ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 3 de 3 resultado(s)

Busca por : Wellerson Marcos Mattioli

Uso do pedículo inferior não areolado na amputação mamária: aprimorando resultados

Wellerson Marcos Mattioli; Sergio Augusto Penazzi Júnior; David Silveira Farias de Melo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(3):339-345 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Pacientes com gigantomastia apresentam múltiplos sintomas físicos e psicossociais. Várias técnicas foram propostas para o seu tratamento. A amputação mamária, descrita por Torek em 1922, apresenta com excelente alternativa, porém com prejuízo na funcionalidade mamilar e no formato da mama. Liacyr Ribeiro, em 1975, descreveu o retalho inferior dermoglandular não areolado a fim de proporcionar tecido de segurança para ressecção mamária, facilitar a montagem da mama e melhorar sua projeção. Este trabalho propôs unir estas duas consagradas técnicas, visando aprimorar os resultados das amputações mamárias. MÉTODOS: Foram operadas 11 pacientes com gigantomastia com prole definida, pela técnica de amputação mamária associada ao pedículo inferior não areolado. RESULTADOS: Distância média da fúrcula esternal ao mamilo foi de 35,6 centímetros na mama direita e 35 centímetros na mama esquerda, variando de 30 a 44 centímetros. A ascensão do complexo areolomamilar foi em média de 16,9 centímetros na mama direita e 16,4 centímetros na mama esquerda, variando de 12 a 25 centímetros. A quantidade de ressecção média de tecido mamário por paciente foi de 3559,5 gramas, variando de 1600 a 5890 gramas. A hipopigmentação do complexo areolamamilar esteve presente em três (27%) pacientes. A deiscência do T foi observada em dois (18%) pacientes. A não integração parcial do enxerto ocorreu em três (27%) das pacientes, com perdas estimadas de 10%, 30% e 80% do enxerto. CONCLUSÃO: A associação da amputação mamária com o pedículo dermoglandular inferior não areolado nos oferece um melhor remodelamento da mama, segurança na montagem desta, além de proporcionar uma adequada projeção da mesma.

Palavras-chave: Mama/anormalidades; Mamoplastia; Hipertrofia; Amputação.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Patients with gigantomastia have multiple physical and psychosocial symptoms. Various techniques have been proposed for their treatment. Described by Torek in 1922, mammary amputation was presented as a great alternative, but resulted in reduced mammillary functionality and loss of breast format. In 1975, Liacyr Ribeiro described the use of dermaglandular inferior pedicle as safety tissue to allow for mammary resection, to facilitate breast assembly and to improve projection. The author proposed to unite these two consolidated techniques with the intention of improving breast amputation outcomes. METHODS: Eleven gigantomastia patients were operated on by means of the amputation technique using dermaglandular inferior pedicle. RESULTS: The mean distance between the sternal notch and the nipple was 35.6 cm for the right breast and 35 cm for the left breast, with all measures ranging between 30 cm and 44 cm. Rise of the nipple-areola complex was in average 16.9 cm for the right breast and 16.4 cm for the left breast, varying from 12 to 25 cm. The amount of breast tissue resection per patient was, in average, 3559.5 grams, ranging from 1600 grams to 5890 grams. Hypopigmentation of the nipple-areola complex was present in three patients (27%). Dehiscence of the T was observed in two patients (18%). Partial non-integration of the graft occurred in three patients (27%), with loses estimated at 10%, 30% and 80% of the graft. CONCLUSION: Associating mammary amputation with an inferior dermaglandular pedicle provides good remodeling and safe assembling of the breast, in addition to providing proper projection.

Keywords: Breast/abnormalities; Mammaplasty; Hyperthophy; Amputation.

 

Importância e análise da estabilização ponderal nos pacientes submetidos a cirurgia bariátrica candidatos à cirurgia plástica

Wellerson Marcos Mattioli; Fausto Viterbo; Flávio Henrique Mendes; Luís Gustavo P. M. Fernandes; Ricardo Coelho Melo; Renata Macero
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3 Suppl.1):14 - Geral

PDF Português

Ritidoplastia em paciente de 11 anos como tratamento auxiliar da elastólise pós-inflamatória (cutis laxa) - desafios no tratamento

Wellerson Marcos Mattioli; Fausto Viterbo; Emiliano Sá Fortes De Araújo; Priscilla Rocha Pinho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(4):693-696 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Cútis laxa é uma morbidade rara, caracterizada por ser uma desordem do tecido conjuntivo que se manifesta principalmente por flacidez cutânea, podendo acometer variavelmente outros órgãos. Os autores relatam um caso de cútis laxa em paciente de 11 anos que desenvolveu face senil com pronunciada ritidose perioral e periocular, bem como acentuação dos sulcos nasogenianos. Foi realizada ritidoplastia como tratamento cirúrgico. Apresentou boa evolução pós-operatória, com cicatrizes de boa qualidade e melhora notável na flacidez do terço médio da face e, posteriormente, recorrência parcial da mesma no acompanhamento tardio de dois anos. Paciente e familiares ficaram muito satisfeitos com o resultado. A equipe cirúrgica, entretanto, percebeu limitação do resultado cirúrgico e necessidade de complementação com tratamentos auxiliares como peelings e similares.

Palavras-chave: Cutis laxa. Ritidoplastia. Face.

 

ABSTRACT

Cutis laxa is a rare morbidity, is caracterized as a connective tissue disorder manifested primarily by sagging cut and may affect other organs. The authors report a case of cutis laxa in a patient of 11 years old with the development of a senile fascia with pronounced ritidose perioral, periocular and nasolabial sulcus. Rhytidectomy was performed as an auxiliary treatment. The patient showed a good evolution of the postoperative scars with good quality and remarkable improvement in sagging of the midface and later recurrence of the same part in the follow-up evaluation two years. Patient and family were very pleased with the outcome. The surgical team, however, realized the limitation of the procedure and the need for additional treatment with auxiliaries and the like as peeling.

Keywords: Cutis laxa. Rhytidoplasty. Face.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons