ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 1 de 1 resultado(s)

Busca por : Marcelo Marafon Maino

Avaliação do linfonodo sentinela no tratamento do melanoma cutâneo: sistematização de técnica com linfocintigrafia e azul patente

Marcelo Marafon Maino
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(3):462-466 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A incidência do melanoma vem aumentando em todo o mundo. O status do linfonodo sentinela é o fator prognóstico mais importante para o melanoma localizado. Este estudo teve como objetivo avaliar a sistematização da técnica de identificação anatômica do linfonodo sentinela com o uso de linfocintigrafia e azul patente. MÉTODO: Foram estudados 12 casos no período de março de 2009 a março de 2012. O protocolo de tratamento seguiu os critérios do Grupo Brasileiro de Melanoma. Os pacientes foram avaliados quanto a idade, sexo, espessura da lesão primária, localização dos sítios de drenagem do linfonodo sentinela, e presença de metástases. RESULTADOS: A maioria dos pacientes era do sexo masculino e a média de idade era de 49,7 anos. Em relação à espessura, os tipos mais encontrados foram 0-1 mm de Breslow e nível II de Clark. Todos os linfonodos dissecados foram corados por azul patente. A análise histológica e imuno-histoquímica dos linfonodos foi negativa para metástases. CONCLUSÕES: O uso combinado de linfocintigrafia e azul patente permite a localização precisa do linfonodo sentinela, com rápida curva de aprendizado e baixa morbidade operatória.

Palavras-chave: Biópsia de linfonodo sentinela. Melanoma. Linfocintigrafia. Azul patente.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Melanoma incidence has been increasing worldwide. For localized melanoma, the status of the sentinel lymph node is the most important prognostic factor. This study aimed to evaluate the systematization of a technique to identify the sentinel lymph node anatomically by using lymphoscintigraphy and patent blue. METHOD: A total of 12 cases were studied between March 2009 and March 2012. The treatment protocol followed criteria established by the Brazilian Group of Melanoma. Patients were evaluated for age, sex, thickness of the primary lesion, localization of drainage site of the sentinel lymph node, and presence of metastases. RESULTS: The majority of patients were male and the mean age was 49.7 years. The types of thickness most frequently found were Breslow thickness 0-1 mm and Clark level II. All of the dissected lymph nodes were stained with patent blue. Histological and immunohistochemical analysis of the lymph nodes were negative for metastases. CONCLUSIONS: The combined use of lymphoscintigraphy and patent blue allows for the precise localization of the sentinel lymph node, with a fast learning curve for surgeons, and low operative morbidity.

Keywords: Sentinel lymph node. Melanoma. Lymphoscintigraphy. Patent blue.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons