ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 2 de 2 resultado(s)

Busca por : GABRIELA NASCIMENTO MORAES

Avaliação pré-operatória por imagem da hidradenite supurativa

ARTHUR ATAÍDE LOPES; GABRIELA NASCIMENTO MORAES; BRUNA MORENA MESSIAS DE LIMA DIAS; GLEIM DIAS DE SOUZA; LUCIANA QUEIROZ DE SOUZA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):264-267 - Ideias e Inovações

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

A hidradenite supurativa (HS) é uma doença inflamatória crônica da pele caracterizada por apresentar nodulações em níveis profundos da pele, dolorosas e com sinais flogísticos, inicialmente enrijecidas e que evoluem para consistência amolecida. Ocorre em 1 a 4% da população mundial. A sua etiologia ainda é pouco conhecida, sugere-se que aconteça devido à oclusão do ducto apócrino dos folículos pilosos por fatores precipitantes como fricção de tecido adiposo, higiene precária, entre outras. Seu diagnóstico é eminentemente clínico, pela identificação de lesões típicas recorrentes em forma de nodularidades, abcessos, tratos fistulosos ou cicatrizes. Não há testes patognomônicos. Sua evolução é variável e de difícil manejo, o qual pode ser feito com terapia tópica, sistêmica ou por exérese cirúrgica. Este trabalho revisa a avaliação por imagem da hidroadenite supurativa e demonstra imagens de um caso avaliado por ressonância magnética. A avaliação por exames de imagem, apesar de pouco específica para firmar diagnóstico, é muito útil na determinação da extensão da doença, assim como na exclusão de diagnósticos diferenciais, destacando-se o papel da ressonância magnética na avaliação das lesões anogenitais, com potencial de reduzir recorrências.

Palavras-chave: Hidradenite supurativa; Imagem por ressonância magnética; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Ultrassonografia; Abscesso

 

ABSTRACT

Hidradenitis suppurativa (HS) is a chronic inflammatory skin disease characterized by painful deep subcutaneous nodules with phlogistic signs, which are initially hard and progress to have a soft consistency. It occurs in 1-4% of the world population. Etiology of HS is still poorly understood and is suggested to occur due to occlusion of the apocrine duct of the hair follicles by triggering factors such as friction of the adipose tissue and poor hygiene, among others. Diagnosis is eminently clinical, through the identification of typical recurrent lesions that include nodules, abscesses, sinus tracts, or scars. There are no pathognomonic tests used to confirm its presence. Progression is variable and difficult to manage, which can be done with topical or systemic therapy or surgical excision. This work reviews the imaging assessment of HS and shows images of a case assessed by magnetic resonance imaging. Imaging assessment, although not specific enough for a diagnosis, is useful to determine the extent of the disease and to exclude differential diagnoses. Moreover, magnetic resonance imaging has an important role in the assessment of anogenital lesions and a potential to reduce recurrences.

Keywords: Hidradenitis suppurativa; Magnetic resonance imaging; Reconstructive surgical procedures; Ultrasonography; Abscess

 

Perfil epidemiológico de pacientes portadores de fissuras labiopalatinas em serviço de referência no Distrito Federal

EDUARDA VIDAL ROLLEMBERG; TAYANE OLIVEIRA PIRES; GABRIELA NASCIMENTO MORAES; LILIANE RODRIGUES RIOS; LUCIANO GAZZONI MACHADO; MARCONI DELMIRO DA-SILVA; DIDEROT RODRIGUES PARREIRA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):94-100 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: As fissuras labiopalatinas são as malformações congênitas mais comuns dentre as que ocorrem na cabeça e pescoço, e se devem à falha de fusão dos processos faciais embrionários durante as primeiras 12 semanas de gestação. Sua apresentação fenotípica é variada e com diferentes níveis de complexidade. O objetivo é determinar o perfil epidemiológico dos pacientes portadores de fissuras labiopalatinas atendidos no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) quanto a sexo, tipo de fissura, lateralidade, idade, presença de síndromes associadas e procedimentos cirúrgicos corretivos.
Métodos: Trata-se de um estudo descritivo retrospectivo no qual foram analisados 322 prontuários de pacientes atendidos pela equipe do HRAN no período de agosto de 2013 a julho de 2017. Os dados colhidos foram lançados em planilha Excel e submetidos à análise estatística. O trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa.
Resultados: Dos 322 pacientes atendidos no serviço, 169 eram do sexo masculino (52,48%). O tipo de fissura mais frequente foi a transforâmica (65,25%). Com relação à lateralidade, observou-se maior predomínio da fissura à esquerda (20,50%). Apenas 19% dos pacientes possuem malformações associadas. A queiloplastia foi a correção cirúrgica mais realizada pelo serviço (54%). A idade dos pacientes variou de 1 ano até 53 anos, com mediana de 1,87 anos.
Conclusão: O estudo contribuiu com informações importantes para a sociedade, governo e profissionais envolvidos no tratamento. Em consonância com a literatura, observou-se que a fissura mais prevalente foi a transforâmica unilateral esquerda e a cirurgia mais realizada foi a queiloplastia.

Palavras-chave: Fissura palatina; Fenda labial; Epidemiologia descritiva; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Anormalidades congênitas

 

ABSTRACT

Introduction: Cleft lip and palate, the most common congenital malformations of the head and neck, result from fusion failure of embryonic facial processes during the first 12 weeks of pregnancy. Their phenotypic presentation varies and involves different levels of complexity. The objective is to determine the epidemiological profile of patients with cleft lip and palate treated at the Hospital Regional da Asa Norte regarding sex, cleft type, laterality, age, presence of associated syndromes, and corrective surgical procedures.
Methods: This was a retrospective descriptive study of 322 medical records of patients treated by the HRAN team from August 2013 to July 2017. The data collected were entered into an Excel spreadsheet and submitted to statistical analysis. The study received ethical approval.
Results: Of the 322 patients enrolled in the service, 169 were male (52.48%). The most frequent type of cleft was the trans-foramen (65.25%). With regard to laterality, a higher prevalence of cleft was observed on the left (20.50%). Only 19% of the patients had associated malformations. Cheiloplasty was the most frequent surgical correction performed by service (54%). The age of the patients was 1-53 years (median, 1.87 years).
Conclusion: The study contributes information important to society, government, and treatment professionals. In line with the literature, the more prevalent cleft was unilateral left trans-foramen and the most frequent surgery was cheiloplasty.

Keywords: Cleft palate; Cleft lip; Descriptive epidemiology; Reconstructive surgical procedures; Congenital abnormalities

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons