ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 1 de 1 resultado(s)

Busca por : Raquel Megali

Anatomia cirúrgica do nervo acessório espinhal: como evitar lesões em procedimentos cirúrgicos no trígono cervical posterior

André Ferrão Vargas, Raquel Megali, Regina Maria Papais Alvarenga, José Fernando Guedes Correa
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(4):400-413 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Introdução: A síndrome resultante da lesão iatrogênica do nervo acessório espinhal (NAE) se caracteriza por dor, paralisia e escápula alada, estando relacionada a morbidade considerável. O presente estudo investiga o grau de variação na ramificação e no curso do NAE no trígono cervical posterior (TCP). Método: A região cervical de oito cadáveres foi dissecada bilateralmente para expor o NAE. A ramificação e as variações no curso do NAE no TCP foram registradas. Medidas relacionadas a estruturas anatômicas do Músculo Esternocleidomastóideo (MEC) e do Músculo Trapézio (MTZ) foram analisadas. Resultados: As 16 dissecções demonstraram padrão de ramificação do NAE como: nenhum ramo em 25%, um ramo em 37,5% e dois ramos em 37,5% dos casos. Considerável variação foi observada na anatomia regional do NAE no TCP. Medidas revelaram que o NAE tem relação relativamente constante com o nervo auricular magno (NAM) e esta é uma importante referência anatômica para identificação do NAE no TCP. Conclusões: O NAM é uma referência anatômica útil para a identificação do NAE no TCP. Essa abordagem sugere uma possibilidade para diminuição de lesão iatrogênica do NAE, frequentemente relacionada à manipulação cervical de estruturas anatômicas adjacentes sem exposição direta do nervo.

Palavras-chave: Nervo acessório. Músculos do pescoço. Nervos espinhais. Plexo cervical.

 

ABSTRACT

Background: The resulting syndrome from iatrogenic injury to the spinal accessory nerve (SAN) is characterized by pain, paralysis and winging of the scapula are often the source of considerable morbidity. This study analyses the degree of ramification and variations of the SAN at the posterior triangle (PT). Method: The necks of 8 adult cadavers were dissected bilaterally to expose the SAN. The ramifications and variations of the SAN at the PT were recorded. Measurements related to anatomical landmarks of the Sternocleidomastoid Muscle (SM) and the Trapezius Muscle (TM) were analyzed. Results: The sixteen dissections performed showed the ramification pattern of the SAN as: no ramus in 25%, one ramus in 37.5% and 2 ramus in 37.5% of cases. Considerable variation was seen in regional anatomy of the SAN at the PT. Measurements revealed that the SAN has a relatively constant relationship with the great auricular nerve (GAN) and this is a important landmark for the identification of the SAN at the PT. Conclusions: The GAN is a useful landmark for identification of the SAN at the PT. This approach suggests a possibility to decrease the incidence of iatrogenic injury of the SAN, that is frequently related to dissection of surrounding anatomical structures and reduced direct exposure of the nerve.

Keywords: Accessory nerve. Neck muscles. Spinal nerves. Cervical plexus.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons