ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 4 de 4 resultado(s)

Busca por : HERALDO CARLOS BORGES INFORZATO

Dermolipectomia e correção de múltiplas hérnias abdominais com reforço da parede abdominal: relato de caso

LINDA MAR PARADA ROBERTS MUNIZ; HERALDO CARLOS BORGES INFORZATO; PEDRO ANTONIO CORDOVA ROCHA; ADAMO KATSUHIRO DE ANDRADE YOSHIKI; EWALDO BOLIVAR DE SOUZA PINTO
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):40-42 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Fazemos relato de caso de uma paciente com uma alteração abdominal grande na qual a correção da hérnia unicamente traria resultados não estéticos, comprometendo o psicológico, e preservaria as doenças de pele, assim como as queixas da paciente. No tratamento das hérnias abdominais é realizado um fechamento simples do defeito8. Esse fechamento simples, na maioria dos casos, precisa ser abordado por uma incisão mediana infra e supraumbilical. Esse tipo de cirurgia é pouco aceitado pelos pacientes, já que muitas vezes o resultado são cicatrizes inestéticas e pacientes insatisfeitos. As primeiras abdominoplastias foram realizadas com o intuito de corrigir grandes hérnias ventrais3.

Palavras-chave: Hérnia abdominal; Lipodistrofia; Abdominoplastia; Umbigo; Parede abdominal

 

ABSTRACT

We report a case of a patient with a large abdominal alteration in which hernia repair would only bring non-esthetic results, compromising the psychological aspect, and maintaining the skin diseases, as well as the patient's complaints. In the treatment of abdominal hernias, a simple closure of the defect is performed8. In most cases, this simple closure needs to be addressed by a medial below and supra-umbilical incision. This type of surgery is little accepted by patients, since the results are often unsightly scars and dissatisfied patients. The first abdominoplasties were performed in order to correct large ventricular hernias3.

Keywords: Lipodystrophy; Abdominal wall; Abdominal hernia; Abdominoplasty; Umbilicus

 

Reconstrução do lábio inferior pela técnica de Karapandzic

Daniel Melo de Azevedo; Elisa Nagassaki; Alexandre Sanfurgo de Carvalho; Kepler Alessandro Secco Lafayette; Eugênio Gonzalez Cação; Heraldo Carlos Borges Inforzato; Osvaldo Ribeiro Saldanha; Ewaldo Bolívar de Souza Pinto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(1):168-171 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Lesões labiais extensas sempre representaram um desafio para a cirurgia plástica. Não existe técnica ideal para reconstrução labial. Neste artigo são relatados os casos de 2 pacientes que apresentavam grandes defeitos no lábio inferior, acometendo 80% e 60% da superfície dessa estrutura, após traumatismo lacerocontuso e ressecção de tumor epidermoide, respectivamente. Esses pacientes foram submetidos a reconstrução labial pela técnica de Karapandzic1, descrita em 1974. No primeiro caso, o resultado foi considerado desfavorável, em decorrência da presença de deiscência. No segundo caso, foi obtido bom resultado estético e funcional, sem sofrimento dos retalhos ou hematomas. A técnica de Karapandzic constitui uma opção de fácil execução e reprodutível, apresentando bons resultados estéticos e funcionais.

Palavras-chave: Lábio/cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

Reconstruction of extensive labral lesions has always been a challenge for plastic surgeons. Thus far, an optimal lip reconstruction technique has not yet been established. This report includes 2 cases of large lower lip defects, affecting 80% and 60% of the surface structure that resulted from laceration/contusion trauma and epidermal tumor resection, respectively. The patients underwent lip reconstruction using the Karapandzic technique, which was first described in 1974. In the first case, the result was considered unfavorable because of dehiscence. In the second case, good functional and aesthetic results were obtained without from the patchwork or bruises. The Karapandzic technique is easy to perform and may be considered a reproducible option for lip reconstruction with good functional and aesthetic results.

Keywords: Lip/surgery. Surgical flaps. Reconstructive surgical procedures.

 

Diagnóstico de linfoma não-Hodgkin de órbita após blefaroplastia: relato de caso

RAFAEL CORDEIRO PUHL; LINDA MAR PARADA ROBERTS MUNIZ; EWALDO BOLIVAR DE SOUZA PINTO; HERALDO CARLOS BORGES INFORZATO; LUIZ AUGUSTO DA COSTA DEPIERI; MARIA ANGÉLICA LOPEZ GOMES PEREIRA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.3):117-120 - Artigos

PDF Português

RESUMO

O linfoma na~o-Hodgkin é a neoplasia maligna orbitária mais frequente. O subtipo mais comum é o linfoma extranodal da zona marginal do tecido linfoide associado à mucosa (MALT). O prognóstico geralmente é bom, e esta doença é tratada usualmente só com radioterapia. É relatado uma portadora de MALT, descoberto a partir de queixas como a proptose e "bolsões" na pálpebra inferior. A biópsia de gordura orbitária revelou se tratar de um linfoma MALT. Quando são tumores primários, ocorrem com maior frequência na órbita, seguindo-se de conjuntiva, pálpebras, glândula lacrimal e carúncula. Um crescimento anormal na órbita resulta em sintomas que levam à diagnósticos e tratamentos precoces. O quadro clínico, o hemograma e a imunofenotipagem são a principal avaliação diagnóstica. A biópsia da lesão é essencial para o tratamento. Diagnóstico precoce pode resultar em um prognostico excelente. É importante o cirurgião plástico saber fazer um diagnóstico diferencial.

Palavras-chave: Linfoma não-Hodgkin; Linfoma de zona marginal tipo células B; Doenças palpebrais; Neoplasias orbitárias; Blefaroplastia

 

Perfis anatomopatológicos de cirurgias plásticas ambulatoriais em hospital Santo Amaro do litoral paulista

RAFAEL CORDEIRO PUHL; HERALDO CARLOS BORGES INFORZATO; CARLOS HENRIQUE DOS REIS CONTE; PEDRO ANTONIO CORDOVA ROCHA; LINDA MAR PARADA ROBERTZ MUNIZ; IGOR LUCIANO ROCHA FAILLACE
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):156-158 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

As neoplasias de pele não melanoma são a forma mais incidente e englobam o carcinoma espinocelular (CEC) e o basocelular (CBC) que é o tipo de câncer mais frequente na população brasileira. Este estudo tem como objetivo avaliar os perfis anatomopatológicos de cirurgias plásticas ambulatoriais realizadas em um hospital público do litoral paulista. É um estudo retrospectivo de 42 prontuários de pacientes atendidos no ambulatório de cirurgia plástica do Hospital Santo Amaro de Guarujá no período de maio a agosto de 2018 que realizaram ressecção cirúrgica de lesões, nas quais foi colhido material encaminhado para exame anatomopatológico. Dos 42 pacientes atendidos no ambulatório foi possível se constatar que houve uma maior prevalência do carcinoma CEC e CBC em homens brancos, o que está de acordo com a literatura consultada. Há a necessidade de um maior direcionamento na atenção a prevenção primária e secundária com foco em homens.

Palavras-chave: Neoplasias de anexos e de apêndices cutâneos; Carcinoma de células escamosas; Carcinoma basocelular; Diagnóstico

 

ABSTRACT

Malignant neoplasms of non-melanoma skin is the most incident form and encompasses squamous cell carcinoma (SCC) and basocellular carcinoma (BCC), which is the most frequent type of cancer in the Brazilian population. This study aims to evaluate the anatomopathological profiles of outpatient plastic surgeries performed at a public hospital on the São Paulo coast. This is a retrospective study of 42 patients in the ambulatory of plastic surgery of the Hospital Santo Amaro of Guarujá from May to August of 2018 who underwent surgical resection of lesions in which material was sent for anatomopathological examination. Of the 42 patients seen at the outpatient clinic, it was possible to verify that there was a higher prevalence of SCC and BCC carcinoma in white men, according to the literature. There is a need for greater attention in primary and secondary prevention care focused on men.

Keywords: Neoplasms of appendages and cutaneous appendages; Squamous cell carcinoma; Basal cell carcinoma; Diagnosis

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons