ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 2 de 2 resultado(s)

Busca por : Ricardo Thompson Nora

Uso do retalho cérvico-submandibular transverso nas reparações de defeitos do terço médio da face

Ricardo Thompson Nóra; Rafael Clark de Oliveira Piteri; Érika Renata Motinaga Sunahara; Maria Fernanda Cavalini Barbosa; Ana Carolina Morais Fernandes; Igor Copi; José Álvaro Lourenço Gasques; Antônio Roberto Bozola
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(3):374-380 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: As reparações de defeitos extensos do terço médio da face, ao necessitarem de grandes quantidades de pele e subcutâneo, tornam-se complexas. Buscando reduzir morbidade e associar bom resultado estético-funcional, Ariyan & McGrath e, posteriormente, Behan et al. propuseram reconstruções a partir de retalhos transversos cervicais e cérvico-submandibulares, respectivamente. Tais retalhos dispõem de boas quantidades de tecidos e baixa morbidade da área doadora. Os autores propõem e descrevem uma variante do retalho de Behan para reconstruções de grandes defeitos no terço médio de face. MÉTODOS: Foi realizado um estudo retrospectivo de 8 casos de reconstrução do terço médio da face pelo retalho cérvico-submandibular transverso, no período de junho de 2011 a dezembro de 2013. Os parâmetros analisados foram: resultados possíveis e complicações precoces e tardias. RESULTADOS: Foram operados 8 pacientes, com média de idade de 73,5 anos. Todos os pacientes apresentaram resultados estético-funcionais satisfatórios. Dentre as complicações precoces, 3 pacientes apresentaram congestão vascular na primeira semana com resolução espontânea e 1 apresentou fistula salivar consequente à ressecção tumoral. Em relação às complicações tardias, a retração cicatricial foi a complicação observada, manifestada por ectrópio (2 pacientes) e retração labial (1 paciente). CONCLUSÃO: O retalho cérvico-submandibular transverso randomizado e com pedículos axiais é mais uma opção para reconstruções de defeitos do terço médio da face.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Neoplasias de cabeça e pescoço; Reconstrução; Cirurgia plástica; Idoso; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: The need for large amounts of skin and subcutaneous tissue makes it complex to repair extensive defects of the middle third of the face. Aiming to reduce morbidity and attain good aesthetic-functional outcomes, Ariyan and McGrath and, subsequently, Behan et al. proposed reconstruction techniques that use transverse and submandibular cervical flap, respectively. Such flaps have fair amounts of tissue and are associated with low morbidity in the donor area. The present authors propose and describe a variant of the Behan flap for use in the reconstruction of large defects of the middle third of the face. METHODS: We conducted a retrospective study of 8 cases of reconstruction with transverse submandibular cervical flaps for defects of the middle third of the face, conducted between June 2011 and December 2013. The following parameters were analyzed: possible results, and early and late complications. RESULTS: Eight patients with a mean age of 73.5 years were included. All of the patients presented aesthetic-functional satisfactory results. Among the early complications, vascular congestion occurred in 3 patients in the first week with spontaneous resolution, and salivary fistula occurred after tumor resection in 1 patient. With regard to late complications, scar retraction was observed, manifested by either by ectropion (2 patients) or labial retraction (1 patient). CONCLUSION: Randomized transverse submandibular cervical flaps with axial pedicles may be considered as another option for reconstruction of defects of the middle third of the face.

Keywords: Surgical flaps; Head and neck cancer; Reconstruction; Plastic surgery; Elderly; Reconstructive surgical procedures.

 

Trauma grave em membro inferior

Regis Pietro Acempcion Guiraldo; Cassiana Martins Cabral; Ricardo Thompson Nora; José Álvaro Lourenço Gasques; Antonio Roberto Bozola
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):320-323 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Traumatismos graves de membros inferiores, com grandes perdas cutâneas e comprometimento de estruturas vitais, são casos de difícil resolução. A combinação de vários fatores, como esforço realizado e capacidade de distinguir a gravidade das lesões, ou seja, diferenciar as lesões recuperáveis ou viáveis daquelas que inevitavelmente irão evoluir para amputação, tem importante papel. Para tanto, surgiram índices que buscam estratificar a gravidade da lesão e predizer a necessidade de amputação, como o índice MESS (do inglês, Mangled Extremity Severity Score). Neste artigo, é reportado um caso de trauma grave de membro inferior, com reconstrução baseada no índice MESS, com emprego de múltiplos retalhos musculares e boa evolução funcional.

Palavras-chave: Extremidade inferior. Traumatismos da perna. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos. Amputação. Retalhos cirúrgicos. Índices de gravidade do trauma.

 

ABSTRACT

Severe trauma to the lower limbs, with major skin loss and the compromise of vital structures, is often difficult to treat. A combination of several factors such as ability and effort made to distinguish lesion severity - that is, to differentiate recoverable traumas from those that will inevitably progress to amputation - plays an important role. Therefore, indices were developed to facilitate the stratification of injury severity and prediction of the need for amputation, such as the Mangled Extremity Severity Score (MESS). In this article, we report a case of severe trauma to the lower limb, where reconstruction was performed based on the MESS index with multiple muscle flaps, and a good functional outcome was achieved.

Keywords: Lower extremity. Leg injuries. Reconstructive surgical procedures. Amputation. Surgical flaps. Trauma severity indices.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons