ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 1 de 1 resultado(s)

Busca por : Cirurgia plástica Cirurgia bariátrica Idoso Obesidade

Análise comparativa da evolução e das complicações pós-operatórias nas cirurgias plásticas do contorno corporal em pacientes idosos e jovens com perda ponderal maciça

Pedro Henrique de Souza Smaniotto; Fabio Lopes Saito; Fernando Fortes; Simone Orph eu Scopel; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3):441-444 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os procedimentos aplicados a pacientes ex-obesos idosos após terapêuticas bariátricas estão em ascensão. Dados fidedignos quanto à evolução e às complicações nesse grupo populacional ainda são escassos na literatura. O objetivo do presente estudo é analisar a evolução e as complicações em abdominoplastias realizadas em pacientes com idade mais avançada após perda ponderal maciça, e compará-las às de pacientes mais jovens. MÉTODO: Foram analisados, retrospectivamente, pacientes com perda ponderal maciça submetidos a cirurgia para contorno da região abdominal, entre julho de 2005 e julho de 2011, no Hospital Estadual Sapopemba (HESAP). Como critério para divisão dos grupos, a fim de analisar o período pós-operatório e as complicações das abdominoplastias realizadas após perda ponderal maciça, foi estabelecida idade > 60 anos. Resultados: Foram analisados 264 pacientes, 19 deles com idade entre 60 anos e 75 anos (grupo I) e 245 entre 22 anos e 59 anos (grupo J). O grupo I apresentou 10,5% de complicações maiores (P > 0,999) e 41,1% de complicações menores (P = 0,280), enquanto o grupo J obteve 10,6% de complicações maiores (P > 0,999) e 30,2% de complicações menores (P = 0,280). CONCLUSÕES: Os pacientes com > 60 anos de idade não apresentaram maior número de complicações que o grupo mais jovem.

Palavras-chave: Cirurgia plástica. Cirurgia bariátrica. Idoso. Obesidade.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Increasing numbers of procedures are being used to treat elderly ex-obese patients after bariatric therapies. However, reliable data regarding the evolution and complications of this population are scarce in the literature. In this study, we aimed to analyze the evolution and complications of abdominoplasty performed in patients with advanced age after massive weight loss and compare them to the corresponding data from younger patients. Methods: We retrospectively reviewed patients who experienced massive weight loss and underwent surgery for abdominal contouring between July 2005 and July 2011 in the State Hospital Sapopemba (HESAP). An age of > 60 years was used as a criterion for advanced age, in order to divide patients into groups to analyze the postoperative period and complications of abdominoplasty performed after massive weight loss. RESULTS: We analyzed 264 patients, 19 of whom were 60-75 years of age (Group I) and 245 of whom were 22-59 years of age (Group J). Group I had a major complication rate of 10.5% (P > 0.999) and a minor complication rate of 41.1% (P = 0.280), whereas Group J had a major complication rate of 10.6% (P > 0.999) and a minor complication rate of 30.2% (P = 0.280). CONCLUSIONS: Patients > 60 years of age do not have a higher rate of complications than younger patients after abdominoplasty.

Keywords: Plastic surgery. Bariatric surgery. Aged. Obesity.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons