ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 2 de 2 resultado(s)

Busca por : LUIZ AUGUSTO CASULARI

Abdominoplastia em pacientes pós-bariátricos: perfil antropométrico, comorbidades e complicações

SIMONE CORRÊA ROSA; JEFFERSON LESSA SOARES DE MACEDO; FLÁVIO GONDIM FREITAS; JOÃO LUIZ DARQUES FERREIRA; LUCAS RIBEIRO CANEDO; LUIZ AUGUSTO CASULARI
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):333-342 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Os pacientes submetidos à gastroplastia apresentam importante perda de peso e a cirurgia plástica representa um importante meio de tratamento do excesso de pele.
Método: Estudo prospectivo foi realizado em pacientes submetidos à abdominoplastia pós-gastroplastia no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2016 em hospital público. As variáveis analisadas foram: IMC (Índice de Massa Corporal) antes da gastroplastia e antes da cirurgia plástica, perda de peso, peso do retalho retirado, comorbidades e complicações.
Resultados: 107 pacientes que realizaram abdominoplastia foram incluídos. Média de idade foi 41 anos. O IMC médio antes da cirurgia plástica foi 27,6 ± 3,7 Kg/m2. Perda de peso médio foi 47,7 ± 17,3 Kg. O IMC máximo antes da gastroplastia foi 45,5 ± 7,5 Kg/m2 e o IMC foi 18,6 ± 9,3 Kg/m2. Comorbidades presentes antes da plástica foram: hipertensão arterial (11,1%), artropatia (4,6%), diabete melito (5,6%) e síndrome metabólica (5,6%). Catorze (13,1%) pacientes realizaram herniorrafia durante a abdominoplastia. A taxa de complicações foi 31,5%. O peso antes da gastroplastia, IMC antes da gastroplastia, perda de peso médio, comorbidades, peso do retalho do abdome e IMC > 20Kg/m2 foram fatores associados significativamente a complicações pós-operatórias.
Conclusões: A gastroplastia em Y de Roux foi uma terapêutica efetiva na resolução de comorbidades em obesos. Comorbidades, peso antes da gastroplastia, perda de peso médio, quantidade de tecido retirado do abdome e IMC > 20Kg/m2 levaram significativamente a mais complicações em pacientes pós-bariátricos submetidos à abdominoplastia. A cirurgia plástica é importante no cuidado integral ao paciente obeso e otimizou os resultados alcançados com a cirurgia bariátrica.

Palavras-chave: Cirurgia bariátrica; Cuidados pós-operatórios; Abdominoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Gastroplastia

 

ABSTRACT

Introduction: Patients who undergo vertical-banded gastroplasty- Roux-en-Y gastric bypass (VBG-RYGB) have significant weight loss, and abdominoplasty (AP) is an effective corrective surgery for removing excess skin.
Methods: A prospective study conducted from January 2011 to December 2016 in a public hospital evaluated patients who underwent AP after VBG-RYGB. The analyzed variables were body mass index (BMI) before VBG-RYGB, BMI before AP, weight loss, weight of the excised abdominal flap, comorbidities, and complications.
Results: For this study, 107 patients who underwent AP were included. The patients' mean age was 41 years; BMI before AP, 27.6 ± 3.7 kg/m2; and mean weight loss, 47.7 ± 17.3 kg. The maximum BMI before bariatric surgery was 45.5 ± 7.5 kg/m2, and the difference between the maximum BMI before VBG-RYGB and before corrective surgery was 18.6 ± 9.3 kg/m2. The comorbidities observed before VBG-RYGB were arterial hypertension (11.1%), arthropathy (4.6%), diabetes mellitus (5.6%), and metabolic syndrome (5.6%). Fourteen patients (13.1%) underwent herniorrhaphy during AP. The overall complication rate was 31.5%. Weight before VBGRYGB, BMI before VBG-RYGB, mean weight loss, comorbidities, abdominal flap weight, and BMI of >20 kg/m2 were significantly associated with postoperative complications. Conclusions: VBGRYGB was an effective approach to reduce comorbidities in obese patients. Comorbidities, weight before VBG-RYGB, mean weight loss, amount of tissue removed from the abdomen, and BMI of >20 kg/m2 significantly increased the complication rate in the gastric bypass patients who underwent AP. Furthermore, AP is fundamental for the comprehensive care of obese patients and has optimized the results achieved with VBG-RYGB.

Keywords: Bariatric surgery; Postoperative care; Abdominoplasty; Reconstructive surgical procedures; Gastroplasty

 

Galactorreia após mastoplastia de aumento

Jefferson Lessa Soares de Macedo; Simone Corrêa Rosa; Luciana Ansaneli Naves; Luiz Augusto Casulari Roxo da Motta
Rev. Bras. Cir. Plást. 2017;32(1):155-156 - Carta ao Editor

PDF Português PDF Inglês

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons