ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 8 from 8 result(s)

Search for : Reconstruction; Vulva; Abdomen; Plastic surgery; Endometriosis

Reconstruction of abdominal wall and vulvar defects after endometriosis resection

Jefferson di Lamartine Galdino Amaral; Rafael Sabino Caetano Costa; Juldásio Galdino de OLIVEIRA; Amanda Costa Campos; Ronan Caputi Silva Dias; Anderson de Azevedo Damasio; José Carlos Daher
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(3):355-361 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Endometriosis is characterized by the presence of functional endometrial tissue (endometrial glands and stroma) outside the uterine cavity. However, only a few cases of extrapelvic endometriosis have been described in the literature.
Methods: This study reports the case of a patient from the author's plastic surgery service who underwent surgery in September 2013 at a hospital in Brasília, Federal District, Brazil. The study was conducted according to the principles of the Declaration of Helsinki, and the patient signed an informed consent form.
Results: A 30-year-old female patient presented with dysmenorrhea, pain, and paresthesia in the right inguinal region as well as a firm nodule in the labia majora with scars from two surgical resections of endometriosis. The gynecology team performed endoscopic resection of the uterine cavity lesions, inguinal canal content, nodules in the right labia majora, umbilical scar, and part of the aponeurosis. The abdominal wall and vulvar defects caused by the resection were repaired using a laterally based random lower abdominal flap as one of the vertices of a Z-plasty.
Conclusion: The flap described in this study is an alternative and satisfactory method for repairing large defects in the inguinal and vulvar regions.

Keywords: Reconstruction; Vulva; Abdomen; Plastic surgery; Endometriosis.

 

RESUMO

Introdução: Endometriose é a presença de tecido endometrial funcionante (glândulas endometriais e estroma) em localização fora da cavidade endometrial. Implantes endometrióticos extrapélvicos têm sido ocasionalmente descritos na literatura.
Métodos: Este é um relato de caso de uma paciente do serviço de cirurgia plástica do autor, operada em setembro de 2013 em um hospital de Brasília-DF. O trabalho seguiu os princípios de Helsinque e o termo de consentimento livre e esclarecido foi realizado.
Resultados: O trabalho se trata de uma paciente de 30 anos que apresentava dismenorreia, dor e parestesia em região inguinal direita, nódulo endurecido em grande lábio direito com cicatrizes de duas ressecções de focos de endometriose. A equipe de ginecologia realizou ressecção endoscópica das lesões cavitárias, do conteúdo do canal inguinal, do nódulo no grande lábio direito, da cicatriz umbilical e parte da aponeurose. Após se instalarem os defeitos de parede abdominal e vulva, a cirurgia plástica realizou a reconstrução com retalho de abdome inferior randômico, baseado lateralmente, como um dos vértices de uma zetaplastia.
Conclusão: O retalho descrito no trabalho é uma alternativa na reconstrução da região inguinal e vulva, em casos de grandes defeitos, obtendo um resultado satisfatório.

Palavras-chave: Reconstrução; Vulva; Abdome; Cirurgia plástica; Endometriose

 

New classification of hypertrophy of the labia minora and correlation with indicated surgical techniques

Andre Gonçalves de Freitas Colaneri
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):64-73 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Nymphoplasty or labioplasty is the most common genital plastic surgery. The objective of labioplasty is to correct hypertrophy of the labia minora and clitoral prepuce, removing excess tissue without affecting their function of protecting the vagina and aiding in genital lubrication. Several types of classifications have been proposed to facilitate the understanding of the degree of hypertrophy of the labia minora and assist in selecting the most suitable procedure in labioplasty. After analyzing several classifications, the author proposes a new classification to facilitate the understanding of hypertrophy of the labia minora, clitoral hood, and vaginal prepuce and help select the best labioplasty procedure. METHODS: A literature search was conducted in PubMed/Medline using the following terms: hipertrofia lábios vaginais, labioplastia, labiaplasty, labioplasty, labia minora hypertrophy, and labial protrusion. All the classifications described in the identified studies were analyzed. RESULTS: A new classification has been proposed. Hypertrophy of the labia minora was classified in four grades: grade 0 (< 1 cm), grade 1 (> 1 cm and < 3 cm), grade 2 (> 3 cm and < 5 cm), and grade 3 (> 5 cm). CONCLUSIONS: The new classification improves the understanding of the size and extent of hypertrophy of the labia minora and helps select the best procedure in labioplasty.

Keywords: Hypertrophy; Vulva; Reconstructive surgical procedures; Female genitalia; Minor surgical procedures.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: Primeira colocada entre as mais procuradas cirurgias plásticas genitais, a ninfoplastia ou labioplastia visa a correção da hipertrofia dos pequenos lábios vaginais e prepúcio, retirando seu excesso, sem interferir na sua função de proteção da vagina e auxílio na lubrificação genital. Diversos tipos de classificações foram propostos para facilitar a compreensão do grau de hipertrofia dos pequenos lábios vaginais e ajudar na escolha da técnica da labioplastia. Após analisar várias classificações, o autor propõe uma nova classificação, no intuito de facilitar a compreensão da hipertrofia das ninfas, capuz do clitóris e prepúcio e ajudar na escolha da técnica apropriada para labioplastia. MÉTODOS: Foi feita uma busca na literatura médica PubMed/Medline com os termos hipertrofia lábios vaginais, labioplastia, labiaplasty, labioplasty, lábia minora hipertrophy, labial protrusion. Foram analisadas todas as classificações descritas nos trabalhos encontrados. RESULTADOS: Uma nova classificação foi proposta. A hipertrofia dos pequenos lábios vaginais foi classificada em 4 graus: Grau 0 (< 1 cm), Grau 1 (> 1 cm e < 3 cm), Grau 2 (> 3 cm e < 5 cm) e Grau 3 (> 5 cm). CONCLUSÕES: A nova classificação, além de facilitar a compreensão do tamanho e extensão da hipertrofia das ninfas, também auxilia na escolha da técnica a ser escolhida para a labioplastia.

Palavras-chave: Hipertrofia; Vulva; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Genitália feminina; Procedimentos cirúrgicos menores.

 

Esthetic refinements to the appearance of the vulva in sex reassignment surgery

MATHEUS ZAMIGNAN MANICA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):65-73 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Sex reassignment surgery is a reliable and safe option, which has drastically reduced dysphoria and improved the quality of life of transgender individuals. The most studied and used technique is penile inversion with modifications, which results in appropriate esthetic appearance and functionality, but the surgical technique has not been standardized. Partial satisfaction rates up to 38% and dissatisfaction rates of 15% may cause up to 66% of cases to undergo additional procedures. The objective is to suggest esthetic refinements to the appearance of the vulva and compare some of the techniques described, seeking to increase the postoperative esthetic and functional satisfaction.
Methods: A retrospective study with 7 patients undergoing sex reassignment surgery between August 2017 and February 2018 was conducted. The clitoris is constructed with the glans in the form of a trident, using the corona to build the corpus cavernosa of the clitoris and increase the area of erogenous sensation. A section of the prepuce is used to increase the coverage of the clitoris and cover the inner surface of the labia minora, which are defined with the use of sutures.
Results: Adequate sensitivity and satisfaction with the result and capacity of orgasm in all patients were observed. There was no stenosis, fistula, or necrosis of the clitoris with this technique. Only 1 case needed an additional procedure for better esthetic definition.
Conclusion: The technique presented leads to high patient satisfaction and erogenous sensitivity, with some advantages compared to other techniques. However, prospective studies with larger numbers of patients are needed to define a more effective surgical technique.

Keywords: Vulva; Transsexualism; Transgender Individuals; Sex Reassignment Surgery; Sex Reassignment Procedures

 

RESUMO

Introdução: A cirurgia de adequação genital tem se mostrado uma opção segura e confiável, com redução drástica na disforia e melhora da qualidade de vida das pessoas transgênero. A técnica mais estudada e utilizada é a inversão peniana com suas modificações, com aparência estética e funcionalidade adequadas, porém sem padronização da técnica cirúrgica. Índices de até 38% de satisfação parcial e 15% de insatisfação podem levar até 66% dos casos a realizar procedimentos adicionais. O objetivo é sugerir refinamentos estéticos na aparência da vulva e comparar com algumas das técnicas descritas, buscando aumentar a satisfação estética e funcional pós-operatória.
Métodos: Estudo retrospectivo com 7 pacientes submetidas à cirurgia de readequação sexual entre agosto de 2017 e fevereiro de 2018. O clitóris é feito com a glande em formato de tridente, utilizando a coroa para construir os corpos cavernosos do clitóris e aumentar a área de sensação erógena. Faixa de prepúcio é usada para aumentar a cobertura do clitóris e cobrir a face interna dos pequenos lábios, que são definidos com o uso de suturas.
Resultados: Sensibilidade adequada e satisfação com o resultado e capacidade de orgasmo em todas as pacientes observadas. Não houve estenose, fístula ou necrose do clitóris com essa técnica. Somente 1 caso precisou de procedimento adicional para melhor definição estética.
Conclusão: A técnica apresentada tem alta satisfação das pacientes e sensibilidade erógena, com algumas vantagens em relação a outras técnicas. Porém, estudos prospectivos com número maior de pacientes são necessários para definir a técnica cirúrgica mais efetiva.

Palavras-chave: Vulva; Transexualismo; Pessoas Transgênero; Cirurgia de Readequação Sexual; Procedimentos de Readequação Sexual

 

Labiaplasty and its current status

Marilho Tadeu Dornelas; Marília de Pádua Dornelas Correa; Ana Luísa Reis Melo; Mariana Botrel Cunha; Angela Lopardi Nicolato; Lívia Dornelas Corrêa; Gabriel Victor Dornelas; Larissa Vitoria Dornelas
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(4):534-539 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Nymphoplasty or labiaplasty consists of a surgical approach to hypertrophy of the labia minora, and is aimed at correcting asymmetry and removing redundant tissue of the vulva. Hypertrophy of the labia minora is characterized by tissue that exceeds the limits of the labia majora under normal conditions. Surgery is an option in patients who complain of unpleasant odor, urinary infection, interference with sexual activity, and/or personal dissatisfaction; in the latter case, the surgical indication has an aesthetic purpose. The aim of this article was to report our experience with wedge resection of the labia minora in patients with hypertrophy. METHODS: We retrospectively analyzed 53 cases of labiaplasty performed with the wedge resection technique from 2010 to 2015. The results were evaluated for postoperative anatomical appearance, the degree of patient satisfaction, and the effect on sexual activity. RESULTS: Patients were satisfied with the postoperative aesthetic appearance. There was improvement in sexual satisfaction, ability to perform physical activities, and hygiene. No complications were observed, such as suture dehiscence, infection, or tissue necrosis. One patient required reoperation in the postoperative period due to asymmetry of the labia minora. Another patient complained of excessive exposure of the clitoris, but she had preexisting clitoral hypertrophy. CONCLUSION: Labiaplasty using the wedge resection technique relieved personal discomfort and provided functional and aesthetic improvement. Due to the lack of validation and standardization of labiaplasty techniques, further clinical research should be performed.

Keywords: Vulva/abnormalities; Hypertrophy; Surgical reconstructive procedures.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A ninfoplastia consiste na abordagem cirúrgica da hipertrofia dos pequenos lábios, que visa ao aperfeiçoamento da assimetria destes e do tecido redundante da vulva. A hipertrofia de pequenos lábios caracteriza-se por aqueles que, em posição e condições normais, sobressaem-se aos grandes lábios. A cirurgia tem sido proposta na presença de transtornos, como odor desagradável, infecção urinária, comprometimento da atividade sexual e/ou insatisfação pessoal, cuja indicação cirúrgica possui fins estéticos. O objetivo deste artigo é relatar nossa experiência com a ressecção em cunha dos pequenos lábios nas pacientes que apresentam tal hipertrofia. MÉTODOS: Foram analisados retrospectivamente 53 casos de ninfoplastia pela técnica de ressecção em cunha, no período de 2010 a 2015. Os resultados foram analisados quanto ao aspecto anatômico no pós-operatório, o grau de satisfação das pacientes e a interferência na atividade sexual. RESULTADOS: As pacientes se mostraram satisfeitas com o aspecto estético pós-cirúrgico. Houve melhora no desempenho sexual, na prática de atividades físicas e condições de higiene. Não foram verificadas complicações, como deiscência de sutura, infecção ou necrose tecidual. Uma paciente precisou ser reoperada devido à assimetria de pequenos lábios no pós-operatório. Outra paciente queixou-se da excessiva exposição do clitóris, porém o mesmo já apresentava discreta hipertrofia prévia. CONCLUSÃO: A ninfoplastia pela técnica de ressecção em cunha apresentou benefícios em relação ao desconforto pessoal, melhora funcional e estética. Devido à ausência de validação e padronização nas técnicas de ninfoplastia atuais, novos estudos clínicos devem ser realizados.

Palavras-chave: Vulva/anormalidades; Hipertrofia; Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos.

 

Surgical treatment of clitorian hypertrophy

Aymar Edison Sperli; José Octávio Gonçalves de Freitas; Alieksei Clairefont de Andrade Mello
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(2):314-320 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Moderate clitoris hypertrophy has been described in 25% of the women. When its shape and volume disturb at the sexual activity, combined or not by psychological problems, initially patients search for help from gynecologists and or by endocrinologists and not rarely are send to plastic surgeons. Our experience is based on 9 patients with ambiguous external genitalia, submitted to these surgeries during the last 15 years. Three cases were selected to demonstrate the obtained results with the technique. Two female patients with Prader type II clitoris aspect were selected; one of them presents the problem at adult age and, in the other, the etiology was possible congenital. The third patients presented hypertrophic clitoris combined with pseudo-hermaphroditism with ovarium, atrophic testicles as described in Prader Type V. Methods: The all three patients were submitted to clitoris reduction by dissection of the mucous-cutaneous covering and its excess buried by suture. The third patient with pseudo-hermaphroditism had also neo-vagina reconstruction. Results: The surgical procedures preserved esthetic and sensibility, with clitoris dimensions reduction. Conclusion: The surgical procedures presented moderate simplicity, but within the surgical criteria to preserve the functions and the external genitalia anatomy.

Keywords: Clitoris/surgery. Vulva/surgery. Genitalia, female/surgery.

 

RESUMO

Introdução: Segundo vários autores, a hipertrofia discreta do clitóris está presente em 25% das mulheres. Quando o volume passa a incomodar no ato sexual, acompanhado ou não de distúrbios psicológicos, as pacientes buscam inicialmente ajuda de ginecologistas ou endocrinologistas e não raramente são encaminhadas à cirurgia plástica para a resolução dos problemas. Método: Nossa experiência é baseada em 9 pacientes, durante 15 anos, portadoras de genitália ambígua, submetidas a tratamento cirúrgico. Foram selecionados 3 casos para ilustrar os resultados obtidos com a técnica. Duas pacientes com hipertrofia clitoriana do tipo II de Prader foram selecionadas; uma de origem adquirida na idade adulta, e outra de origem possivelmente congênita. A terceira paciente apresentava anomalias sexuais múltiplas, de origem congênita: agenesia de vagina, hipertrofia clitoriana, presença de ovários e testículos atrofiados, pseudo-hermafroditismo feminino, catalogada como tipo V de Prader. Todos os três pacientes foram submetidas a redução do clitóris pela dissecção da cobertura músculo-cutânea (desenluvamento) e sepultamento do corpo clitoriano por sutura. Resultados: Os procedimentos cirúrgicos realizados preservaram a estética e a sensibilidade, com redução das dimensões do clitóris. Conclusão: Os procedimentos apresentam relativa simplicidade, porém dentro de critérios cirúrgicos buscando a preservação das funções e da anatomia da genitália externa.

Palavras-chave: Clitoris/cirurgia. Vulva/cirurgia. Genitália feminina/cirurgia.

 

Complicações em cirurgia íntima: análise de quarenta casos

ROSIMARA MORAES BONFIM
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.2):57-58 - Supplement Symposium Miner of Intercurrences 13th SYMPOSIUM - 2019

PDF Portuguese

RESUMO

Estudo prospectivo de 40 pacientes operadas pela autora, com acompanhamento variando de 6 meses a 2 anos, incluindo pesquisa via telefone após 10 meses de operadas, com 2 casos de edema prolongado, nenhum hematoma, 3 deiscências mínimas com reintervenção e todas as pacientes satisfeitas. Os resultados são comparados com artigos na literatura.

Palavras-chave: Vulva/cirurgia; Ninfoplastia; Labioplastia; Cirurgia íntima; Hipertrofia de pequenos lábios; Complicações; Satisfação do paciente

 

Nymphoplasty: classification and technical refinements

Fábio Inácio da Cunha; Lúcio Marques da Silva; Laudicély de Araújo Costa; Flávia Roberta Paes Vasconcelos; Giuliano Trombetta Amaral
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):507-511 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Background: Hypertrophy of the labia minora is a functional and esthetic problem that can have a significant impact on quality of life. Current surgical procedures are based on the excision of excess tissue and reconnection of the edges. However, anatomical alterations associated with labial hypertrophy such as hypertrophy of the foreskin of the clitoris are common, and, if not treated properly, may limit the results of surgery and cause esthetic and functional sequelae. The present report proposes a classification of the different types of hypertrophy and recommended treatments, and describes refinements in the labia minora reduction techniques. Methods: A total of 20 female genital plastic surgery cases from the Center for Plastic Surgery of Brasilia and at Hospital das Forças Armadas from June 1999 to March 2008 were retrospectively reviewed. Patients were classified into three groups according to the degree and location of labia minora hypertrophy. Results: The patients were satisfied with the esthetic results of surgery. No complications were reported, and all patients underwent surgery of the labia minora in accordance with the protocol proposed by the authors and based on hypertrophy type. Conclusions: The surgical procedures reviewed in this study were based on the classification of labia minora hypertrophy. Satisfactory esthetic and functional results were obtained, thus providing new methods for the surgical reduction of labia minora and foreskin of the clitoris without surgical stigma or reduction of sensitivity and no effects on sexual function.

Keywords: Vulva/surgery. Clitoris/surgery. Gynecologic surgical procedures/methods.

 

RESUMO

Introdução: A hipertrofia dos pequenos lábios traz problemas estéticos e de comprometimento do comportamento íntimo e social. As técnicas existentes, via de regra, propõem excisão do excesso de tecido e reaproximação das bordas; entretanto, diferenças anatômicas são comuns e, frequentemente, observa-se hipertrofia do prepúcio do clitóris associada a aumento dos pequenos lábios. Essas alterações, se não tratadas adequadamente, limitam o resultado, podendo produzir sequelas estéticas e funcionais. Este trabalho propõe uma classificação dos tipos de hipertrofia, com tratamento diferenciado para cada um deles, além de refinamentos técnicos na abordagem da hipertrofia dos pequenos lábios. Métodos: Estudo retrospectivo de 20 casos de plástica genital feminina, realizada no Centro de Cirurgia Plástica de Brasília e Hospital das Forças Armadas, no período de junho de 1999 a março de 2008. As pacientes foram classificadas em três grupos, de acordo com o grau e a localização da hipertrofia dos pequenos lábios. Resultados: As pacientes mostraram-se muito satisfeitas com o aspecto estético proporcionado pela cirurgia. Não foram verificadas complicações relacionadas aos procedimentos realizados. Todas as pacientes foram submetidas a tratamento cirúrgico dos pequenos lábios de acordo com o protocolo proposto pelos autores, baseado no tipo de hipertrofia. Conclusões: Os procedimentos cirúrgicos realizados, propostos de acordo com a classificação da hipertrofia dos pequenos lábios, permitiram a obtenção de resultados estéticos e funcionais satisfatórios, proporcionando à paciente oportunidade de redução do excesso dos pequenos lábios e do prepúcio do clitóris, sem criar estigmas cirúrgicos ou diminuição da sensibilidade, não prejudicando, portanto, a função sexual.

Palavras-chave: Vulva/cirurgia. Clitóris/cirurgia. Procedimentos cirúrgicos em ginecologia/métodos.

 

Variação da técnica ninfoplastia com uso de haste metálica para maior simetria

Paulo Roberto da Silva Mendes; Carlo Mognon Mattiello; Miguel Angel Rodriguez Silva; Gustavo Palmeiro Walter; Jorge Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):145-147 - Membro Superior e Inferior

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: O rejuvenescimento vaginal e a labioplastia vêm crescendo em popularidade entre pacientes e cirurgiões plásticos. A preocupação da mulher com o aspecto da genitália não é um problema meramente estético e muitas pacientes buscam tratamento por dificuldades funcionais e psicológicas associadas. Há diversas técnicas descritas com suas variações, sendo atribuída ao cirurgião a escolha da melhor técnica para cada caso. OBJETIVO: Relatar uma variação da técnica de excisão simples para correção da hipertrofia dos pequenos lábios, utilizando instrumento cirúrgico desenvolvido pelo próprio autor, com intuito principal de manter a simetria da genitália. MÉTODOS: Descrição da técnica utilizando haste aço inoxidável, de 1 mm de espessura e 17 cm de comprimento, para realização de labioplastia. Todos os casos eram oriundos do Sistema Único de Saúde e avaliados e operados pelo Serviço de Cirurgia Plástica e Queimados do Hospital Universitário (HU) da UFSC no período fevereiro 2012 até março 2017. Todas foram operadas sob anestesia geral ou bloqueio regional. As pacientes foram avaliadas no pós-operatório quanto à simetria, satisfação e complicações. RESULTADOS: Foram selecionados e operados um total de 15 pacientes. A média de idade foi 34,4 anos, o índice de massa corporal (IMC) foi 21,8, o tempo médio de seguimento foi 32 meses. De maneira geral, tivemos bons resultados estéticos, principalmente no que concerne à simetria - pela avaliação subjetiva do cirurgião e dos pacientes - com baixo índice de complicações. CONCLUSÃO: A labioplastia utilizando a haste metálica como guia permitiu a obtenção de bons resultados estéticos (simetria, sem alterações da pigmentação) e funcionais, resultando em boa satisfação tanto dos pacientes quanto da equipe médica, podendo ser ferramenta útil nessas cirurgias.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Clitóris; Vulva.

 

Support

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license