ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 1 de 1 resultado(s)

Busca por : Rafael Miranda Tassitano

Avaliação dos principais padrões de perfil facial quanto a estética e atratividade

Diego Moura Soares; Pettely Thaise de Souza Santos Palmeira; Vinícius de Farias Pereira; Marconi Eduardo Sousa Maciel Santos; Rafael Miranda Tassitano; José Rodrigues Laureano Filho
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(4):547-551 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os parâmetros de beleza e atratividade facial exercem influência considerável na população, pois os padrões estéticos são vistos como importante fator para aceitação social. O objetivo deste estudo foi avaliar os principais padrões do perfil facial em relação aos parâmetros de atratividade estética na opinião de uma população leiga e relacionar os resultados com a raça. MÉTODO: A amostra foi composta de 125 pacientes e/ou responsáveis sob os cuidados do serviço de saúde municipal e serviços privados, na cidade de Caruaru, PE, Brasil. A sequência específica de seis fotos foi mostrada para cada indivíduo, que atribuiu pontuação de 0 a 10 para a classificação de estética e beleza. As imagens tinham sido previamente tratadas e manipuladas usando o programa Adobe Photoshop CS3 e representavam os principais padrões do perfil facial (classes I, II e III) e tipos raciais. RESULTADOS: Valores médios de 8,02 ± 1,63 foram obtidos para a classe I branca, 6,60 ± 2,35 para a classe I negra, 4,72 ± 2,71 para a classe II branca, 4,23 ± 2,29 para a classe II negra, 4,54 ± 2,33 para a classe III branca e 3,49 ± 2,10 para a classe III negra. Perfis faciais da raça negra foram estatisticamente considerados menos atraentes que os da raça branca. CONCLUSÕES: O padrão facial de classe I foi considerado o mais atraente e o padrão de classe III o menos atraente, para as raças branca e negra. No entanto, neste estudo a raça negra recebeu notas mais baixas na avaliação de todos os padrões de perfil em relação a estética e atratividade.

Palavras-chave: Estética. Percepção. Assimetria facial.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: The parameters of beauty and facial attractiveness have a significant impact on the population because aesthetic standards are important factors of social acceptance. The aim of this study was to assess the major determinants of facial profile aesthetics and attractiveness according to laypeople and correlate the obtained results with ethnicity. METHODS: A cohort of 125 patients (or their guardians) receiving treatment in municipal or private health care services in Caruaru, PE, Brazil, was analyzed. A defined sequence of 6 photos was shown to each individual, who then assigned a score of 0-10 for evaluation of aesthetics and beauty. The images were previously treated and manipulated using Adobe Photoshop CS3 and corresponded to the main criteria of facial profile (classes I, II, and III) and ethnicity. RESULTS: Average values of 8.02 ± 1.63 were obtained for Caucasian class I, 6.60 ± 2.35 for African class I, 4.72 ± 2.71 for Caucasian class II, 4.23 ± 2.29 for African class II, 4.54 ± 2.33 for Caucasian class III, and 3.49 ± 2.10 for African class III. African facial profiles were considered statistically less attractive than Caucasian facial profiles. CONCLUSIONS: The facial criteria of both Caucasian class I and African class I were the most attractive, whereas to the facial criteria of class III were less attractive. However, in this study, the African class received lower scores for aesthetics and attractiveness in all criteria.

Keywords: Esthetics. Perception. Facial asymmetry.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons