ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 1 from 1 result(s)

Search for : Nicodemus de Oliveira Silva

Facelift light, rhytidoplasty for the treatment of the face and neck lower third with reduced scarring and adhesion points

Isaac Rocha Furtado; Nicodemus de Oliveira Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2020;35(3):283-287 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: Facelift light represents a technique standardization to treat face and neck lower third, with lesser scars, SMAS plication in all patients, and adhesion points to reduce bruises. Moderate detachment allows the patient to return to their activities faster.
Methods: Surgery is performed after prior periauricular marking of all patients of the area to be detached and the skin's design to be removed. Anesthesia is local with sedation, and without the need for haircuts. Flap detachment, SMAS plication, adhesion points in the anterior and posterior flaps are performed, in addition to the internal suture by layers and liposuction of the subment when necessary. The dressing is compressive without using drains.
Results: One hundred and eighty-five patients underwent rhytidoplasty using this technique since 2014. Their age varied between 31 and 84 years, with an average of 55 years. Lymphatic drainage is performed after seven days, and after two weeks, a considerable reduction in edema has been observed.
Conclusion: Facelift light is a useful technique, simple to perform with reduced scarring and few complications, favoring the early return of patients to their activities.

Keywords: Rhytidoplasty; Plastic surgery; Abnormalities of the skin; Suture techniques; Face.

 

RESUMO

Introdução: O facelift light apresenta uma padronização da técnica com o objetivo de tratar o terço inferior da face e o pescoço, com menores cicatrizes, plicatura do SMAS em todos os pacientes e utilização de pontos de adesão para redução de hematomas. O descolamento moderado permite um retorno mais rápido do paciente às suas atividades.
Métodos: A cirurgia é feita após uma marcação prévia periauricular de todos pacientes, com a área a ser descolada e o desenho da pele a ser retirada. A anestesia é local e sedação, sem a necessidade de cortes no cabelo. É feito o descolamento dos retalhos, plicatura do SMAS, pontos de adesão nos retalhos anterior e posterior, além da sutura interna por planos e lipoaspiração do submento quando necessária. O curativo é compressivo sem a utilização de drenos.
Resultados: Foram submetidos à ritidoplastia por essa técnica 185 pacientes a partir de 2014. Com a idade variando entre 31 e 84 anos, sendo a média de 55 anos. É feita drenagem linfática a partir de sete dias e com duas semanas observou-se uma redução considerável do edema.
Conclusão: O facelift light é uma técnica eficaz, de simples execução, cicatrizes reduzidas e com poucas complicações, favorecendo o retorno precoce dos pacientes às suas atividades.

Palavras-chave: Ritidoplastia; Cirurgia plástica; Anormalidades da pele; Técnicas de sutura; Face

 

Support

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license