ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 3 de 3 resultado(s)

Busca por : Renato Silva Freitas

Rivaroxabana para profilaxia de tromboembolismo venoso em abdominoplastia após grande perda ponderal: 396 casos

GUILHERME BERTO ROÇA; BRUNA FERREIRA BERNERT; RENATO SILVA FREITAS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):268-273 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Abdominoplastia consiste em um dos procedimentos estéticos mais populares realizados no Brasil. Pacientes pósbariátricos representam um desafio peculiar ao cirurgião plástico, uma vez que não só requerem reconstruções complexas, mas também apresentam comorbidades residuais e deficiências nutricionais. O tromboembolismo venoso (TEV) constitui uma complicação grave e potencialmente fatal da abdominoplastia. Apesar da pequena frequência desta complicação, os métodos aceitos como padrões para prevenção de TEV em pacientes após abdominoplastia, incluindo quimioprofilaxia, permanecem controversos.
Objetivo: Avaliar a experiência do autor com rivaroxabana para profilaxia de TEV em pacientes submetidos a abdominoplastia após grande perda ponderal.
Métodos: Uma série de 396 casos foi conduzida retrospectivamente. Todos os pacientes submetidos à abdominoplastia após cirurgia bariátrica que receberam rivaroxabana foram incluídos. A dose profilática foi de 10mg por dia. Dados demográficos, comorbidades, tipo de cirurgia e complicações foram registrados.
Resultados: 396 casos de pacientes pós-bariátricos (356 mulheres e 40 homens) foram submetidos à abdominoplastia e receberam rivaroxabana no pós-operatório, de julho de 2015 a julho de 2018. A média de idade dos pacientes foi de 39,1 anos. O índice de massa corporal médio no momento da abdominoplastia foi de 27,2kg/m². Houve apenas um caso de tromboembolismo venoso (0,25%). Treze pacientes apresentaram hematoma com necessidade de drenagem.
Conclusões: A quimioprofilaxia de rotina com rivaroxabana para pacientes submetidos à abdominoplastia após grande perda ponderal revela uma baixa incidência de TEV. Esta medicação oral é bem tolerada e apresenta um perfil de complicação aceitável.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Trombose venosa; Abdominoplastia; Anticoagulantes; Cirurgia bariátrica

 

ABSTRACT

Introduction: Abdominoplasty is one of the most popular aesthetic procedures performed in Brazil. Postbariatric patients present a challenge to the plastic surgeon as not only do they have complex reconstructive challenges but also they have residual medical comorbidities and nutritional deficiencies. A serious and potentially fatal complication of abdominoplasty is venous thromboembolism (VTE). Despite the frequency of this serious complication, the accepted standard methods to prevent VTE in abdominoplasty patients, including chemoprophylaxis, remain controversy.
Objective: To evaluate the author experience with rivaroxaban, for VTE prophylaxis in abdominoplasty patients after massive weight loss.
Methods: A retrospective 396 cases series were conducted. All patients who underwent abdominoplasty after bariatric surgery and received rivaroxaban were included. The prophylactic dose was 10 mg daily for 30 days, beginning 24 hours postoperatively. Patient demographics, comorbidities, type of surgery and complications were recorded.
Results: From July 2015 until July 2018, 396 post bariatric patients (356 women and 40 men) underwent abdominoplasty and received rivaroxaban postoperatively. The mean body mass index prior to their weight loss procedure was 43.8kg/m2 (range, 37.3- 61.9kg/m2) and mean BMI was 27.2kg/m² at the time of the abdominoplasty. Mean patient age was 39.1 years. Only one patient had a symptomatic PTE event. Thirteen patients had a hematoma requiring operative evacuation, and all went on to heal without sequel.
Conclusions: Routine chemoprophylaxis with rivaroxaban for abdominoplasty patients after massive weight loss has a low rate of VTE events. This oral medication is well tolerated and has an acceptable complication profile.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Venous thrombosis; Abdominoplasty; Anticoagulants; Bariatric surgery

 

Fatores determinantes na escolha de um cirurgião plástico

LUIZ ROBERTO REIS ARAUJO; DAYANE RAQUEL DE PAULA; RENATO SILVA FREITAS; LUCIANO SAMPAIO BUSATO; ALFREDO DUARTE SILVA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(4):541-552 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Esta pesquisa tem como objetivo entender os fatores que determinam a escolha de um cirurgião plástico, na visão dos pacientes. É um projeto piloto que deve ser ampliado e aprofundado em outros estudos.
Método: Foi idealizada uma pesquisa com 22 perguntas de múltipla escolha na forma de questionário. O tempo médio de resposta era de 8 minutos. As perguntas abordavam vários aspectos como a indicação/formação/titulação do cirurgião, percepção da primeira consulta e do consultório. Não havia possibilidade de identificação da paciente ou do cirurgião. O anonimato era garantido.
Resultados: O índice de resposta foi de 86,66%. A maioria (92,22%) era do sexo feminino, com idade média de 35 anos. A maior parte tinha ensino médio e superior completos, com ganho familiar médio mensal de R$ 2 a 10 mil. Quase 40% não sabiam da titulação do cirurgião escolhido e 33,7% não sabia o tempo de formação do mesmo. A maioria (81,6%) acredita ter pago um valor na média pela sua cirurgia e metade não pesquisou a apresentação online do cirurgião. A maioria (67%) não tinha feito nenhuma cirurgia plástica previamente. Foi apresentada uma lista de 10 itens em ordem decrescente de importância.
Conclusões: Os fatores determinantes para a escolha do cirurgião plástico nesta amostra, em ordem decrescente são: 1-Indicação, 2-Titulação e 3-Primeira consulta. Preço não está entre os primeiros atributos e apresentação
online foi um dos últimos itens citados. Uma parte significativa dos pesquisados não conhece a titulação e nem o tempo de formação do seu cirurgião.

Palavras-chave: Cirurgia plástica; Comportamento de escolha; Mercado de trabalho; Marketing de serviços de saúde; Brasil; Economia

 

ABSTRACT

Introduction: This study aims to understand the factors that determine the choice of a plastic surgeon from the patient's perspective. This is a pilot project, which should be broadened and deepened by other studies.
Method: A survey was devised in the form of a questionnaire with 22 multiple choice questions. The average response time was 8 minutes. The questions addressed various aspects, such as the recommendation, training, and accreditation of the surgeon; perception of the first consultation; and the clinic. There was no possibility of identifying the patient or surgeon; hence, anonymity was guaranteed.
Results: The response rate was 86.66%. The majority (92.22%) of the respondents were female, with a mean age of 35 years. Most had completed secondary and higher education, with an average monthly family income of R$ 2,000 to 10,000. Almost 40% did not know the accreditation of the surgeon chosen and 33.7% did not know the length of training the surgeon had undergone. The majority (81.6%) believed they had paid an average amount for their surgery and half did not research the surgeon's online profile. The majority (67%) had not undergone any previous plastic surgery. A list of 10 items in descending order of importance was presented.
Conclusions: The determining factors for the choice of the plastic surgeon in this sample, in descending order were: 1) Recommendation, 2) Accreditation, and 3) First consultation. Price was not the most important factor and online presence was one of the last items cited. A significant proportion of respondents did not know either the accreditation level or the length of training of their surgeon.

Keywords: Plastic surgery; Choice behavior; Labor market; Marketing of health services; Brazil; Economy

 

Trigonocefalia: revisão de literatura - 52 casos (1991 a 2010)

Isis Scomacao, Gilvani A de Oliveira e Cruz, Paulo Carboni, Renato Silva Freitas, Maria Cecília Closs Ono, Paula Giordani Colpo
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):38 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons