ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 20 from 604 result(s)

Search for : Implante mamário; Mamoplastia; Elastômeros de silicone; Doenças mamárias; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Mama

Breast silicone explant: a multicenter longitudinal study

Denis Souto Valente; William Massami Itikawa; Fabiana Catherino; Ricardo Votto; Anne Groth
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(2):154-162 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Following silicone breast implant placement, some patients present symptoms described as breast implant illness and seek explant surgery. This study aims to analyze the historical symptoms and ascertain breast explant patients' impressions at three different times: before breast implant placement while having the implants, and after the explant surgery.
Methods: This survey was designed as a multicenter longitudinal observational study using an online voluntary participation questionnaire sent by e-mail.
Results: 156 patients were analyzed, 84% had three or more symptoms, and 66.1% improved their symptoms after the explant (p<0.001). Before the placement of silicone, the median self-body satisfaction was 7, while with the implants, the median became 9, and after the explant surgery, the median remained up to 9 (p<0.001). Support groups on social networks helped in the decision to explant in 87.2% of the patients.
Conclusion: Patients presenting symptoms after silicone placement show improvement with breast implant removal. Body self-satisfaction increases with the placement of breast implants and remains increased after their removal. Patients who undergo the explant surgery usually regret having implanted silicone; they are very satisfied with the decision to remove them and equally satisfied with the result of the breast explant surgery. Support groups on social networks were important in the decision-making of these patients.

Keywords: Silicone gels; Breast implants; Silicone elastomers; Reconstructive surgical procedures; Breast.

 

RESUMO

Introdução: Após a colocação de implantes mamários de silicone, algumas pacientes apresentam sintomas descritos como doença do implante mamário e buscam a cirurgia de explante. O objetivo deste estudo é analisar o histórico de sintomas e verificar as impressões dos pacientes submetidos ao explante mamário em três momentos distintos: antes de colocar os implantes mamários, enquanto estavam com os implantes e após a cirurgia de explante.
Métodos: Essa pesquisa foi delineada como um estudo observacional longitudinal multicêntrico utilizando um questionário on-line de participação voluntária enviado por e-mail.
Resultados: Foram analisados 156 pacientes, 84% apresentavam três ou mais sintomas e 66,1% destes obtiveram melhora de sua sintomatologia após o explante (p<0,001). Antes da colocação de silicone, a mediana de autossatisfação corporal era de 7, enquanto estavam com os implantes a mediana tornou-se 9 e após a cirurgia de explante a mediana se manteve em 9 (p<0,001). Grupos de apoio em redes sociais auxiliaram na decisão de fazer o explante em 87,2% das pacientes.
Conclusão: Pacientes que têm sintomas após colocarem silicone apresentam melhora com a retirada dos implantes mamários. A autossatisfação corporal aumenta com a colocação de implantes mamários e permanece elevada após a retirada destes. Pacientes que fazem a cirurgia do explante costumam estar arrependidas de terem colocado silicone, muito satisfeitas com a decisão de removêlos e igualmente satisfeitas com o resultado da cirurgia de explante mamário. Grupos de apoio em redes sociais foram importantes na tomada de decisão destas pacientes.

Palavras-chave: Géis de silicone; Implantes de mama; Elastômeros de silicone; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Mama

 

Indications and limits of mammoplasty with "L-scar": 30 years' experience

Antonio Roberto Bozola; Alexandre Caroni Bozola
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):24-32 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Studies recommend reducing the size of the scar on mammoplasties to the smallest possible, using L-scars as one of the techniques. However, its use is limited based on the resections of excess skin because of mammary ptosis. The objective of this study is to determine the limitations of L-mammoplasty. METHODS: To describe the process of breast implantation, mammary lines are used to guide the mammoplasty to achieve anatomically perfect and beautiful breasts. This classifies as "aesthetic pathologies" with quantification of ptosis in centimeters and the limitations being considered in choosing the surgical technique. The proposed classification was used to reduce and model the hypertrophic and ptotic breasts. The suturing maneuvers involved a "semicolon" incision from the lateral side of the submammary groove to the medial and then upward toward point A, terminating in vertical suture, VY, or "areolar circular compensation bag," depending on the excess skin in the periareolar region. This maneuver reduces the extension of the horizontal scar to the maximum of AM plus 2 cm. RESULTS: When mammary ptosis was less than 7 cm, the results were of good quality, without significant residual ptosis and distortion of the areola, achieving a cone shape. CONCLUSION: L-mammoplasty is a good technique, but it should be limited to cases with AM flaccidness below 7 cm and good skin quality.

Keywords: Mammaplasty; Breast implantation; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O autor preconiza redução da dimensão das cicatrizes nas mamoplastias às menores possíveis, utilizando cicatrizes em L como uma das táticas. Estabelece limites no seu uso, baseando as ressecções dos excedentes de pele na medida da ptose mamária. O objetivo é determinar os limites da mamoplastia em L. MÉTODOS: Descreve a implantação das mamas no tórax, as linhas mamárias guias para qualquer mamoplastia, as mamas anatomicamente perfeitas e bonitas. Classifica o que denomina de "patologias estéticas" das mesmas, a maneira de quantificar a ptose em centímetros e escolhe a tática cirúrgica do L baseado nela, e suas limitações. Como reduzir e modelar as mamas hipertróficas e ptóticas conforme a classificação proposta. As manobras de suturar as incisões em "ponto e vírgula" partindo da lateral do sulco submamário para medial, depois para cima em direção ao ponto A, terminando em sutura vertical, V-Y ou "bolsa areolar de compensação circular", conforme o excedente de pele na região periareolar. Manobra que reduz a extensão da cicatriz horizontal, ao máximo de AM mais 2 cm. RESULTADOS: Quando a medida da ptose mamária foi menor que 7 cm, os resultados foram de boa qualidade, sem ptose residual importante, sem distorções da aréola e do cone obtido. CONCLUSÃO: A mamoplastia com cicatriz em L é boa tática, mas deve limitar-se a casos com flacidez de medida AM abaixo de 7 cm e pele de boa qualidade.

Palavras-chave: Mamoplastia; Implante mamário; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

New proposal for the use of the Becker 35 expander in second large volume breast reconstruction

ALEXANDRE KATALINIC DUTRA; JOEL ABDALA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):299-304 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Immediate breast reconstruction performed with the Becker expander is a versatile and accepted technique. We present an original proposal for the use of the Becker expander for a second breast implant.
Methods: A retrospective study was performed between January 2014 and October 2016. Medical records were used to evaluate the indications and complications, the use of radio- and chemotherapy, and comorbidities in all patients, including 5 in whom combined implantation was performed.
Results: The Becker expander was used for 193 reconstructions in 168 patients, including 25 cases with bilateral reconstructions. The average patient age was 47 years, and 33% had comorbidities. Postoperative radiotherapy and chemotherapy were performed in 119 patients (62%). Complications included seroma in 7 patients, hematoma in the mastectomy flap in 2 patients, partial necrosis of the mastectomy flap in 3 patients, and necrosis/infection with expander exposure in 2 patients. Complications occurred in 9.5% of the cases. A total of 133 (69%) patients underwent a second surgical stage to complement breast reconstruction, with the Becker expander being replaced by a definitive implant. Patients in whom the Becker 35 expander was used in a second breast implant developed no complications.
Conclusions: the use of the Becker 35 expander for a second breast implant was effective in achieving greater volume in breast reconstruction with a low rate of complications.

Keywords: Mammaplasty; Reconstructive surgical procedures; Breast implantation; Tissue expansion devices; Breast

 

RESUMO

Introdução: A reconstrução imediata de mama realizada com o expansor de Becker é uma técnica de reconstrução versátil e consolidada na prática médica. Apresentamos uma proposta original com o uso do expansor de Becker associado a um segundo implante mamário.
Métodos: Estudo retrospectivo realizado no período de janeiro de 2014 a outubro de 2016 no Hospital A.C. Camargo. A análise dos prontuários das pacientes reconstruídas com Becker 35 avaliou o índice e tipo de complicações e a associação de rádio e quimioterapia e comorbidades das pacientes com 5 casos de associação de implantes.
Resultados: 193 reconstruções com Becker em 168 pacientes. Vinte cinco casos com reconstrução bilateral. Idade média de 47 anos e 33% apresentaram comorbidades. Cento e dezenove (62%) pacientes seguiram radioterapia e quimioterapia pós-operatórias. Complicações: seroma em 7 pacientes, hematoma no retalho da mastectomia em 2 pacientes, necrose parcial do retalho da mastectomia em 3 pacientes, necrose/infecção com exposição do expansor em 2 pacientes. O total de complicações foi de 9,5%. Um total de 133 (69%) pacientes foram submetidas a esta segunda etapa cirúrgica para complementação da reconstrução da mama, sendo o expansor de Becker substituído por um implante definitivo. As pacientes com uso de Becker 35 associado a outro implante não apresentaram complicações.
Conclusões: A associação do implante-expansor de Becker 35 a um segundo implante mamário foi eficaz em atingir um volume maior nas reconstruções mamárias com baixo índice de complicações.

Palavras-chave: Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Implante mamário; Dispositivos para expansão de tecidos; Mama

 

Avaliação da eficácia do retalho glandular na proteção da incisão no sulco mamário em cirurgias de implante de silicone

Rosana Flora Ribeiro Frempong; Marcel Vinicius de Aguiar Menezes; Moema Maria Carvalho de Santana
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):12-15 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Silicone implants inclusion for augmentation mammoplasty is one of the most performed surgical procedures in Brazil and worldwide. Purpose of this surgery is to increase the volume so that the patient decreases their dissatisfaction with breast shape and appearance. Although it is a procedure with short surgical time and has low intraoperative risk, complications involving augmentation mammoplasty are dramatic and involve infection, long-term capsular contracture, surgery extrusion with surgery failure, and litigation risk because of patient dissatisfaction. At present, breast augmentation incisions have become smaller to improve aesthetic results, while at the same time breast implant volumes have increased. Incision location depends primarily on each surgeon individual preferences. It is known that incision position is a determining factor for tissue trauma degree, implant exposure to endogenous bacteria, potential sensory damage, visibility and hemostasis. This study aim is to evaluate inferior pole glandular flap functionality to protect exposure of silicone implant in patients who underwent mammoplasty surgeries via inframammary sulcus in a series of cases.

Keywords: Breast Implants; Mammaplasty; Silicone elastomers; Silicon gels; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

A inclusão de implantes de silicone para mamoplastia de aumento é um dos procedimentos cirúrgicos mais realizados no Brasil e no mundo. O propósito desta cirurgia é aumentar o volume para que o paciente diminua sua insatisfação quanto à forma e aparência da mama. Apesar de tratar-se de um procedimento com tempo cirúrgico rotineiramente pequeno e baixo risco intraoperatório, as complicações que envolvem a mamoplastia de aumento são dramáticas e envolvem infecção, contratura capsular a longo prazo, extrusão do implante com falência da cirurgia e o risco de litígio por insatisfação das pacientes. Na atualidade, as incisões para mamoplastia de aumento se tornaram menores para melhorar os resultados estéticos, enquanto que, ao mesmo tempo, os volumes dos implantes mamários aumentaram. A localização da incisão depende basicamente das preferências individuais de cada cirurgião. Sabe-se que a posição da incisão é um fator determinante do grau de trauma tissular, exposição do implante às bactérias endógenas, dano sensitivo potencial, visibilidade e hemostasia. O objetivo desse estudo é avaliar a funcionalidade do retalho glandular do polo inferior para proteção da exposição do implante de silicone nas pacientes que realizaram cirurgias de mamoplastia de aumento via sulco inframamário em uma série de casos.

Palavras-chave: Implante mamário, Mamoplastia, Elastômeros de silicone; géis de silicone; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Utilização da técnica do capeta em paciente com implante mamário

Geraldo Machado Filho; Mariana Angélica Berardi Cioffi; Miguel Enrique Rivera Gómez; Rolando Mendoza Romero; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):10-12 - Contorno Corporal

PDF Portuguese

RESUMO

A redução mamária é um procedimento com elevado índice de satisfação, independemente da técnica utilizada. A técnica do "capeta" ("Devil's Incision Mammaplasty"), descrita em 1983, apresenta uma opção de mamoplastia redutora. A técnica empregada — mastopexia pela técnica do Capeta adaptada à colocação de implantes em duplo-plano — corrigiu a flacidez mamária enquanto permitia maior projeção do cone mamário. Não se observou alargamento da cicatriz ou presença de seroma ou infecção. Na comparação fotográfica, a paciente demonstrou satisfação com o resultado obtido, mesmo na presença de cicatriz vertical visível após os três meses. A principal vantagem deste tipo de abordagem consiste na ausência de cicatriz na região areolar superior, área de fácil visualização pela própria paciente, que pode gerar estigmas e desconforto psicológico. Entretanto, este tipo de procedimento não deve ser aplicado a mastopexias em pacientes com graus elevados de flacidez. Ao ressecar os prolongamentos ao redor da aréola, a técnica permite acomodar a cicatriz vertical, reduzindo sua extensão ou mesmo eliminando a cicatriz horizontal, além de dispensar cicatriz na parte superior da aréola.

Palavras-chave: Implante Mamário; Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Implante de prótese.

 

Growing demand for silicone breast explants: a new scenario for breast surgery

Bruna Borghese Augustini; Ivana Leme de Calaes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(1):27-35 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Removal of silicone breast implants is a surgery with increasing notoriety. Advances in studies on BIA-ALCL lymphoma (Breast Implant Associated Anaplastic Large Cell Lymphoma) and inflammatory/autoimmune pathologies related to implants, such as ASIA syndrome (Autoimmune Syndrome Induced by Adjuvants), has generated discomfort in many patients who opt for their removal. This demand brings to the surgeon an often challenging scenario, in which it is necessary to return the breasts to an anatomical and aesthetically pleasing shape after the removal of this material. The objective is to demonstrate surgical strategies for silicone breast explantation.
Methods: Twenty patients who underwent breast explantation between September 2020 and March 2021 were evaluated, including simple explants and those associated with mastopexy. The surgical indication was the explicit demand of the patients, motivated by complaints such as fear of associated pathologies, aesthetic dissatisfaction, discomfort in the breasts, systemic symptoms, desire not to have more implants, capsular contracture, rotation or rupture thereof. Surgical techniques are described.
Results: A simple explant was performed in 7 patients, and an explant with mastopexy was performed in 13. In 17 patients, it was associated with fat grafting. Capsulectomy was performed in all cases. We use the inferior pedicle dermoglandular flap in mastopexies to preserve breast tissue associated with fat grafting.
Conclusion: The techniques described can restore a satisfactory shape to the breasts, with low complication rates and a good level of patient acceptance. Although the pathologies related to silicone implants have shown to be statistically rare, we must be attentive to symptoms and capable of offering surgical options for the explant.

Keywords: Breast implants; Mammoplasty; Breast diseases; Reconstructive surgical procedures; Autografts.

 

RESUMO

Introdução: A remoção de implantes mamários de silicone é uma cirurgia com crescente notoriedade. O avanço nos estudos sobre o linfoma BIA-ALCL (Breast Implant Associated Anaplastic Large Cell Lymphoma) e patologias inflamatórias/autoimunes relacionadas aos implantes, como a síndrome de ASIA (Autoimmune Syndrome Induced by Adjuvants), tem gerado desconforto em muitas pacientes, que optam pela sua retirada. Essa demanda traz ao cirurgião um cenário muitas vezes desafiador, no qual é preciso devolver às mamas um formato anatômico e esteticamente agradável após a retirada desse material. O objetivo é demonstrar estratégias cirúrgicas para o explante mamário de silicone.
Métodos: Foram avaliadas 20 pacientes submetidas ao explante mamário, entre setembro de 2020 e março de 2021, incluindo explantes simples e associados à mastopexia. A indicação cirúrgica foi a demanda explícita das pacientes, motivadas por queixas como receio de patologias associadas, descontentamento estético, desconforto nas mamas, sintomas sistêmicos, desejo de não ter mais implantes, contratura capsular, rotação ou ruptura dos mesmos. As técnicas cirúrgicas são descritas.
Resultados: Foi realizado o explante simples em 7 pacientes e em 13 foi feito o explante com mastopexia. Em 17 pacientes foi associada a lipoenxertia. A capsulectomia foi executada em todos os casos. Nas mastopexias, usamos o retalho dermoglandular de pedículo inferior para preservação de tecido mamário, associando também a lipoenxertia.
Conclusão: As técnicas descritas conseguem devolver às mamas formato satisfatório, com baixas taxas de complicação e bom nível de aceitação das pacientes. Apesar das patologias relacionadas aos implantes de silicone até o momento mostrarem-se estatisticamente raras, é fundamental que estejamos atentos a sintomas e capacitados para oferecer opções cirúrgicas para o explante.

Palavras-chave: Implantes de mama; Mamoplastia; Doenças mamárias; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Autoenxertos

 

Treatment of breast ptosis with submuscular implants and points of attachment of the breast to the pectoralis muscle: technical considerations and outcome assessment

ANTONIO CHIQUETTI; ALFREDO BENJAMIN DUARTE DA SILVA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):317-323 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Mastopexy associated with implant placement is challenging for plastic surgeons. The objective is to describe the placement of a submuscular implant with anatomical detachment in combination with stable fixation of the breast tissue to the pectoralis muscle and analyze the aesthetic results.
Method: Twenty-three mastopexy procedures with implants were performed from April 2015 to July 2017 by the same surgeon, and surgical markings were made in the breasts of the patients in a seated position. An incision was made in the inframammary fold, and the breast tissue was elevated to the upper pole in the subfascial plane and attached to the pectoralis major muscle using 9-12 stitches. Subsequently, the inferior margin of the pectoralis major muscle and the transition from the rectus abdominis muscle to the serratus muscle were dissected to expose the muscle. The implant was introduced and mastopexy was completed. Implant size ranged from 255 mL to 355 mL. Photographs of the breasts of 12 patients were evaluated by two plastic surgeons and two non-medical subjects, who considered the aesthetic results, symmetry of the nipple-areola complex, and degree of breast ptosis. The results were scored as unsatisfactory, satisfactory, or good.
Results: The surgical technique was reproducible; there was only one case of unilateral hematoma, no implant infections, and only complaints of mild pain. Only one case was scored as satisfactory by one evaluator, whereas the results of the other cases were considered good.
Conclusion: The treatment of breast ptosis with the placement of a submuscular implant in combination with fixation of the breast to the pectoralis major muscle is reproducible and yields good aesthetic results.

Keywords: Mammoplasty; Breast implant; Reconstructive surgical procedures; Breast; Tissue fixation

 

RESUMO

Introdução: Mastopexia associada à inclusão de implante é uma situação desafiadora para o cirurgião plástico. O objetivo é descrever a colocação de implante submuscular com descolamento anatômico mais pexia firme do tecido glandular usando pontos de fixação do tecido mamário ao muscular e analisar os resultados estéticos das pacientes operadas.
Método: Foram realizadas 23 mastopexias com implantes no período entre abril de 2015 e julho de 2017, pelo mesmo cirurgião, sendo as mamas das pacientes marcadas previamente, na posição sentada. Realizou-se incisão no sulco mamário e descolamento até o polo superior da mama no plano subfascial, fixação da glândula ao músculo peitoral maior com 9 a 12 pontos. A seguir, iniciou-se a dissecção do músculo peitoral maior através de sua origem costal e transição com os músculos reto abdominal e serrátil, liberando amplamente na porção inferior. Introduziu-se o implante e completou-se a mastopexia. Os tamanhos dos implantes variaram de 255ml a 355ml. Fotos das mamas de 12 pacientes foram avaliadas por dois cirurgiões plásticos e dois leigos, nos seguintes parâmetros: resultado estético, simetria das aréolas e grau de ptose mamária. As avaliações podiam ser Ruim, Razoável ou Bom.
Resultados: A técnica cirúrgica mostrou-se reprodutível, apenas 1 caso de hematoma unilateral, nenhuma infecção, queixas de dor discretas. Apenas um caso foi considerado, por um único avaliador, como Razoável; as demais avaliações consideradas como Bom.
Conclusão: O tratamento de ptoses mamárias com colocação de implante submuscular acrescido de pexia da glândula ao músculo peitoral é uma técnica reprodutível e com bons resultados estéticos.

Palavras-chave: Mamoplastia; Implante mamário; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Mama; Fixação de tecidos

 

Mamoplastia de aumento - dicas para melhor adaptação da prótese na loja subfascial

Andre Gustavo Maschio; Ruth Maria Graf; Renata Fernanda Ramos Mascante; Dayane Raquel de Paula; Flavia David João de Masi; Bruna Ferreira Bernert Varaschin
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):18-19 - Contorno Corporal

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: A mamoplastia de aumento transaxilar tem oferecido como benefício principal a ausência de cicatrizes na unidade estética da mama devido à incisão localizada na região axilar. Este método, associado à inserção da prótese no plano subfascial, permite grau de satisfação pessoal alto entre as pacientes. OBJETIVO: Descrever uma variação na técnica de mamoplastia de aumento subfascial, realizada neste serviço, com intuito de melhora do aspecto mamário e melhor adaptação da prótese. MÉTODOS: Revisão de literatura em bases de dados e descrição da técnica tradicional e de variante da técnica utilizada neste serviço. RESULTADOS: Realização de incisões de relaxamento no músculo peitoral maior, resultando em melhora da adaptação da prótese na loja subfascial e do aspecto mamário. CONCLUSÃO: A experiência com a realização das incisões de relaxamento mostra melhor aspecto da mama e menor tensão na loja da prótese, além de conferir uma cobertura extra de músculo em região superomedial.

Palavras-chave: Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Implante mamário; Silicones.

 

Complicações pós-operatórias em paciente submetida à reconstrução mamária com TRAM. Relato de caso e revisão da literatura

Claudia Mariel Herrera Gallardo; Aline Carvalho Dinali; Larissa Dias Silva; Juliana Metzker Oliveira Bergamo; Clelia Maria Meirelles Barbosa; Daniel Fagundes Azevedo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):28-31 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Breast cancer is the most common type of cancer among women. The estimate is about 59,700 new cases for the year 2018. Mastectomy is part of the therapeutic arsenal, but is a rather traumatic surgical procedure for the woman. In this context, breast reconstruction becomes an essential procedure to improve patients' psychosocial well-being and quality of life. The transverse myocutaneous flap of the rectus abdominis muscle (TRAM) is one of the reconstructive procedures with autologous tissue use best suited for breast reconstruction. However, it is not free of complications and may present, in addition to complications in the area to be reconstructed, several complications in the abdominal donor area.
Objective: To report the case of EDS patient, submitted to reconstruction with TRAM, focusing on postoperative complications and to carry out a review of the literature through the research of the term "TRAM-flap" with selection of the articles that best describe the complications of this technique.
Methods: The patient's medical record was consulted and the medical literature was reviewed through a search of the term "TRAM-flap "In the PubMed database. We made refinement of the search by selecting the articles that best presented the complications of the technique.
Results: Among the complications identified, fat necrosis in the breast was the most frequent, but cases of infection, seroma, abdominal hernia, bulging and skin suffering in donor and recipient areas were also verified.
Conclusion: Breast reconstruction with TRAM some advantages over other techniques, but may present specific complications in both the reconstructed area and the abdominal donor area. Patients with breast reconstruction with TRAM should be aware of the complications they may present and of the morbidity associated with this technique, and evaluate their risk-benefit from the indicated procedure with their physician. They should also be willing to go a long way to post-operative recovery.

Keywords: Mammaplasty; Reconstructive surgical procedures; Surgical flaps; Breast diseases.

 

RESUMO

Introdução: O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres. A estimativa é de cerca de 59.700 novos casos para o ano 2018. A mastectomia faz parte do arsenal terapêutico, mas é um procedimento cirúrgico bastante traumático para a mulher. Nesse contexto, a reconstrução mamária se torna um procedimento essencial para melhorar o bem-estar psicossocial e a qualidade de vida das pacientes. O retalho miocutâneo transverso do músculo reto abdominal (TRAM) é um dos procedimentos reconstrutores com uso de tecido autólogo mais indicados para reconstrução mamária. Entretanto, ele não é isento de complicações e pode apresentar, além das complicações na área a ser reconstruída, diversas complicações na área doadora abdominal.
Objetivo: Relatar o caso de paciente E.D.S., submetida à reconstrução com TRAM, com foco nas complicações pós-operatórias e realizar revisão da literatura através da pesquisa do termo "TRAM-flap" com seleção dos artigos que melhor descrevem as complicações desta técnica.
Método: Realizada consulta ao prontuário médico da paciente e revisão da literatura médica por meio de pesquisa do termo "TRAM-flap" na base de dados PubMed. Feito refinamento da busca, selecionando-se os artigos que melhor apresentavam as complicações da técnica.
Resultados: Dentre as complicações identificadas, a necrose gordurosa na mama foi a mais incidente, mas também foram verificados casos de infecção, seroma, hérnia abdominal, abaulamentos e sofrimento da pele em áreas doadora e receptora.
Conclusão: A reconstrução mamária com TRAM possui algumas vantagens em relação a outras técnicas, porém pode apresentar complicações específicas tanto na área reconstruída como na área doadora abdominal. As pacientes com proposta de reconstrução de mama com TRAM devem estar cientes das complicações que podem apresentar e da morbidade associada a esta técnica, avaliando com seu médico o risco-benefício do procedimento indicado. Devem também estar dispostas a percorrer um longo caminho até a recuperação pós-operatória.

Palavras-chave: Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Retalhos cirúrgicos; Doenças mamárias.

 

Study of the relationship between cutaneous elastic fibers and breast ptosis in patients undergoing breast implant surgery

Javier Enrique Brod Méndez
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(1):72-77 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Different techniques and approaches have already been described for the introduction of breast implants. However, these same studies do not take into account the nature of the cutaneous properties and its consequences. The presence of ptosis and degeneration of the elastic fibers can interfere in the contractility, elasticity, resilience of the skin and, consequently, the outcome of implant surgery for breast augmentation. METHODS: A cross-sectional retrospective study was performed, with evaluation of the medical records of patients undergoing breast augmentation implant procedure from April 2011 to April 2013. Data on the degree of degeneration of the elastic fibers and breast ptosis were collected and a p value of 0.05 was considered for all statistical analyses. RESULTS: Of the 70 eligible patients, the mean age was 33.2 ± 9.3 years. An absence of degeneration of the elastic fibers was present in 44.2% of the sample. A prevalence of 12.8%, 24.4% and 18.5% was found for level 1 (mild), 2 (moderate) and 3 (severe) ptosis, respectively. The correlation between ptosis and the degeneration of the elastic fibers was r = 0.67, p < 0.001. CONCLUSIONS: The study of the elements of breast ptosis and cutaneous elastic fibers enabled the evaluation of their varying degrees of presentation. Prospective studies are suggested for a better understanding of the causal relationship between the degeneration of the elastic fibers and breast ptosis.

Keywords: Breast; Elastic fibers; Reconstructive surgical procedures; Breast implant.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Diferentes técnicas e abordagens para a introdução de implantes mamários já foram descritas. Entretanto, estes mesmos estudos não levam em conta a natureza das propriedades cutâneas e suas consequências. A presença de ptose e alterações nas fibras elásticas cutâneas pode interferir na contratilidade, elasticidade, resiliência da pele e, consequentemente, no resultado da cirurgia de implantes para aumento mamário. MÉTODOS: Por meio de um estudo transversal retrospectivo, foram avaliados os registros em prontuário médico de pacientes submetidas ao procedimento de implante de aumento mamário no período entre abril de 2011 a abril de 2013. Dados sobre o grau de falência das fibras elásticas e ptose mamária foram coletados e para todas as análises estatísticas foi considerado um valor de p de 0,05. RESULTADOS: Das 70 pacientes elegíveis, a média de idade foi 33,2 ± 9,3 anos. A ausência de falência das fibras elásticas cutâneas estava presente em 44,2% da amostra. Para os níveis 1 (discreta), 2 (moderada) e 3 (acentuada), constatou-se as prevalências 12,8%, 24,4% e 18,5%, respectivamente. A ptose e a falência das fibras elásticas apresentaram correlação de r = 0,67 e p < 0,001. CONCLUSÕES: O estudo dos elementos de ptose mamária e fibras elásticas cutâneas permitiu avaliar os seus variados graus de apresentação. Sugere-se a proposta de estudos prospectivos para o melhor entendimento da relação causal entre falência das fibras elásticas e ptose mamária.

Palavras-chave: Mama; Fibras elásticas; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Implante mamário.

 

Duplo retalho muscular na reconstrução de mama: relato de caso e revisão de técnica cirúrgica

Rodolfo Vagner Xaubet; Filipe Ferreira Brasileiro; Thiago Costa de Oliveira; Tarcizo Costa Figueiredo; Manoel Peter Bezerra Nogueira; Francisco Eduardo Alves Berek
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):35-37 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Portuguese

ABSTRACT

Breast reconstruction techniques are fundamental to plastic surgeon arsenal, since breast cancer accounts for approximately 28% of cancer new cases in Brazil. Treatment, in most cases, involves mastectomy and, when indicated, breast reconstruction. Among reconstructive techniques, we will report the double muscle flap of pectoralis major and anterior serratus, which provide a suitable store for a good number of reconstructions with prosthesis, in skin sparing mastectomies. Reproducible technique, of relatively fast learning curve and important to plastic surgeon arsenal. We will present a case and review bibliography.

Keywords: Breast Neoplasms; Breast Implant; Mammaplasty; Surgical Flaps; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

As técnicas de reconstrução de mama são fundamentais ao arsenal do cirurgião plástico, haja vista o câncer de mama ser responsável por aproximadamente 28% dos novos casos de câncer no Brasil. O tratamento, na imensa maioria dos casos, envolve a mastectomia e, quando indicada, sua reconstrução. Dentre as técnicas reconstrutivas, relataremos o duplo retalho muscular de peitoral maior e serrátil anterior, que fornecem uma loja adequada a um bom número de reconstruções com próteses, em mastectomias poupadoras de pele. Técnica reprodutível, de curva de aprendizado relativamente rápida e importante ao arsenal do cirurgião plástico. Apresentaremos um caso e revisão da bibliografia.

Palavras-chave: Neoplasias da mama; Implante mamário; Mamoplastia; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Breast asymmetry: literature review and a new proposal for clinical classification

Gladstone Eustáquio de Lima Faria; Dov Charles Goldenberg; Ricardo Frota Boggio
Rev. Bras. Cir. Plást. 2020;35(3):340-345 - Review Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Breast asymmetry is a prevalent diagnosis that has several surgical modalities for its treatment. The correct diagnosis, taking into account the existing classification systems, is imperative for achieving the best results. The leading and most accepted proposals for the classification and treatment of breast asymmetries were raised through the literature review. These available classifications date from the 60s and 70s and need to be updated to the current clinical context. A more simplified and reproducible classification was proposed after a comprehensive literature review, considering the most frequent asymmetries in aesthetic plastic surgery offices, with their respective treatment guides. Five groups were created: 1 - hypotrophic breasts with volume asymmetry; 2 - hypotrophy with volume and contour asymmetry; 3 - normotrophic, ptotic breasts and with no desire to increase the volume; 4 - normotrophic, ptotic breasts and with a desire to increase the final volume; 5 - asymmetric and hypertrophic breasts. Based on the clinical findings, a treatment algorithm was created for each subtype of asymmetry, including in this arsenal, breast implants of different volumes, mastopexies, reduction mammoplasty, and fat grafting. It is important to emphasize that breast asymmetry is the rule and not the exception, therefore, it is a reason for patient dissatisfaction and a challenge for the plastic surgeon.

Keywords: Breast; Silicone elastomers; Breast implant; Mammoplasty; Classification.

 

RESUMO

A assimetria mamária é um diagnóstico prevalente com diversas modalidades cirúrgicas para seu tratamento. O correto diagnóstico, levando-se em conta os sistemas de classificação existentes é imperativo para que os melhores resultados sejam alcançados. Através de revisão da literatura foram levantadas as principais e mais aceitas propostas de classificação e tratamento das assimetrias mamárias. Estas classificações disponíveis datam da década de 60 e 70 e carecem de atualização para o contexto clínico atual. Após ampla revisão da literatura foi proposta uma classificação mais simplificada e reprodutível, levando-se em conta as assimetrias mais frequentes nos consultórios de cirurgia plástica estética, com seus respectivos guias de tratamento. Cinco grupos foram criados: 1 - mamas hipotróficas com assimetria de volume; 2 - hipotrofia com assimetria de volume e contorno; 3 - mamas normotróficas, ptóticas e sem desejo de aumento do volume; 4 - mamas normotróficas, ptóticas e com desejo de aumento do volume final; 5 - mamas assimétricas e hipertróficas. Baseado nos achados clínicos, foi criado um algoritmo de tratamento para cada subtipo de assimetria, incluindo neste arsenal, próteses mamárias de volumes diferentes, mastopexias, mamoplastia redutoras, além da lipoenxertia. Importante ressaltar que a assimetria mamária é a regra e não a exceção, entretanto, é motivo de insatisfação das pacientes e um desafio para o cirurgião plástico.

Palavras-chave: Mama; Elastômeros de silicone; Implante mamário; Mamoplastia; Classificação

 

Using prosthesis in breast reduction

Osvaldo Ribeiro Saldanha, Rachid Gorron Maloof, Rodrigo Thiago Dutra, Otávio Augusto Lourenço Luz, Osvaldo Saldanha Filho, Cristianna Bonetto Saldanha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(2):317-324 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Plastic surgery of the breast is one of the most popular in the world. These patients had breast enlargement, with large excess of loose skin. In such cases, the aesthetic result of breast reduction is unsatisfactory in most patients. It is reflected in the early return of these patients requesting the placement of breast implants. Based on, patient satisfaction, fewer cases of reduction mammoplasty revision, suggests the need to perform breast reduction with breast implant surgery, at the same time, in many selected cases.

Keywords: Mammaplasty/methods. Breast/surgery. Breast implantation. Silicone elastomers. Surgery, plastic.

 

RESUMO

A cirurgia plástica da mama é uma das mais realizadas no mundo. Em alguns casos de hipertrofia mamária, observa-se um grande excesso de pele e flacidez. O resultado estético da mamoplastia redutora é insatisfatório na maioria dos pacientes, ocasionando o retorno precoce destas pacientes, solicitando a colocação de implante mamário para a complementação do seu resultado. A observação de bons resultados, a satisfação das pacientes e a diminuição de casos complementares à mamaplastia redutora confirmam a necessidade de se realizar a mamoplastia redutora com colocação de implante mamário, num mesmo tempo cirúrgico, em casos selecionados.

Palavras-chave: Mamoplastia/métodos. Mama/cirurgia. Implante mamário. Elastômeros de silicone. Cirurgia plástica.

 

Breast Implant Illness: where are we and where are we going?

Ricardo Votto; Anne Groth
Rev. Bras. Cir. Plást. 2022;37(1):89-93 - Review Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Despite more than 60 years of history, numerous studies and large population samples, in recent years, several patients have returned to the plastic surgeons office. They have doubts about the silicone, some due to the recent reports of BIAALCL, but the vast majority due to the possibility of systemic symptoms related to the implants and which arouse the desire for its removal. Procedure known as explant. This phenomenon, whose doubts are numerous and the responses are minimal, is known in the world literature as Breast Implant Illness (BII). On the Internet and social networks, hundreds of signs and symptoms have been related to silicone implants, usually nonspecific. The most common symptoms reported by patients are chronic fatigue, arthralgia, mental confusion, myalgia, memory loss, difficulty concentrating and dry eyes. So far, there are no diagnostic tests for BII, no method based on scientific evidence to differentiate it from other conditions, and there is very little knowledge about its onset, course, risk factors, causes and proper management. The option for removing the implants has been growing dramatically in recent years, being one of the ten most performed surgeries in the United States last year. The literature shows variable improvement rates after the explantation and the patients are, as a rule, satisfied with their aesthetic result and have lower levels of anxiety and stress after the procedure. Prospective, well-designed randomized studies correlating different periods are necessary, from the preoperative period of the implant until after the explantation.

Keywords: Breast implantation; Mammaplasty; Silicone elastomers; Breast diseases; Reconstructive surgical procedures; Breast.

 

RESUMO

Apesar dos mais de 60 anos de história, dezenas de estudos e grandes amostras populacionais, nos últimos anos diversos pacientes têm retornado ao consultório do cirurgião plástico. Apresentam dúvidas a respeito do silicone, algumas devido aos relatos recentes de BIA-ALCL (Anaplastic Large Cell Lymphoma), mas a grande maioria pela possibilidade de sintomas sistêmicos relacionados aos implantes e que despertam o desejo da sua remoção. Procedimento conhecido como explante. Este fenômeno, cujas dúvidas são inúmeras e as respostas mínimas, é conhecido na literatura mundial como Breast Implant Illness (BII). Na Internet e redes sociais, centenas de sinais e sintomas têm sido relacionados às próteses de silicone, usualmente inespecíficos. Os sintomas mais comuns referidos pelas pacientes são fadiga crônica, artralgia, confusão mental, mialgia, perda de memória, dificuldade de concentração e olhos secos. Até o momento, não existem testes diagnósticos para BII, nenhum método baseado em evidência científica para diferenciá-la de outras condições e há muito pouco conhecimento a respeito do seu início, curso, fatores de risco, causas e manejo adequado. A opção pela retirada dos implantes vem crescendo vertiginosamente nos últimos anos, sendo uma das dez cirurgias mais realizadas nos Estados Unidos no ano passado. A literatura mostra taxas de melhora dos sintomas variáveis após o explante e as pacientes mostram-se, via de regra, satisfeitas com seu resultado estético e apresentam níveis de ansiedade e estresse menores após o procedimento. São necessários estudos prospectivos, randomizados bem desenhados correlacionando períodos distintos das pacientes, desde o pré-operatório do implante até o pós-explante.

Palavras-chave: Implante mamário; Mamoplastia; Elastômeros de silicone; Doenças mamárias; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Mama

 

Gluteoplasty using the Intramuscular (XYZ) Method

Antonio Donizeti Castilho; Joel Veiga Filho; Dante Gonzalez
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(3):410-416 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: The shape and size of the buttocks are essential to the notion of bodily beauty. This has resulted in a growing interest in gluteoplasty among both women and men. The aim of the present study was to present the author's experience with gluteoplasty using the intramuscular XYZ method. METHOD: Between 2010 and 2015, 29 patients aged 22 to 64 years (average, 43 years) underwent gluteoplasty; of these 26 were women (89.66%) and 3 were men (10.34%). Round or oval implants were used, with volumes of 240 to 420 ml (average, 330 ml), depending on the individual case. RESULTS: Good results were obtained in terms of volume increase and harmony of the gluteal region, with a high degree of patient satisfaction. CONCLUSIONS: The intramuscular XYZ method was safe, both for primary and secondary surgery, to treat cases of asymmetry and/or visible implants. Predetermining the XYZ reference points makes this procedure safe and reproducible.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Buttocks; Silicone elastomers; Prosthesis and implants.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: No conceito de beleza corporal, a forma e o tamanho das nádegas são fundamentais, provocando uma crescente busca não só de mulheres, como também de homens, pela cirurgia de gluteoplastia. O objetivo deste trabalho é apresentar a experiência do autor em gluteoplastia com a técnica intramuscular (XYZ). MÉTODO: No período de 2010 a 2015 foram operados 29 pacientes com idades entre 22 e 64 anos (média 43 anos), sendo 26 mulheres (89,66%) e três homens (10,34%). Foram usados implantes redondos ou ovais, com volumes entre 240 e 420 ml (média de 330 ml), dependendo da melhor indicação para cada caso. RESULTADOS: Foram obtidos bons resultados sob o aspecto de aumento de volume e harmonia da região glútea, com alto índice de satisfação dos pacientes. CONCLUSÕES: Na casuística do estudo a técnica intramuscular (XYZ) se mostrou segura, tanto nas cirurgias primárias como nas cirurgias secundárias, para tratar casos de assimetria e/ou implantes visíveis. Com a pré- determinação dos pontos fixos XYZ, o procedimento torna-se seguro e reprodutível.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Nádegas; Elastômeros de silicone; Próteses e implantes.

 

New technologies and innovations in breast surgery

ROGÉRIO SCHÜTZLER GOMES; ELVIO BUENO GARCIA; HEITOR FRANCISCO CARVALHO GOMES; LYDIA MASAKO FERREIRA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):120-126 - Review Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Breast surgery with silicone implants is gaining popularity and has become the most performed plastic surgery worldwide. However, there is increasing concern about the safety of silicone breast implants due to associated complications.
Objective: To review existing technologies, technological trends, and existing methods to minimize complications related to silicone breast implants. Methods: We conducted a literature review of articles describing new technologies and trends to reduce complications related to silicone breast implants, along with information on patents and manufacturers of silicone breast implants.
Results: We initially identified 78 articles, out of which 40 were shortlisted for publication . All articles had a common aim of obtaining better results and reducing complications related to silicone implants, either in aesthetic or reconstructive surgeries.
Conclusion: The search for a breast implant that reduces possible and frequent complications, especially biofilm formation, infectious processes, and abnormal immune response, was the focus of most articles studied. Acellular dermal matrix and fat grafting have been reported in the literature as promising alternatives.

Keywords: Mammoplasty; Breast implants; Silicone elastomers; Reconstructive surgical procedures/trends

 

RESUMO

Introdução: A cirurgia de mama, especialmente as associadas aos implantes de silicone, teve uma crescente popularização, tornando-se a cirurgia plástica mais realizada no mundo. Junto com esta proliferação, observa-se um aumento da preocupação com a segurança dos implantes mamários de silicone, pelas intercorrências relacionadas.
Objetivo: Revisar métodos existentes para minimizar as complicações relacionadas com implante mamário de silicone, bem como as tecnologias existentes e tendências tecnológicas para implantes mamários de silicone.
Métodos: Foi realizada revisão de artigos científicos relacionados com novas tecnologias e tendências para redução das complicações relacionadas com implantes mamários de silicone, bem como as patentes e fabricantes de implante de silicone mamário.
Resultados: Identificamos inicialmente 78 referências, sendo reduzido para 40 para publicação, todos com linhas de pesquisas que buscam melhores resultados e redução das complicações relacionadas com implantes de silicone, seja esta cirurgia com objetivo estético ou reconstrutivo.
Conclusão: A busca por um implante mamário que reduza as possíveis e frequentes complicações, principalmente a formação do biofilme, processos infecciosos e resposta imune, é o foco da maioria das pesquisas encontradas. Com o mesmo objetivo, porém surgindo mais recentemente como alternativas, existem as pesquisas para o uso de matriz dérmica acelular e a lipoenxertia, com boas expectativas.

Palavras-chave: Mamoplastia; Implantes de mama; Elastômeros de silicone; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos/tendências

 

Reverse breast lift for treatment of congenital symmastia

Getúlio Duarte Junior; Fábio Coelho Duarte
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(2):268-271 - Ideas and Innovation

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Breasts are associated with a feeling of beauty, self-esteem, and female sexuality . Symmastia is a condition, characterized by the confluence of both breasts in the pre-sternal region. The author demonstrates a surgical technique for correction of congenital symmastia. METHODS: This is the case report of a young patient with previous history of breast hypertrophy and symmastia. She had previously undergone two mammoplasties and one liposuction of the breast, without correction of the symmastia . The author performed resection of the excess tissue in the breast and a reverse lifting of this region, with an upper abdominal advancement flap. RESULTS: There was complete resolution of the symmastia. CONCLUSION: The treatment performed by the author is a safe surgical alternative for the treatment of symmastia.

Keywords: Breast; Mammoplasty; Breast implantation; Reconstructive surgical procedures.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A mama está diretamente relacionada com a beleza, autoestima e sexualidade feminina. A simastia é uma alteração inestética mamária, caracterizada pela união das duas mamas na região pré-esternal. O autor demonstra uma técnica cirúrgica para correção de simastia congênita. MÉTODOS: O trabalho relata o caso de uma paciente jovem com história prévia de hipertrofia mamária e simastia, que realizara previamente duas mamoplastias e uma lipoaspiração no seio mamário, sem correção da simastia. O autor realizou a ressecção do excesso de tecido no seio mamário e um lifting reverso dessa região, associado com um retalho em avanço do abdome superior. RESULTADOS: Houve completa resolução da simastia com o tratamento proposto. CONCLUSÃO: O tratamento realizado pelo autor demonstrou ser mais uma alternativa cirúrgica segura no tratamento da simastia.

Palavras-chave: Mama; Mamoplastia; Implante mamário; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Past, present and future using silicone breast implants in Brazil, a 45-year report

ANTONIO ROBERTO BOZOLA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2020;35(4):505-513 - Special Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The author lived with breast implants and tells the story of evolution in his 45 years of experience. It points out the main points of this evolution, the coincidences, and complications over time, and proposes possible future events in the end.

Keywords: Mammoplasty; Breast implants; Postoperative complications; Story; Silicone elastomers; Silicone gels.

 

RESUMO

O autor conviveu com implantes mamários e relata a história da evolução em seus 45 anos de experiência. Aponta os pontos principais dessa evolução, as coincidências e as complicações no transcorrer do tempo, e propõe ao final acontecimentos possíveis no futuro.

Palavras-chave: Mamoplastia; Implantes de mama; Complicações pós-operatórias; História; Elastômeros de silicone; Géis de silicone

 

Case report: tuberous breast

Tulio Martins Silva; Bianca Maria Barros Ohana; Bruno Perrelli Sá Freire Fernandes; Irene Daher Barra; Maria Alice Domingues Rezende; Celso Eduardo Jandre Boechat
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(3):450-453 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

To report a case of tuberous breast with significant breast asymmetry, describe the technique used and evaluate the outcome of the case. Different techniques were used on each breast, although studies in literature recommend the use of similar strategy in both breasts. The patient progressed without complications and had, 6 months after the surgery, extremely satisfactory result without tuberous breast stigmas, and significant improvement of breast asymmetry. The literature establishes that not only one surgical technique is adequate to correct different types of malformations. Tuberous breast constitutes a challenge in breast plastic surgery and it becomes more complex when the asymmetry is more severe. However, surgeons who is trained in a variety of aesthetic and breast reconstructive techniques can achieve a satisfactory result.

Keywords: Mammoplasty; Congenital abnormalities; Breast; Breast diseases; Breast implantation.

 

RESUMO

Descrever um caso de mama tuberosa com importante assimetria mamária, descrever a técnica e avaliar o resultado de caso. Diferentes técnicas foram usadas em cada mama, apesar de na literatura dizer que é importante empregar uma estratégia semelhante em ambas as mamas. A paciente evoluiu sem complicações e apresenta, com 6 meses de pós-operatório, resultado extremamente satisfatório, sem estigmas de mama tuberosa e com melhora importante da assimetria mamária. Na literatura é estabelecido que não há uma única técnica cirúrgica adequada para a correção dos diferentes tipos de malformações. A mama tuberosa representa um desafio nas cirurgias plásticas da mama e se tornam mais complexas quando a assimetria é mais exacerbada. Porém, o cirurgião que dominar as mais diversas técnicas mamárias estéticas e reconstrutoras poderá alcançar um resultado satisfatório.

Palavras-chave: Mamoplastia; Anormalidades congênitas; Mama; Doenças mamárias; Implante mamário.

 

Implante no plano subfascial: revisão da literatura

Flávio de Freitas Neto; Michel Pavelecini; Bruno Blaya Batista; Felipe Bilhar Fasolin; Caroline Battisti; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):178-180 - Tronco I

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: Atualmente, na literatura científica faltam evidências para comparação tanto do plano de inclusão quanto do local da incisão e do tipo de implante mamário. Sabemos que existem planos de inclusão para implante mamário, como o subglandular, submuscular, subfascial e também o duplo-plano. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi analisar na literatura existente as evidências científicas que comparassem os planos subglandular e o plano subfascial para a analisar se há realmente diferença clínica e estatisticamente significativa entre eles. MÉTODOS: Foi realizada uma revisão bibliográfica usando a base de dados PubMed com o objetivo de realizar uma revisão das evidências científicas disponíveis a respeito do plano de inclusão subfascial. RESULTADOS: Analisamos os artigos disponíveis na literatura que eram compatíveis com os critérios de inclusão, foram selecionados 13 artigos que faziam menção ao plano subfascial e, desses, apenas três faziam comparação entre os planos de inclusão. Não encontramos evidências científicas que comprovem a superioridade do plano subfascial sobre os demais tanto em relação à taxa de complicações quanto ao grau de satisfação das pacientes nos artigos selecionados. CONCLUSÃO: No momento, não existe evidência científica que comprove a superioridade do plano subfascial em relação aos demais, tanto em relação à taxa de complicações quanto ao grau de satisfação das pacientes. Assim, novos estudos são necessários para adequada comparação dos planos.

Palavras-chave: Implante Mamário; Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license