ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 4 de 4 resultado(s)

Busca por : Lourenço Frigeri Teixeira

Lipoblastoma benigno de membro superior: relato de caso e revisão da literatura

Evandro José Siqueira; Gustavo Steffen Alvarez; Lourenço Frigeri Teixeira; Jefferson Braga Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(3):319-323 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

O lipoblastoma é um tumor mesenquimal raro, composto de lipoblastos que continuam sua proliferação após o período pós-natal e que acometem, predominantemente, a população pediátrica. Apresenta prognóstico excelente, apesar do potencial de invasão local e do crescimento rápido. Os autores relatam o caso de uma paciente pediátrica portadora de volumosa lesão em antebraço direito, ocasionando importante comprometimento funcional do membro acometido. Aspectos relevantes no diagnóstico diferencial e manejo são discutidos neste trabalho, visto tratar-se de lesão com potencial risco incapacitante futuro, caso não manejada corretamente.

Palavras-chave: Lipoblastoma; Tumores Lipomatosos; Tumoração de Partes Moles; Lipoblastomatose.

 

ABSTRACT

Lipoblastoma is a rare mesenchymal tumor occurring primarily in pediatric patients and formed by lipoblasts that proliferate after the postnatal period. Despite its potential for local invasion and rapid growth, its prognosis is excellent. In this study, we report the case of a pediatric patient with a ponderous lesion in the right forearm that caused considerable functional impairment of the affected limb. We also discuss the relevant aspects concerning the differential diagnosis and management of the disease, as it has the potential to cause incapacity without proper treatment.

Keywords: Lipoblastoma; Lipomatous tumors; Soft tissue tumors; Lipoblastomatosis.

 

Uso de retalho cutâneo para reconstrução nasal após ressecção neoplásica

Francisco Felipe Laitano; Lourenço Frigeri Teixeira; Evandro José Siqueira; Gustavo Steff en Alvarez; Pedro Djacir Escobar Martins; Milton Paulo de Oliveira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):217-222 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução nasal é sempre desafiadora para o cirurgião plástico. As perdas de substância nasal são causadas principalmente por ressecção de neoplasias de pele. Existem muitas alternativas para cobertura cutânea e os retalhos cutâneos constituem a melhor opção, tanto cosmética como funcional. O objetivo deste trabalho é relatar a experiência do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, RS, Brasil) na reconstrução de perdas de substância do nariz secundárias a ressecção oncológica, descrevendo os retalhos cutâneos mais utilizados para cobertura dos defeitos segundo a subunidade anatômica. MÉTODO: Foi realizada análise de 103 retalhos cutâneos nasais utilizados para reconstrução de 102 perdas de substância secundárias a neoplasia, em 96 pacientes operados no período de dezembro de 2008 a dezembro de 2011. As perdas de substância foram mapeadas de acordo com as subunidades anatômicas descritas por Burget & Menick, sendo registrado o número de vezes em que cada opção de reconstrução foi utilizada em cada subunidade. RESULTADOS: A maioria dos pacientes era do sexo masculino (51%) e a média de idade do grupo estudado foi de 64,7 anos. Dentre os tumores cutâneos, o carcinoma basocelular foi o mais frequente (85,3%), seguido de carcinoma espinocelular (5,9%). Na asa nasal, o retalho mais utilizado foi o bilobado (44%); na região lateral, o retalho de avançamento em V-Y (72%); no dorso nasal, o retalho glabelar estendido (59,2%); na ponta, o retalho bilobado (46,2%); e no teto nasal, o retalho glabelar, utilizado em todos os casos. CONCLUSÕES: São múltiplas as opções cirúrgicas para reconstrução do nariz após cirurgia oncológica, devendo-se escolher a mais adequada para cada caso, respeitando-se os contornos e a anatomia nasal, de acordo com os princípios de Burget & Menick.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Nariz/cirurgia. Neoplasias nasais. Neoplasias cutâneas.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Nasal reconstruction is always a challenge for the plastic surgeon. Loss of nasal mass is mainly caused by resection of skin cancers. Among the several available alternatives for covering the skin, skin flaps are the first cosmetic and functional choice. This study has 2 objectives: (1) to report the experiences of the Plastic Surgery Service of São Lucas Hospital of the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul (Porto Alegre, RS, Brazil) in the reconstruction of nasal mass losses that resulted from tumor resection and (2) to describe the most commonly used skin flaps used for defect repair according to the anatomic subunit. METHODS: This study analyzed 103 nasal skin flaps used in the reconstruction of 102 nasal mass losses that resulted from tumor resection in 96 patients who underwent surgery between December 2008 and December 2011. Mass losses were mapped according to the anatomic subunits described by Burget and Menick. Moreover, the number of times each strategy was chosen for the reconstruction of the different subunits was recorded. RESULTS: Most of the patients were men (51%), and the average age of the analyzed group was 64.7 years. Basal cell carcinoma was the most prevalent skin cancer (85.3%), followed by squamous cell carcinoma (5.9%). The bilobed flap was commonly used for nasal alar lobule reconstruction (44%); V-Y advancement for the lateral region (72%); extended glabellar for the nasal dorsum (59.2%); bilobed for the nasal tip (46.2%); and glabellar for the nasal roof as well as in the cases mentioned above. CONCLUSIONS: Several surgical procedures are used for nasal reconstruction following tumor resection. The most suitable strategy should be chosen according to the patient in order to maintain the contours and nasal anatomy, as described by Burget and Menick.

Keywords: Surgical flaps. Nose/surgery. Nose neoplasms. Skin neoplasms.

 

Troca pulpar: uma solução simples para um problema complexo

Felipe Kunrath Simões Pires; Lourenço Frigeri Teixeira; Pedro Djacir Escobar Martins; Jefferson Braga Silva
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(1):115-118 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A ponta do dedo tem papel importante na qualidade do movimento de pinça bidigital, e seu trauma é comum e difícil de resolver. Na troca pulpar, um retalho neurovascular homodigital em ilha reconstrói a polpa dominante, proporcionando boa cobertura de pele e sensibilidade, usando a polpa não-dominante. MÉTODO: De janeiro de 2000 a dezembro de 2008, 16 pacientes perderam a polpa digital dominante. A técnica cirúrgica consistiu de um retalho neurovascular homodigital em ilha, vascularizado pela artéria digital palmar da polpa não-dominante transposto para o lado dominante. A viabilidade do retalho, sua sensibilidade e o déficit das articulações interfalangeanas proximal e distal foram analisados. RESULTADOS: Houve média de 8 mm no teste de discriminação entre dois pontos estáticos para todos os dígitos, exceto no dedo anelar. No teste monofilamentar de Semmes-Weinstein, obteve-se escore de 3,61 para D1 e D3, e de 4,31 para os outros dedos. Comparado ao mesmo dígito contralateral, obteve-se escore de 2,83 para todos os dígitos, exceto para D5, que apresentou maior escore (3,61). CONCLUSÕES: A técnica de troca pulpar apresentou resultados funcionais satisfatórios quanto a viabilidade, sensibilidade e mobilidade digital, priorizando o movimento da pinça. Esse retalho neurovascular local também proporciona resultados estéticos aceitáveis, em um único procedimento cirúrgico.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos. Traumatismos dos dedos/cirurgia. Retalhos cirúrgicos. Sensação.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: The fingertip is essential to the quality of the bi-digital pinch. Trauma to the fingertip is common and is difficult to resolve. In pulp exchange, a homodigital neurovascular island flap reconstructs the dominant pulp using pulp from the nondominant pulp, providing good skin coverage and sensitivity. METHODS: From January 2000 to December 2008, 16 patients lost their dominant digital pulp. The surgical technique used for repair consisted of a homodigital neurovascular island flap, vascularized by the palmar digital artery of the nondominant pulp transposed to the dominant side. Flap viability, its sensitivity, and deficits in proximal and distal interphalangeal articulations were analyzed. RESULTS: In the two-point discrimination test, an average of 8 mm was measured for all digits except the ring finger. In the Semmes-Weinstein monofilament test, D1 and D3 scored 3.61, while the other fingers scored 4.31. The same contralateral digits scored 2.83, except D5, which scored 3.61. CONCLUSIONS: The technique of pulp exchange presented satisfactory functional results with regard to viability, sensitivity, and digital mobility, particularly with respect to the pinch. This local neurovascular flap also provides acceptable aesthetic results and is performed as a single surgical procedure.

Keywords: Reconstructive surgical procedures. Finger injuries/surgery. Surgical flaps. Sensation.

 

Uso de retalho cutâneo para reconstrução nasal após ressecção neoplásica: 102 casos

Francisco Felipe Laitano; Lourenço Frigeri Teixeira; Evandro José Siqueira; Gustavo Steffen Alvarez; Pedro Djacir Escobar Martins; Milton Paulo de Oliveira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3 Suppl.1):21 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons