ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 6 de 6 resultado(s)

Busca por : PAULO ROBERTO LEAL

Perfil da cirurgia de aumento de mama no Brasil

LUIZ CHARLES-DE-SÁ; NATALE FERREIRA GONTIJO-DEAMORIM; JUAN PABLO ALBELAEZ; PAULO ROBERTO LEAL
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):174-186 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A última pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Estética (ISAPS) mostrou que 2.524.115 cirurgias plásticas foram realizadas no Brasil em 2017. O aumento de mama tem sido um dos procedimentos plásticos mais comumente realizados no Brasil, totalizando mais de 200.000 cirurgias no ano de 2016. O objetivo é avaliar as práticas e tendências atuais em aumento de mama no Brasil.
Métodos: Um questionário de 31 itens foi construído e enviado para 6.200 membros ativos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). A pesquisa abordou algumas tendências atuais e práticas controversas considerando cinco áreas: controvérsias atuais, novas tecnologias, implantes mamários, considerações técnicas em procedimentos secundários e aspectos demográficos. O questionário foi desenhado para delinear o perfil das práticas, procedimentos e crenças entre os cirurgiões plásticos sobre o uso dos implantes mamários no Brasil.
Resultados: Foram coletadas 505 respostas, representando uma taxa de resposta em torno de 10%, bem acima da taxa média de resposta de um questionário da SBCP. Os resultados foram distribuídos em 5 tabelas de acordo com as áreas de interesse.
Conclusão: Nesta pesquisa, as práticas mais comuns incluíram o uso de implantes redondos de microtextura e silicone revestido com poliuretano no procedimento primário, poket subglandular, incisões inframamárias, dimensionamento pré-operatório com amostras de implante redondas, antibióticos intravenosos e orais, irrigação com duplo antibiótico, implante faixa de tamanho geralmente menos 325cc e sem drenagem. Não há consenso sobre a lipotransferência mamária e o manejo da contratura capsular e da deformidade da bolha dupla.

Palavras-chave: Mamoplastia; Mama; Contratura capsular em implantes; Implante mamário; Ruptura

 

ABSTRACT

Introduction: The latest research by the International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS) showed that 2,524,115 plastic surgeries were performed in Brazil in 2017. Breast augmentation has been one of the most commonly-performed plastic procedures in Brazil, totaling more than 200,000 surgeries in 2016. The objective is to evaluate the current practices and trends in breast augmentation in Brazil.
Methods: A 31- item questionnaire was constructed and sent to 6,200 active members of the Brazilian Society of Plastic Surgery (SBCP). The research addressed some current trends and controversial practices in five areas: current controversies, new technologies, breast implants, technical considerations in secondary procedures, and demographic aspects. The questionnaire was designed to profile practices, procedures, and beliefs among plastic surgeons regarding the use of breast implants in Brazil.
Results: A total of 505 responses were collected, representing a response rate around 10%, which is well above the average response rate for Brazilian Society of Plastic Surgery (SBCP) questionnaires. The results were distributed in five tables by area of interest.
Conclusion: In this study, the most common practices included the use of microtexture round implants and polyurethane-coated silicone as the primary procedure, a subglandular pocket, inframammary incisions, preoperative sizing with round implant samples, intravenous and oral antibiotics, double irrigation antibiotics, an implant size that was generally less than 325 cc, and without drainage. There is no consensus on breast lip balancing and the management of capsular contracture and double bubble deformity.

Keywords: Mammoplasty; Breast; Capsular contracture in implants; Breast implants; Break

 

Efeitos da Pentoxifilina e o Cloridrato de Buflomedil em Retalhos Randomizados em Ratos sob Influência da Nicotina

Paulo Roberto Leal, MD, TCBC, TSBCP, FACS, Marcela Caetano Cammarota, Juliano Sbalchiero, MD, TSBCP, Max Marques e Marques, Marcelo Moreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2004;19(3):37-42 - Artigos

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

São abundantes na literatura trabalhos que demonstraram os efeitos nocivos da nicotina na microcirculação, resultando em maior risco de isquemia de retalhos cutâneos. Na tentativa de reverter esses efeitos, foi desenvolvido um estudo experimental no qual foram testadas duas drogas: a pentoxifilina, que atua alterando a viscosidade sangüínea, e o buflomedil, que é uma substância vasoativa com ação na microcirculação. Após tratamento com nicotina durante 6 semanas, 40 ratos foram subdivididos em 4 grupos e operados para confecção de um retalho cutâneo dorsal randomizado. O grupo A não recebeu tratamento com as drogas. Os grupos B e C foram tratados no pós-operatório durante 7 dias com pentoxifilina e buflomedil, respectivamente. O grupo D, controle, recebeu apenas soro. Quando comparados, houve uma diferença significativa entre os grupos A e D (p< 0,05), mostrando uma participação efetiva da nicotina na ocorrência de necrose. Os grupos tratados com as drogas mostraram uma resposta clínica importante na melhora da sobrevida dos retalhos, entretanto esses valores não foram estatisticamente significantes (p>0,05). Concluímos que essas drogas mostram alguma efetividade na reversão dos efeitos causados pela nicotina, mas se faz necessário ampliar as amostras para obtermos resultados com significado estatístico.

Palavras-chave: Isquemia; necrose; nicotina; retalhos; tabagismo

 

ABSTRACT

Many reports in the literature show the harmful effects of nicotine on microcirculation, leading to increased risk of skin flap ischemia. In an attempt to reverse these effects, an experimental trial was carried out to test two drugs: pentoxifylline, whose action changes blood viscosity, and buflomedil, which is a vasoactive substance that acts on microcirculation. After a 6-week treatment with nicotine, 40 rats were subdivided into 4 groups and operated on to prepare a random dorsal skin flap. Group A was not treated with any of the drugs. Groups B and C were treated for 7 postoperative days with pentoxifylline and buflomedil, respectively. Group D, the control group, received only saline solution. VVhen compared, there was a significant difference between groups A and D (p< 0.05). We concluded that these drugs showed some effectiveness in the reversal of the effects caused by nicotine, but it would be necessary to have larger samples to achieve statistically significant results.

Keywords: Ischemia; necrosis; nicotine; flaps; smoking

 

Perfil das reconstruções de pálpebra inferior no Instituto Nacional do Câncer: estudo retrospectivo de 137 casos

Rodolfo Chedid, Kenya de Souza Borges, Pedro Santos, Juliano Carlos Sbalchiero, Marcio Abreu Dibe, Paulo Roberto Leal, Kenya de Souza Borges, Pedro Santos, Juliano Carlos Sbalchiero, Marcio Abreu Dibe, Paulo Roberto Leal
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):22 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português

Reconstrução palpebral inferior com enxerto cartilaginoso: estudo retrospectivo de 18 casos

Rodolfo Chedid, Kenya de Souza Borges, Eduardo Ravasio Machado, Bianca Maria Barros Ohana, Juliano Carlos Sbalchiero, Paulo Roberto Leal
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):25 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português

Ressecção e reconstrução mandibular: análise de 85 casos consecutivos

Ciro Paz Portinho, Bianca Maria Barros Ohana, Juliano Carlos Sbalchiero, Thiago Henrique Silva Souza, Marcelo Moreira Cardoso, Paulo Roberto Leal
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):30 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português

Avaliação dos pacientes submetidos a mandibulectomia com reconstrução microcirúrgica no INCA

Rodrigo Honorato de Caldas Osório; Ciro Portinho; Rodolfo Chedid; Juliano Sbalchiero; Mario Russano; Paulo Roberto Leal
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3 Suppl.1):45 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português PDF Inglês

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons