ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 2 de 2 resultado(s)

Busca por : Maurício da Silva Lorena de Oliveira

Tratamento cirúrgico de hidradenite axilar supurativa com o uso do retalho paraescapular

Luis Carlos Vieira Tavares Junior; Maurício da Silva Lorena de Oliveira; Ronaldo Almeida Soares; Débora Nassif Pitol; Leão Faiwichow
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(3):372-376 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A hidradenite supurativa (HS) é uma doença com prevalência em torno de 1% na população, de difícil tratamento clínico, que em sua cronificação pode levar a limitações funcionais, principalmente na região axilar. MÉTODOS: Este trabalho relata oito axilas com HS crônica estágio III de Hurley tratadas com exérese ampla da doença na região axilar e sua reconstrução imediata com o retalho paraescapular, operados no pelo Serviço de Cirurgia Plástica e Queimaduras do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo. RESULTADOS: Todas as axilas tratadas não tiveram recorrência da doença (100%). Todos os retalhos paraescapulares mantiveram-se viáveis (100%), sendo a infecção de um dos retalhos (12,5%) a complicação imediata. Fechamento de 100% da área doadora em síntese primária. CONCLUSÃO: O tratamento da HS crônica axilar estágio III baseado na ressecção radical e reconstrução com retalho paraescapular mostrou-se uma opção efetiva no controle local da doença e um retalho seguro para cobertura do defeito axilar.

Palavras-chave: Hidradenite supurativa; Axila; Retalhos cirúrgicos; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Hidradenitis suppurativa (HS) is a disease with a prevalence of approximately 1% in the population and is difficult to clinically treat. Through chronification, it may lead to functional limitations, especially in the axillary region. METHODS: This study reports eight cases of axilla with chronic HS, Hurley stage III, treated with wide excision of the diseased part of the axillary region, followed by immediate reconstruction with a parascapular flap. The patients underwent surgery at the Plastic Surgery and Burns Service of the State Government Workers' Hospital of São Paulo. RESULTS: All the treated patients had no recurrence. All the parascapular flaps remained viable, and infection of one of the flaps (12.5%) was the immediate complication. Closure of the entire donor area was performed using primary synthesis. CONCLUSION: The treatment of chronic axillary HS, stage III, based on radical resection and reconstruction with a parascapular flap proved to be an effective alternative to locally control the disease and is a safe procedure to cover the axillary defect.

Keywords: Hidradenitis suppurativa; Axilla; Surgical flaps; Reconstructive surgical procedures.

 

Tratamento de feridas complexas com uso de pressão negativa local método a vácuo

Maurício da Silva Lorena de Oliveira, Carlos Alberto Komatsu, An Wan Ching, Leão Faiwichow
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):66 - Tórax e Tronco

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons