ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Artigo Anterior Próximo Artigo

33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica - Ano 2018 - Volume 33 - (Suppl.2)

http://www.dx.doi.org/10.5935/2177-1235.2018RBCP0122

RESUMO

Introdução: A obesidade é uma doença de proporções epidêmicas e os obesos mórbidos submetidos à cirurgia bariátrica apresentam, como consequência do sucesso da perda de peso, um grande excesso de pele, o que leva à indicação de procedimentos de cirurgia plástica de contorno corporal.
Métodos: Estudo retrospectivo e descritivo por meio da revisão de prontuários dos pacientes submetidos à cirurgia bariátrica e, posteriormente, à cirurgia plástica no período de janeiro de 2016 a dezembro de 2017 do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário Walter Cantídio.
Resultados: Foram revisados e incluídos prontuários de 13 pacientes (11 mulheres e 2 homens), com idade média de 36 anos, submetidos a um total de 14 procedimentos de contorno corporal. O índice de massa corporal médio no momento da cirurgia plástica foi de 26,88Kg/m2. Apenas 1 paciente apresentava comorbidade pré-operatória (hipotireoidismo). A abdominoplastia clássica foi o procedimento mais realizado (69,23%), seguida pela mamoplastia com prótese (30,77%) e cruroplastia (7,69%). Apenas 1 paciente apresentou complicação pós-operatória (7,69%), que foi cicatriz hipertrófica.
Conclusão: O perfil dos pacientes pós-bariátricos que foram submetidos à cirurgia plástica foi semelhante ao relatado na literatura.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Cirurgia bariátrica; Perda de peso; Índice de massa corporal; Imagem corporal.

ABSTRACT

Introduction: Obesity is an epidemic proportions disease, and morbidly obese patients submitted to bariatric surgery present great skin excess as weight loss success consequence, which leads to the consequent indication for body contour plastic surgery procedures.
Methods: Retrospective and descriptive study was carried out by reviewing medical records of patients submitted to bariatric surgery and subsequently to plastic surgery from January 2016 to December 2017 at Plastic Surgery Department of Walter Cantídio University Hospital (HUWC-UFC).
Results: We reviewed and included 13 patients medical records (11 women), with 36 years mean age and submitted to 14 body contour procedures. Mean BMI at the time of plastic surgery was 26.88 kg/m2. Only one patient had preoperative comorbidity (hypothyroidism). Classical abdominoplasty was the most performed procedure (69.23%), followed by mammoplasty with prosthesis (30.77%) and cruroplasty (7.69%). Only one patient presented postoperative complication (7.69%), which was hypertrophic scar.
Conclusion: The profile of post-bariatric patients who underwent plastic surgery was similar to that reported in the literature.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Bariatric surgery; Weight loss; Body mass index; Body image.


INTRODUÇÃO

A obesidade é uma doença de proporções epidêmicas, muitas vezes associada ao aumento da morbidade e mortalidade, bem como ao aumento dos gastos com saúde e à redução da qualidade e da expectativa de vida1.

Paralelamente ao aumento da indicação de cirurgias bariátricas, existe crescimento da demanda por cirurgias plásticas para correção das deformidades do contorno corporal2. Muitos pacientes não estão preparados para lidar com o excesso de pele devido à perda maciça de peso2,3 (Figura 1).

Figura 1 - Paciente pós-bariátrica submetida à abdominoplastia clássica. A, B e C: Pré-operatório; D, E e F: Pós-operatório.

OBJETIVO

Avaliar o perfil dos pacientes, suas comorbidades pré-operatórias, os procedimentos de cirurgia plástica de contorno corporal aos quais são submetidos e suas complicações pós-operatórias, e comparar com a literatura nacional.

MÉTODO

Estudo retrospectivo e descritivo, realizado por meio de revisão dos prontuários dos pacientes pós-bariátricos submetidos à cirurgia plástica no Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará (HUWC/ UFC), no período de janeiro de 2016 a dezembro de 2017. Os dados avaliados foram: sexo, idade, índice de massa corporal (IMC) pré-operatória, quantidade e tipos de procedimentos, comorbidades pré-operatórias e complicações pós-operatórias.

RESULTADOS

Foram revisados e incluídos prontuários de 13 pacientes (11 mulheres e 2 homens), com a idade variando de 24 a 50 anos (média de 36,25 anos). O IMC pré-operatório da cirurgia plástica variou de 26,03Kg/m2 a 28,2Kg/m2 (média de 26,88Kg/m2). Apenas 1 paciente apresentava comorbidade pré-operatória (7,69%), que foi hipotireoidismo.

Foram ao todo 14 procedimentos realizados (Tabela 1). A maioria realizou apenas 1 procedimento por vez (92,30%). A abdominoplastia clássica foi o procedimento mais realizado (69,23%), seguida pela mamoplastia com prótese (30,77%) e cruroplastia (7,69%). Apenas 1 paciente realizou 2 procedimentos no mesmo tempo cirúrgico, sendo estes a abdominoplastia clássica associada à mamoplastia com prótese (Figuras 2 e 3).

Tabela 1 - Distribuição dos procedimentos cirúrgicos.
Procedimentos N %
Abdominoplastia clássica 9 69,23
Mamoplastia com prótese 4 30,77
Cruroplastia 1 7,69
Total de pacientes 13  
Total de procedimentos 14  

N: número absoluto de pacientes e (%): porcentagem.

Tabela 1 - Distribuição dos procedimentos cirúrgicos.

Figura 2 - Paciente pós-bariátrica submetida à abdominoplastia clássica. A: Pré-operatório; B: Pós-operatório.

Figura 3 - Paciente pós-bariátrica submetida à mamoplastia com prótese. A: Pré-operatório; B: Pós-operatório.

Apenas 1 paciente apresentou complicação pós-operatória (7,69%), cicatriz hipertrófica (Figura 4).

Figura 4 - Paciente pós-bariátrica submetida à abdominoplastia clássica. Imagem evidenciando cicatrização hipertrófica.

DISCUSSÃO

As sequelas comuns de uma perda de peso bem sucedida após a cirurgia bariátrica permanecem estigmatizantes em forma de excesso de pele e partes moles. A cirurgia reparadora do contorno corporal ajuda a promover a reintegração social e psicológica desses pacientes. Além disso, as operações plásticas reparadoras após a gastroplastia têm como objetivo otimizar os resultados funcionais obtidos pela cirurgia bariátrica através da remoção do excesso de pele.

A cirurgia plástica reparadora desempenha um papel importante na estabilização da qualidade de vida dos pacientes com perda de peso maciça após cirurgia bariátrica, mantendo a melhora da qualidade de vida sustentada em longo prazo1.

O presente estudo evidenciou que a maioria dos pacientes era constituída por mulheres, assim como outros trabalhos1,3,4. No entanto, a idade média evidenciada foi um pouco inferior a outros estudos (38,4 anos - Luna et al.4; 40,5 anos - Orpheu et al.3; 41,18 anos - Rosa et al.1). O IMC médio foi compatível ao encontrado a outros estudos, estando entre 25 - 30Kg/m2 1,3,5.

A quantidade de procedimentos em um mesmo ato cirúrgico e a ordem de prevalência também foi equivalente à literatura, sendo um procedimento e a abdominoplastia o mais frequente, respectivamente1,3,5.

A taxa de complicações foi inferior a encontrada nos demais trabalhos, nos quais a taxa ficou acima de 15%, o que pode representar um viés da pequena casuística do presente estudo. Nestes estudos, as principais complicações foram seroma e deiscência de sutura1-3,5, enquanto a complicação apresentada no nosso estudo foi cicatriz hipertrófica.

CONCLUSÃO

O perfil dos pacientes pós-bariátricos e os procedimentos de cirurgia plástica de contorno corporal foi semelhante a literatura, mas há necessidade de um estudo com casuística maior para comparar as comorbidades pré-operatórias e complicações pós-operatórias.

REFERÊNCIAS

1. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-69912018000200155&lng=pt http://dx.doi.org/10.1590/0100-6991e-20181613

2. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-51752012000300019&lng=pt http://dx.doi.org/10.1590/S1983-51752012000300019

3. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302009000400018&lng=en http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302009000400018

4. http://www.rbcp.org.br/details/1580/pt-BR/cirurgia-plastica-pos-gastroplastia--perfil-das-deficiencias-nutricionais-com-implicacoes-na-cicatrizacao http://www.dx.doi.org/10.5935/2177-1235.2014RBCP0097

5. André FS. Cirurgia plástica após grande perda ponderal. Rev Bras Cir Plást [Internet]. 2010; [acesso 2018 Jul 15]; 25(3):532-9. Disponível em: http://www.rbcp.org.br/detalhe_artigo.asp?id=734











1. Hospital Universitário Walter Cantídio, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil.
2. Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, São Paulo, SP, Brasil.

Endereço Autor: Eudemara Fernandes de Holanda
Rua Isaías Domingos Silveira, nº 149 - De Lourdes
Fortaleza, CE, Brasil CEP 60177-180
E-mail: eudemaraholanda@yahoo.com.br

 

Artigo Anterior Voltar ao Topo Próximo Artigo

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons