ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Artigo Anterior

Editorial - Ano 2017 - Volume 32 - Número 3

http://www.dx.doi.org/10.5935/2177-1235.2017RBCP0052

O Revisor científico de um periódico é elemento fundamental na qualidade do jornal. Sua atuação requer agilidade, conhecimento científico, objetividade, confidencialidade e imparcialidade. Por outro lado, os revisores se beneficiam com a exposição aos mais recentes desenvolvimentos em seus campos, facilitando sua manutenção nas últimas publicações1,2.

Normatizar a maneira de revisar um artigo científico é a tendência atual dentre os periódicos especializados.

De maneira similar às novas exigências determinadas aos autores na confecção de uma estrutura mais apropriada para a elaboração de artigos, o modo como são analisados passa por transformações, visando acompanhar a evolução científica e as novas tendências da medicina baseada em evidências. Várias são as mudanças ocorridas em nossa revista, acompanhando esta tendência mundial.

O processo de submissão se inicia pela validação estrutural do artigo. Neste momento inicial o conteúdo não é avaliado caso a estrutura não for adequada ao tipo de estudo, a submissão é interrompida e o artigo devolvido ao autor. Artigos estruturalmente adequados seguem para a primeira etapa de análise, onde uma apreciação célere do resumo do artigo é realizada. O tema do estudo e o escopo da revista são confrontados e analisados pelos Editores. Somente a partir deste momento os revisores são designados e o processo de Revisão propriamente dito se inicia.

Redução da subjetividade, uso de ferramentas padronizadas e cegamento da autoria dos artigos visa total neutralidade por parte dos revisores para a aprovação ou rejeição de um artigo. Para tanto, questionários mais simples e objetivos, tem permitido a tomada de decisão de maneira mais constante. Adicionalmente, a uniformização dos critérios favoreceu a criação de um "estilo" para a Revista, facilitando aos autores identifica-lo, a fim de decidir se a revista é adequada ao seu estudo.

Dentre os questionamentos aos revisores, inclui-se a avaliação da pertinência do tipo de estudo e a adequada documentação ética, incluindo o registro dos ensaios clínicos.

Uma vez que o artigo é submetido, a confidencialidade de seu conteúdo e de todo o processo deve ser certificada. Revisores diante de um estudo, devem garantir que não haverá possibilidade de divulgação de qualquer parte de seu conteúdo antes da decisão final. Neste contexto, mesmo que o revisor se utilize de auxílio de terceiros para a revisão de determinado estudo ou assunto, a responsabilidade da confidencialidade deve ser garantida por ele3.

Revisores devem reforçar a atenção ao analisar um artigo, na busca ativa por sinais de plagiarismo4. Conteúdos do corpo do texto, como tabelas e figuras podem ser fonte deste ato ilícito. Se um artigo é publicado e apresenta-se como um plágio, é responsabilidade dos autores, mas também da Revista. A comissão editorial, incluindo revisores, realizam por meio de ferramentas eletrônicas, busca ativa de indícios de plagiarismo.

Estilo literário e gramatical primorosos, bem como clareza, estética e originalidade na confecção de tabelas e figuras são fatores muito importantes e aumentam as chances de aceitação de um artigo. É tendência geral valorizar esquemas, ilustrações, algoritmos e tabelas em um momento em que a velocidade da informação é cada vez maior. Na mesma linha, a escolha precisa dos descritores e palavras-chave pode ser determinante para a aprovação. Um resumo bem confeccionado e unitermos adequadamente escolhidos podem ser diferenciais na quantidade de vezes que um artigo é localizado e consequentemente citado. Todos estes fatores são objetivamente considerados pelos Revisores Científicos.

Por fim, a análise das referências citadas é também uma etapa de grande importância, pois é um dos garantidores da categoria do artigo e da Revista. A escolha das referências baseadas na atualidade, relevância, citação de autores nacionais e internacionais e impacto das mesmas torna o artigo mais importante e com maior poder de disseminação do conhecimento. Igualmente, nossos Revisores avaliam as referências citadas a fim de garantir a qualidade do artigo.


REFERÊNCIAS

1. Pytynia KB. Why Participate in Peer Review as a Journal Manuscript Reviewer: What's in It for You? Otolaryngol Head Neck Surg. 2017156(6):976-7. DOI: 10.1177/0194599816669661

2. Pierno A, Fruscio R, Bellani G. [The recognition of peer reviewers activity: the potential promotion of a virtuous circle.] Recenti Prog Med. 2017;108(9):355-9. Italian. DOI: 10.1701/2745.27985

3. Al-Khatib A, Teixeira da Silva JA. Is Biomedical Research Protected from Predatory Reviewers? Sci Eng Ethics. 2017 Sep 13. DOI: 10.1007/s11948-017-9964-5. [Epub ahead of print]

4. Juyal D, Thawani V, Thaledi S. Plagiarism: an egregious form of misconduct. N Am J Med Sci. 2015;7(2):77-80. DOI: 10.4103/1947-2714.152084










Editor Chefe RBCP

 

Artigo Anterior Voltar ao Topo

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons