ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 1 de 1 resultado(s)

Busca por : Tatiana Peres Danielski

Avaliação da aplicação tópica de ácido linoleico em retalhos cutâneos randomizados em ratos

Marcelo Luís Altenhofen da Silva; Susi Lauz; Vinícius Duval da Silva; Ana Maria Wolkmer de Araujo; Michelle Maidana Altenhofen da Silva; Lidia Akemi Tatekawa; Tatiana Peres Danielski
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(4):643-650 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A preocupação com a viabilidade de retalhos cutâneos, especialmente os randomizados, tem sido motivo de diversas pesquisas na cirurgia plástica. O fator limitante para a utilização desses retalhos é a imprevisibilidade de sua vascularização distal, o que poderá resultar em necrose parcial ou completa do retalho. Neste estudo, foi testado o uso tópico do ácido linoleico na melhoria da sobrevivência dos retalhos de pele. Este é um ácido graxo poli-insaturado, que em estudos sobre cicatrização de feridas mostrou atuar na mediação da resposta inflamatória e na diminuição da produção de óxido nítrico, acelerando o processo de reparo. OBJETIVO O objetivo deste trabalho foi avaliar morfométrica e histologicamente o aumento da viabilidade de retalhos cutâneos randomizados em ratos, tratados com uso tópico do ácido linoleico. MÉTODO: Vinte e quatro ratos Wistar machos divididos aleatoriamente em três grupos: grupo Controle ou Glicerina (GG, n = 8), grupo Dersani® (GD, n = 8) e grupo Ácido Linoleico (GL, n = 8). Sob anestesia geral, foi elevado um retalho randômico modificado de McFarlane na região dorsal dos ratos. RESULTADOS: A média da porcentagem da área de necrose dos retalhos foi: GG - 44,49%, GD - 44,72% e GL - 44,20%. Estas não apresentaram diferenças estatísticas significativas (P>0,05). A análise histológica não evidenciou diferenças significativas no grau de necrose ou processo inflamatório. CONCLUSÃO: Neste estudo, a aplicação tópica do AL não apresentou diferenças estatísticas significativas em aumentar a área de viabilidade do retalho cutâneo randomizado em ratos.

Palavras-chave: Rato. Isquemia. Reperfusão. Retalhos cirúrgicos. Ácido Linoleico.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Concern about the viability of skin flaps, especially those of random pattern, has been the subject of several studies in plastic surgery. The limiting factor of these flaps is the unpredictability of its microvasculature, which could lead to partial or complete necrosis of the flap. This study tested the role of topical use of linoleic acid on the survival of random skin flaps. This is a polyunsaturated fatty acid, which in wound healing studies showed to act by mediating the inflammatory response, and decreasing the production of nitric oxide, accelerating the repair process. OBJECTIVE: The aim of this project was to evaluate morphometric and histologically the improvement on skin flaps survival in rats treated with topical linoleic acid. METHOD: 24 male Wistar rats randomly divided into 3 groups, the control group or Glycerin (GG, n = 8), Dersani® group (GD, n = 8) and Linoleic Acid group (GL, n = 8). Under general anesthesia, a cranial base modified McFarlane random skin flap was elevated in dorsal region of the rats. RESULTS: The mean percentage of necrosis area among the groups was: GG - 44.49%, GD - GL and 44.72% - 44.20%. It showed no statistically significant differences (p> 0.05). Histological analysis has also not found differences in the degree of necrosis or inflammation. CONCLUSION: In this study, topical application of LA showed no statistically significant differences (P>0.05) on improving the survival area of random skin flap in rats.

Keywords: Rats. Ischemia. Reperfusion. Surgical Flaps. Linoleic Acid.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons