ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 20 de 338 resultado(s)

Busca por : Ritidoplastia; Nervo facial; Paralisia facial; Modalidades de fisioterapia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

Rejuvenescimento facial com lipoenxertia: sistematização e estudo de 151 casos consecutivos

EDUARDO ANTONIO TORRES FURLANI; DIEGO BOMFIM SABOIA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):439-445 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Considerando que a perda de volume facial é fator primário de envelhecimento, tem acontecido um aumento da demanda por materiais de preenchimento que sejam seguros, de longa duração e biocompatíveis. Nesse sentido, a utilização do enxerto de gordura vem ganhando bastante popularidade. Entretanto, existem questionamentos sobre segurança, eficácia e durabilidade da lipoenxertia. Além disso, a maioria dos artigos da literatura não menciona volumes injetados em cada área, dificultando o aprendizado dos iniciantes. Nesse estudo, analisam-se os resultados de uma série de 151 casos consecutivos de rejuvenescimento facial com lipoenxertia.
Métodos: A gordura foi colhida por meio de sucção manual, centrifugada a 448g (2000 rpm/ raio 10cm) por 4 minutos e injetada com microcânulas de 1 a 1,1mm. Descreve-se a sistematização de áreas de injeção, com os respectivos volumes a serem aplicados.
Resultados: Encontrou-se seguimento médio de 289,29 dias (mínimo 7, máximo 1254, DP 275,1), o volume médio injetado foi de 32 ml, variando de 4 a 68 (DP 14). Não houve complicações.
Conclusão: A lipoenxertia é um procedimento seguro, previsível e efetivo, como opção de tratamento, para rejuvenescimento facial, em determinados casos.

Palavras-chave: Face; Ritidoplastia; Transplante autólogo; Gordura subcutânea; Estética; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

 

ABSTRACT

Introduction: Considering that the loss of facial volume is a primary factor associated with aging, an increased demand for safe, long-lasting, and biocompatible filling materials has been observed. Thus, the use of fat grafting has gained considerable popularity. However, there are open questions about the safety, efficacy, and durability of fat grafting. Moreover, most studies have not presented the volumes injected in each region, making learning challenging for beginners in the area. In this study, the results of facial rejuvenation with fat grafting in 151 consecutive cases were analyzed.
Methods: Fat was collected via manual suction, centrifuged at 448 g (2000 rpm/radius 10 cm) for 4 min, and injected with microcannulas that are 1-1.1 mm in size. The injection sites and corresponding injection volumes were identified.
Results: The mean follow-up time was 289.29 days (minimum: 7 days, maximum: 1254 days, and standard deviation [SD]: 275.1), and the mean injection volume was 32 mL (range: 4-68 mL, SD: 14). Moreover, no complications were observed.
Conclusion: Fat grafting is a safe, predictable, and effective procedure, and it can be used for facial rejuvenation in certain cases.

Keywords: Face; Rhytidoplasty; Autologous transplantation; Subcutaneous fat; Aesthetics; Reconstructive surgical procedures

 

Resultados da reabilitação cirúrgica da face paralisada

Kátia Tôrres Batista, Alexandre Faleiros Cauhi
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):149-152 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Objetivo: Descrever os resultados da reabilitação cirúrgica de uma série de casos com lesão de nervo facial, avaliados durante um período de cinco anos no Hospital de Reabilitação SARAH-Brasília. Método: Estudo retrospectivo de série de casos admitidos no período de 2001 a 2006, avaliando-se os resultados da reabilitação cirúrgica conforme a escala de House Brackmann (HB), em 29 (10%) pacientes, sendo 16 (55%) homens e 13 (45%) mulheres. Os procedimentos realizados foram microneurorrafia término-terminal em 2 (7%) pacientes, hipoglossofacial em 4 (14%), transposição do músculo temporal em 7 (24%), cantoplastia em 12 (41%) e procedimentos complementares em 4 (14%). O tempo de seguimento pós-operatório foi, em média, de 3 anos. Resultados: Todos os casos evoluíram com a recuperação em no mínimo um grau na escala de HB. Conclusão: Todos os pacientes apresentaram melhora funcional com a reabilitação cirúrgica e esta pode ser considerada um importante componente na reabilitação da face paralisada.

Palavras-chave: Paralisia facial. Nervo facial/cirurgia. Resultado de tratamento.

 

ABSTRACT

Objectives: To describe results in surgical rehabilitation in a series of cases with facial nerve injury, evaluated over a five year period at Hospital de Reabilitação SARAH. Methods: Retrospective study of a series of cases admitted during the years 2001 at 2006 period, with assessment of the surgical rehabilitation using the House Brackmann scale in 29 (10%), 16 (55%) and 13 (45%) female, were submitted to surgical rehabilitation. The following surgical procedures adopted are direct nerve suturing in 2 (7%), end-to-end neurorraphy, facial-hypoglossal in 4 (14%), temporal muscle transposition in 7 (24%), canthoplasty in 12 (41%) and complementary procedures in 4 (14%) cases. The follow up was three years in average. Results: The improvement in all case was at least one degree in HB score. Conclusion: All patients evolved with a functional improvement with a surgical rehabilitation and can be considered a highly relevant for the paralyzed face rehabilitation.

Keywords: Facial paralysis. Facial nerve/surgery. Treatment outcome.

 

Trabalho Premiado em 2005 - Sirley Rinaldi: Transplantes de Subunidades Musculares na Reanimação Facial

André Salo Buslik Hazan, Fabio Xerfan Nahas, Rodrigo Tiago Faria, Ramil Sinder, Lydia Masako Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2006;21(1):10-14 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

O objetivo deste estudo é apresentar uma alternativa técnica para reconstrução de perdas músculo-cutâneas na face, com a transferência de subsegmentos (subunidades) inervados do músculo grande dorsal para a substituição dos diversos músculos da mímica facial. São descritos três casos de trauma com perda de pele e músculos da mímica. Foram corrigidos com transferências microcirúrgicas de subunidades de músculo grande dorsal que apresentam, forma, tamanho e peso similares aos dos músculos da mímica. Respeitaram-se as origens e inserções e vetores de ação para a mímica desejada. Cada um dos subsegmentos tem artéria e veia que irrigam a unidade muscular e também nervo com componente motor. Os pacientes foram avaliados, comparando-se o pré e pós-operatório de um ano com foto e vídeo com mímica em repouso e dinâmica e eletromiografia (documentada em vídeo digital). Observou- se atividade mioelétrica dos músculos transplantados. Verificou-se que a técnica foi eficaz do ponto de vista funcional e estético.

Palavras-chave: Lábio, reconstrução. Músculos faciais. Paralisia facial

 

ABSTRACT

The purpose of this study is to present a technical alternative to reconstruct muscle-cutaneous defects on the face, with transfer of innervated muscles sub-segments (sub-units) of the latissimus dorsi flap to replace multiples facial mimetic muscles. It is described three clinical cases of mimetic muscle losses associated to the skin after trauma. These cases were treated with microsurgical transfer of the sub-units of the latissimus dorsi muscle that present size, shape and weight similar than mimetic muscles. The segmental ramus of the toracodorsal nerve was anastomosed on buccal ramus in two cases and mandibular marginal ramus of the facial nerve in one case. Each ones of the sub-segments have an artery and vein that nourish and drain the muscle unit and nerve with motor. Studies were done about muscular reconstruction but these present limitations to replace multiple mimetic muscles on different vectors of actions, remaining asymmetry. This technique showed to be safe and efficient after the evaluation and comparison with digital photo and video registration between static and dynamic aspects on pre and post-operative one year and using electromyography digital video registration.

Keywords: Lip, reconstruction. Facial muscles. Facial paralysis

 

Toxina Botulínica na Cirurgia Plástica: Indicações e Experiência em 1200 Áreas Tratadas

Alberto Goldman
Rev. Bras. Cir. Plást. 1999;14(2):21-30 - Artigos

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

O autor relata sua experiência com a utilização da toxina botulínica no tratamento das rugas faciais, assimetria facial e outras patologias, em 509 pacientes, perfazendo 1200 áreas aplicadas em um período de 32 meses. O Botox® foi injetado nos músculos responsáveis pelas rugas de expressão da face. As principais zonas tratadas foram a periorbital, frontal, glabelar e cervical. A toxina foi também utilizada visando à melhora da assimetria facial provocada por injúria nervosa, blefaroespasmo, distonia cervical, hipertrofia massetérica e hiperidrose axilar. Aspectos farmacológicos são revistos, assim como a técnica de injeção, dose, complicações e resultados.

Palavras-chave: Rugas; toxina botulínica; assimetria facial; paralisia facial.

 

ABSTRACT

The author reports his experience with the use of botulinum toxin for the treatment of facial wrinkles, facial asymmetry and other pathologies in 509 patients, with a total of 1200 areas applied for a period of 32 months. Botox® was injected into muscles responsible for expression and facial wrinkles. The main zones treated were periorbital, frontal, glabellar and cervical. The toxin was also used aiming at improving facial asymmetry caused by nervous injury, blepharospasm, cervical dystonia, masseteric hypertrophy and axillary hyperhidrosis. Pharmacological aspects are reviewed, as well as the infection technique, dose, complications and results.

Keywords: Wrinkles; botulinum toxin; facial asymmetry; facial paralysis.

 

Paralisia facial: análise epidemiológica em hospital de reabilitação

Kátia Torres Batista
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(4):591-595 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A paralisia facial é a perda temporária ou permanente dos movimentos da mímica facial em decorrência do acometimento do nervo facial. São vários os fatores que influenciam a evolução das lesões do nervo facial. Este estudo teve como objetivo avaliar os aspectos epidemiológicos e a frequência de sequelas após paralisia facial em um serviço de reabilitação. MÉTODO: Estudo retrospectivo dos pacientes com paralisia facial atendidos em hospital de reabilitação no período de janeiro de 2001 a janeiro de 2005. As sequelas foram avaliadas quanto a sexo, idade, etiologia, graduação funcional conforme a escala de House-Brackmann, tempo de evolução, seguimento e intervenções cirúrgicas. Para realização da análise estatística utilizou-se o programa Epi-Info versão 3.2.2. RESULTADOS: Foram admitidos para programa de reabilitação 285 pacientes portadores de paralisia facial, sendo 157 do sexo masculino e 128 do feminino. Todos os pacientes se submeteram a programa de reabilitação e 29 (10,2%), a cirurgia. Dentre os pacientes analisados, 80% foram admitidos a partir da terceira semana do surgimento da paralisia, e 121 (42,5%) tiveram recuperação gradual em 3 meses, espontaneamente, com tratamento clínico ou fisioterápico. Por outro lado, 119 (41,8%) pacientes permaneceram com paralisia facial parcial ou completa e irreversível. CONCLUSÕES: Os casos admitidos foram mais frequentes em pacientes com menos de 20 anos de idade, com causas diversas e quando admitidos em graus menores segundo a escala de House-Brackmann, pois muitos deles se associavam a déficits neurológicos consequentes a paralisia facial de origem central ou congênita.

Palavras-chave: Paralisia facial. Traumatismos do nervo facial. Doenças do nervo facial.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Facial paralysis is characterized by permanent or temporary loss of facial expression due to facial nerve injury. Several factors influence the development of facial nerve lesions. The purpose of this study was to evaluate the epidemiological aspects and incidence of sequelae after facial paralysis at a rehabilitation institution. METHODS: We performed a retrospective study of facial paralysis patients admitted to a rehabilitation hospital between January 2001 and January 2005. Sequelae were analyzed according to gender, age, etiology, functional status as measured by the House-Brackmann scale, evaluation time, follow-up, and surgical procedures. Statistical analyses were performed with Epi-info 3.2.2 software. RESULTS: A total of 285 facial paralysis patients, 157 male and 128 female, were admitted for a rehabilitation program. All subjects followed a rehabilitation program, and 29 (10.2%) underwent surgery; 80% were admitted during the 3rd week of the paralysis or later, and 121 (42.5%) showed gradual recovery after 3 months, either spontaneously or after clinical or physical therapies. Nevertheless, 119 (41.8%) sustained irreversible partial or complete facial paralysis. CONCLUSIONS: The prevalence of facial paralysis was greater among patients younger than 20 years. Among these patients, paralysis had different causes, and these patients were admitted with lower House-Brackmann grades. Most cases were associated with neurological deficits leading to facial paralysis of central or congenital origin.

Keywords: Facial paralysis. Facial nerve injuries. Facial nerve diseases.

 

Alterações do contorno cervical: Classificação lamelar e protocolo de tratamento

Luiz Charles Araujo de Sá; Natale Ferreira Gontijo de Amorim; André Ventura Ferreira; Victor Joh Han
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(4):563-570 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

OBJETIVO: O objetivo do presente trabalho foi propor uma nova classificação das alterações estéticas da região cervical, com base na sua anatomia, a fim de direcionar o tratamento cirúrgico adequado. O intuito foi classificar e sistematizar a abordagem cirúrgica de cada estrutura envolvida (pele, músculo, gordura e glândula submandibular), correlacionando o procedimento cirúrgico mais indicado para o seu tratamento. MÉTODO: O autor sênior, baseado em observação de 480 casos operados, entre os anos de 1998-2010, estabeleceu uma classificação correlacionando a flacidez de pele encontrada, grau de lipodistrofia, alteração muscular e alteração do contorno cervical, com o tratamento empregado, sendo grau I (11,7%), grau II (7%); grau III (23%), grau IV (40 %), grau V (18,3%.). RESULTADOS: O desenvolvimento da presente classificação demonstrou ser possível agrupar as alterações cervicais, decorrentes do processo de envelhecimento humano, em subgrupos (Grau I-V), com alterações comuns, facilmente reconhecíveis, facilitando a proposição do melhor tratamento para a região cervical e propiciando a criação de um algoritmo terapêutico. Esta classificação em subgrupos auxilia o cirurgião na escolha do tipo de abordagem cirúrgica e cicatrizes (Lifting cervico facial clássico, Lifting cérvico facial com cicatriz reduzida, Lifting cervical, Lifting atípico com cicatriz temporal anterior). CONCLUSÃO: Concluímos que a região cervical é a principal determinante na escolha do tipo de abordagem cirúrgica e cicatrizes, no rejuvenescimento cérvico facial.

Palavras-chave: Face. Pescoço. Ritidoplastia. Cirurgia plástica. Procedimentos cirúrgicos Reconstrutivos.

 

ABSTRACT

OBJECTIVE: The aim of the current study is to propose a classification based on neck lamellas for the aesthetic variations of the cervical region, considering its unique anatomy and analysing each structure involved (skin, muscle, fat and submandibular gland), in order to make it easier to choose the most appropriate surgical treatment. METHOD: The senior author, elaborated an observational study of 480 patients operated for neck and face lift between 1998 and 2010, established a classification comparing the skin flaccidity, the amount of fat accumulation, muscle flaccidity and cervical contour alterations, with the best surgical treatment for each group, being grade I (11.7%), grade II (7%), grade III (23%), grade IV (40%) and grade V (18.3%). RESULTS: The development of the current classification made it possible to group the cervical alterations that results from the aging process. Each group has common, easily recognizable alterations and for each one we have proposed a different treatment algorithm, in relation to the technique and the scar positioning (classic neck and facelift, short scar facelift, cervical lift, atypical lift and neck and facelift with anterior temporal scar). CONCLUSION: With the present study it was possible to come to the conclusion that the cervical region is the main determinant for the selection of the best surgical technique and scars placement in the surgery for the rejuvenation of the neck and face.

Keywords: Face. Neck, Rhytidoplasty. Surgery, Plastic. Reconstructive Surgical Procedures.

 

Reabilitação Cirúrgica da Face Paralisada

KÁTIA TÔRRES BATISTA, ALEXANDRE FALEIROS CAUHI
Rev. Bras. Cir. Plást. 2007;22(4):253-260 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

A paralisia do nervo facial é a neuropatia craniana mais comum. Clinicamente se observa a disfunção da expressão facial. Por muitos anos, a restauração cirúrgica dos movimentos faciais, principalmente da expressão facial, tem sido um grande desafio para os cirurgiões plásticos e microcirurgiões. Neste artigo, os autores apresentam uma revisão da literatura sobre a reabilitação cirúrgica da paralisia facial. Apesar da necessidade de uma equipe multidisciplinar, o cirurgião plástico tem papel fundamental na reabilitação cirúrgica facial. Vários procedimentos já foram empregados, e ainda hoje os resultados obtidos na recuperação da expressão facial têm se mostrado limitados.

Palavras-chave: Paralisia facial. Nervo facial. Expressão facial. Reabilitação

 

ABSTRACT

Facial palsy is the most common cranial neuropathy. It is expressed clinically as a dysfunction of the facial expression. For many years, the surgical reanimation of facial movements and above all of the facial expression has been a challenge for plastic and microsurgeons. In this article, the authors present a review of the literature on surgical rehabilitation of facial paralysis. Many procedures have been used and still today the results are limited. Despite the need of a multidisciplinary team, the plastic surgeon has prominent role in facial surgical rehabilitation.

Keywords: Facial paralysis. Facial nerve. Facial expression. Rehabilitation

 

Bichectomia: sistematização técnica aplicada a 27 casos consecutivos

Gustavo Steffen Alvarez; Evandro José Siqueira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):74-81 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Embora realizada há muito tempo, a remoção da bola de Bichat ganhou notoriedade nos últimos anos devido a sua grande procura nos consultórios do cirurgião plástico. Mesmo quando adequadamente indicada, ainda é considerada um procedimento controverso, uma vez que ainda não existe uma técnica cirúrgica sistematizada na literatura atual, visando torná-la segura e reprodutível. MÉTODOS: A técnica da bichectomia intraoral descrita no trabalho foi aplicada de maneira sistemática em uma série de 27 pacientes consecutivos, no período de 5 de janeiro de 2016 a 15 de dezembro de 2016. RESULTADOS: A idade média dos pacientes foi de 32 anos, sendo 15% do sexo masculino e 85% do sexo feminino. A bichectomia foi realizada isoladamente em 6 pacientes (22%) e em conjunto com outros procedimentos em 21 pacientes (78%). O procedimento mais comumente associado foi a lipoaspiração cervical, realizada em 55% dos pacientes. A imensa maioria dos casos foram operados com anestesia geral (93%). Nenhuma complicação permanente e importante foi verificada no pós-operatório, apenas um caso de neuropatia transitória do ramo bucal e um caso de edema mais pronunciado, que prontamente se resolveram nas semanas seguintes. CONCLUSÃO: A remoção de gordura bucal pode ser realizada de forma previsível, rápida e segura, proporcionando diminuição volumétrica do terço inferior facial, com maior realce dos contornos faciais. Quando aplicada em um ambiente cirúrgico seguro, seguindo todos os padrões de segurança da cirurgia e respeitando os complexos limites anatômicos da região, nossa técnica levará os cirurgiões e pacientes a um resultado seguro e satisfatório.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Anatomia regional; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Despite buccal fat removal having been performed for a long time, its popularity has increased only in recent years, leading to a rise in the demand for bichectomy in plastic surgery clinics. Buccal fat pad removal is still considered controversial, even when properly indicated, especially with the lack of a systematized surgical technique to make it safe and reproducible. METHODS: The intraoral bichectomy described herein was systematically applied in 27 consecutive patients from January 5, 2016 to December 15, 2016. RESULTS: The mean patient age was 32 years; 15% were men, and 85% were women. Isolated buccal fat pad removal was performed in six patients (22%) and in combination with other procedures in 21 patients (78%). The main procedure combined was neck liposuction (55%), and most patients were operated under general anesthesia (93%). No permanent or significant complications occurred, and there were only two minor complications, i.e., inferior mandibular neuropathy and significant swelling, which improved without treatment during the following weeks. CONCLUSIONS: Buccal fat removal can be performed in a predictable, fast, and safe manner, leading to volumetric reduction of the lower third of the face, enhancing facial shape. When applied in a safe surgical environment, following all surgical security standards and considering the complex anatomical boundaries of the cheek, our technique can yield secure and satisfactory outcomes both for surgeons and patients.

Keywords: Rhytidoplasty; Anatomy regional; Reconstructive surgical procedures.

 

Prevenção e tratamento de equimose, edema e fibrose no pré, trans e pós-operatório de cirurgias plásticas

ANNY CHI; ANGELA LANGE; MARCUS VINICIUS THOMÉ NÓRA GUIMARÃES; CELSO BILYNKIEVYCZ DOS SANTOS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):343-354 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A fibrose, o edema intenso e a equimose são as intercorrências que representam um grande desafio ao fisioterapeuta dermatofuncional no pós-operatório de cirurgia plástica de lipoaspiração e abdominoplastia. O objetivo é propor uma abordagem inédita desde o pré, trans e pós-operatório para prevenir e minimizar as fibroses, edema intenso e equimoses, acelerando a recuperação do paciente e reduzindo o número de sessões.
Método: Ensaio clínico controlado, composto por 20 pacientes do sexo feminino, com idade entre 18 e 56 anos, divididos em dois grupos: 10 no grupo controle (GC) e 10 no grupo experimental (GE), que apresentavam indicação cirúrgica de abdominoplastia ou lipoaspiração abdominal, associadas ou não, e que se encontravam com no mínimo 7 dias de pré-operatório. Os dois grupos foram avaliados no pré-operatório. O GC recebeu atendimento somente a partir do 4º dia de pós-operatório, enquanto que o grupo GE recebeu atendimento durante o pré, trans e pós-operatório.
Resultados: O grupo experimental apresentou uma média menor do número de sessões (p = 0,0032), perimetria menor no 4º dia de pós-operatório (p < 0,05) nos pontos antômicos: sulco inframamário e crista ilíaca, média menor na resolução da fibrose (p = 0,0058) e média menor na resolução da equimose (p = 0,0002) em relação ao grupo controle.
Conclusão: Pode-se concluir com este estudo inédito que o tratamento no pré, trans e pós-operatório reduz o edema, a formação de equimose e principalmente a formação de fibrose no pós-operatório. Também diminui o número de sessões fisioterapêuticas e acelera o restabelecimento do paciente no pós-operatório das cirurgias abdominais.

Palavras-chave: Complicações pós-operatórias; Lipectomia; Modalidades de fisioterapia; Fibrose; Equimose; Edema

 

ABSTRACT

Introduction: Fibrosis, intense edema, and ecchymosis are complications that represent a great challenge to dermatofunctional physiotherapists in the postoperative period of liposuction and abdominoplasty. Here we aimed to propose a new approach in the pre-, trans-, and postoperative periods to prevent and minimize fibrosis, intense edema, and ecchymosis, thereby expediting the patient's recovery and reducing the number of required physiotherapy sessions.
Method: This controlled clinical trial included 20 female patients aged 18-56 years who were divided into the control group (CG; n = 10) and experimental group (EG; n = 10). All were scheduled to undergo abdominoplasty or abdominal liposuction at least 7 days after enrollment. The two groups were evaluated preoperatively. The CG received care only from the 4th postoperative day, while the EG received care during the pre-, trans-, and postoperative periods.
Results: The EG required fewer mean physiotherapy sessions (p = 0.0032) and had lower perimetry values on the 4th postoperative day (p ≤ 0.05) in the inframammary groove and iliac crest, lower mean resolution of fibrosis (p = 0.0058), and lower mean resolution of ecchymosis (p = 0.0002) compared to the CG.
Conclusion: The findings of this unprecedented study indicate that treatment in the pre-, trans-, and postoperative periods reduces edema, ecchymosis, and fibrosis formation in the postoperative period. It also decreases the number of required physiotherapy sessions and accelerates patient recovery from abdominal plastic surgery.

Keywords: Postoperative complications; Lipectomy; Physical therapy modalities; Fibrosis; Ecchymosis; Edema

 

P.P.T. Platysma Pinch Test na eleição das técnicas de ritidoplastia cervical

Julio Wilson Fernandes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):34-36 - Face I

PDF Português

RESUMO

Introdução: A seleção das técnicas na ritidoplastia cervical está relacionada ao background e percepção do cirurgião, e a uma evidente subjetividade, decorrente da avaliação de cada paciente e suas expectativas. Método: A partir da observação das características de pescoços jovens e senis, o autor sistematizou um teste objetivo (P.P.T. - Platysma Pinch Test) para a eleição da técnica mais adequada para cada caso, entre o M.A.C.S. Lift, a Tração lateral de Fogli e as platismoplastias de Feldman e Labbé. O presente trabalho apresenta o P.P.T. e os resultados obtidos com as referidas técnicas. Resultados: Resultados satisfatórios foram obtidos com as 3 técnicas selecionadas pelo teste-protocolo proposto. No entanto, as pacientes com bandas platismais visíveis no pré-operatório, operadas pelas técnicas menos invasivas (M.A.C.S. Lift e Fogli) apresentaram possíveis indícios de futura recidiva, apesar da gratificante melhora obtida. Conclusão: O P.P.T. - Platysma Pinch Test tem sido útil no planejamento cirúrgico e na eleição da técnica de ritidoplastia cervical mais adequada para cada paciente.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Pescoço; Músculos do pescoço; Cervicoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Um novo instrumento para marcação intraoperatória

Guilherme Flosi Stocchero; Ithamar Nogueira Stocchero
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):402-404 - Ideias e Inovações

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Este artigo descreve a adaptação de um mandril de micro-punch - normalmente empregado em transplantes capilares - para uso em marcações intraoperatórias. O mandril foi usado como cabo para manuseio de palitos de dente esterilizados nas demarcações de procedimentos cirúrgicos diversos, como abdominoplastias, mamoplastias e ritidoplastias. O emprego deste instrumento oferece um meio confortável, acessível, preciso e de baixo custo para todos os tipos de marcações cirúrgicas em cirurgia plástica, sendo mais barato e eficiente do que canetas demarcatórias descartáveis.

Palavras-chave: Instrumentos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Abdominoplastia; Mamoplastia; Ritidoplastia.

 

ABSTRACT

This article describes the adaptation of a micro-punch mandrel, which is usually used in hair transplants, in intraoperative markings. The mandrel was used as a wire for sterile toothpick handling in different surgical marking procedures, such as those in abdominoplasties, mammoplasties, and rhytidectomies. The use of this instrument offers a comfortable, affordable, precise, and low-cost tool for all types of surgical marking performed in plastic surgery. It is cheaper and more efficient than disposable pens.

Keywords: Surgical instruments; Reconstructive surgical procedures; Abdominoplasty; Mammoplasty; Rhytidoplasty.

 

Ritidoplastia e paralisia facial: como lidar?

FRANKLIN DE SOUZA ROCHA; CYNTHIA MARTINS ROCHA; FAUSTO VITERBO; DANIEL LABBÉ
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):299-305 - Artigo Especial

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Não é novidade para os cirurgiões plásticos, especialmente aos que se dedicam à cirurgia de face, que o nervo facial pode ser lesado virtualmente em qualquer cirurgia de ritidoplastia. Porém, apesar da importância contida nesse tema, não é tarefa simples encontrar na literatura artigos que abordem de forma objetiva a correlação entre lesão do nervo facial e cirurgia facial. Paralisias faciais, sejam elas completas ou não, podem se tornar situações potencialmente conflituosas na relação médicopaciente. Este artigo, portanto, visa propor de forma clara e sucinta, baseada na experiência dos autores, um guia de como evitar, identificar e tratar uma potencial lesão do nervo facial no contexto de uma cirurgia de face, em especial a ritidoplastia.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Nervo facial; Paralisia facial; Modalidades de fisioterapia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos

 

ABSTRACT

Is largely known that the facial nerve virtually can be injured in every facial lift. Even though its importance, it is difficult to find in the literature articles related to this theme. Complete or incomplete facial paralysis after a facial procedures, may become a very uncomfortable situation between the patient and the surgeon, that is why we propose in this article a guide which intends to help avoid, identify and manage a facial nerve injury in the event of a face lift. Identifying Facial palsy before the surgery: Intending to make the pre-op facial assessment as simple as possible, we suggest a systematic approach examination. Avoiding facial nerve injury during face lifting: Several technical details are discussed along the text aiming to minimize the risk of nerve damage during the surgical procedure. What to in the event of a post-operative facial palsy: The authors propose a logical approach to the facial palsy, suggesting a planning for diagnosis, classification of the lesion and a rational treatment for the injury. Conclusion: This article presents a guide showing some safe technical options to avoid nerve damage during rythidoplasty, how to identify the lesion and treat it if necessary.

Keywords: Rhytidoplasty; Facial nerve; Facial paralysis; Physical therapy modalities; Reconstructive surgical procedures

 

Correção da hipertrofia do lóbulo auricular

Manuel Mário Gomes Faial; Dushane Dominick Pinnock
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(2):282-286 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A orelha é uma estrutura da face que tem valor estético. As dimensões da orelha e aparência dos seus componentes anatômicos são modificados com a idade, doenças e práticas culturais que podem resultar em uma estética desagradável com o tempo. O lóbulo é um componente anatômico importante da orelha que é bastante influenciado esteticamente por estes fatores. Ele é composto por tecido adiposo e pele e pode sofrer mudanças na sua proporção e flacidez, as quais podem ser melhoradas, por meio procedimentos cirúrgicos, para ficarem esteticamente mais agradáveis, com o intuito de oferecer uma aparência mais proporcional ou jovem. Este trabalho descreve um caso de um paciente de 30 anos que considerou os lóbulos das suas orelhas desproporcionais ao resto da orelha e fez cirurgia para reduzi-los. MÉTODOS: Foi realizado um procedimento cirúrgico simples, de recuperação rápida para reduzir o tamanho dos lóbulos do paciente por marcação e resseção de uma parte de cada lóbulo do paciente. RESULTADOS: Os resultados se mostraram satisfatórios com lóbulos mais proporcionais ao resto das orelhas e melhora da estética do paciente. CONCLUSÃO: A técnica descrita neste trabalho para a redução de lóbulos auriculares hipertrofiados se mostrou eficaz.

Palavras-chave: Orelha/anatomia & histologia; Hipertrofia; Orelha/cirurgia; Ritidoplastia; Cicatriz; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The ear is a structure of the face with important aesthetic value. The dimensions of the ear and the appearance of its anatomical components change with age, disease and cultural practices which can result in an aesthetically unpleasant form over time. The earlobe is an important anatomical part of the ear and is considerably influenced by the factors above. It is made of fatty tissue and skin and can undergo changes in its proportion and flaccidity, which may be improved by surgical procedures to make it more aesthetically pleasing, providing a more proportional or younger appearance. This article reports the case of a 30-year-old patient who considered his earlobes disproportionate in relation to the rest of his ears and underwent surgery to have them reduced. METHODS: A simple and fast recovery surgical procedure was carried out delineating and resecting a part of each of the patient's earlobes. RESULTS: The results proved to be satisfactory as the patient had more proportional earlobes in relation to the rest of his ears achieving aesthetic improvement. CONCLUSION: The technique described in this article to reduce hypertrophied earlobes proved to be efficient.

Keywords: Ear/anatomy & histology; Hypertrophy; Ear/surgery; Rhytidoplasty; Cicatrix; Reconstructive surgical procedures.

 

Alterações nervosas na ritidoplastia: uma revisão sistemática

Marco Aurélio de Sanctis; Elizabete Punaro; Paulo Henrique Facchina Nunes; Luis Augusto Passeri
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(3):450-455 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A ritidoplastia se tornou uma das cirurgias estéticas mais realizadas por cirurgiões plásticos ao redor do mundo. Junto com o aumento do número de cirurgias, a quantidade de complicações associadas ao procedimento também aumentou, sendo que as alterações nervosas são uma das que despertam maiores preocupações. O presente estudo visa a identificar, por meio de uma revisão sistemática, as principais estruturas nervosas lesadas durante uma ritidoplastia, tanto por técnicas convencionais como endoscópicas. MÉTODOS: Uma revisão sistemática da literatura foi realizada nas principais bases de dados utilizadas atualmente. Artigos que preencheram os critérios de inclusão foram analisados na íntegra e suas referências, verificadas. Ao final, 20 estudos foram incluídos. RESULTADOS: Nestes 20 artigos, no total, foram avaliados 3.347 pacientes, sendo encontradas 142 lesões nervosas: 79 do nervo facial; 55 do nervo trigêmeo, e oito do nervo auricular magno. Destas, apenas duas foram definitivas. As lesões, proporcionalmente, foram mais comuns nas técnicas videoassistidas (81%), quando comparadas com as convencionais (19%). CONCLUSÃO: Encontramos que as lesões dos ramos temporal e bucal são mais frequentes no facelift e as do nervo auricular magno, na ritidoplastia cervical. Apesar de as lesões nervosas serem pouco frequentes na literatura, faltam estudos bem desenhados que busquem conhecer melhor estas complicações.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Nervo facial; Nervo trigêmeo; Plexo cervical.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Rhytidoplasty has become one of the most common aesthetic surgeries performed by plastic surgeons worldwide. Along with the increase in the number of surgeries performed, the number of procedure-related complications has also increased. In particular, nerve injuries are the major concern. By conducting a systematic review, the present study aimed to identify the main nerve structures injured during rhytidoplasty, by either the conventional or endoscopic technique. METHODS: A systematic literature review was performed in the main databases currently used. Articles that met the inclusion criteria were analyzed in their entirety, and their references were checked. Finally, 20 studies were included. RESULTS: In these 20 articles, 3,347 patients were evaluated and 142 nerve injuries found, of which 79 were of the facial nerve, 55 were of the trigeminal nerve, and eight were of the great auricular nerve. Of these, only two were definitive. The lesions were more prevalent (81%) with the video-assisted techniques than with the conventional techniques (19%). CONCLUSION: We found that the injuries of the temporal and buccal branches were more frequent during facelifts; and those of the great auricular nerve, during cervical rhytidoplasty. Although nerve injuries are infrequent in the literature, well-designed studies that aim to better understand these complications are lacking.

Keywords: Rhytidoplasty; Facial nerve; Trigeminal nerve; Cervical plexus.

 

Tratamento das estruturas profundas na ritidoplastia

Juliana Paula Costa Montenegro Carvalho; Francisco de Assis Montenegro Carvalho; Alfredo Lima
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):96-98 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Introdução: O processo de envelhecimento é complexo e envolve diversas estruturas, desde o plano ósseo a estruturas superficiais. As primeiras técnicas consistiam apenas na ressecção de pele, com resultados pouco duradouros e estigmatizados. Foi a partir da descrição do Sistema Músculo Apneurótico Superficial (SMAS) que a cirurgia de facelift ganhou impulso.
Objetivo: Demonstrar a eficácia da tração do SMAS na definição da linha da mandíbula e ângulo cervicofacial, com técnica de dissecção ampla e fixação em região mastoide.
Método: Foram operados 25 pacientes no período de janeiro 2017 a junho de 2018, pela mesma equipe e técnica.
Resultados: Para demonstrar a elevação e definição da mandíbula, foi traçada uma linha desde o ângulo da mandíbula até o mento e outra linha tangenciando o jaw, formando um ângulo. No pós-operatório temos diminuição ou apagamento desse ângulo.
Conclusão: A abordagem do SMAS se tornou obrigatória, e hoje a discussão é qual técnica deve ser aplicada. Acreditamos que para um verdadeiro tratamento das estruturas profundas é necessário tração, rotação e reposicionamento do SMAS-platisma e que esse resultado depende da ampla dissecção dessa estrutura.

Palavras-chave: Face; Tração; Ritidoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Envelhecimento.

 

ABSTRACT

Introduction: Aging process is complex and involves several structures, from bone aspect to surface structures. First techniques consisted only on skin resection, with poor and stigmatized results. It was from Superficial Aponeurotic Muscle System (SMAS) description that facelift surgery gained momentum.
Objective: To demonstrate SMAS traction effectiveness in mandibular line definition and cervical-facial angle, using a wide dissection technique and fixation in mastoid region.
Method: 25 patients were operated from January 2017 to June 2018, by the same team using the same technique.
Results: To demonstrate mandible elevation and definition, a line was drawn from mandible angle to the chin and another line tangential to the jaw, forming an angle. In postoperative period we have a decrease or deletion of this angle.
Discussion: In the past, concern was skin pulling, but it was from SMAS discovery that there was a revolution in the concepts. Today it is known that aging process causes not only skin sagging, but also a face quadranization o, with the need for rotation and repositioning of deep structures, muscles and ligaments.
Conclusion: SMAS approach has become mandatory, today the discussion is which technique should be applied. We believe that a true treatment of deep structures requires traction, rotation and repositioning of SMAS - platysma and that this result depends on wide dissection of this structure.

Keywords: Face; Traction; Rhytidoplasty; Reconstructive surgical procedures; Aging.

 

Paralisia de Bell subsequente a ritidoplastia

Cristiano D. Silveira Ramos; Marcelo Wilson Rocha Almeida; Leonardo Fernandes de Souza Aguiar; Marcelo Chemin Cury
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(2):370-373 - Relatos de Caso

PDF Português

RESUMO

Introdução: A paralisia facial periférica é uma entidade que pode deixar sequelas estéticas e funcionais importantes nos pacientes. De acordo com a literatura, a paralisia de Bell (PB) é a causa mais comum, representando de 50 a 80% dos casos. Porém deve ser considerada como diagnóstico de exclusão. Estima-se uma prevalência ligeiramente maior entre as mulheres e sua incidência é bimodal, com picos na terceira e oitava décadas de vida. A maioria dos pacientes evolui para a recuperação dentro de algumas semanas, embora seja comum uma piora do quadro nas primeiras 48 horas. O tratamento deve ser realizado no sentido de prevenir complicações e as condutas medicamentosas não estão consagradas. Como fatores de risco para a PB têm sido relatados hipertensão arterial, diabete mellitus, gravidez, puerpério e infecção pelo vírus herpes tipo I. Embora existam vários fatores de risco associados à PB, em relação à cirurgia de face-lifting existe apenas um caso relatado na literatura. Relato do Caso: No presente estudo, os autores descrevem o segundo caso de paralisia de Bell após a cirurgia de face-lifting.

Palavras-chave: Paralisia facial. Paralisia de Bell. Nervo facial. Fatores de risco. Tratamento.

 

ABSTRACT

Introduction: The peripheral facial palsy is a disease that can leave significant aesthetical and functional sequelae in patients. According to medical literature, Bell's palsy (BP) is the most common cause, representing from 50 to 80% of the cases. However, it must be considered as an exclusion diagnosis. A slightly higher prevalence is estimated in women and its incidence is bimodal with peaks in the third and eighth life decades. Most patients recover within weeks, though a worsening degree may be common in the first 48 hours. Treatment must be performed to prevent complications and the medical procedures are not universally accepted. The following have been mentioned as BP risk factors: arterial hypertension, mellitus diabetes, pregnancy, puerperium and infection caused by type I herpes virus. Although there are several BP associated risk factors, regarding face-lifting surgery there is only one reported case in medical literature. Case Report: In the present study, the authors describe the second case of Bell's palsy after face-lifting surgery.

Keywords: Facial paralysis. Bells palsy. Facial nerve. Risk factors. Treatment.

 

Ritidoplastia no tratamento da paralisia facial secundária a lesão do nervo facial

Mariana Angelica Berardi Cioffi; Gabriela Diesel Silveira; Miguel Eenrique Rivera Gomez; Geraldo Machado Filho; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):87-89 - Face I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: A paralisia facial periférica é uma doença relativamente comum, que pode deixar sequelas estéticas e funcionais. O nervo facial é o responsável pela mímica facial e lesões desse nervo produzem deformidades em graus variáveis. O tratamento da paralisia facial visa recuperar a simetria estática e dinâmica da face. OBJETIVO: Demonstrar a utilização da ritidoplastia como tratamento de paralisia facial por lesão de nervo facial em procedimento prévio e comparar com os dados da literatura relacionada ao assunto. MÉTODOS: Paciente feminina, hígida, caucasiana, que apresentava cirurgia de face 20 anos atrás, com consequente denervação parcial da hemiface esquerda. Com o envelhecimento, o lado enervado parcialmente apresentava mais flacidez. Queixava-se também da perda do contorno da face, dos dois lados, e da tristeza que este aspecto face lhe conferia. Foi-lhe indicada a ritidoplastia. RESULTADOS: O resultado foi avaliado considerando o teste de FACE-Q para avaliação de estética facial, e foi comparado as fotografias obtidas de antes. CONCLUSÃO: A harmonização facial requer habilidade técnica, rigoroso estudo da anatomia e sensibilidade artística para individualizar o objetivo cirúrgico conforme as necessidades e desejos do paciente. O desrespeito às técnicas cirúrgicas pode levar a danos permanentes ao paciente.

Palavras-chave: Face; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Ritidoplastia; Reabilitação; Paralisia facial.

 

O porquê da plicatura de smas como primeira opção em serviço de residência médica

Lucas Cunha de Andrade; Pedro Henrique Casavechia; Leilane Droppa Appel; Rafael Reston; Dayson Luiz Nicolau
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):95-97 - Face I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: O lifting facial é uma cirurgia que continua em crescimento e há inúmeras opções de técnicas para sua execução. Devido à complexidade anatômica e cirúrgica destes procedimentos, o médico residente se depara com grande temor no aprendizado inicial de ritidoplastias. A plicatura do sistema musculoaponeurótico superficial da face (SMAS), por mobilizar menos tecido e ser em plano superficial a estruturas nobres, possibilita menos complicações e mesmo assim apresenta resultados satisfatórios aos pacientes. MÉTODOS: Levantamento de casos operados entre março a dezembro de 2016, avaliar o grau de satisfação das pacientes, por meio de questionário com pontuação, e descrever complicações encontradas no pós-operatório de pacientes. RESULTADOS: 17 dos 19 pacientes estavam satisfeitos (90%) com o resultado estético da cirurgia, sendo atribuída uma nota média dentre todos de 8,2 (muito satisfeitos). Como complicações, 3 evoluíram com hematoma (15%), 1 com necrose retroauricular (5%) e 1 com deiscência pós tragal (5%). CONCLUSÃO: A plicatura do SMAS é uma técnica segura, tem menor curva de aprendizado, baixa incidência de complicações e obtém um bom índice de satisfação pelos pacientes, sendo uma ótima opção de técnica para treinamento inicial de liftings faciais em serviço de residência médica.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Face; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Estética; Rejuvenescimento.

 

Utilização do músculo grácil da coxa como opção para a cobertura de defeitos ósseos na microssomia hemifacial: relato de caso e discussão da literatura

Geraldo Machado Filho; Mariana Angélica Berardi Cioffi; Rolando Mendoza Romero; José Henrique Floriani; Milton Paulo de Oliveira; Marcos Ricardo de Oliveira Jaeger
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):104-106 - Face I

PDF Português

RESUMO

A microssomia craniofacial (MCF) é a segunda anomalia craniofacial mais comum após a fenda lábio-palatina. O tratamento da MCF é complexo e envolve desde a traqueostomia e gastrostomia neonatal, passando pela correção ortognática e enxertos ósseos até o remodelamento das partes moles do crânio. Para deformidades maiores de partes moles, o retalho microcirúrgico tem se tornado carro-chefe no preenchimento da região da bochecha, pescoço e pré-auricular. O estudo apresenta descrição de técnica de reconstrução de partes moles com retalho microcirúrgico de músculo grácil em paciente com MCF. Paciente apresenta melhora importante da simetria facial imediata e de longo prazo, sem intercorrências pós-operatórias. As cicatrizes tanto da área doadora quando da abordagem facial ficaram satisfatoriamente posicionadas. O músculo transplantado não acarretará prejuízo funcional para a vida da paciente.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Paralisia facial; Microcirurgia; Assimetria Facial.

 

Tratamento cirúrgico da paralisia facial com ponte de nervo masseter e cantoplastia lateral: relato de caso e revisão da literatura

Flávio Maciel de Freitas Neto; Ronaldo Scholze Webster; Bruno Della Mea Gasperin; Leonardo Milanesi Possamai; Caroline Battisti; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):119-121 - Face I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: A paralisia facial é uma afecção complexa, em que a morbidade afeta o paciente tanto clínica, com prejuízo estético e funcional, como psicologicamente. Tais alterações, quando presentes, afetam de forma profunda o cotidiano do paciente, bem com as relações interpessoais. OBJETIVO: Relatar um caso de tratamento cirúrgico de paralisia facial com ponte de nervo masseter e cantoplastia lateral, bem como o resultado clínico pós-operatório, discutindo com outras possibilidades terapêuticas cirúrgicas. MÉTODOS: Revisão de prontuário, descrição cirúrgica e registros fotográficos de um caso de paralisia facial, tratado cirurgicamente com retalho muscular de masseter ipsilateral e revisão na literatura médica de opções cirúrgicas para tratamento da patologia. Paciente feminina, parda, 36 anos, com paralisia de nervo facial a esquerda secundário a ressecção de tumor ponto cerebelar, associado a prejuízo de fechamento ocular e mímica facial. Resultados: Para correção da lagoftalmia, optou-se pela realização de uma cantoplastia lateral. No mesmo tempo cirúrgico, com vistas à correção da mímica facial, a porção distal do coto do nervo facial lesado foi reinervada com o nervo massetérico ipsilateral, ramo do nervo trigêmeo. CONCLUSÃO: A paralisia facial é uma afecção complexa, que necessita de um acompanhamento multidisciplinar entre cirurgiões, clínicos, psiquiatras, fisioterapêuticas, psicólogos e enfermeiros e tratamento individualizado, em que o paciente deve participar efetivamente das decisões em conjunto com a equipe médica, visando maior participação nas decisões e maior satisfação do paciente com o resultado final.

Palavras-chave: Paralisia Facial; Reabilitação; Microcirurgia.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons