértil. A endometriose umbilical espontânea apresenta-se com nódulo em umbigo, dor cíclica, sangramento local discreto durante o período menstrual, sem história de cirurgia prévia. O tratamento consiste na excisão em bloco da lesão e cordão umbilical, com margens para evitar recorrência e a reconstrução umbilical imediata. MÉTODOS: Apresentamos a técnica cirúrgica para excisão circular do endometrioma umbilical e a neo-onfaloplastia em um só estágio. CONCLUSÃO: A possibilidade de endometriose umbilical deve ser considerada quando da presença de nodulações e hemorragias umbilicais, mesmo sem cirurgia prévia. A técnica cirúrgica proporciona remissão total da lesão e uma cicatriz umbilical de aspecto natural.

Palavras-chave: Endometrioma; Umbigo; Doenças raras; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Umbilical primary endometriosis is a rare condition that affects women of childbearing age. Spontaneous umbilical endometriosis presents lump in the navel, cyclic pain, discreet local bleeding during menstruation, with no history of previous surgery. The treatment is block excision of the lesion and umbilical cord with edges margin to avoid recurrence and immediate umbilical reconstruction. METHODS: We describe the surgical technique for circle excision of the umbilical endometrioma and neo-omphaloplasty in one stage. CONCLUSION: The possibility of umbilical endometriosis should be considered when the presence of nodules and umbilical bleeding, even without previous surgery. The surgical technique provides total remission of the lesion and an umbilical natural scar.

Keywords: Endometriosis; Umbilicus; Rare diseases; Reconstructive surgical procedures.

 

Endometriose umbilical: relato de caso e revisão de literatura

CARLA BATISTA MOISÉS; AMANDA MORAIS GONÇALVES; ANDRESSA CAMARGO VIEIRA; ANAÍSA RENATA MICHELINO; BRUNA ANDRADE ASSUNÇÃO; ALUÍZIO DEL BIANCO MAIA; ARELLY BETHÂNIA FONSECA BARBOSA; ANDRÉ ABRANTES ROSIQUE; GUSTAVO NERO MITSUUSHI
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):433-436 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

A endometriose é caracterizada pela presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina. Seu mecanismo fisiopatológico é pouco esclarecido, mas várias hipóteses são descritas - dentre elas a disseminação de células endometriais por via hematogênica ou linfática. A apresentação clínica é bastante variável, mas podem estar presentes massa palpável, sangramentos cíclicos ou alterações de coloração da pele na região afetada. O diagnóstico é estabelecido a partir do exame clínico, associado a exames de imagem e biópsia da lesão. O tratamento de escolha é o cirúrgico com excisão da lesão e reconstrução da anatomia local. Apresentamos um relato de caso de uma paciente de 35 anos, com endometriose umbilical, com necessidade de excisão da lesão e confecção de novo umbigo. A evolução da afecção descrita é estritamente relacionada ao manejo diagnóstico e propedêutico instituído; sendo assim, a exclusão de diagnósticos diferenciais, benignos ou malignos, é de suma importância.

Palavras-chave: Endometriose; Cirurgia plástica; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Umbigo; Doenças raras

 

ABSTRACT

Endometriosis is characterized by the presence of endometrial tissue outside the uterine cavity. The pathophysiology of this condition is poorly understood. However, several hypotheses have been proposed, including the spread of endometrial cells via hematogenous or lymphatic routes. The clinical presentation is variable but includes a palpable nodule, cyclic bleeding, and changes in the color of the skin in the affected region. Diagnosis is established by clinical examination combined with imaging and lesion biopsy. The treatment of choice is surgical, with excision of the lesion and tissue reconstruction. We report the case of a 35-year-old female patient with umbilical endometriosis and the need for removal of the lesion with umbilical reconstruction. The presentation of this condition determines the diagnostic and management approach. Therefore, the exclusion of other benign or malignant disorders is essential.

Keywords: Endometriosis; Plastic surgery; Reconstructive surgical procedures; Umbilicus; Rare diseases

 

Tratamento da estenose umbilical em paciente com dermolipectomia vertical

André Luis Rosenhaim Monte
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):167-170 - Relatos de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: As alterações inestéticas da cicatriz umbilical em abdominoplastias verticais são frequentes fatores de insatisfação com os resultados. Relato de Caso: Apresentamos neste artigo um caso de estenose umbilical em paciente com dermolipectomia vertical prévia, no qual utilizamos dois retalhos laterais interpolados ao coto umbilical, para o tratamento e a prevenção da recidiva, os quais designamos técnicas dos retalhos triangulares opostos. O resultado estético obtido nos incentivou a indicá-la como técnica primária de onfaloplastia nestes casos.

Palavras-chave: Constrição Patológica. Umbigo/cirurgia. Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos. Cicatriz/patologia/cirurgia.

 

ABSTRACT

Introduction: Unaesthetic revision of the umbilical scar in vertical abdominoplasty is a common reason for patient dissatisfaction. Case Report: We propose the use of the opposite triangular-flap technique, an omphaloplasty technique that we developed, to treat and prevent recurrence of stenosis by insertion of two triangular flaps on the umbilical stump. After describing our initial use of this technique to treat a case of umbilical stenosis after vertical dermolipectomy, we explain why the positive outcomes that we observed in this case motivate us to recommend further use of this technique, primarily in vertical abdominoplasty.

Keywords: Constriction, Pathologic. Umbilicus/surgery. Reconstructive Surgical Procedures/methods. Cicatrix/pathology/surgery.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons