ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 1 from 1 result(s)

Search for : Cichlids; Burns; Biological dressings; Biocompatible materials; Tilapia

Elaboration, development, and installation of the first animal skin bank in Brazil for the treatment of burns and wounds

Edmar Maciel Lima; Manoel Odorico Moraes-Filho; Marina Becker Sales Rocha; Francisco Raimundo Silva-Júnior; Cybele Maria Philopimin Leontsinis; Maria Flaviane Araújo do Nascimento
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(3):349-354 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The production and distribution of human skin by Brazilian skin banks is insufficient to meet the country's demand, supplying less than 1% of the need for treating burn victims. The objective of this work was to present the elaboration and development of the first animal skin bank of Brazil for the treatment of burns.
Methods: This methodological study elaborated, developed, and installed The Aquatic Animal Skin Bank in terms of the development of tilapia skin processing after a systematic review of studies referring to animal skin banks based on visits to the pisciculture center in Jaguaribara-CE, technical visits to human skin banks in Brazil, technical consultation and training in the Recife Skin Bank, the observation of all phases of tilapia skin processing, and the identification of the physical structure of the area where the processes occur.
Results: In addition to the production and distribution of tilapia skin for studies on burn victims, the bank is processing more than 5000 tilapia skin samples and is in the distribution phase of this skin for multicentric studies in other states and specialties including gynecology, orthopedics, endoscopy, stomatherapy, vascular surgery, dentistry, and veterinary medicine.
Conclusion: This work enabled the elaboration, development, and implementation of Brazil's first animal skin bank and the world's first aquatic skin bank.

Keywords: Cichlids; Burns; Biological dressings; Biocompatible materials; Tilapia.

 

RESUMO

Introdução: A produção e a distribuição de pele humana pelos Bancos de Pele do Brasil é insuficiente para atender a demanda do país, suprindo menos de 1% da necessidade para tratar as vítimas de queimaduras. O objetivo do trabalho foi apresentar a elaboração e o desenvolvimento da implantação do primeiro Banco de Pele Animal do Brasil para tratamento da queimadura.
Métodos: Trata-se de um estudo metodológico. O Banco de Pele Animal Aquático foi elaborado, desenvolvido e instalado a partir do desenvolvimento do processamento de pele da tilápia, da revisão sistemática de estudos referentes a banco de pele animal, de visitas à pscicultura em Jaguaribara-CE, da visita técnica aos bancos de pele humana no Brasil, de consulta técnica e de treinamento no Banco de Pele de Recife, da observação de todas as fases de processamento da pele de tilápia e da identificação da estrutura física da área onde ocorrem todos os processos.
Resultados: Além da produção e da distribuição da pele da tilápia para os estudos em vítima de queimaduras, o banco está processando mais de 5000 peles de tilápia e encontra-se em fase de distribuição desta pele para estudos multicêntricos em outros estados e outras especialidades, que desenvolvem pesquisas nas áreas de ginecologia, ortopedia, endoscopia, estomaterapia, cirurgia vascular, odontologia e veterinária.
Conclusão: este trabalho possibilitou a elaboração, o desenvolvimento e a implementação do primeiro Banco de Pele Animal do país e o primeiro Banco de Pele Aquática do mundo.

Palavras-chave: Ciclídeos; Queimaduras; Curativos biológicos; Materiais biocompatíveis; Tilápia

 

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license