ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 4 de 4 resultado(s)

Busca por : Igor Chaves Gomes Luna

Reconstrução mamária em decúbito único lateral com retalho miocutâneo do músculo grande dorsal e implante de silicone: sistematização e série de casos

IGOR CHAVES GOMES LUNA
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):272-280 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: O câncer de mama é afecção de grande relevância para a saúde pública, sendo que seu tratamento cirúrgico e a reconstrução mamária evoluíram bastante ao longo do tempo. A utilização do retalho miocutâneo do grande dorsal (RMGD) com implante mamário de silicone apresenta-se como um verdadeiro cavalo de batalha ao cirurgião plástico em função de sua confiabilidade anatômica e segurança. Realizar esta cirurgia em decúbito único lateral torna o procedimento mais breve e mantém os resultados da técnica convencional. O objetivo do estudo é apresentar a sistematização desta cirurgia em uma série de casos.
Método: Estudo retrospectivo realizado por análise de prontuários e documentação fotográfica de 29 pacientes operadas pelo autor e submetidas à reconstrução mamária com RMGD e implante de silicone em decúbito único lateral.
Resultados: Houve um caso de extrusão do implante de silicone por seroma e infecção no sítio receptor (3,5%). Uma paciente cursou com seroma no dorso (3,5%). Um caso de necrose parcial da ilha de pele do retalho (3,5%) e dois casos de sofrimento do envelope cutâneo da mastectomia (7,0%). Uma paciente necessitou retirada do implante de silicone por extensa recidiva local (3,5%). Um caso de contratura capsular Baker III após radioterapia adjuvante (3,5%). Quatro pacientes tiveram suas cicatrizes revisadas (14%). Três pacientes tiveram limitação de movimentos (10,5%). Os resultados mostraram-se compatíveis com os apresentados para a técnica convencional na literatura vigente.
Conclusão: A sistematização desta técnica dispensa mudança de decúbito e torna o procedimento mais breve, mantendo sua segurança e confiabilidade.

Palavras-chave: Neoplasias da mama; Mastectomia; Implante mamário; Mama

 

ABSTRACT

Introduction: Breast cancer is an important public health condition, and its surgical treatment and the subsequent breast reconstruction has evolved significantly over time. The use of the latissimus dorsi myocutaneous flap (LDMF) with silicone breast implants is a mainstay of plastic surgeons due to the anatomical reliability and safety. Performing this surgery in the single lateral decubitus position makes the procedure shorter and maintains the results of the conventional technique. The objective of this study was to present a systematization of this surgery from a series of cases.
Method: Retrospective study using medical records and photographic documentation of 29 patients operated on by the author and submitted to breast reconstruction with a LDMF and silicone implant in a lateral decubitus position.
Results: Silicone implant extrusion due to seroma and infection at the receptor site was noted in one patient (3.5%). One patient had a seroma on the back (3.5%); there was one patient with partial necrosis of the skin island of the flap (3.5%), and two patients with mastectomy skin envelope (7.0%). One patient required removal of the silicone implant due to extensive local recurrence (3.5%) while another patient showed Baker III capsular contracture after adjuvant radiotherapy (3.5%). Four patients had scar review (14%), and three patients showed limitation of movement (10.5%). The results were comparable to those reported for the conventional technique.
Conclusion: The systematization of this technique requires no change of the decubitus position and makes the procedure shorter, while maintaining safety and reliability.

Keywords: Breast cancer; Mastectomy; Breast Implant; Breast

 

Reconstrução de parede abdominal: série de casos

Kelson Kawamura; Igor Chaves Gomes Luna; Rafael Anlicoara; Priscila da Silva Lopes; Marcel Fernando Miranda Batista Lima
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):56-63 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os pacientes com defeitos de parede abdominal chegam ao consultório do cirurgião plástico em situações muitas vezes complexas, necessitando de abordagem cirúrgica avançada. MÉTODOS: Estudo primário, retrospectivo e descritivo de pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos de reconstrução de parede abdominal pelo Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (HC-UFPE). RESULTADOS: Foram revisados e incluídos os prontuários de 18 pacientes, 15 (83,3%) do sexo feminino e 3 (16,7%) do masculino, com idade variando de 16 a 79 anos (média de 41 anos). Dezessete pacientes possuíam histórico de cirurgia prévia (94,4%), sendo a cesárea presente em 8 dos casos (44,4%), seguida de cirurgia oncológica com 6 (33,3%), cirurgia do trauma com 2 (11,1%) e bariátrica com 2 (11,1%). Em relação à etiologia do defeito, 8 (44,4%) eram decorrentes de fasciite necrosante, 4 (22,2%) de hérnia incisional, 2 (11,1%) por trauma, 2 (11,1%) por infecção de ferida operatória e 2 (11,1%) por neoplasia de parede abdominal, sendo somente um (5,5%) paciente com defeito de espessura total. A técnica cirúrgica de separação dos componentes foi realizada em 7 dos casos (38,9%), seguida de retalho de avanço simples em 6 (33,3%), fechamento com tela associado à abdominoplastia em 3 (16,7%), e expansor tecidual em 2 (11,1%). Quanto às complicações, houve 4 casos (22,2%). CONCLUSÕES: Defeitos de parede abdominal são casos desafiadores para o cirurgião plástico, seu tratamento se mostra árduo, porém com resultados satisfatórios mesmo nos casos mais severos.

Palavras-chave: Parede abdominal; Reconstrução; Fasciite necrosante; Hérnia abdominal; Hérnia ventral.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Patients with abdominal wall defects present challenging complications that require the use of advanced surgical approaches. METHODS: This primary, retrospective, and descriptive study evaluated patients who underwent abdominal wall reconstruction at the Plastic Surgery Service of the Clinics Hospital of the Federal University of Pernambuco. RESULTS: The medical records of 18 patients were reviewed, including 15 women (83.3%) and 3 men (16.7%), with a mean age of 41 years (range, 16-79 years). Seventeen patients (94.4%) had a history of previous surgery. The causes of abdominal injury were cesarean section in eight cases (44.4%), oncologic surgery in six (33.3%), trauma surgery in two (11.1%), and bariatric surgery in two (11.1%). The etiology of the defect was necrotizing fasciitis in eight cases (44.4%), incisional hernia in four (22.2%), trauma in two (11.1%), surgical wound dehiscence in two (11.1%), abdominal wall neoplasia in two (11.1%), and total thickness defect in one (5.5%). The surgical interventions included the component separation technique in seven cases (38.9%), simple VY advancement flap in six (33.3%), closure with abdominoplasty in three (16.7%), and tissue expander in two (11.1%). Four patients (22.2%) presented complications. CONCLUSIONS: Abdominal wall defects are challenging cases for plastic surgeons, as their treatment is difficult, but the results are satisfactory even in the most severe cases.

Keywords: Abdominal wall; Reconstruction; Necrotizing fasciitis; Abdominal hernia; Ventral hernia.

 

Cirurgia plástica pós-gastroplastia: perfil das deficiências nutricionais com implicações na cicatrização

Igor Chaves Gomes Luna; Ernando Luis Ferraz Cavalcanti; Ivo Vieira Salgado; David Silveira Farias de Melo; Ana Luiza Melo C. de Almeida; Rui Manoel R. Pereira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(4):557-561 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os cirurgiões plásticos têm recebido em seus consultórios e ambulatórios um número cada vez maior de pacientes com queixa de deformidade do contorno corporal após maciças perdas ponderais secundárias a cirurgias bariátricas. Todavia, em função das restrições alimentares e disabsorções cirúrgicas, são frequentes complicações metabólicas e distúrbios nutricionais no pós-operatório tardio das gastroplastias. O objetivo deste estudo é detectar a prevalência dos principais distúrbios nutricionais relacionados à cicatrização em pacientes de ambulatório especializado em cirurgia plástica do paciente pós-gastroplastia. MÉTODO: é um estudo observacional, transversal e descritivo, em que os pacientes foram avaliados clinicamente e através de protocolo laboratorial. RESULTADOS: foram avaliados 32 pacientes com gastroplastia há pelo menos dois anos e estabilidade ponderal há no mínimo seis meses. Os principais distúrbios detectados foram: anemia (56% dos pacientes), com carências na bioquímica do ferro (31,2%) e da vitamina B12 (25%), bem como deficiências dos íons zinco (18,7%) e cobre (3,1%). Houve carências discretas no perfil proteico e ausência de déficits na bioquímica básica e lipidograma. CONCLUSÃO: é dever do cirurgião plástico conhecer a fundo a prevalência dos principais distúrbios nutricionais relacionados à cicatrização na população de pacientes pós-gastroplastia no sentido de corrigir eventuais carências e prevenir complicações. Sabe-se, contudo, que ainda são necessários mais estudos para correlacionar qualquer deficiência alimentar às intercorrências observadas no pós-operatório deste grupo de pacientes.

Palavras-chave: Gastroplastia; Ex-obeso; Cirurgia bariátrica; Cirurgia plástica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Plastic surgeons have received in their outpatient clinics an increasing number of patients complaining of body contour defects due to the massive weight loss after a bariatric surgery. However, owing to dietary restrictions and surgical desorption, metabolic complications and nutritional disorders are commonly observed in the late postoperative period after gastroplasty. The aim of this study was to determine the prevalence of major nutritional disorders related to healing in patients at a specialized outpatient plastic surgery clinic who underwent gastroplasty. METHOD: This is an observational, transversal, and descriptive study, in which a laboratory protocol was used to clinically evaluate and assess the patients. RESULTS: Thirty-two patients who underwent gastroplasty at least 2 years previously with weight stability for at least 6 months were evaluated. The major disorders identified included anemia (56% of patients) and deficiency in iron (31.2%), vitamin B12 (25%), zinc ions (18.7%), and copper (3.1%). Mild deficiencies in the protein profile were also observed; however, no deficiencies in basic and lipid biochemistry were noted. CONCLUSION: The plastic surgeon should have an in-depth knowledge about the prevalence of the major nutritional disorders related to healing in postbariatric patients, to allow correction of possible deficiencies and prevention of complications. However, more studies would be required to correlate any dietary deficiency to the complications observed in the postoperative period in this group of patients.

Keywords: Gastroplasty; Ex-obese; Bariatric surgery; Plastic surgery.

 

Deiscência em cirurgia de fissura labiopalatina: perfil clínico-epidemiológico

Igor Chaves Gomes Luna; André Luiz Coutinho; Rui Pereira; Ivo Salgado; Kleiton Cardozo; Rafael Wanderley Albuquerque
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3 Suppl.1):41 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons