ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 3 de 3 resultado(s)

Busca por : Rafael de Campos Ferreira Basso

Análise retrospectiva de pacientes pós-bariátrica submetidos à abdominoplastia com neo-onfaloplastia: 70 casos

Aline Mizukami; Bruna Borguese Ribeiro; Brenda Artuzi Renó; Ivana Leme de Calaes; Davi Reis Calderoni; Rafael de Campos Ferreira Basso; Paulo Kharmandayan; Guilherme Cardinali Barreiro; Marco Antonio Camargo Bueno
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(1):89-93 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Com o crescente aumento do tratamento cirúrgico da obesidade, surge para o cirurgião plástico um grupo de pacientes com grande flacidez cutânea após perda ponderal. Para aqueles submetidos à gastroplastia redutora convencional ou aberta, a abdominoplastia vertical, em âncora ou em T invertido, tem sido largamente utilizada para a melhoria do contorno abdominal, e no presente trabalho foi associada à amputação umbilical seguida de neo-onfaloplastia. MÉTODO: Foram operados 70 pacientes, com peso estável há no mínimo 18 meses, procedentes do ambulatório de Cirurgia Plástica da UNICAMP, no período de março de 2011 a abril de 2013. Em todos foi utilizada a técnica de abdominoplastia em âncora com exérese do umbigo original, juntamente com a peça cirúrgica e confecção de neo-umbigo, através de retalhos dermo-gordurosos bilaterais. Procedeu-se à análise retrospectiva dos prontuários médicos e arquivo fotográfico dos mesmos. RESULTADOS: Nos 70 pacientes operados, houve predominância do sexo feminino (91%) e da raça branca (83%), com média de 40 anos. Após tempo de espera de aproximadamente 16 meses, foram submetidos à abdominoplastia em âncora associada a neo-onfaloplastia, que durou em média 2 horas. Observaram-se complicações pós-operatórias em 29,85% - deiscências pequenas, cicatrizes inestéticas, alargadas ou hipertróficas, queloides, seromas, excessos dermo-gordurosos relevantes e infecção de ferida operatória. Os neo-umbigos obtidos são muito semelhantes aos umbigos originais. Não observamos necroses, estenoses, distorções morfológicas e nem mau posicionamento dos mesmos. CONCLUSÃO: Esta técnica tem permitido a obtenção de umbigos com aspecto natural, é de fácil execução e reduz o tempo operatório.

Palavras-chave: Neo-umbigo; Neoumbilicoplastia; Neo-onfaloplastia; Abdominoplastia vertical; Abdominoplastia em âncora; Cirurgia pós-bariátrica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: With the increasing surgical treatment of obesity, a new group of patients is being attended by plastic surgeons: those with large flaccid skin following weight loss. For patients treated with conventional or open bariatric surgery, vertical, anchor-line, or inverted "T" abdominoplasty has been widely used to improve the abdominal contour. In this study, abdominoplasty was associated with umbilical amputation followed by neo-omphaloplasty. METHODS: Seventy patients with stable weight for at least 18 months underwent surgery at the UNICAMP Plastic Surgery Outpatient Clinic, from March 2011 to April 2013. In all patients, anchor-line abdominoplasty with excision of the original navel was executed, together with the surgical specimen and preparation of neo-umbilicus, through bilateral dermal-fat flaps. A retrospective analysis of medical records and photographic archives was performed. RESULTS: The 70 patients were predominantly female (91%) and white (83%) with a mean age of 40 years. After a wait time of approximately 16 months, they were subjected to anchor-line abdominoplasty associated with neo-omphaloplasty, which lasted an average of 2 hours. There were post-operative complications in 29.85% of the patients, including small dehiscence, unsightly, enlarged, or hypertrophic scars, keloid, seroma, relevant dermo-fatty excesses, and wound infection. The neo-umbilicus obtained from the surgery is very similar to the original umbilicus. We did not observe necrosis, stenosis, morphological distortions, or bad positioning. CONCLUSION: This technique has made it possible to obtain an umbilicus with a natural look, is easy to perform, and shortens operating time.

Keywords: Neo-umbilicus; neoumbilicoplasty; neo-omphaloplasty; Vertical abdominoplasty; anchor-line abdominoplasty; post-bariatric surgery.

 

Complicações em lipoaspiração clássica para fins estéticos

Fernando Fabrício Franco; Rafael de Campos Ferreira Basso; Alfio José Tincani; Paulo Kharmandayan
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(1):135-140 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

A lipoaspiração realizada para procedimentos estéticos tem como objetivo a retirada de gordura em pacientes saudáveis e redução do acúmulo de gordura localizada, a chamada lipodistrofia, levando à melhora no contorno corporal. Nas últimas três décadas, a lipoaspiração vem sendo aperfeiçoada; porém, como qualquer outro procedimento cirúrgico, não é isenta de complicações. O objetivo deste estudo é realizar revisão da bibliografia, por meio do PubMed, identificando as complicações após lipoaspiração clássica, incluindo apenas aquelas realizadas com finalidade estética. Foram encontrados 210 artigos empregando a expressão "complication in liposuction", 86 artigos com "complication after liposuction", 27 artigos com "fat embolism after liposuction", 7 artigos com "fat embolism following liposuction" e 16 artigos com "deaths related to liposuction". Dentre esses artigos, apenas 84 foram considerados relacionados ao assunto, sendo encontrados casos de embolia gordurosa após lipoaspiração, perfuração visceral, lesão vascular, cegueira e infecção por herpes zoster, entre outros relatos. Com base nos artigos analisados foi possível concluir que a lipoaspiração é um procedimento altamente eficaz quando bem indicado e bem realizado, porém existem riscos inerentes ao ato cirúrgico. Este levantamento constatou que existem muitos artigos abordando complicações após lipoaspiração para fins estéticos, e a embolia gordurosa pulmonar apresenta alta incidência.

Palavras-chave: Lipectomia. Complicações pós-operatórias. Embolia gordurosa.

 

ABSTRACT

Liposuction for esthetic purposes aims to remove fat in healthy patients and reduce localized fat accumulation, called lipodystrophy, in order to improve body contour. In the last 3 decades, the liposuction technique has improved dramatically. However, like any other surgical procedure, it is not without complications. Here, we reviewed the literature on PubMed to identify complications after classic liposuction performed solely for esthetic purposes. In total, 210 articles were found using the term "complication in liposuction," 86 with "complication after liposuction," 27 with "fat embolism after liposuction," 7 with "fat embolism following liposuction," and 16 with "deaths related to liposuction." Among these articles, only 84 including cases of fat embolism after liposuction, visceral perforation, vascular injury, blindness, and herpes zoster infection among others were considered to be related to the subject. Based on the analyzed articles, we can conclude that liposuction is a highly effective procedure when well indicated and performed accurately. Despite this, there are inherent risks. This review found many articles addressing complications, predominantly pulmonary fat embolism, after liposuction for esthetic purposes.

Keywords: Lipectomy. Postoperative complications. Fat embolism.

 

Lipoaspiração de mamas: alternativa no tratamento da hipertrofia e ptose mamárias - relato de caso

Andrea Boldrin Soares; Endrigo Torezan Rosim; Brenda Artuzi Renó; Jullyana Heinen Peixoto; Rafael de Campos Ferreira Basso; Paulo Henrique Facchina Nunes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3 Suppl.1):84 - Tórax e Tronco

PDF Português PDF Inglês

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons