ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 3 de 3 resultado(s)

Busca por : Luis Fernando Perin

Avaliação volumétrica das mamas em pacientes submetidas à lipoenxertia com uso de expansão pré-operatória (BRAVA®): experiência da Santa Casa de São Paulo

Murillo Francisco Pires Fraga; Luis Fernando Perin; Américo Helene Júnior; Nicole Carmona Aching
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(1):64-71 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O enxerto autólogo de tecido adiposo exibe qualidades desejáveis para utilização como material de preenchimento. Contudo, a grande barreira para o seu maior desenvolvimento foram os resultados pouco previsíveis e o alto índice de absorção da gordura enxertada ao longo do tempo. O objetivo é realizar avaliação volumétrica das mamas de pacientes submetidas à lipoenxertia com uso de expansão pré-operatória (BRAVA®). MÉTODOS: Foram operadas 19 pacientes no período entre março de 2012 e junho de 2015 na disciplina de Cirurgia Plástica da Santa Casa de São Paulo. Os parâmetros avaliados por ressonância nuclear magnética (pré e 6 meses pós-operatório) foram: Volume Aumentado=Volume Pós-operatório - Volume Pré operatório; Percentual de Aumento=Volume Aumentado/Volume Pré operatório x100; Percentual de Integração=Volume Aumentado/Volume Enxertado x 100. RESULTADOS: O volume médio das mamas no pré-operatório foi de 294,73 ml e de 458,42 ml no pós-operatório. O volume médio de enxerto foi de 274,4 ml (150-350 ml). Em relação aos parâmetros avaliados, o volume médio de aumento foi de 168,42 ml (90-270 ml), o percentual médio de aumento foi de 58,98% (23-90%) e o percentual médio de integração foi de 62,36% (30-80%). CONCLUSÃO: A utilização da expansão externa (BRAVA®) na mama mostrou-se um método efetivo nas taxas de integração do enxerto de gordura, bem como no aumento global do volume mamário.

Palavras-chave: Sobrevivência de enxerto; Dispositivos para expansão de tecidos; Mamoplastia; Autoenxertos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Autologous fat graft possesses the desired qualities of a filling material. However, the largest barriers to its further development are unpredictable results and high rate of absorption of the grafted fat over time. The objective is to perform a volumetric assessment of the breasts in patients undergoing fat grafting using pre-operative external expansion (BRAVA®). METHODS: Nineteen patients were operated between March 2012 and June 2015 in the Service of Plastic Surgery, Santa Casa de São Paulo. The parameters evaluated using nuclear magnetic resonance (pre-operatively and 6 months post-operatively) were the following: augmented volume=post-operative volume - pre-operative volume; percentage of augmentation=augmented volume/pre-operative volume x 100; percentage of integration=augmented volume/volume grafted x 100. RESULTS: The average volume of the breasts in the pre- and post-operative periods were 294.73 ml and 458.42 ml, respectively. The average graft volume was 274.4 ml (150-350 ml). The following parameters were assessed: average volume augmentation, 168.42 ml (90-270 ml); average percentage of augmentation, 58.98% (23-90%); and average percentage of integration, 62.36% (30-80%). CONCLUSION: The use of external expansion (BRAVA®) in breasts was effective in increasing the rates of integration of the fat grafts and the overall augmentation in breast volumes.

Keywords: Graft Survival; Tissue expansion devices; Mammoplasty; Autografts.

 

Retalho fasciocutâneo bipediculado para tratamento de meningomieloceles

Murillo Francisco Pires Fraga; Daniel Mello; Luis Fernando Perin; Américo Helene Jr
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3):519-524 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Introdução: Os defeitos congênitos do tubo neural e tecidos associados são classificados como disrafismos espinhais, sendo a meningomielocele a forma mais grave. Objetivos: Avaliar a eficácia do retalho fasciocutâneo bipediculado bilateral no tratamento das meningomieloceles. Método: A técnica foi utilizada em 9 pacientes com diagnóstico de meningomielocele, no período de dezembro de 2006 a janeiro de 2009. Os pacientes foram submetidos à correção cirúrgica nas primeiras 36 horas de vida, com atuação conjunta das equipes de Neurocirurgia e de Cirurgia Plástica. Resultados: Observou-se que a principal localização do defeito foi a região lombossacra (77,78%), seguida da toracolombar (11,11%) e torácica (11,11%). A utilização do retalho fasciocutâneo bipediculado bilateral possibilitou o fechamento da lesão em todos os casos. O defeito apresentava, em média, 32,1 cm2. A única complicação observada nesta série foi a epiteliólise segmentar do retalho na linha média, observada em 1 (11,1%) paciente. Discussão: A escolha do retalho fasciocutâneo bipediculado bilateral utilizada nos casos apresentados deve-se à segurança em relação à vascularização, menor tempo cirúrgico quando comparado aos retalhos musculares, facilidade da dissecção, aplicabilidade e baixos índices de complicação. Conclusão: O retalho fasciocutâneo bipediculado e bilateral é adequado para o tratamento das meningomieloceles.

Palavras-chave: Disrafismo espinal. Meningomielocele. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Introduction: Neural tube defects and associated tissues are classified as spinal dysraphism, being the most severe one the meningomyelocele. Objectives: To evaluate the efficacy of the bilateral bipedicled fasciocutaneous flap in the meningomyeloceles treatment. Methods: Nine patients were operated on meningomyelocele from December 2006 to January 2009. The patients had a surgery correction performed in the first 36 hours of life, with the presence of Neurosurgery and Plastic Surgery teams. Results: The main location of the defect was in the lumbosacral region (77.78%), followed by the thoracolumbar (11.11%) and the thoracic one (11.11%). In all the cases, the bilateral bipedicled fasciocutaneous flap was performed to close the defect. Discussion: The bilateral bipedicled fasciocutaneous flap was chosen owing to the security regarding vascularization, the shorter surgical time compared to muscles flaps, dissection facility, applicability and low rate of complications. Conclusion: The bilateral bipedicled fasciocutaneous flap is an adequate treatment for meningomyelocele.

Keywords: Spinal dysraphism. Meningomyelocele. Surgical flaps.

 

Modelo prático para treinamento de anastomose microvascular

Murillo Francisco Pires; Fraga Luis Fernando Perin; Alexandra Conde Green ; Rafael Zacarias; José Carlos Faes; Thiago Tenório; Américo Helene Jr.
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):325-327 - Ideias e Inovações

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

A técnica de anastomose microcirúrgica é desafiadora e requer treinamento extenso, dedicação e tempo. Os autores descrevem um modelo de treinamento acessível, prático e fácil, que utiliza retalho abdominal proveniente de abdominoplastias. O calibre dos vasos epigástricos superficiais encontrados nos retalhos abdominais excisados variou de 1,2 mm a 2 mm, dependendo do índice de massa corporal da paciente no préoperatório. Esse retalho permitiu o treinamento de anastomoses microcirúrgicas em vasos de diferentes calibres. Esses vasos permaneciam com pequena quantidade de sangue em seu lúmen, o que permitia testar a qualidade e a patência das anastomoses. Esse modelo de treinamento em vasos abdominais humanos, quando comparado aos modelos animais ou inanimados, permite transição mais rápida e real aos pacientes. A prática de dissecção e de anastomoses terminoterminais e terminolaterais de uma maneira efetiva e prática aperfeiçoa a destreza cirúrgica.

Palavras-chave: Anastomose cirúrgica. Microcirurgia. Abdome/cirurgia. Capacitação.

 

ABSTRACT

The microsurgical anastomosis technique is practically challenging and requires extensive training, dedication, and time for inexperienced surgeons to perfect. In the present report, we describe an accessible, practical, and simple training model, which involves the use of an abdominal flap obtained from abdominoplasties. The caliber of the superficial epigastric vessels found in the excised abdominal flaps ranged from 1.2 mm to 2.0 mm, depending on the preoperative body mass index of the patient. This flap facilitated the training of microsurgical anastomosis in blood vessels with different calibers. These vessels had a small amount of remnant blood within the lumen, which enabled the testing of the quality and patency of the anastomosis. This training model involving human abdominal vessels allows for a quicker transition to actual operative situations, compared to the use of animal or inanimate models. Moreover, effective practice of dissection and endtoend and endtoside anastomoses using our model helps in the development of skill and surgical dexterity.

Keywords: Anastomosis, surgical. Microsurgery. Abdomen/surgery. Training.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons