ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 2 de 2 resultado(s)

Busca por : Mônica Beatriz Mathor

Substituição de soro bovino fetal por soro humano como suplemento para cultura de fibroblastos humanos

César Isaac; Cristiana Nicoli de Mattos; Francinni Mambrine Pires do Rêgo; Larissa Nocchi Cardim; Silvana Cereijido Altran; André Oliveira Paggiaro; Rafael Mamoru Carneiro Tutihashi; Mônica Beatriz Mathor; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):379-384 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Soro bovino fetal (SBF) é comumente usado como suplemento no meio de cultura para cultivar fibroblastos. Essa forma de suplementação, porém, não é ideal, pois a qualidade das amostras de SBF é variada e sua composição não é completamente conhecida. Além disso, o SBF pode apresentar contaminação por vírus e príons ou causar complicações imunológicas. Assim, a comunidade científica tem buscado alternativas ao uso de elementos xenobióticos em cultura celular. O soro humano pode ser uma dessas alternativas, principalmente para aplicação clínica. Métodos: Soro humano, obtido de sangue de 10 voluntários saudáveis submetidos a avaliação sorológica prévia, foi testado como substituto do SBF em cultura de fibroblastos humanos. As células foram cultivadas em placas multipoços, contendo Dulbecco's Modified Eagle's Medium (DMEM) mais 10% de SBF (D10) ou DMEM mais 10% de soro humano (D10H). Entre 24 e 264 horas de exposição aos meios testados, as células foram contadas e os resultados foram expressos em média ± erro padrão da média, para obtenção de curvas de proliferação celular. Resultados: Não houve diferença estatística entre os grupos de proliferação. Fibroblastos na presença de soro humano aparentavam ser menores e mais arredondados em comparação àqueles mantidos em D10. Conclusões: Os resultados permitem inferir que o soro humano pode substituir o SBF em cultura de fibroblastos e que fibroblastos cultivados em meio suplementado por soro humano apresentam morfologia mais semelhante àqueles in vivo.

Palavras-chave: Soro. Técnicas de cultura de células. Células cultivadas. Fibroblastos. Proliferação celular.

 

ABSTRACT

Background: Fetal calf serum (FCS) is commonly used as supplement in the culture medium for fibroblast cell cultures. This form of supplementation is far from ideal, as samples quality varies from batch to batch and its composition is not completely known. FCS may contain virus and prion contamination and it may also cause immunologic complications to humans. Due to those facts, a worldwide effort is being made to find alternatives to the use of xenobiotic elements in cell cultures. Human serum would be a safer alternative for FCS use, providing maintenance for cell in clinical appliance. Methods: We assayed human serum as a replacement of FCS in human fibroblasts culture. Human serum was obtained from blood of 10 healthy volunteers, submitted to serological evaluation. Fibroblasts were cultivated in multiwell plates containing either Dulbecco's Modified Eagle's Medium (DMEM) plus 10% FCS (D10) or DMEM plus 10% human serum (D10H). After 24 to 264 hours cells were counted and results were expressed in mean ± standard error of the mean to obtain cell proliferation curves. Results: There was no statistical difference between both proliferation groups. Human serum supported growth and proliferation of human fibroblasts, with a potential as substitute for FCS in cell culture. Cell morphology was different in human serum presence appearing to be smaller and rounded as compared to cells kept in D10. Conclusions: These results allow us to infer that human serum can substitute FCS in fibroblasts cell culture, and that fibroblasts cultured in human serum present morphology similar to in vivo fibroblasts.

Keywords: Serum. Cell culture techniques. Cells, cultured. Fibroblasts. Cell proliferation.

 

Papel do queratinócito na contração da ferida: avaliação de impacto usando um modelo de matriz de colágeno povoada por fibroblastos

César Isaac; André Oliveira Paggiaro; Johnny Leandro Conduta Borda Aldunate; Marisa Roma Herson; Silvana Cereijido Altran; Mônica Beatriz Mathor; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):402-406 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A eventual participação de queratinócitos na remodelagem da ferida tem sido estudada há muito tempo. Este trabalho investigou o impacto dos queratinócitos na contração da ferida. Métodos: Foi utilizado gel de colágeno tipo I murino povoado por fibroblastos humanos com queratinócitos humanos semeado na superfície (grupo estudo), formando um equivalente dermoepidérmico. Géis de colágeno povoado apenas por fibroblastos foram utilizados como grupo controle. Os critérios de confecção e armazenagem dos géis foram iguais para ambos os grupos. Resultados: Houve aumento evidente e estatisticamente significante na contração de gel das amostras povoadas por queratinócitos, em comparação ao grupo controle. Conclusões: Esses resultados sugerem que os queratinócitos não só podem modular a proliferação de fibroblastos, mas também, por si só, desempenhar papel ativo na contração da ferida. Novas investigações sobre mecanismos envolvidos nas vias de comunicação entre células e entre célula e matriz devem ser avaliadas sob o ponto de vista de participação dos queratinócitos na cicatrização de feridas e formação de cicatrizes patológicas.

Palavras-chave: Queratinócitos. Cicatrização. Técnicas de cultura de células. Fibroblastos.

 

ABSTRACT

Background: The possible participation of keratinocytes in wound remodeling has been widely studied. This study investigated the impact of keratinocytes in wound contraction. Methods: Murine type I collagen gels populated by human fibroblasts and seeded with human keratinocytes on the surface to form a dermo-epidermal equivalent were used as the study group. Collagen gels populated by only fibroblasts were used as the control group. The criteria for the preparation and storage of gels were similar for both groups. Results: An evident and statistically significant increase in gel contraction was observed in samples populated by keratinocytes compared to the control group. Conclusions: These results suggest that keratinocytes not only modulate fibroblast proliferation but also play an active role in wound contraction per se. Further research on the mechanisms involved in the communication pathways between cells and between cells and the matrix shall be assessed from the perspective of keratinocyte participation in wound healing and pathologic scarring.

Keywords: Keratinocytes. Wound healing. Cell culture techniques. Fibroblasts.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons