ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 6 de 6 resultado(s)

Busca por : Rodrigo Gouvea Rosique

Refinamento da técnica de Mustardé para o tratamento das orelhas proeminentes

Rodrigo Gouvea Rosique; Marina Junqueira Ferreira Rosique
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(4):490-496 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Tradicionalmente, múltiplas anomalias podem causar as orelhas proeminentes e foram desenvolvidas técnicas específicas para o tratamento de cada deformidade. Neste trabalho, testou-se uma abordagem única para alcançar resultados favoráveis. MÉTODO: Foram avaliados, retrospectivamente, os pacientes submetidos a otoplastia bilateral entre junho de 2010 e Dezembro de 2012, divididos em dois grupos: Grupo 1 - técnica convencional de Mustardé e Grupo 2 - Refinamento da técnica de Mustardé. Para comparação foram coletados os dados referentes às complicações precoces, tardias, à necessidade de reoperação e ao grau de satisfação do paciente. A análise estatística foi realizada através do teste exato de Fisher. RESULTADOS: No Grupo 1 foram incluídos 9 pacientes tratados com a técnica tradicional de Mustardé. Houve um caso de extrusão de pontos (11,11%). Sete pacientes ficaram muito satisfeitos, um satisfeito e um insatisfeito por correção insuficiente, sendo reoperado. No Grupo 2 foram incluídos 19 pacientes submetidos a uma variação da técnica de Mustardé com 3 suturas no terço médio da orelha, rotacionando posteriormente o vértice da antélice. Houve um caso de infecção bilateral (5,26%). Dezessete pacientes ficaram muito satisfeitos, um satisfeito e outro insatisfeito por correção insuficiente, sendo reoperado. Não houve diferença estatística entre os grupos. CONCLUSÃO: A identificação da alteração básica relacionada com orelhas proeminentes permite uma abordagem única, de fácil aprendizado e execução, com resultados de aparência natural e elevado grau de satisfação do paciente.

Palavras-chave: Orelha Externa / Anormalidades; Cirurgia Plástica; Avaliação resultados; Complicações pós-operatórias.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Traditionally, multiple abnormalities can cause prominent ears, and specific techniques have been developed for the treatment of each abnormality. In this study, we tested a single approach aimed at achieving satisfactory outcomes. METHOD: Patients submitted to bilateral otoplasty, between June 2010 and December 2012, were retrospectively evaluated and divided into two groups: group 1 - patients submitted to the conventional Mustardé technique and group 2 - those who underwent the modified Mustardé technique. For comparison, we collected data relating to early and late complications, requirement for a new surgery, and degree of patient satisfaction. Statistical analysis was performed with Fisher's exact test. RESULTS: Group 1 included nine patients treated with the conventional Mustardé technique. A case of suture extrusion (11.11%) was observed. Seven patients reported to be very satisfied, one satisfied, and one dissatisfied because of insufficient correction and a subsequent need for a second surgery. Group 2 included 19 patients submitted to the modified Mustardé technique, which involved three sutures in the middle third of the ear and the posterior rotation of the vertex of the antihelix. One case of bilateral infection (5.26%) was observed. Seventeen patients reported to be very satisfied, one satisfied, and another dissatisfied because of insufficient correction, thus needing to undergo a second surgery. No statistical difference was observed between the two groups. CONCLUSION: The identification of the basic abnormality associated with prominent ears allows performing a single approach that is easy to learn and implement, in addition to providing good outcome (i.e., natural appearance) and a high degree of patient satisfaction.

Keywords: External ear/abnormalities; Plastic surgery; Results evaluation; Postoperative complications.

 

Fístulas e deiscências em palatoplastia primária: uma experiência institucional

Henrique Lopes Arantes, Antonio Gustavo Zampar, Francisco Claro de Oliveira Junior, Marina Junqueira Ferreira Rosique, Rodrigo Gouvêa Rosique, Wagner Albuquerque Leal, Jason César, Abrantes Figueiredo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(2):112-115 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Objetivo: O objetivo deste trabalho foi analisar a ocorrência de fístulas e deiscências pós-palatoplastia primária em pacientes operados no Instituto de Cirurgia Plástica Santa Cruz (ICPSC). Método: Foram avaliados, de forma retrospectiva, 55 pacientes operados entre 1998 e 2005. Resultados: A técnica de Von Langenbeck foi realizada em 22 (43,1%) casos, com a idade média de 48 meses, seguida pela técnica de Bardach em 15 (29,5%) casos, com idade média de 24 meses, Furlow em 11 (21,6%) casos, com idade média de 34 meses. A técnica de Von Langenbeck foi a mais empregada nas fissuras pós-forame (59,2%). A técnica Bardach foi a mais utilizada nas fissuras transforame completa (54,1%). Observou-se a presença de fístulas nas técnicas de Von Langenbeck, Furlow e Bardach, respectivamente, em 22,7%, 18,2% e 39,9%. A incidência de deiscência nas técnicas Von Langenbeck, Furlow e Bardach, a incidência foi de 13,5%, 9,1% e 13,3%, respectivamente. Conclusão: Houve maior incidência de fístulas na técnica Bardach, em pacientes operados em idade mais precoce e fissuras transforame completas.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos bucais/métodos. Palato/cirurgia. Fissura palatina/cirurgia. Fissura palatina/complicações. Fístula. Deiscência da ferida operatória.

 

ABSTRACT

Objective: The study endpoint was to analyze the occurrence of fistulas and dehiscences after primary palatoplasty performed in patients of the Instituto de Cirurgia Plástica Santa Cruz (ICPSC). Methods: Fifty-five patients underwent to this procedure between 1998 and 2005 were retrospectively observed. Results: The Von Langenbeck technique was performed in 22 (43.1%) cases, being the average age of 48 months, followed for the technique of Bardach in 15 (29.5%) cases, with average age of 24 months, Furlow technique in 11 (21.6%) cases, with average age of 34 months. The Von Langenbeck technique was the most used in the incomplete palate clefts (59.2%). Bardach technique was the most used in the complete labiopalatal cleft (54.1%). There were observed fistulas in the technique of Von Langenbeck, Furlow and Bardach, respectively, in 22.7%, 18.2% and 39.9%. The incidence of dehiscences in the techniques of Von Langenbeck, Furlow and Bardack was 13.5%, 9.1%, and 13.3% respectively. Conclusion: Thus, it had a correlation of the incidence of fistulas with the used technique having been observed bigger incidence in the Bardach technique, precocious age at time of time of surgery and complete labiopalatal cleft.

Keywords: Oral surgical procedures/methods. Palate/surgery. Cleft palate/surgery. Cleft palate/complications. Fistula. Surgical wound dehiscence.

 

Mamoplastia após grande perda ponderal

Marina Junqueira Ferreira Rosique; Rodrigo Gouvêa Rosique
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(3):375-383 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Após perda ponderal maciça, as pacientes apresentam alterações mamárias, como flacidez, ptose em graus variados e polo superior vazio. Diferentes técnicas de mamoplastia são empregadas para dar forma ao cone mamário e reposicionar o complexo aréolo-papilar (CAP). Neste trabalho, avaliamos diferentes abordagens cirúrgicas preenchendo as necessidades de cada caso. MÉTODO: Vinte e cinco pacientes submetidas à gastroplastia antes da mamoplastia foram analisadas. As técnicas utilizadas foram (1) mastopexia sem prótese e retalho inferior; (2) mastopexia sem prótese e pedículo areolado inferior; (3) mastopexia com prótese com cobertura pelo retalho inferior; (4) mastopexia com prótese com plicatura de retalhos cruzados (jaquetão). RESULTADOS: A média do IMC antes da mamoplastia foi de 26,6 (variando de 21,6 a 31,2). Todas as pacientes submetidas à cirurgia consideraram o resultado bom ou ótimo. Em avaliação por observador cego às técnicas empregadas, os resultados foram considerados bons com relação à forma da mama, correção da ptose e preenchimento do polo superior. Uma paciente submetida à mastopexia com prótese com retalhos cruzados apresentou seroma e contratura capsular subsequente, necessitando capsulectomia. Oito pacientes apresentaram deiscências: sete, na junção dos retalhos cutâneos no sulco inframamário, e uma na vertical, unilateralmente, resolvidas por cicatrização por segunda intenção. Não houve caso de necrose ou epiteliólise do CAP. CONCLUSÃO: Empregando-se diferentes técnicas de mamoplastia, individualizadas caso a caso, foram obtidos resultados agradáveis, alcançando satisfação das pacientes. Fatores, como distância fúrcula-papila, necessidade de elevação do CAP, volume mamário pré-mamoplastia e desejo de aumento de volume pela paciente, influenciam a escolha da técnica cirúrgica.

Palavras-chave: Contorno corporal; Perda ponderal maciça; Mastopexia; Mamoplastia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: After massive weight loss, patients present with various mammary changes, such as sagging, different grades of ptosis, and empty upper pole. Different mammoplasty techniques are used to shape the mammary cone and to reposition the nipple-areolar complex (NAC). In this study, we evaluate how different surgical approaches can satisfy the requirements of each patient. METHOD: Twenty-five patients who underwent mammoplasty following gastroplasty were analyzed. The mammoplasty techniques used were (1) mastopexy without implant with inferior flap; (2) mastopexy without implant with inferior areolar pedicle; (3) mastopexy with implant and coverage by inferior flap; (4) mastopexy with implant and plication of cross flaps (jacket procedure). RESULTS: The average body mass index (BMI) before mammoplasty was 26.6 (ranging from 21.6 to 31.2). All patients who underwent this surgery rated the outcome obtained as good or great. In an evaluation carried out by an observer unaware of the techniques employed, the results obtained were considered to be satisfactory for breast shape, correction of breast ptosis, and filling of the upper pole. One patient who underwent mastopexy with implants and cross flaps developed seroma and subsequent capsular contracture, which required capsulectomy. Eight patients developed unilateral dehiscence: seven at the junction of skin flap in the inframammary fold, and one vertically, which were resolved with healing by secondary intention. No cases of necrosis or NAC epitheliosis were observed. CONCLUSION: Using different mammoplasty techniques, which were personalized and analyzed on a case-by-case basis, good outcomes and a high level of patient satisfaction were achieved. Various factors, such as the furcula-papilla distance, the need to lift the NAC, pre-mammoplasty breast volume and the patient's desire to increase breast volume, influence the choice of the surgical technique.

Keywords: Body contour; Massive weight loss; Mastopexy; Mamomplasty.

 

Há necessidade de drenos para prevenir seroma em abdominoplastias com pontos de adesão?

Henrique Lopes Arantes, Rodrigo Gouvea Rosique, Marina Junqueira Ferreira Rosique, José Marcos de Andrade Mélega
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(4):521-524 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Introdução: A formação de seroma pós-abdominoplastia é uma complicação que incomoda paciente e cirurgião. O uso da drenagem aspirativa e a utilização de pontos de adesão ("Pontos de Baroudi") são estratégias utilizadas para prevenir essa complicação. Este trabalho avalia a necessidade de drenos na prevenção do seroma em abdominoplastias com pontos de adesão. Método: Avaliação de todas as pacientes submetidas à abdominoplastia clássica com pontos de adesão, entre janeiro de 2006 e dezembro de 2007. Grupo 1 composto de 28 indivíduos nos quais não foram utilizados drenos; grupo 2 constou de 32 pacientes nos quais foram empregados drenos. A avaliação clínica dos pacientes foi realizada aos sete dias, duas semanas, um mês, dois, quatro e seis meses de pós-operatório. A análise estatística foi realizada por meio do teste exato de Fisher. Resultados: No grupo 1, houve um (3,5%) caso de seroma, clinicamente detectado entre o primeiro e o segundo mês pós-operatório, enquanto que no grupo 2, houve um (3,12%) caso diagnosticado aos 14 dias de pós-operatório. O teste de Fisher mostrou um valor de p de 1,000, estatisticamente não significativo para um intervalo de confiança de 95% (0,05-14,08), e odds ratio de 0,8387. A avaliação clínica não demonstrou diferença estatística entre a utilização de drenos ou não na incidência de seroma em pacientes submetidos à abdominoplastia com pontos de adesão. Conclusão: A utilização dos pontos de adesão é uma medida eficaz para prevenir a formação de seroma, sem a necessidade de medidas cirúrgicas adicionais.

Palavras-chave: Seroma/prevenção & controle. Abdome/cirurgia. Avaliação de resultados.

 

ABSTRACT

Introduction: The formation of seroma in post-abdominoplasty is a highly prevalent complication that upsets both the patient and the surgeon. Aspiratory drainage and adhesion suture ("Baroudi suture") are widely employed strategies for prevention of this complication. This study evaluates the need for drains in the prevention of seroma in abdominoplasty with adhesion suture. Method: Evaluation of all patients who underwent classic abdominoplasty with adhesion suture between January 2006 and December 2007. Group 1 comprised 28 individuals with whom no drains were used; group 2 consisted of 32 patients for whom drains were employed. Clinical evaluation of the patients was performed seven days, two weeks, one month, two, four and six months postoperatively. Statistical analysis was accomplished by means of the Fisher exact test. Results: In group 1 there was one (3.5%) case of seroma, clinically detected between the first and second postoperative month, whereas in group 2 there was one (3.12%) case detected 14 days postoperatively. Fisher's test showed a p value of 1.000, not statistically significant for a confidence interval of 95% (0.05-14.08), and Odds ratio of 0.8387. Clinical evaluation revealed no statistical difference between the use of drains or not in the incidence of seroma in patients submitted to abdominoplasty with adhesion suture. Conclusion: The use of adhesion suture is an effective measure to prevent the formation of seroma, without the need for additional surgical measures.

Keywords: Seroma/prevention & control. Abdomen/surgery. Outcome assessment.

 

Técnica cirúrgica alternativa no tratamento do blefaroespasmo essencial

Carlos Henrique Fröner Souza Góes, Marina Junqueira Ferreira Rosique, Cristina Destro, Rodrigo Gouvêa Rosique
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(1):205-207 - Relatos de Caso

PDF Português

RESUMO

Introdução: Blefaroespasmo essencial é bilateral, progressivo e pode levar a cegueira funcional. Predomina em pacientes do sexo feminino e sua causa é desconhecida. Relato do Caso: Paciente de 52 anos, com espasmos palpebrais progressivos em dois anos de evolução, recebeu cinco aplicações de toxina botulínica, com resposta apenas após as primeiras infiltrações. Na avaliação inicial, apresentava fenda palpebral com abertura voluntária máxima de 2 mm. Foi submetida à ressecção de um fuso de pele da pálpebra superior contendo o músculo orbicular e, pela mesma via de acesso, foram ressecados os músculos corrugadores, com preservação dos nervos supra-orbitários e supratrocleares. No pós-operatório, evoluiu com abertura voluntária máxima da fenda palpebral de 12 mm. Com cinco meses de pós-operatório, houve recidiva parcial, com fenda palpebral de 8 mm. Submetida a tratamento com toxina botulínica, em menor dose, apresentou abertura de 10 mm. Conclusão: Esta técnica cirúrgica alternativa para o tratamento do blefaroespasmo demonstrou resultado semelhante às técnicas descritas na literatura, porém ressecando os músculos orbiculares apenas superiormente e os corrugadores pela mesma via de acesso palpebral, preservando a inervação da região frontal.

Palavras-chave: Blefarospasmo/cirurgia. Doenças palpebrais/cirurgia. Pálpebras/cirurgia.

 

ABSTRACT

Background: Essential blepharospasm is bilateral, progressive and can lead to functional blindness. It predominates in female patients and its cause is unknown. Case report: A 52-year patient, with progressive eyelid spasms along two years of evolution, received five applications of botulinum toxin, responding only to the first ones. In the initial evaluation she showed a palpebral fissure of 2 mm with maximum voluntary opening. She was submitted to resection of an ellipse of skin of upper eyelid along with the orbicular muscle and, by the same surgical access, the corrugators muscles were resected, with preservation of the supra-orbital and supra-trochlear nerves. In the postoperative period, she evolved with maximum voluntary opening of the palpebral fissure of 12 mm. With five months postoperatively, there was partial recurrence, with palpebral fissure of 8 mm. Receiving botulinum toxin on lower dose, she presented opening of 10 mm. Conclusion: This alternative surgical technique for treatment of blepharospasm showed a similar result to the techniques described in the literature, however resecting the orbicularis muscle only superiorly and the corrugators by the same surgical approach, preserving the innervations of the frontal region.

Keywords: Blepharospasm/surgery. Eyelid diseases/cirurgia. Eyelids/surgery.

 

Tração cutânea intraoperatória para fechamento de ferida após mastectomia bilateral higiênica: relato de caso

Jason César Abrantes de Figueiredo; Rodrigo Gouvea Rosique; Patricia Jackeline Maciel
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(1):164-166 - Relatos de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: As sequelas da parede torácica após mastectomia requerem reconstrução por meio de conduta segura e eficiente. Nos casos de recidiva local, sobretudo bilateral, a intervenção cirúrgica deverá ser indicada considerando o estado geral do paciente e a expectativa de vida. A tração intraoperatória é uma técnica de baixa morbidade e rápida execução, reduzindo as cicatrizes decorrentes da utilização de retalhos. Relato do Caso: Paciente do sexo feminino, 45 anos que, após diagnóstico de recidiva tumoral em mama direita e novo tumor em mama esquerda, foi submetida à mastectomia bilateral higiênica com esvaziamento axilar à esquerda. Optou-se pela realização de tração cutânea intraoperatória dos bordos da ferida para fechamento primário da parede torácica devido ao estado geral da paciente. A tração foi realizada conforme a técnica de Góes et al., utilizando-se fios de prolene 2, tracionando a pele por dez minutos, com descanso de dois minutos, até que se obtivesse proximidade suficiente dos bordos das lesões para realização de sutura primária, o que foi alcançado após três ciclos de tração e relaxamento. O procedimento teve duração de duas horas, e foi colocado dreno portovac 3.2, que foi retirado após 7 dias. A paciente evoluiu sem queixas álgicas, sem deiscência ou qualquer outra complicação. Conclusão: A tração intraoperatória demonstrou ser uma técnica segura, funcionalmente eficaz, com menores custo e morbidade, para fechamento de ferida resultante de mastectomia bilateral higiênica.

Palavras-chave: Pele. Tração. Mastectomia. Mama/cirurgia.

 

ABSTRACT

Introduction: Post-mastectomy chest wall defects require reconstruction using a safe and efficient procedure. In cases of local relapse, especially bilateral relapse, the surgical intervention indicated should be based on assessment of the patient's general condition and life expectancy. One such intervention, intraoperative skin traction, has been found to offer the benefits of rapid execution and low morbidity while reducing the scar formation associated with the use of skin flaps. Case Report: Hygienic bilateral mastectomy with dissection of the left axillary lymph nodes was performed on a 45-year-old woman after diagnosis of a relapsed tumor in the right breast and a new tumor in the left one. Based on the assessment of the general state of the patient, intraoperative skin traction of the wound edges was chosen for primary closure of the chest wall. Traction was performed according to the procedure described by Góes et al., which involved using Prolene 2-0 sutures, stretching the skin for 10 minutes, relaxation of the skin for two minutes, until the wound edges are sufficiently proximate to each other to perform primary suturing. This was achieved after three cycles of tension and relaxation. The procedure lasted two hours, and aspiratory drainage was performed with a Portovac 3.2 drain, which was removed after 7 days. The patient did not report pain or experience suture dehiscence or any other complications. Conclusion: In traoperative skin traction is a safe, functionally efficient, low-cost, and low-morbidity technique for wound closure following hygienic bilateral mastectomy.

Keywords: Skin. Traction. Mastectomy. Breast/surgery.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons