ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 20 de 31 resultado(s)

Busca por : Rolf Gemperli

A fraude em pesquisas científicas

Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):181 - Editorial

PDF Português PDF Inglês

A força e importância das sociedades médicas

Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):155 - Editorial

PDF Português PDF Inglês

Transplantes de face

Fábio de Freitas Busnardo; Dov Goldenberg; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):295-296 - Editorial

PDF Português PDF Inglês

Cirurgia da ptose palpebral: análise de dois tipos de procedimentos cirúrgicos

Fabio Lopes Saito, Rolf Gemperli, Patricia Yuko Hiraki, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(1):11-17 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Introdução: A ptose palpebral ou blefaroptose caracteriza-se pela disfunção, ou inabilidade do paciente em realizar a abertura da fenda palpebral de maneira normal. Geralmente é decorrente do acometimento do músculo levantador da pálpebra, possuindo diferentes etiologias, quais sejam, congênitas ou adquiridas. Método: No período de 2005 a 2008, foram diagnosticados 16 pacientes portadores de ptose palpebral, totalizando 24 pálpebras submetidas a tratamento cirúrgico, pelo autor. Foram realizadas 18 cirurgias abordando a fáscia do músculo levantador e, em 6 casos, a ressecção do músculo levantador da pálpebra. Resultados: O grau de ptose nos casos estudados variou entre 2,0 e 7,0 mm, com média de 4,33 mm. Os resultados pós-operatórios foram avaliados por meio de exame físico e de análise fotográfica e classificados em insatisfatórios, regulares e bons, de acordo com o grau de ptose residual. A média de seguimento foi de 14,87 meses. Em 83,3% dos casos, os resultados foram considerados bons, em 12,5%, regulares e, em 4,16%, insatisfatórios. A complicação mais frequentemente observada foi a hipocorreção cirúrgica e a assimetria entre as fendas palpebrais. Encontrou-se um caso com retração cicatricial na pálpebra superior e apenas um paciente foi submetido à revisão cirúrgica após seis meses do ato operatório.

Palavras-chave: Blefaroptose. Doenças palpebrais. Blefaroplastia.

 

ABSTRACT

Introduction: Eyelid ptosis or blepharoptosis is characterized by dysfunction or the patient's inability to elevate the upper eyelid normally. It is usually due to a compromised levator muscle and has different etiologies, namely congenital or acquired. Method: From 2005 to 2008, 16 patients were diagnosed with ptosis, perfoming a total of 24 surgically treated eyelids. Eighteen surgeries were performed approaching the fascia of the eyelid levator muscle and in 6 cases through resection of the eyelid levator muscle. Results: The degree of ptosis in the cases studied ranged between 2.0 and 7.0 mm, with an average of 4.33 mm. The postoperative results were evaluated by physical examination and photographic analysis and classified as poor, fair and good, according to the degree of residual ptosis. The average follow-up was 14.87 months. In 83.3% of the cases, the results were considered good, regular in 12.5% and in 4.16% unsatisfactory. The most frequently observed complication was surgical undercorrection and asymmetry of the eyes. In one case we could observe of scar retraction in the upper eyelid and only one patient underwent surgical revision six months after the initial surgery.

Keywords: Blepharoptosis. Eyelid diseases. Blepharoplasty.

 

Reconstrução do complexo areolomamilar da mama queimada com retalho trilobado autonomizado

Luiz Philipe Molina Vana; Carlos Fontana; Juliana Reis; David Souza Gomez; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(1):38-43 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO A reconstrução do complexo areolomamilar é a fase final da reconstrução mamária. As técnicas de reconstrução do mamilo mais utilizadas são com retalhos locais ou enxertos. A utilização destas técnicas em mamas que sofreram queimaduras apresenta resultados indesejados, em decorrência da menor vascularização da pele lesada. O objetivo deste trabalho foi avaliar a utilização do retalho trilobado autonomizado na reconstrução do mamilo em mamas queimadas. MÉTODOS: Oito pacientes do sexo feminino tiveram seus mamilos reconstruídas em dois tempos cirúrgicos. RESULTADOS: Não ocorreram complicações, como necrose, deiscência, perda completa da projeção do novo mamilo ou infecção. A projeção média ao término da cirurgia foi de 15,25 mm e, após seis meses de reconstrução, foi de 3 mm, permanecendo estável. Todas as pacientes ficaram satisfeitas com os resultados. CONCLUSÃO: Concluímos que a autonomização deu segurança à reconstrução do mamilo em mamas queimadas e manteve projeção mínima satisfatória do mamilo reconstruído.

Palavras-chave: Mama queimada; Reconstrução de mamilo; Sequela de mama.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION Reconstruction of the nipple-areola complex is the final stage of breast reconstruction. The most common nipple reconstruction techniques use local flaps or grafts. However, these techniques in cases of burns produce undesirable outcomes due to the decreased vascularization of damaged skin. The objective of this work was to evaluate the use of the autonomized star flap in the nipple reconstruction of burned breasts. METHODS: Nipples were reconstructed in eight female patients in two surgeries each. RESULTS: There were no complications such as necrosis, dehiscence, complete loss of projection of the new nipple, or infection. The mean projection at the end of surgery was 15.25 mm; 6 months after reconstruction, it was 3 mm, showing stability. All patients were satisfied with their results. CONCLUSION: We conclude that autonomization leads to safe reconstruction of the nipple on burned breasts and maintains a satisfactory minimal projection of the reconstructed nipple.

Keywords: Burned breast; Nipple reconstruction; Breast sequelae.

 

Revisão de literatura

Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2002;17(2):70 - Revisão de Literatura

PDF Português PDF Inglês

Abdominoplastia circunferencial em pacientes após cirurgia bariátrica: avaliação da qualidade de vida pelo critério adaptativo

Wilson Cintra Junior, Miguel Modolin, Celeste Imaculada Conceição Gobbi, Rolf Gemperli, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(1):52-56 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Excessos dermogordurosos em abdome, flancos e ptose glútea são alterações frequentes nos pacientes após intensa perda de peso induzida pela cirurgia bariátrica, e a piora da qualidade de vida deveria ser considerada em algumas circunstâncias. Objetivo: Avaliar as alterações na qualidade de vida dos pacientes submetidos a abdominoplastia circunferencial, nos aspectos afetivo-relacional e produtividade. Método: Dezesseis pacientes submetidos a abdominoplastia circunferencial foram submetidas a entrevistas psicológicas semidirigidas. Utilizando-se a Escala Diagnóstica Adaptativa Operacionalizada (EDAO), e tendo como princípio norteador o critério adaptativo, as respostas foram classificadas. Por meio de notas atribuídas a cada resposta, foi possível a avaliação quantitativa e a classificação diagnóstica das pacientes quanto à adequação. Resultados: No setor afetivo-relacional, dez (62,5%) pacientes apresentaram respostas adequadas. No setor produtividade, dez (62,5%) pacientes apresentaram respostas adequadas. Sete (43,75%) pacientes apresentaram adaptação eficaz e seis (37,5%), ineficaz leve. Conclusão: As análises, qualitativas e quantitativas, concluíram que houve benefício efetivo aos pacientes submetidos a abdominoplastia circunferencial, tanto nos aspectos afetivo-relacional e produtividade, quanto na melhora da qualidade de vida.

Palavras-chave: Parede abdominal/cirurgia. Abdome/cirurgia. Cirurgia plástica. Qualidade de vida. Obesidade mórbida/cirurgia.

 

ABSTRACT

Introduction: Skin and fat excess on the abdomen, flanks and gluteal ptosis are usual alterations in patients after massive weight loss induced by bariatric surgery, and poor quality of life should be considered in such circumstances. Objective: To evaluate the modifications on the quality of life of patients that underwent circumferential abdominoplasty on affective/relational and professional aspects. Method: Sixteen female patients that underwent circumferential abdominoplasty were submitted to semi-directed psychological interviews. One used the Operational Adaptive Diagnostic Scale (OADS) and observing the adaptive patterns as the main criterion, the answers were classified. Through grades attributed to each answer, it was possible to evaluate quantitatively and to establish a classification of the patients relative to their adaptive adequacy. Results: On the aspect affective/relational, ten (62.5%) patients presented fairly adequate answers. On the productivity aspect, 10 (62.5%) patients presented fairly adequate answers. Seven (43.75%) patients presented effective adaptation and six (37.5%) slightly ineffective. Conclusion: The qualitatively and quantitatively analysis made through OADS showed that there was effective benefit to the patients submitted to circumferential abdominoplasty so on affective/relational and productivity aspects, as in the improvement of the quality of life.

Keywords: Abdominal wall/surgery. Abdomen/surgery. Plastic surgery. Quality of life. Obesity, morbid/surgery.

 

Protocolo de aplicação bilateral de toxina botulínica tipo A para evitar assimetria no tratamento de espasmo hemifacial

Alessandra Grassi Salles; Nuberto Hopfgartner Teixeira; Fabio Teixeira Belfort Mattos; Marcio Paulino da Costa; Marcus Castro Ferreira; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):228-234 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O espasmo hemifacial (EHF) caracteriza-se por movimento tônico-clônico involuntário da musculatura de uma hemiface. O tratamento tem sido realizado com aplicação de toxina botulínica (TxB). A aplicação unilateral classicamente descrita resulta em assimetria semelhante à paralisia facial. O objetivo desse trabalho foi normatizar o tratamento do EHF bilateralmente com TxB, a fim de prevenir a ocorrência de assimetria facial iatrogênica. MÉTODO: Foram analisadas 66 aplicações em 15 pacientes, seguindo o protocolo do serviço para paralisia facial, acrescentado de pontos pré-tarsais no lado com EHF. Foi feita dose complementar na reavaliação após 15 dias nos pacientes que apresentavam algum grau residual de espasmo ou assimetria, buscando-se a dose necessária para alcançar controle satisfatório do espasmo sem causar assimetria facial. RESULTADOS: A dose média total foi 20,2 U do lado não acometido e 28,4 U do lado acometido, totalizando 48,6 U por aplicação. Houve diferença significante entre as hemifaces na dose para os músculos zigomático, orbicular da boca e orbicular dos olhos. CONCLUSÕES: A técnica proposta de aplicação bilateral de TxB controlou adequadamente o EHF e evitou assimetria iatrogênica. Como regra geral, a aplicação deve ser feita na proporção de 1:1,5 U no orbicular dos olhos (porção lateral) e 1:2 U no orbicular da boca. Nos demais músculos, a dose nos dois lados deve ser a mesma, realizando-se dose de reforço em 15 dias caso permaneça algum grau de espasmo. O único local com pontos exclusivos do lado acometido é a região pré-tarsal do músculo orbicular do olho.

Palavras-chave: Toxina botulínica Tipo A; Paralisia facial; Assimetria facial/terapia; Espasmo hemifacial.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Hemifacial spasm (HFS) is characterized by the involuntary tonic-clonic movement of the muscles of the hemiface. It is usually treated with botulinum toxin (BTX). The classically described unilateral application of BTX results in an asymmetry similar to facial paralysis. The aim of this study was to standardize the treatment of HFS by applying BTX bilaterally to prevent the occurrence of iatrogenic facial asymmetry. METHODS: The outcomes of 66 applications in 15 patients were analyzed according to the protocol of the facial paralysis service, to which pretarsal sites were added on the HFS side. On reassessment 15 days later, a complementary dose was administered to patients who exhibited some residual degree of spasm or asymmetry with the aim of determining the dose required to achieve satisfactory spasm control without causing facial asymmetry. RESULTS: The total mean dose was 20.2 U at the contralateral side and 28.4 U at the spasm side (a total dose of 48.6 U per application). There was a significant difference between the doses applied to the zygomaticus, orbicularis oris, and orbicular oculi muscles on each hemiface. CONCLUSIONS: The proposed bilateral BTX application technique was effective in controlling HFS and prevented iatrogenic asymmetry. In general, application should be performed at a ratio of 1:1.5 U in the orbicularis oculi (lateral portion) and 1:2 U in the orbicularis oris. In the remaining muscles, the same dose should be administered on both sides and an additional dose can be applied 15 days later if some degree of spasm is present. The pretarsal region of the orbicularis oculi muscle is the only area for which BTX application on the healthy side is unnecessary.

Keywords: Botulinum toxin type A; Facial paralysis; Facial asymmetry/therapy; Hemifacial spasm

 

Linfedema maciço localizado em pacientes candidatos à cirurgia bariátrica

Thadeu Rezende Rangel Fernandes; Miguel L. A. Modolin; Wilson Cintra Jr.; Rodrigo Itocazo Rocha; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3 Suppl.1):11 - Geral

PDF Português

Análise retrospectiva das alterações das rugas faciais após aplicações seriadas de toxina botulínica tipo A

Rodrigo Pinto Gimenez, Rolf Gemperli, Alessandra Grassi Salles, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(2):297-303 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Método: Foram avaliadas as rugas das regiões frontal e glabelar da face em pacientes submetidas a aplicações seriadas da toxina botulínica tipo A com finalidade estética, analisando-se os intervalos entre as aplicações e as doses utilizadas. Vinte e quatro pacientes do sexo feminino receberam de 5 a 7 aplicações da toxina botulínica tipo A no terço superior da face. O tempo médio de acompanhamento foi de 42,2 ± 4 meses e o intervalo médio entre as aplicações de 8 ± 0,51 meses. As rugas frontais e glabelares foram avaliadas segundo escala padronizada, comparando-se fotografias previas à primeira e à ultima aplicação, em repouso e em movimentos da mímica facial. Resultados: No longo prazo, as rugas estáticas da região frontal foram amenizadas em 62,5% das pacientes e inalteradas em 37,5%, enquanto as rugas estáticas da região glabelar foram amenizadas em 47,2% das pacientes, inalteradas em 50% e pouco acentuadas em 2,8%. As dinâmicas da região frontal foram amenizadas em 84,7% das pacientes e inalteradas em 15,3%, enquanto as dinâmicas verticais da região glabelar (corrugadores) foram amenizadas em 63,9% das pacientes, inalteradas em 26,4% e pouco acentuadas em 9,7%. As rugas dinâmicas horizontais da região glabelar (prócero) foram amenizadas em 57% das pacientes, inalteradas em 32% e pouco acentuadas em 11%. A média da dose total de toxina botulínica utilizada por sessão foi de 43,83 ± 1,25 U, e a dose total cumulativa foi de 272,08 ± 20,42 U.

Palavras-chave: Toxina botulínica tipo A. Face. Estética. Rejuvenescimento.

 

ABSTRACT

Methods: Wrinkles in the frontal and glabellar regions of the face were evaluated in patients submitted to a series of cosmetic botulinum toxin applications, with analysis of the intervals between applications and doses used. Twenty-four female patients who received 5 to 7 botulinum toxin applications to the upper third of the face were evaluated. Mean follow-up time was 42.2 ± 4 months and the mean interval between applications was 8 ± 0.51 months. The forehead and glabellar wrinkles were evaluated by a standardized scale comparing photos taken prior to the first application, at rest and during facial expressions. Results: Over time, static wrinkles in the frontal region were reduced in 62.5% of the patients and remained the same in 37.5%, while static wrinkles in the glabellar region were reduced in 47.2% of the patients, remained the same in 50% and were slightly accentuated in 2.8%. Dynamic wrinkles of the frontal region were reduced in 84.7% of the patients and remained the same in 15.3%, while the vertical dynamic wrinkles in the corrugator region were reduced in 63.9% of the patients, remained the same in 26.4% and were slightly accentuated in 9.7%. Horizontal dynamic wrinkles in the procerus region were reduced in 57% of the patients, remained the same 32% and were slightly accentuated in 11%. The mean total dose of toxin used per session was 43.83 ± 1.25 U, and the total cumulated dose was 272.08 ± 20.42 U.

Keywords: Botulinum toxin type A. Face. Esthetics. Rejuvenation.

 

Debate Sobre Complicações em Lipoaspiração

Evaldo A. D´Assumpção, Luiz Pimentel, Rolf Gemperli, Ricardo Baroudi
Rev. Bras. Cir. Plást. 2005;20(2):127-129 - Debate

PDF Português PDF Inglês

Análise do atendimento clínico de portadores de úlceras crônicas em membros inferiores

Armando Costa Aguiar Jr; Cesar Isaac; Julia Teixeira Nicolosi; Mario Mucio Maia de Medeiros; André Oliveira Paggiaro; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):258-263 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Úlceras crônicas em membros inferiores podem apresentar diferentes etiologias, sendo as mais frequentes: venosa, arterial, traumática, infecciosa e diabética. O tratamento dessas feridas é dinâmico e depende da evolução da reparação tecidual. Esse tratamento inclui métodos clínicos e cirúrgicos, sendo o curativo o método não cirúrgico mais frequentemente utilizado. Curativos podem ser desde de coberturas inertes até veículos para atuação de princípios ativos no leito da ferida. A principal indicação de ativos está relacionada a efeitos de desbridamento e controle da população bacteriana, possibilitando o preparo desses leitos para resolução cirúrgica ou espontânea. MÉTODO: Esse estudo é observacional, longitudinal, retrospectivo, de amostra randomizada no qual pretendemos analisar o atendimento prestado aos portadores de úlceras crônicas em membros inferiores no Ambulatório de Feridas Crônicas da Divisão de Cirurgia Plástica do HCFMUSP entre 2011 e 2013. RESULTADOS: Foram analisados prontuários de indivíduos de ambos os gêneros, idade média 60 anos, portadores de úlceras crônicas em diferentes estágios evolutivos. Foram pesquisadas comorbidades, doença de base, tamanho da lesão, tratamentos utilizados e evolução das feridas. Notouse predomínio das causas vasculares (69,2%) como doenças de base. Todos os pacientes foram primeiramente tratados com curativos contendo princípios ativos, para preparo do leito das feridas. Desses, 84% foram encaminhados para resolução cirúrgica das feridas. Houve fechamento espontâneo em 1,5% dos casos. Os demais pacientes (14,5%) apresentaram piora das lesões com tratamento tópico, necessitando outras formas de preparo desse leito. CONCLUSÃO: Agentes tópicos podem ser uma forma ambulatorial/domiciliar efetiva de preparo do leito de úlceras crônicas para resolução cirúrgica.

Palavras-chave: Úlcera de perna; Úlcera venosa; Pé diabético; Úlcera diabética do pé; Cicatrização; Papaína.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Chronic ulcers of the lower limbs may have different etiologies, with the most frequent being venous, arterial, traumatic, infectious, and diabetic. The treatment of these wounds is dynamic and depends on the evolution of tissue repair. This treatment includes clinical and surgical methods, and dressings are the most frequently used. Dressings can range from inert covers to vehicles for actuation of active substances in the wound bed. The main indication for these substances is related to the effects of debridement and control of the bacterial population, enabling the preparation of wound beds for surgical or spontaneous resolution. METHODS: This study is an observational, cross-sectional, retrospective study, with random sampling, aimed at assessing the care provided to patients with chronic ulcers of the lower limbs in the Outpatient Clinic for chronic wounds of the Plastic Surgery Division, HCFMUSP, between 2011 and 2013. RESULTS: The clinical charts of 481 patients of both sexes, with a mean age 60 years, were analyzed; all had chronic ulcers in different stages of evolution. Comorbidities, underlying disease, size of the lesion, treatments, and evolution of wounds were evaluated. A predominance of vascular disease (69.2%) was the underlying cause. All patients were initially treated with dressings containing active agents, for preparation of the wound bed. Of these, 84% were referred for surgical management of wounds. There was no spontaneous closure in 1.5% of cases. The remaining patients (14.5%) showed worsening of lesions with topical treatment, and required other forms of preparation of the wound bed. CONCLUSION: Topical agents may be an effective outpatient/home method to prepare the wound bed of chronic ulcers for surgical management.

Keywords: Leg ulcer; Venous ulcers; Diabetic foot; Diabetic ulcers of the foot; Healing; Papain

 

Tratamento da ptose mamária e hipomastia utilizando técnica de mamoplastia com pedículo súpero-medial e implante mamário

Alexandre Wada; Lincoln Saito Millan; Samuel Terra Gallafrio; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(4):576-583 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O tratamento da ptose mamária com hipomastia utilizando técnica de mastopexia associada a implante mamário em um tempo cirúrgico é frequentemente associado a potenciais complicações mais graves do que quando se utilizam os métodos separadamente. Na literatura, a incidência relatada de complicações é semelhante à de procedimentos realizados em dois tempos cirúrgicos. Vários autores descrevem padronizações e cuidados específicos que possibilitam a utilização dessa combinação de técnicas com segurança. O objetivo deste trabalho é relatar técnica operatória para aumento mamário em pacientes com ptoses mamárias, analisando a incidência de complicações e revisões cirúrgicas. MÉTODO: Foi avaliada a incidência de complicações e revisões cirúrgicas de 27 pacientes submetidas a mastopexia com implante mamário em um tempo cirúrgico utilizando técnica de pedículo súpero-medial, operadas entre 2005 e 2010. RESULTADOS: Não foram observadas complicações imediatas que levassem a reoperações precoces. Três (11,1%) pacientes apresentaram pequenas deiscências de sutura na junção do "T" invertido, com resolução espontânea. Uma (3,7%) paciente apresentou contratura capsular, 1 ano após a operação. Quatro (14,8%) pacientes foram submetidas a revisões cirúrgicas de cicatrizes. História prévia de tabagismo aumentou em 4 vezes a incidência de deiscências de suturas e, em 2 vezes, o índice de revisões cirúrgicas de cicatrizes, porém sem diferença estatisticamente significante. CONCLUSÕES: A técnica de mastopexia associada a implante mamário utilizando técnica de pedículo súpero-medial foi eficaz e segura para o tratamento da ptose mamária com hipomastia.

Palavras-chave: Mama/cirurgia. Implante mamário. Mamoplastia.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: One-stage treatment of breast ptosis with hypomastia using mastopexy techniques combined with breast augmentation is often believed to have the potential for more serious complications than when the procedures are performed separately. However, available data show that the incidence of complications associated with the combined treatment is similar to that of both procedures performed separately. Several authors have developed standard and specific care techniques that facilitate the safe use of this combined technique. The aim of this study is to describe the surgical technique used for breast augmentation in patients with breast ptosis, as well as the incidence of complications and surgical revision. METHODS: The incidence of complications and surgical revision was analyzed in 27 patients who underwent one-stage mastopexy combined with breast augmentation using the superomedial pedicle technique, between 2005 and 2010. RESULTS: There were no immediate complications that required early reoperations. Three (11.1%) patients had slight dehiscence of the suture at the inverted-T junction, with spontaneous resolution. One (3.7%) patient developed capsular contracture 1 year after the operation. Four (14.8%) patients underwent scar revision procedures. A history of smoking was associated with a four-fold increase in the incidence of suture dehiscence and doubled the number of scar revision procedures; however, the difference was not statistically significant. CONCLUSIONS: The mastopexy technique combined with breast augmentation using the superomedial pedicle technique was effective and safe for the treatment of breast ptosis with hypomastia.

Keywords: Breast/surgery. Breast implantation. Mammaplasty.

 

Mastopexia após perda ponderal maciça: suspensão dérmica, remodelação do parênquima e aumento com tecido autógeno

Alberto Okada; Fabio Lopes Saito; Patricia Yuko Hiraki; Simone Orpheu; Hugo Nakamoto; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):283-289 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Pacientes com perda ponderal significativa podem apresentar mamas com ptose acentuada, perda de projeção do polo superior e excesso de tecido na porção toracolateral. Rubin & Khachi descreveram técnica de mastopexia com suspensão dérmica e remodelação do parênquima associada a aumento com tecido autógeno, tratando a deformidade mamária e o excesso toracolateral em um só estágio. Neste trabalho, é ilustrada essa técnica cirúrgica e demonstradas sua reprodutibilidade e suas complicações. MÉTODO: Foram operadas 14 pacientes com deformidade graus 2 e 3 pela Escala de Pittsburgh, no Hospital Estadual de Sapopemba (São Paulo, SP, Brasil), no período de dezembro de 2008 a dezembro de 2009, utilizando a técnica referida. Foram analisados os seguintes dados: tipos de deformidade das mamas, translocação do complexo areolopapilar (CAP), dimensões dos retalhos, tempo cirúrgico, tempo de permanência do dreno e incidência de complicações. RESULTADOS: A média de idade das pacientes foi de 41,21 ± 7,67 anos e o índice de massa corporal médio foi de 29,30 ± 2,77. O tempo de seguimento das pacientes variou de 3 meses a 18 meses, com média de 8 meses. Dentre as 14 pacientes operadas, 4 (28,6%) apresentavam deformidade grau 3 e 10 (71,4%), grau 2. A média de translocação do CAP foi de 6,38 cm. As dimensões médias do retalho foram de 25,21 cm x 6,92 cm. O tempo cirúrgico médio foi de 188,57 minutos. Os drenos permaneceram, em média, por 6,21 dias. Foram observadas as seguintes complicações: epiteliose de CAP, deiscência na junção do T, hematoma pequeno e linfedema toracolateral. CONCLUSÕES: A mastopexia com suspensão dérmica, remodelação do parênquima e aumento com tecido autólogo é uma técnica reprodutível, rápida e com baixo índice de complicações.

Palavras-chave: Mamoplastia. Perda de peso. Complicações pós-operatórias. Mama/cirurgia.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Patients who experience major weight loss may have pronounced breast ptosis, loss of projection of the higher pole, and excessive tissue in the lateral thorax. Rubin & Khachi described a mastopexy technique with dermal suspension and parenchymal remodeling associated with augmentation with autologous tissue. This technique treats the mammary deformity and the excessive tissue in the lateral thorax in a single surgery. In this study, we describe this surgical technique and demonstrate its reproducibility and the possible complications. METHODS: From December 2008 to December 2009, surgery was performed using the technique described above on 14 patients with grade 2 and 3 deformities according to the Pittsburgh scale. The following data were analyzed: type of breast deformity, translocation of the papillary-areolar complex (PAC), dimension of the flaps used, surgical time, permanence time of the drain, and the incidence of complications. RESULTS: The mean age of the patients was 41.21 ± 7.67 years and the mean body mass index was 29.30 ± 2.77. The follow-up period ranged from 3 months to 18 months, with a mean of 8 months. Among the 14 patients that underwent surgery, 4 patients (28.6%) had grade 3 deformities and 10 patients (71.4%), had grade 2 deformities. The mean translocation of the PAC was 6.38 cm, the mean dimensions of the flap were 25.21 cm × 6.92 cm, and the mean surgical time was 188.57 minutes. The drains remained for an average of 6.21 days. The following complications were observed: PAC epitheliosis, dehiscence of the T-junction, a small hematoma, and lateral thoracic lymphedema. CONCLUSIONS: Mastopexy with dermal suspension, parenchyma remodeling, and augmentation with autologous tissue is a reproducible technique that can be performed quickly and has a low complication rate.

Keywords: Mammaplasty. Weight loss. Postoperative complications. Breast/surgery.

 

Análise comparativa da evolução e das complicações pós-operatórias nas cirurgias plásticas do contorno corporal em pacientes idosos e jovens com perda ponderal maciça

Pedro Henrique de Souza Smaniotto; Fabio Lopes Saito; Fernando Fortes; Simone Orph eu Scopel; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3):441-444 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os procedimentos aplicados a pacientes ex-obesos idosos após terapêuticas bariátricas estão em ascensão. Dados fidedignos quanto à evolução e às complicações nesse grupo populacional ainda são escassos na literatura. O objetivo do presente estudo é analisar a evolução e as complicações em abdominoplastias realizadas em pacientes com idade mais avançada após perda ponderal maciça, e compará-las às de pacientes mais jovens. MÉTODO: Foram analisados, retrospectivamente, pacientes com perda ponderal maciça submetidos a cirurgia para contorno da região abdominal, entre julho de 2005 e julho de 2011, no Hospital Estadual Sapopemba (HESAP). Como critério para divisão dos grupos, a fim de analisar o período pós-operatório e as complicações das abdominoplastias realizadas após perda ponderal maciça, foi estabelecida idade > 60 anos. Resultados: Foram analisados 264 pacientes, 19 deles com idade entre 60 anos e 75 anos (grupo I) e 245 entre 22 anos e 59 anos (grupo J). O grupo I apresentou 10,5% de complicações maiores (P > 0,999) e 41,1% de complicações menores (P = 0,280), enquanto o grupo J obteve 10,6% de complicações maiores (P > 0,999) e 30,2% de complicações menores (P = 0,280). CONCLUSÕES: Os pacientes com > 60 anos de idade não apresentaram maior número de complicações que o grupo mais jovem.

Palavras-chave: Cirurgia plástica. Cirurgia bariátrica. Idoso. Obesidade.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Increasing numbers of procedures are being used to treat elderly ex-obese patients after bariatric therapies. However, reliable data regarding the evolution and complications of this population are scarce in the literature. In this study, we aimed to analyze the evolution and complications of abdominoplasty performed in patients with advanced age after massive weight loss and compare them to the corresponding data from younger patients. Methods: We retrospectively reviewed patients who experienced massive weight loss and underwent surgery for abdominal contouring between July 2005 and July 2011 in the State Hospital Sapopemba (HESAP). An age of > 60 years was used as a criterion for advanced age, in order to divide patients into groups to analyze the postoperative period and complications of abdominoplasty performed after massive weight loss. RESULTS: We analyzed 264 patients, 19 of whom were 60-75 years of age (Group I) and 245 of whom were 22-59 years of age (Group J). Group I had a major complication rate of 10.5% (P > 0.999) and a minor complication rate of 41.1% (P = 0.280), whereas Group J had a major complication rate of 10.6% (P > 0.999) and a minor complication rate of 30.2% (P = 0.280). CONCLUSIONS: Patients > 60 years of age do not have a higher rate of complications than younger patients after abdominoplasty.

Keywords: Plastic surgery. Bariatric surgery. Aged. Obesity.

 

Tratamento intralesional de malformações linfáticas com ênfase na escleroterapia com picibanil (OK-432): revisão sistemática

Olívia Helena Gomes Patatas; Dov Goldenberg; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(3):405-416 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Conduziu-se revisão sistemática retrospectiva da literatura incluindo estudos relatando o uso de picibanil para tratar malformações linfáticas (ML). MÉTODOS: A pesquisa foi realizada com estudos publicados no PubMed de janeiro de 1990 a 14 de abril de 2013. Na estratégia de busca, usou-se os descritores "OK-432" ou "Picibanil" e "lymphatic malformation". Os seguintes elementos foram comparados aos de outras modalidades relatadas e, então, compilados: mecanismo de ação, indicações, contraindicações, eficácia, administração, efeitos colaterais, complicações, vantagens e desvantagens. RESULTADOS: Foram encontrados 44 estudos, 27 dos quais atenderam aos critérios de inclusão. O picibanil é uma preparação liofilizada de uma cepa de baixa virulência de Streptococcus pyogenes inativada pela penicilina G. Seu mecanismo de ação ainda não definido claramente, mas especula-se que provoque uma resposta inflamatória controlada com adesão das paredes dos cistos. O picibanil é indicado quase que unanimemente para o tratamento da ML macrocística, cuja resposta é mais efetiva do que em lesões microcísticas ou mistas. Em geral, o picibanil é administrado por meio de punção com visualização direta ou guiada por ultrassonografia, com o paciente sob anestesia geral. A preparação comumente utilizada consiste em 0,1 mg de picibanil em 10 ml de soro fisiológico. Os efeitos colaterais são, em geral, leves; sendo dor, inchaço e febre os mais frequentemente relatados. CONCLUSÃO: Os estudos apresentam pouca evidência científica. A revisão sistemática identificou que o picibanil é útil no tratamento da ML de qualquer tipo, mas tem resultados melhores em lesões macrocísticas. A eficácia foi comparável à de outras terapias. Não foi apresentada nenhuma contraindicação específica. Embora o mecanismo de ação ainda não tenha sido determinado, o picibanil trata-se de opção de tratamento.

Palavras-chave: Anormalidades linfáticas; Terapêutica; Escleroterapia; Picibanil; Streptococcus pyogenes.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: We performed a retrospective systematic review of studies reporting the use of Picibanil for treatment of lymphatic malformations (LMs). METHODS: We searched the PubMed database for available studies, including those published between January 1990 and April 14, 2013. The search strategy involved the use of the keywords "OK-432" or "Picibanil" and "lymphatic malformation." Information was compiled regarding the reported mechanism of action, indications, contraindications, efficacy, administration, side effects, complications, and advantages and disadvantages compared to those of other modalities. RESULTS: Forty-four studies were found, of which 27 fulfilled the inclusion criteria. Picibanil is a lyophilized preparation of a low-virulence strain of Streptococcus pyogenes inactivated with penicillin G. Its mechanism of action is unclear, but it has been speculated that it causes a controlled inflammatory response with adhesion of cyst walls. Picibanil is almost unanimously indicated for the treatment of macrocystic LMs, which show a greater effectiveness response compared to that shown by microcystic or mixed LMs. Picibanil is usually administered by puncturing, either with direct visualization or guided by ultrasound, with the patient under general anesthesia. The most widely used preparation comprises 0.1 mg of Picibanil in 10 mL of saline. Side effects are mostly mild, with pain, swelling, and fever being the most frequently reported. CONCLUSION: The studies had low scientific evidence. A systematic review found that Picibanil is useful against any LM, with better results in macrocystic lesions. Efficacy was comparable to that of other therapies. No specific contraindication was presented. Although the mechanism of action has not been established, the inclusion of Picibanil as a treatment option is warranted.

Keywords: Lymphatic abnormalities; Therapeutics; Sclerotherapy; Picibanil; Streptococcus pyogenes.

 

Cirurgias plásticas para readequação de contorno corporal de pacientes submetidos a cirurgia bariátrica durante a adolescência

Rodrigo Itocazo Rocha; Rolf Gemperli; Miguel Luiz Antonio Modolin; Wilson Cintra Junior; Manoel Carlos Prieto Velhote Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(4):588-593 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A partir da década de 1990 foram iniciados os primeiros tratamentos cirúrgicos da obesidade em adolescentes, seguindo a sequência cirurgia bariátrica, perda ponderal e dismorfismo corporal, criando demanda por cirurgias plásticas para readequação do contorno corporal. O objetivo deste estudo foi identificar fatores associados a cirurgias plásticas de readequação de contorno corporal (morbidade e mortalidade), realizadas em pacientes submetidos a cirurgia bariátrica durante a adolescência. MÉTODO: Entre janeiro de 2008 e janeiro de 2011, 5 pacientes submetidos a gastroplastia redutora durante a adolescência, com consequente perda e estabilização de peso, foram submetidos a cirurgias plásticas do contorno corporal. A média de idade no início das cirurgias plásticas foi de 19,7 anos, sendo 3 (60%) pacientes do sexo feminino. Foram realizadas dermolipectomias abdominais em todos (100%) os pacientes, dermolipectomias crurais em 4 (80%), dermolipectomias braquiais em 2 (40%), mamoplastia com inclusão de implantes de silicone em 2 (40%) pacientes do sexo feminino, mastopexia na terceira paciente do sexo feminino (20%) e correção de ginecomastia em 1 (20%), toracoplastia em 2 (40%), torsoplastia em 2 (40%) e torsoplastia reversa em 1 (20%). Foram realizadas, em média, 3 intervenções cirúrgicas por paciente, sendo operados 20 sítios cirúrgicos. RESULTADOS: Ocorreram deiscências em 3 (15% dos sítios cirúrgicos) casos e foi necessário revisar a ressecção dermogordurosa por flacidez residual em 3 (15% dos sítios cirúrgicos) casos. CONCLUSÕES: Foram identificados alguns fatores associados às cirurgias plásticas de readequação de contorno corporal na amostra de 5 pacientes submetidos a cirurgia bariátrica durante a adolescência, comparáveis aos da literatura específica.

Palavras-chave: Adolescente. Cirurgia plástica. Cirurgia bariátrica. Obesidade. Obesidade mórbida. Pregas cutâneas.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Surgical treatments for obesity in adolescents were introduced in the 1990s, resulting in individuals undergoing bariatric surgery, and exhibiting weight loss and dysmorphic body features. This produced a demand for plastic surgery in order to readjust the body contour. The aim of this study was to identify factors associated with morbidity and mortality for these corrective body contouring plastic surgeries in patients who underwent bariatric surgery during adolescence. METHODS: Between January 2008 and January 2011, 5 adolescent patients underwent gastric bypass surgery, with a consequent loss and stabilization of weight, and then underwent plastic surgery for correcting body contours. The average age of the patients at the time of plastic surgery was 19.7 years; 3 (60%) patients were female. Abdominoplasty was performed in all patients (100%), crural dermolipectomy in 4 (80%) patients, brachial dermolipectomy in 2 (40%) patients, thoracoplasty in 2 (40%) patients, torsoplasty in 2 (40%) patients, and a reverse abdominoplasty in 1 (20%) patient. In addition, mammoplasty with inclusion of silicone implants was performed in 2 (40%) female patients, whereas the other female patient (20%) underwent mastopexy. A male patient (20%) underwent correction of gynecomastia. An average of 3 surgical interventions were performed on each patient (range, 2-5), and the number of surgical sites was 20. RESULTS: Dehiscence occurred in 3 (15% of the surgical sites) cases, and it was necessary to revise the resection because of residual skin laxity in 3 (15% of the surgical sites) patients. CONCLUSIONS: Some factors associated with body contouring plastic surgeries in adolescents were identified and compared with the literature data.

Keywords: Adolescent. Plastic surgery. Bariatric surgery. Obesity. Morbid obesity. Skinfold thickness.

 

Escala para avaliação de resultados de cirurgia estética do abdome

Alessandra Grassi Salles; Marcus Castro Ferreira2; Adelina Fátima do Nascimento Remigio; Rolf Gemperli
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):147-150 - Ideias e Inovações

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A padronização da avaliação de resultados após cirurgia estética é uma dificuldade em Cirurgia Plástica, por ser baseada em critérios geralmente subjetivos. Objetivo: O objetivo deste artigo é apresentar uma escala de uso clínico simples, de fácil reprodução e que forneça critérios objetivos para a avaliação de resultados estéticos de cirurgias plásticas no abdome. Método: A escala foi desenvolvida pela Disciplina de Cirurgia Plástica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. O avaliador dá uma nota (0 = insatisfatório, 1 = regular, 2 = bom e/ou cicatriz inexistente) para cada um de cinco parâmetros: volume do abdome, contorno lateral, excesso de pele, aspecto do umbigo e qualidade da cicatriz em parede abdominal. Um quadro orienta a pontuação para cada parâmetro. Discussão: A escala é sensível na identificação de diferentes alterações anatômicas no abdome, pode ser utilizada no pré e pós-operatório para comparação de variadas técnicas cirúrgicas, seja abdominoplastia, lipoaspiração e suas variações, ou mesmo para padronizar resultados a serem apresentados em Congressos Médicos ou publicações. A avaliação pode ser feita por fotografias ou pela própria paciente, nas consultas de pré e pós-operatório, documentando de forma objetiva em prontuário a melhora proporcionada pelo procedimento cirúrgico, ferramenta útil como defesa em processos médico-legais.

Palavras-chave: Avaliação de Resultados (Cuidados de Saúde). Lipectomia. Cirurgia Plástica. Abdome/cirurgia.

 

ABSTRACT

Introduction: The standardization of outcomes assessment after aesthetic surgery is difficult in Plastic Surgery, as the assessment is based on criteria that are generally considered to be subjective. Objective: This paper aims to introduce a simple clinical score scale for outcomes assessment after aesthetic surgery of the abdomen that is easily reproducible and is based on objective criteria. Methods: The scale was developed by the Discipline of Plastic Surgery of the Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo. The evaluator assigns a score (0 = unsatisfactory, 1 = fair, 2 = good and/or absent scar) for each of five parameters: abdomen volume, contour, skin excess, appearance of the navel, and scar quality on the abdominal wall. A framework guides the score for each parameter. Discussion: The scale is sensitive for identifying different anatomical abnormalities in the abdomen. It can be used pre-and postoperatively for comparison of various surgical techniques of abdominoplasty and liposuction, as well as to standardize outcomes for presentation at scientific conferences or in publications. The assessment can be made by means of photographs or during pre- and postoperative visits to objectively document the improvement achieved by the surgical procedure in medical records. It could also be a useful defense tool in medical-legal lawsuits.

Keywords: Outcome Assessment (Health Care). Lipectomy. Surgery, Plastic. Abdomen/surgery.

 

Análise comparativa da evolução e das complicações pós-operatórias nas cirurgias plásticas do contorno corporal em pacientes idosos e jovens com perda ponderal maciça

Pedro Henrique de Souza Smaniotto; Fabio Lopes Saito; Fernando Fortes; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3 Suppl.1):53 - Tórax e Tronco

PDF Português

Retalhos baseados em pedículos perfurantes em cirurgia mamária: mudando conceitos

Eduardo Montag , Alberto Yoshikazu Okada, Eduardo Gustavo Pires de Arruda, Rolf Gemperli, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):65 - Tórax e Tronco

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons