ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 1 de 1 resultado(s)

Busca por : JUAN PABLO DE SÁ

Análise epidemiológico-evolutiva de pacientes submetidos a cirurgia plástica reparadora em um hospital de referência em trauma

FABIEL SPANI VENDRAMIN; FERNANDA ARAÚJO SANTOS; ADRIA NATUANE NOGUEIRA FONSECA; JUAN PABLO DE SÁ; LETICIA SAYUMI MORIKAWA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):101-107 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Lesões decorrentes de trauma são agravos súbitos à saúde que podem levar a deficiências temporárias e interferir na qualidade de vida das vítimas. O serviço de Cirurgia Plástica Reparadora (CPR) do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) atua como a unidade de referência no tratamento de feridas dos pacientes vítimas de trauma no Estado do Pará.
Métodos: Estudo observacional analítico, do tipo transversal prospectivo. A população foi composta por 78 pacientes atendidos no período de dezembro de 2015 até dezembro de 2016.
Resultados: A população predominante foi de pacientes do sexo masculino, autônomos, entre 21 a 30 anos. Os acidentes automobilísticos foram os mais prevalentes. A área corporal mais afetada foi a dos membros inferiores e o tipo de cirurgia mais realizada foi enxerto. Tanto entre os pacientes submetidos à cirurgia de enxerto quanto os de retalho, predominou a viabilidade no intervalo de 90-100%. Não foi verificada associação significativa da faixa etária dos pacientes sob o grau de viabilidade. Houve relação entre o número de dias do acidente até a intervenção com o grau de viabilidade do enxerto.
Conclusão: Os pacientes internados no hospital no mesmo dia do acidente têm seis vezes mais chance de apresentar viabilidade do enxerto acima de 80% e, portanto, desfecho favorável.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Epidemiologia; Ferimentos e lesões; Evolução clínica

 

ABSTRACT

Introduction: Trauma injuries are sudden aggravations to health that may lead to temporary disabilities and interfere with the victim's quality of life. The reconstructive plastic surgery (RPS) unit of the Urgency and Emergency Metropolitan Hospital (Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência - HMUE) is a referral unit for the treatment of trauma patients in the state of Pará, Brazil.
Methods: This was an observational, analytical, and cross-sectional prospective study. The study population was composed of 78 patients treated from December 2015 to December 2016.
Results: The study population was predominantly male, autonomous, and aged between 21 and 30 years. Traffic accidents were the most frequent cause of trauma. The most affected area was the lower limbs, and the most common type of surgery performed was grafting. Viability was in the range of 90-100% in both patients undergoing graft and flap surgery. No significant association was found between the age range of patients and the degree of viability. However, there was a relationship between the number of days from the accident until the medical intervention and the degree of graft viability.
Conclusion: Patients admitted to the hospital on the same day of the accident were six times more likely to present graft viability above 80%, and therefore, to have a favorable outcome.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Epidemiology; Wounds and injuries; Clinical Evolution

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons