ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 3 de 3 resultado(s)

Busca por : Hélio Leão Júnior

Avaliação do etil-2-cianoacrilato (Epiglu®) na síntese de pele: estudo em ratos

Filipe Cartaxo Bernardo de Albuquerque Alferes; Marcos Carneiro de Lyra; Flávio Augusto Flório Stillitano de Orgaes; Helio Leão Junior; Hamilton Aleardo Gonella
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):179-183 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: O Etil-2-cianoacrilato (ECA) é um adesivo tecidual utilizado por alguns médicos na prática clínica para fechamento de lesões de pele. São substâncias que se autopolimerizam quando em contato com a ferida, formando uma cola forte e flexível. Este trabalho foi realizado visando à avaliação da eficácia e da biocompatibilidade deste polímero (Epiglu®, da empresa Meyer- Haake, Alemanha) na síntese de pele, em modelo experimental. Método: Dez ratos Wistar machos foram submetidos a três incisões longitudinais no dorso. A incisão central foi tratada com sutura de pontos simples de nylon 4.0 (grupo controle), a esquerda com sutura subdérmica de nylon 4.0 associado ao ECA, e a direita apenas o ECA. Os animais foram sacrificados nos dias 3, 7, 14, 21 e 30 pós-operatórios. A biocompatibilidade foi avaliada sob observação direta: necrose, inflamação, dermatite de contato, infecção e deiscência; e à microscopia: reação inflamatória, angiogênese, fibroblastos, colágeno, células gigantes e eosinófilos. Resultados: As sínteses realizadas apenas com o ECA apresentaram maior índice de deiscência (p < 0,05). Todos os outros critérios macro e microscópicos avaliados não apresentaram diferenças estatísticas em relação ao controle (p > 0,05). Conclusão: O uso do ECA é uma boa opção de síntese da pele, com boa biocompatibilidade. Atenção deve ser feita às lesões que apresentem algum grau de tensão, onde a associação com a sutura subdérmica torna-se obrigatória.

Palavras-chave: Cianoacrilatos. Adesivos teciduais. Técnicas de sutura.

 

ABSTRACT

Background: The Ethyl-2-cyanoacrylate (ECA) is a synthetic tissue adhesive used by some physicians in clinical practice in wound closures. They polymerize rapidly to adhere tightly to proteinaceous surfaces, form a strong and flexible bond. This study was performed to evaluate the efficacy and biocompatibility of this polymer (Epiglu®, of Meyer-Haake company, Germany) in skin wound closures, in rat model. Methods: Ten male Wistar rats were subjected to three incisions which were closed using different treatments. The central incision was treated witch Simple suture of nylon 4.0 (control group). Left incision was treated with sub-dermis suture associated with ECA, and right incision only with ECA. Rats were sacrificed on days 3, 7, 14, 21 and 30 after the intervention. The biocompatibility was evaluated due to direct observation: necrosis, inflammation, dermatitis, infection and dehiscence; and microscopy: inflammatory process, angiogenesis, number of fibroblasts, collagen, giants cells and eosynophils. Results: The wound closured only with ECA presented a higher dehiscence level (p < 0.05). It was not observed another macro or microscopic significant difference comparing to the control group (p > 0.05). Conclusion: The use of the ECA is a good option to the skin closure, with good biocompatibility. Special attention must receive the wounds with some tension, where the association with a sub-dermis suture becomes imperative.

Keywords: Cyanoacrylates. Tissue adhesives. Suture techniques.

 

Análise bioquímica dos expansores teciduais: estudo

Hélio Leão Júnior; Marcos Carneiro de Lyra; Silvio Previde Neto; Flávio Augusto Llório Stillitano de Orgaes; Hamilton Aleardo Gonella
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(4):313-316 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Os expansores teciduais representam instrumentos úteis para correção de seqüelas cicatriciais. Neumann (1957) foi o primeiro a publicar relato sobre expansão de pele. Desde então, os expansores vêm sendo utilizados para reparações. Objetivos: Os objetivos do trabalho são apresentar e avaliar a permeabilidade dos expansores teciduais em estudo "in vitro". Método: Método 1 - Foram analisados 7 expansores aleatórios em 7 soluções distintas, onde foram mergulhados nas respectivas soluções, preenchidos com ar em seus volumes totais, encontrados seus períodos de saturação após pesagens, realizado lavado de seu interior com água bidestilada (controle) e enviados para análise. Método 2: Foram unidas tais soluções em único frasco, mergulhados 2 expansores aleatórios preenchidos com água bidestilada, aguardados 48 horas e analisadas amostras. Outro frasco foi feito com solução de albumina e repetida a mesma metodologia anterior. Resultados: Método 1 - Na análise dos expansores vazios, a albumina, cloreto, cálcio, fósforo, magnésio e glicose apresentaram-se abaixo do limite de quantificação dos métodos utilizados. O sódio e potássio apresentaram valores próximos ao limite inferior. Método 2 - Na análise após 48 horas, todos os íons apresentaram-se abaixo do limite de quantificação, exceto a glicose e o sódio no expansor texturizado em baixíssimo valor pelo método utilizado. Conclusões: O presente estudo sugere permeabilidade débil ou irrelevante nas análises referidas.

Palavras-chave: Expansão de tecido. Bioquímica. In vitro.

 

ABSTRACT

Introduction: The tissues expanders represent useful tools to correct scar's sequels. Neumann (1957) was the first to publish a report on expansion of skin. Since then the expanders have been used for repairs. Objectives: The goals of the work are to report and evaluate the permeability of tissues expanders under study "in vitro". Methods: Method 1 - It was analyzed seven different expanders in seven different solutions, where it's been immersed in their respective solutions, filled with air in their totals, found their periods of saturations after weighing, when it was done washed of its inside with bidestilated water (control) and sent to analysis. Method 2 - It was put all the solutions together in a single bottle, immersed two aleatory expanders filled with bidestilated water, and after 48 hours, sent samples to analysis. Another bottle was done with albumin and repeated the same previous methodology. Results: Method 1 - In the analysis of empty expanders, the albumin, chlorine, calcium, phosphorus, magnesium and glucose performed under to quantification limits of the used methods. The sodium and potassium performed near to lower limit. Method 2 - In the analysis after 48 hours, all of ions performed under to quantification limit, except the glucose and sodium in expander texturized were in very low value to used methods. Conclusion: The present work suggests a weak or irrelevant permeability relating to this analysis.

Keywords: Tissue expansion. Biochemistry. In vitro.

 

Reconstruções orbitárias pós-traumáticas com utilização de retalhos osteofasciais de fáscia temporoparietal e enxerto ósseo

Hélio Leão Júnior; FLavio Augusto Flório Stillitano de Orgaes; Daniel José de Moraes Fozati; Hamilton Aleardo Gonella
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):229-233 - Relatos de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Objetivo: O objetivo do presente trabalho é apresentar os métodos reconstrutivos de anormalidades pós-traumáticas orbitárias, como enxerto ósseo autólogo e retalho osteofascial de fáscia temporoparietal, como alguns dos bons métodos reconstrutivos e como opção terapêutica para esses pacientes. Relato de casos: No presente artigo, relatouse a experiência do uso dos retalhos osteofasciais de fáscia temporoparietal e enxerto ósseo autólogo de calvário na reconstrução das anormalidades orbitárias pós-traumáticas em três casos consecutivos. Conclusão: Com a obtenção de resultados favoráveis e baixa taxa de complicações no presente trabalho, confirmamos os dados da literatura quanto à supremacia na utilização dos retalhos osteofasciais de fáscia temporoparietal e enxerto ósseo nas reconstruções faciais em casos selecionados.

Palavras-chave: Órbita/lesões. Transplante autólogo. Transplante ósseo. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

Purpose: The purpose of the present paper is to present the reconstructive method of posttraumatic orbital abnormalities with osteofascial flaps and bone grafts as an excelent reconstructive method and one more therapeutic option for selected patients. Cases report: The present paper reported the authors experience with the application of the temporoparietal osteofascial flaps or autogenous skull bone graft in the reconstruction of the traumatic orbital abnormalities in three consecutive cases. Conclusions: It was found favorable results with low complications rates. The supremacy of temporoparietal osteofascial flaps and autogenous skull graft in facial reconstructions of selected pacients is confirmed.

Keywords: Orbit/injuries. Transplantation, autologous. Bone transplantation. Surgical flaps.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons