ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 14 from 14 result(s)

Search for : Coronavirus infections; Skin neoplasms; Melanoma; Basal cell carcinoma; Neoplasms

Sentinel lymph node mapping in patients with cutaneous melanoma: clinical and lymphoscintigraphy correlation

Gilson Luis Duz, José Francisco Chagas, José Carlos M Faria
Rev. Bras. Cir. Plást. 2007;22(2):76-80 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Methods: Thirty patients presenting with cutaneous malignant melanoma underwent lymph node mapping by the Skin Cancer Group of the Plastic Surgery Department of Pontificia Universidade Catolica - Campinas, between 2004 and 2006 (24 months). The protocol used was the same suggested by the Brazilian Melanoma Group (GBM). Clinical history, palpation of the lymphatic chain and preoperative lymphoscintigraphy (Technetium-99m) were compared with intraoperative radiation and blue dye mapping, and with the results of histopathological analysis of the sentinel lymph node (SLN). Results: Pre-operative lymphoscintigraphy indicated the exact location of the SLN in all 30 patients. During exploratory surgery of the lymphatic chain, intraoperative mapping of the radiopharmaceutical allowed us to identify the SLN in 29 patients. In five of these patients, the SLN was not blue. Four SLNs in all were positive for metastatic cancer. Clinically, lymph nodes were palpated in the regional lymphatic chain in three patients, in which the pathology was considered positive for metastasis. Conclusion: Analysis of the results of this study allows for the conclusion that the distribution and lymphatic mapping of radioactive material injected around the cutaneous malignant melanoma is highly sensitive in the identification of the sentinel lymph node.

Keywords: Melanoma. Lymph nodes. Radionuclide imaging

 

RESUMO

Método: Trinta pacientes portadores de melanoma maligno cutâneo foram submetidos à pesquisa do linfonodo sentinela, no Serviço de Tumores Cutâneos do Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, no período de 2004 e 2006 (24 meses). O protocolo utilizado foi o mesmo sugerido pelo Grupo Brasileiro de Melanoma. História clínica, palpação da cadeia linfonodal mais próxima e linfocintilografia (Tecnécio-99m) préoperatória foram correlacionados com identificação de captação radioativa e coloração por azul patente no período transoperatório, e com os resultados da análise histopatológica do linfonodo sentinela. Resultados: A linfocintilografia pré-operatória sugeriu a localização exata do linfonodo sentinela em todos os 30 pacientes. Durante exploração cirúrgica da cadeia linfonodal, a medida da captação intra-operatória do radiofármaco permitiu identificar o LNS em 29 deles. Destes, cinco não se encontravam corados pelo azul patente. Quatro LNS ao todo foram positivos para presença de células metastáticas. Clinicamente, linfonodos foram palpados na cadeia linfática regional em três pacientes, nos quais, em todos, a patologia foi considerada positiva para doença à distância. Conclusão: A análise dos resultados deste estudo permite concluir que a distribuição e captação ganglionar de material radioativo aplicado na periferia do local de melanoma cutâneo maligno é altamente sensível na identificação do linfonodo sentinela.

Palavras-chave: Melanoma. Linfonodos. Cintilografia

 

Primary Approach of Cutaneous Melanoma

Luiz Eduardo Toledo Avelar, Rodrigo Otávio Gontijo Tostes, João Carlos Cisneiros Guedes de Andrade Júnior, Guilherme do Valle Castro Ribeiro, Paulo Roberto da Costa
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(1):11-14 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The authors show their experience in the treatment of primary cutaneous melanoma. They report the initial cares of this disease, the importance of multidisciplinary setting and the main treatments and complications. The authors followed 48 patients with cutaneous melanoma in different thickness, which leads to specific conducts to each one, and the follow up of 3 years.

Keywords: Melanoma. Skin neoplasms. Neoplasm staging. Neoplasm invasiveness.

 

RESUMO

Os autores mostram sua experiência no tratamento primário do melanoma cutâneo. Relatam os cuidados iniciais na abordagem desta afecção, a importância de se estabelecer uma integração multidisciplinar, e os principais tratamentos e complicações. Os autores acompanharam 48 pacientes portadores de melanoma cutâneo em diferentes espessuras e que necessitaram de condutas específicas para cada classificação e estadiamento, em um seguimento de três anos.

Palavras-chave: Melanoma. Neoplasias cutâneas. Estadiamento de neoplasias. Invasividade neoplásica.

 

Surgical treatment of giant melanocytic nevi

Luiz Victor de Fortuna Carneiro Junior; Leonardo Fernandes de Souza Aguiar; Ivo Pitanguy
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(2):198-204 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Congenital melanocytic nevi are present in approximately 1% of newborns. The lesions classified as small and medium are relatively common, and have low risk of malignant degeneration, however, lesions called giants are rare and have a higher risk of malignancy. This work describes the author's experience in the surgical treatment of giant pigmented nevi.

Keywords: Nevus. Melanoma. Tissue Expansion Devices.

 

RESUMO

O nevo melanocítico congênito está presente em aproximadamente 1% dos recém nascidos. As lesões classificadas como pequenas e médias são relativamente comuns, e possuem risco de degeneração maligna baixo. Por outro lado, as lesões chamadas de gigantes são raras e possuem maior risco de malignização. Neste trabalho é relatada a experiência do autor, no tratamento cirúrgico dos nevos melanocíticos gigantes.

Palavras-chave: Nevo. Melanoma. Dispositivos para Expansão de Tecidos.

 

Cutaneous melanoma: clinical, epidemiological, and anatomopathological aspects of a training center in Belo Horizonte

Izabella Costa Araujo; Clênio Martins de Souza Coelho; Gustavo Augusto Matos Saliba; Patrícia Cordeiro Lana; Augusto César de Melo Almeida; Nárlei Amarante Pereira; Rebeca Paohwa Liu da Fonseca; Aloísio Ferreira da Silva Filho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(4):497-503 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

INTRODUCTION: Malignant cutaneous melanoma (MCM) comprises nearly 5% of all malignant cutaneous tumors and shows increasing incidence and a high mortality. The objective of this study is to review the clinical, epidemiological, and anatomopathological characteristics of MCM in patients treated at the plastic surgery and pathological anatomy services of a general hospital. METHOD: Data corresponding to 47 lesions from 45 patients treated between 2011 and 2013 were reviewed. We analyzed the sex and age of patients, as well as the site and histopathological characteristics of the lesions. RESULTS: A total of 24 patients were men and 21 were women. Their average age at the medical appointment was 61.9 years. Twenty-four neoplasias were in the extremities, 14 in the torso, and 9 in the face. Concerning histological diagnosis, 34.0% of the tumors were in situ melanoma and 66.0% were invasive melanoma. In the latter group, 14 lesions corresponded to the nodular melanoma type, 12 to the superficial spreading, three to the acral lentiginous, and two to the malignant lentigo melanoma type. Sentinel node biopsy was performed in 14 invasive melanomas, with 4 being positive. Among the lymphadenectomies performed, four were positive for metastasis. At diagnosis, four patients showed in-transit metastasis, whereas three patients had lymph node metastasis. Local tumor relapse was observed in two cases. Concerning tumor staging, 14 patients were in stage 0, 11 in stage I, 10 in stage II, and 10 in stage III. CONCLUSION: The data from this study support the findings described in the literature. Early diagnosis and surgical treatment remain the best way to increase survival.

Keywords: Melanoma; Malignant melanoma; Epidemiology.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: O melanoma cutâneo maligno (MCM) constitui cerca de 5% dos tumores cutâneos malignos e apresenta crescente incidência e alta letalidade. O objetivo deste estudo é rever as características clínicas, epidemiológicas e anatomopatológicas do MCM em pacientes tratados nos serviços de Cirurgia Plástica e Anatomia Patológica de um hospital geral. MÉTODO: Dados de 45 pacientes, correspondendo a 47 lesões, tratados entre 2011 e 2013, foram revisados. Estudou-se: gênero e idade dos pacientes, localização e características histopatológicas das lesões. RESULTADOS: Vinte e quatro pacientes eram do gênero masculino e 21 do feminino. A média de idade à consulta foi de 61,9 anos. Vinte e quatro neoplasias localizaram-se nas extremidades, 14 acometeram o tronco e nove a face. Quanto ao diagnóstico histológico, 34,0% dos tumores consistiu-se em melanoma in situ e 66,0% em melanoma invasor. Neste grupo, 14 lesões correspondiam ao tipo nodular, 12 ao extensivo superficial, três ao acral lentiginoso e dois ao lentigo maligno. A biópsia de linfonodo sentinela foi realizada em 14 melanomas invasores, com positividade em quatro procedimentos. Dentre as linfadenectomias realizadas, quatro mostraram-se positivas para metástase. No momento do diagnóstico, quatro pacientes apresentavam metástase em trânsito e três com metástase linfonodal. Recidiva tumoral local foi verificada em dois casos. Em relação ao estadiamento, 14 pacientes encontravam-se no estádio 0, 11 no I, 10 no II e 10 no III. CONCLUSÃO: Os dados deste estudo corroboram os achados da literatura. O diagnóstico e tratamento cirúrgico precoce permanecem o melhor caminho para o aumento da sobrevida.

Palavras-chave: Melanoma; Melanoma maligno; Epidemiologia.

 

Clear Cell Sarcoma of the Axilla (Soft Tissue Malignant Melanoma)

Américo Marques, Etizabeth Brenda, Osvaldo Gianotti Filho, Heitor Carvalho Gomes, Jorge M. Andrews
Rev. Bras. Cir. Plást. 1997;12(1):41-46 - Articles

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

A case of clear cell sarcoma of the axilla (malignanl melanoma of soft lissues) is reporled. The lumor was ressecled and the inilial diagnosis was liposarcoma. Two monlhs after operalion another nodule was Jound in Ihe patient lumbar region. Ressection of Ihis second nodule was done. The diagnosis of clear cell sarcoma was very difficull by uncomom clinical piclure and Ihe tumor's rarity. Rapid evolulion 10 generalized melltaslalis occurred. The lilerature was reviewed and the main points of clinical and histological findings were presented.

Keywords: Sarcoma, Malignant Melanoma, Soft Tissues

 

Histopathological melanoma behavior analysis fundamental for a good practice in plastic surgery

Leonardo Fernandes de Souza Aguiar, Marcelo Wilson Rocha Almeida, Fernando Nakamura, Luis Felipe Araújo de Moraes Prado, Thomaz Santos Lyra, Cristiano D. Silveira Ramos
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(2):152-157 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The plastic surgeon often treats patients with the most varied types of skin injuries, and, undoubtedly faces the melanoma, which consist a malignancy of skin and mucosa and represents 3% to 4% of the malignant skin neoplasias. It is the most aggressive cutaneous carcinoma. Methods: Were studied 116 diagnosed cases of melanoma at the pathology laboratory. The collected data concerning gender, age, margins, Breslow's thickness, Clark's level, mitotic index and presence or absence of regression, and ulceration were statistically analyzed and compared. Results: The patients corresponded 67.2% to women and 32.8% to men. The average age was of 56 years. There was no statistically significant difference between the genders. There was a histological predominance of the superficial diffusion type with 62.7% and nodular with 18.1%. There was no statistically significant association between: regression and BC index, sex and BC index, histological type and regression, histological type and sex, mitotic index and histological type of the tumor, angiolymphatic invasion, free or implicated margins or with either presence or absence of regression (p > 0.005). There was a statistically significant strong association between angiolymphatic invasion and BC index, histological type and BC index, histological type and angiolymphatic invasion, histological type and ulceration, and in the relationship mitotic index and BC index (p < 0.005). Conclusion: The treatment of this pathology demands a profound knowledge of its histological behavior, as based on this knowledge the initial surgical treatment is planned, enabling foreseeing the prognosis and evolution of the disease.

Keywords: Melanoma. Plastic surgery. Neoplasms. Neoplasm invasiveness. Neoplasm staging.

 

RESUMO

Introdução: O cirurgião plástico trata pacientes com os mais variados tipos de lesões de pele, sendo que invariavelmente se defronta com o melanoma, que constitui uma lesão maligna de pele e mucosas e representa 3% a 4% das neoplasias malignas da pele. É o carcinoma cutâneo mais agressivo. Método: Foram estudados 116 casos de melanoma diagnosticados no laboratório de patologia. Os dados obtidos em relação a gênero, idade, margens, espessura de Breslow, nível de Clark, índice mitótico e presença ou ausência de regressão, e ulceração foram cruzados e analisados estatisticamente. Resultados: No estudo, 67,2% dos pacientes correspondiam a mulheres e 32,8%, a homens. A idade média foi de 56 anos. Não houve diferença de idade estatisticamente significante entre os sexos. Houve predominância histológica do tipo difusão superficial com 62,7% e nodular com 18,1%. Não houve associação estatisticamente significante entre: regressão e índice BC, sexo e índice BC, tipo histológico e regressão, tipo histológico e sexo, índice mitótico e tipo histológico do tumor, invasão angiolinfática, margens livres ou comprometidas ou com presença ou ausência de regressão (p > 0,005). Houve forte associação estatisticamente significante entre invasão angiolinfática e índice BC, tipo histológico e índice BC, tipo histológico e invasão angiolinfática, tipo histológico e ulceração, e na relação índice mitótico e índice BC (p < 0,005). Conclusão: O tratamento desta afecção necessita de um profundo conhecimento de seu comportamento histológico, pois baseado neste conhecimento é planejado o tratamento cirúrgico inicial, sendo possível prever o prognóstico e evolução da doença.

Palavras-chave: Melanoma. Cirurgia plástica. Neoplasias. Invasividade neoplásica. Estadiamento de neoplasias.

 

Congenital melanocytic nevi: a retrospective study of epidemiological and therapeutic aspects in a series of 45 patients

Gladstone Eustaquio de Lima Faria; Dov Charles Goldenberg; Tatiana de Moura; Patrícia Yuko Hiraki; Rafael Andrade Manzini; Eduardo Soares Cirne de Toledo; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):22-26 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Although relatively rare, congenital melanocytic nevi are lesions that require monitoring for a long period in order to prevent psychological sequelae and complications inherent to this pathology such as psychological stress, neurocutaneous melanosis, and malignant degeneration. Methods: This study presents epidemiological therapeutic data from a series of 45 cases treated at the Divisão de Cirurgia Plástica e Queimaduras, Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo.

Keywords: Nevi and Melanomas. Nevus. Melanoma. Melanosis.

 

RESUMO

Introdução: Os nevos melanocíticos congênitos, apesar de apresentarem uma incidência relativamente rara, são lesões que necessitam acompanhamento por longo período, a fim de se evitar sequelas psicológicas e complicações inerentes a essa patologia, como estresse psicológico, melanose neurocutânea e degeneração maligna. Método: O presente estudo demonstra os dados epidemiológicos e terapêuticos em uma série de 45 casos atendidos na Divisão de Cirurgia Plástica e Queimaduras do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Palavras-chave: Nevos e Melanomas. Nevo. Melanoma. Melanose.

 

Impact of the COVID-19 virus pandemic on hospitalizations for skin cancer treatment in Brazil

Isabella de Fátima Vilela; Thiago Roberto Winter de Carvalho; Leonel Ribeiro Silva; Letícia Alves Teófilo; Osíris José Dutra Martuscelli; Diego Filipe da Silva; Douglas Silva Rodrigue; Pamella Costa Andrade
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(3):303-308 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: COVID-19 virus infection was a severe health impact in 2020. The direct repercussion is easily measured through its morbidity and mortality rates. Its indirect repercussion on health is still little measured, and this is the objective of this study.
Methods: To determine the number of hospitalizations for general treatments, for the treatment of neoplasms and malignant skin cancer in the SUS, from 2008 to 2020, in the department of informatics of the SUS.
Results: The parallelism of the data referring to the three groups selected above allowed to observe a drastic reduction in the number of hospitalizations in the SUS between the same months of 2019 and 2020: a decrease of 10.60% in general hospitalizations, 58.65% in hospitalizations for neoplasia and 156% in hospitalizations for malignant skin cancer. The reduction gradually worsened in 2020 from January. In June 2020, the number of hospitalizations for skin cancer treatment reflected values from 12 years ago.
Conclusion: The follow-up of the historical series of hospitalizations in the SUS provides a tangible value that serves as a basis for understanding the direction of health measures. The indirect implications of COVID-19 may have an outcome as tragic as its mortality, as they impact specialized health services availability. Services of great specialization such as hospital cancer treatment attend complex cases, and their unavailability may reflect an increase in mortality from these causes - an indirect impact of COVID-19.

Keywords: Coronavirus infections; Skin neoplasms; Melanoma; Basal cell carcinoma; Neoplasms.

 

RESUMO

Introdução: A infecção pelo vírus COVID-19 é um impacto severo à saúde no ano de 2020. A repercussão direta é facilmente mensurada através de suas taxas de morbidade e mortalidade. Sua repercussão indireta na saúde ainda é pouco mensurada e este é o objetivo deste estudo.
Métodos: Determinar os números de internações para tratamentos gerais, para tratamento de neoplasias e para câncer de pele malignos no SUS, de 2008 a 2020, no departamento de informática do SUS.
Resultados: O paralelismo dos dados referentes aos três grupos acima selecionados permitiu observar uma redução drástica no número de internações no SUS entre os mesmos meses de 2019 e 2020: queda de 10,60% nas internações gerais, 58,65% nas internações por neoplasia e 156% nas internações por câncer de pele maligno. A redução agravou-se gradativamente no ano de 2020 a partir do mês de janeiro. No mês de junho de 2020, os números de internações para tratamento de câncer de pele refletem valores de 12 anos atrás.
Conclusão: O acompanhamento da série histórica de internações no SUS fornece um valor palpável que serve como base para se compreender o direcionamento das medidas de saúde. As implicações indiretas da COVID-19 podem ter um desfecho tão trágico quanto a sua mortalidade, pois repercutem na disponibilidade de serviços de saúde especializados. Serviços de grande especialização como o tratamento de câncer em caráter hospitalar atendem casos complexos e sua indisponibilidade pode refletir em aumento de mortalidade por estas causas - um impacto indireto da COVID-19.

Palavras-chave: Infecções por coronavírus; Neoplasias cutâneas; Melanoma; Carcinoma basocelular; Neoplasias

 

Radioguided sentinel lymph node on surgical treatment of malignant cutaneous melanoma

Cristiano D. Silveira Ramos, Carlos Augusto Gomes, Antonio Fonseca Lucinda, José Lindomar Delgado, Marcelo Wilson Rocha Almeida, Leonardo Fernandes de Souza Aguiar, Ivo Pitanguy
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(1):64-70 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The melanoma skin represents 3 to 4% of malignancies of the skin. It is the most aggressive skin cancer, with the highest rates of morbidity and mortality. Objective: To report a study of surgical treatment for primary lesions of cutaneous melanoma and the sentinel lymph node detection through labeled technetium-99 cintilography. Method: Sixteen subjects, who had been studied from March 2003 to June 2006, were submitted to the same treatment protocol. Patients were analyzed according to age, sex, skin color, characteristics, treatment and stage of lesion as well as of lymph node metastasis, when present. Results: Most patients were female (75%), and the most common age group was 41 to 60 years. The primary location of the skin lesion was predominant in the trunk, and histological type found more common was superficial melanoma. About the thickness and staging types of injury were more found: Clark III, 1.51 to 4 mm Breslow and IA. Conclusion: One highlights the great importance of the sentinel lymph node in the tumoral staging as well as its helpfulness in choosing the appropriate management in each case. It leads to a restriction of the enlarged lymphadenectomy procedure and, consequently, a reduction in short-term morbidity.

Keywords: Melanoma. Radionuclide imaging. Lymph nodes. Plastic surgery.

 

RESUMO

Introdução: O melanoma cutâneo representa 3 a 4% das neoplasias malignas da pele. É o carcinoma cutâneo mais agressivo, possuindo as mais altas taxas de morbidade e mortalidade. Objetivo: Descrever um estudo sobre o tratamento cirúrgico da lesão primária do melanoma cutâneo, juntamente com a pesquisa do linfonodo sentinela por cintilografia realizada com tecnécio 99. Método: Foram estudados dezesseis casos, no período de março de 2003 a junho de 2006, sendo todos os pacientes submetidos ao mesmo protocolo de tratamento. Os pacientes foram avaliados quanto a idade, sexo, cor, características da lesão, estadiamento associado ao tratamento da lesão e da metástase linfonodal, quando presente. Resultados: A maioria dos pacientes estudados era do sexo feminino (75%), e a faixa etária mais comum foi de 41 a 60 anos. A localização da lesão cutânea primária foi predominante no tronco, e o tipo histológico mais encontrado foi o melanoma superficial. Com relação à espessura e ao estadiamento da lesão, os tipos mais encontrados foram: III de Clark, 1,51 a 4 mm de Breslow e IA. Conclusão: Concluiu-se que o uso da cintilografia do linfonodo sentinela e sua biópsia é de grande valor no estadiamento destes tumores, restringindo a indicação de linfadenectomias alargadas e, consequentemente, reduzindo a morbidade a curto prazo.

Palavras-chave: Melanoma. Cintilografia. Linfonodos. Cirurgia plástica.

 

Melanoma do seio da mucosa nasal: caso clínico

Melizza Colello; Noel Fraga; Natalia Cortabarría
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):31-33 - Contorno Corporal

PDF Portuguese

RESUMO

INTRODUÇÃO: O melanoma é a transformação neoplásica maligna dos melanócitos. São neoplasmas malignos muito agressivos e de mau prognóstico, razão pela qual sua detecção e seu tratamento precoces são fundamentais. Dentre os melanomas, 10% daqueles que se localizam no rosto e no pescoço são da mucosa. O melanoma nasossinusal é um tumor muito agressivo, que corresponde a menos de 1% de todos os melanomas. OBJETIVO: Conhecer o melanoma cutâneo, amelânico, topografado na região nasossinusal, por meio de um caso clínico. MÉTODOS: Paciente de 72 anos, do sexo feminino, com antecedente de resseção de um tumor nasossinusal com diagnóstico de melanoma amelânico e que apresenta, depois de 2 anos, uma tumoração na pálpebra inferior. RESULTADOS: Feita uma resseção da tumoração na pálpebra, depois de realizada uma biópsia que revela um melanoma amelânico e, posterior reconstrução com retalho cervicofacial. Estuda-se uma extensão da lesão, regional e sistêmica, encontrando-se uma recidiva nos referidos níveis. CONCLUSÃO: Trata-se de um tumor pouco frequente, agressivo, com capacidade de dar metástases regionais e sistêmicas e alta recorrência local, regional e à distância.

Palavras-chave: Melanoma amelanótico; Cavidade nasal; Metástase neoplásica; Reabilitação.

 

Pigmented eccrine poroma on scalp simulating melanoma

Bruno de Oliveira BarbosA; Isabella Stamato Pimenta Barbosa
Rev. Bras. Cir. Plást. 2021;36(2):222-225 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The eccrine poroma is a benign lesion, usually solitary and nodular, frequent in the palm and foot plant. Due to its rarity, the pigmented variant can easily be confused with melanoma. A clinical case of pigmented poroma on the scalp is reported; this is a location considered atypical, simulating malignant melanoma.
Case Report: A 73-year-old male patient, phototype IV, reported the appearance of a painless lesion on the scalp for six months, associated with sporadic bleeding. On examination, it presented as a blackened nodule with an erythematous center of firm consistency, measuring approximately 1.5 cm in diameter. Dermatoscopy observed a predominant vascular pattern in blood cells. The main diagnostic hypothesis was melanoma, but the histopathological study concluded partially pigmented eccrine poroma.
Discussion: Pigmented eccrine poroma is a rare tumor with unknown pathophysiology. It is considered a great simulator for clinically imitate several tumors, benign and malignant. In this clinical case, after dermatological examination and dermoscopic evaluation, the main diagnostic hypothesis was malignant melanoma. The few clinical cases published with a dermatoscopic study presented a similar history and diagnostic doubt, and the diagnosis was clarified only after histopathological evaluation.
Conclusion: The evaluation of pigmented skin lesions must be done both clinically and with dermatoscopy, used as a tool that corroborates the diagnosis. The diagnostic hypothesis of eccrine poroma should be considered when pigmented lesions do not have melanocytic characteristics, and the diagnosis is confirmed only after histopathological evaluation.

Keywords: Poroma; Melanoma; Skin abnormalities; Dermoscopy; Scalp.

 

RESUMO

Introdução: O poroma écrino é uma lesão benigna geralmente solitária e nodular, sendo frequente na palma da mão e planta do pé. Devido à sua raridade, a variante pigmentada pode facilmente ser confundida com melanoma. Relata-se caso clínico de poroma écrino pigmentado no couro cabeludo, localização considerada atípica, simulando melanoma maligno.
Relato de Caso: Paciente do sexo masculino, 73 anos, fototipo IV, referia aparecimento de lesão indolor no couro cabeludo há 6 meses, associada a sangramentos esporádicos. Ao exame, apresentava-se como nódulo enegrecido com centro eritematoso, de consistência firme, medindo aproximadamente 1,5 cm de diâmetro. A dermatoscopia observou padrão vascular predominante em glóbulos. A principal hipótese diagnóstica foi de melanoma, porém o estudo histopatológico concluiu poroma écrino parcialmente pigmentado.
Discussão: O porome écrino pigmentado é um tumor raro com fisiopatologia desconhecida. É considerado como um grande simulador por mimetizar clinicamente diversos tumores, benignos e malignos. Neste caso clínico, após o exame dermatológico e avaliação dermatoscópica, a principal hipótese diagnóstica era de melanoma maligno. Os poucos casos clínicos publicados com estudo dermatoscópico apresentaram história semelhante e dúvida diagnóstica, tendo sido esclarecido o diagnóstico somente após a avaliação histopatológica.
Conclusão: É importante que a avaliação de lesões de pele pigmentadas seja feita tanto clinicamente quanto com dermatoscopia, usada como ferramenta que corrobora com o diagnóstico. A hipótese diagnóstica de poroma écrino deve ser considerada nos casos em que as lesões pigmentadas não tenham características melanocíticas, sendo o diagnóstico confirmado apenas após avaliação histopatológica.

Palavras-chave: Poroma; Melanoma; Anormalidades da pele; Dermoscopia; Couro cabeludo

 

Sentinel lymph node evaluation in the treatment of cutaneous melanoma: systematization of a technique using lymphoscintigraphy and patent blue

Marcelo Marafon Maino
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(3):462-466 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

BACKGROUND: Melanoma incidence has been increasing worldwide. For localized melanoma, the status of the sentinel lymph node is the most important prognostic factor. This study aimed to evaluate the systematization of a technique to identify the sentinel lymph node anatomically by using lymphoscintigraphy and patent blue. METHOD: A total of 12 cases were studied between March 2009 and March 2012. The treatment protocol followed criteria established by the Brazilian Group of Melanoma. Patients were evaluated for age, sex, thickness of the primary lesion, localization of drainage site of the sentinel lymph node, and presence of metastases. RESULTS: The majority of patients were male and the mean age was 49.7 years. The types of thickness most frequently found were Breslow thickness 0-1 mm and Clark level II. All of the dissected lymph nodes were stained with patent blue. Histological and immunohistochemical analysis of the lymph nodes were negative for metastases. CONCLUSIONS: The combined use of lymphoscintigraphy and patent blue allows for the precise localization of the sentinel lymph node, with a fast learning curve for surgeons, and low operative morbidity.

Keywords: Sentinel lymph node. Melanoma. Lymphoscintigraphy. Patent blue.

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A incidência do melanoma vem aumentando em todo o mundo. O status do linfonodo sentinela é o fator prognóstico mais importante para o melanoma localizado. Este estudo teve como objetivo avaliar a sistematização da técnica de identificação anatômica do linfonodo sentinela com o uso de linfocintigrafia e azul patente. MÉTODO: Foram estudados 12 casos no período de março de 2009 a março de 2012. O protocolo de tratamento seguiu os critérios do Grupo Brasileiro de Melanoma. Os pacientes foram avaliados quanto a idade, sexo, espessura da lesão primária, localização dos sítios de drenagem do linfonodo sentinela, e presença de metástases. RESULTADOS: A maioria dos pacientes era do sexo masculino e a média de idade era de 49,7 anos. Em relação à espessura, os tipos mais encontrados foram 0-1 mm de Breslow e nível II de Clark. Todos os linfonodos dissecados foram corados por azul patente. A análise histológica e imuno-histoquímica dos linfonodos foi negativa para metástases. CONCLUSÕES: O uso combinado de linfocintigrafia e azul patente permite a localização precisa do linfonodo sentinela, com rápida curva de aprendizado e baixa morbidade operatória.

Palavras-chave: Biópsia de linfonodo sentinela. Melanoma. Linfocintigrafia. Azul patente.

 

Retalho plantar medial nas reconstruções de calcâneos pós-ressecção de melanoma acral: série de casos

SUELEN RIOS DE MELO; MARCUS VINICIUS PONTE DE SOUZA; FERNANDO GOMES BEZERRA RIBEIRO; KARINE LORENA SOUSA QUEIROZ
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.3):55-57 - Articles

PDF Portuguese

RESUMO

O melanoma cutâneo é classificado em quatro subtipos principais, sendo o melanoma lentiginoso acral, o subtipo mais raro, ocorrendo em 60% dos casos na superfície plantar, sendo o mais agressivo dentre os melanomas. O tratamento cirúrgico do melanoma acral é um grande desafio técnico para o cirurgião, visto que a cobertura do pé e, especialmente, da região do calcâneo apresenta alto grau de especialização dos tecidos envolvidos, além de imobilização dos tecidos adjacentes, tornando complexa essa reconstrução cirúrgica. Outro desafio é a ressecção da lesão, cujo objetivo é a cura e evitar a recorrência local. Este trabalho tem por objetivo relatar uma série de 3 casos de melanoma acral restritos a região do calcâneo, que foram submetidos à reconstrução imediata com retalho plantar medial que apresentaram satisfatório resultado funcional e estético.

Palavras-chave: Calcâneo; Melanoma; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Retalhos cirúrgicos; Retalho perfurante

 

Use of the "spaghetti" technique for surgical treatment of lentigo maligna

GABRIELA SUEMI SHIMIZU; FARID BARK HAMDAR; CLAUDIO HENRIQUE SANTANA TAVARES DOS-SANTOS; LUIZ AUGUSTO DALOIA SOUZA; FERNANDO HENRIQUE SGARBI PARRO; IVAN DUNSHEE DE ABRANCHES OLIVEIRA SANTOS; CHRISTIANE STEPONAVICIUS SOBRAL; EDUARD RENÉ BRECHTBÜHL
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):151-155 - Case Report

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Lentigo maligna (LM) is a melanoma in situ that commonly presents as a macula with progressive and irregularly pigmented growth, especially in the face of elderly people with sun-damaged skin. This melanoma in situ has a risk (30-50%) of progression to lentigo maligna melanoma. Complete surgical excision of the lesion requires margins of at least 10 mm, even for lesions in situ. However, when the growth of LM occurs in areas of aesthetic or functional implications (face, neck, and soles), the excision is often reduced to preserve important anatomic structures and for cosmetic purposes. Moreover, the peripheral margins may be clinically ill-defined and not always pigmented, and thus, such cases are associated with underestimated extension and risk of insufficient resection. The "spaghetti" technique, described by Gaudy Marqueste, is a strategic surgical approach based on sampling of a range of "spaghetti-like" strips to determine the margins of the lesion prior to removal of the tumor. After the pathological confirmation of neoplasia-free margins, the main central lesion is resected, allowing reconstruction of the defect in the same procedure, as an alternative to Mohs micrographic surgery.

Keywords: Lentigo; Melanoma; Excision Margins; Reconstructive surgical procedures; Nose

 

RESUMO

O lentigo maligno (LM) é uma forma de melanoma in situ que mais comumente se apresenta como uma mácula de crescimento lentamente progressivo, pigmentada, na face de idosos com pele danificada pelo sol. Esse melanoma in situ tem um risco (30% a 50%) de progressão para lentigo maligno melanoma. A excisão cirúrgica completa da lesão requer margens de pelo menos 10mm, mesmo para lesões in situ. Porém, quando o crescimento de LM ocorre em áreas de implicações estéticas ou funcionais (face, pescoço, solas), a excisão é frequentemente reduzida para preservar estruturas anatômicas importantes e por razões cosméticas. Além disso, as margens periféricas podem ser clinicamente mal definidas e nem sempre pigmentadas, com extensão subestimada e risco de ressecção insuficiente. A "técnica de espaguete", descrita por Gaudy Marqueste, é uma cirurgia estratégica baseada na amostragem de uma faixa de tecido "spaghetti-like" para determinar as margens da lesão antes da remoção do tumor. Após a confirmação anatomopatológica de margens livres de neoplasia, a lesão principal central é ressecada, permitindo a reconstrução do defeito no mesmo procedimento, sendo uma alternativa à cirurgia micrográfica de Mohs.

Palavras-chave: Lentigo; Melanoma; Margens de excisão; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Nariz

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license