ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 4 de 4 resultado(s)

Busca por : Fernanda Salim Testa da-Rocha

Existe efeito protetor da oxigenação hiperbárica em retalhos cutâneos randômicos? Um estudo imuno-histoquímico de apoptose celular e fator de crescimento vascular endotelial

Fernando Passos da Rocha; Djalma José Fagundes; Jefferson André Pires; Fernanda Salim Testa da Rocha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(2):183-190 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A oxigenação hiperbárica (OHB) tem por objetivo aumentar em pelo menos 10 vezes a pressão tecidual de oxigênio, diminuindo os efeitos deletérios da isquemia. O objetivo deste estudo é investigar o papel da oxigenação hiperbárica na expressão imuno-histoquímica da caspase 3 e do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) em retalhos randômicos em ratos. MÉTODO: Trinta e dois ratos Wistar machos foram divididos aleatoriamente em quatro grupos: grupo sham (GS), grupo N-acetilcisteína (GNAC), grupo OHB (GOHB) e grupo OHB + N-acetilcisteína (GHN). Um retalho de pele retangular (2 cm x 8 cm) foi dissecado a partir da camada muscular dorsal, preservando um pedículo cranial. Uma lâmina de polietileno foi colocada sobre a camada muscular e fixou-se o retalho no local original. No 8º dia, foram coletadas biópsias (2 cm x 1 cm) de espessura total das áreas proximal, média e cranial e de um local fora do retalho, que serviu como área de controle. RESULTADOS: A expressão de VEGF nas camadas da pele e nos vasos não apresentou diferenças significativas entre os grupos. As células apoptóticas estavam significativamente aumentadas na área central do retalho em todos os grupos. O maior aumento ocorreu nos grupos GS e GNAC. A OHB diminuiu significativamente o número de células caspase 3 positivas nas camadas da pele e nos vasos das três áreas. CONCLUSÕES: A OHB foi associada a expressão reduzida de apoptose. A expressão de VEGF em camadas da pele e vasos não demonstrou diferença significativa. Os resultados sugerem que a difusão do oxigênio através do espaço intersticial foi o fator determinante para os resultados mais favoráveis da OHB na diminuição da expressão de apoptose.

Palavras-chave: Oxigenação hiperbárica. Caspase 3. Fatores de crescimento endotelial. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Hyperbaric oxygenation (HBO) therapy aims to increase oxygen tissue pressure by at least 10 times and decrease the adverse effects of ischemia. The aim of this study was to investigate the effect of HBO on the immunohistochemical expressions of caspase 3 and vascular endothelial growth factor (VEGF) in random flaps in rats. METHODS: Thirty-two male Wistar rats were randomly divided into 4 groups: the sham group (GS), the N-acetylcysteine group (GNAC), the HBO group, and the HBO + N-acetylcysteine group. A rectangular skin flap (2 × 8 cm) was dissected from the dorsal muscle layer, and a cranial pedicle was preserved. A polyethylene film was placed on the muscle layer, and the flap was fixed in the original site. On the eighth day, biopsy samples (2 × 1 cm) of the entire thickness of the proximal, medial, and cranial areas as well as of the site outside the flap, which was used as a control, were collected. RESULTS: VEGF expression in the skin layers and vessels was not significantly different between the groups. The number of apoptotic cells was significantly increased in the area of the flap in all groups. The highest increase was noted in the GS and GNAC groups. HBO significantly reduced the number of caspase 3-positive cells in the skin layers and vessels of the 3 areas. CONCLUSIONS: HBO was associated with decreased apoptosis. VEGF expression in the skin layers and vessels did not differ significantly. The results suggest that oxygen diffusion through the interstitial space was the determining factor for the positive effect of HBO on the decrease in apoptosis.

Keywords: Hyperbaric oxygenation. Caspase 3. Endothelial growth factors. Surgical flaps.

 

Efeito da oxigenação hiperbárica e da N-acetilcisteína na viabilidade de retalhos cutâneos em ratos

Fernando Passos da Rocha; Djalma José Fagundes; Jefferson André Pires; Fernanda Salim Testa da Rocha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(4):555-560 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os avanços das técnicas em cirurgia plástica permitiram a reconstrução de extensos defeitos causados por ferimentos, entre as quais destaca-se a utilização dos retalhos randômicos. No entanto, o fator limitante para a utilização desses retalhos é a imprevisibilidade de sua vascularização distal, o que poderá ocasionar danos irreversíveis à microcirculação, resultando em necrose parcial ou completa do retalho, tornando a ferida mais suscetível a infecção. Portanto, melhorar a viabilidade do retalho randômico, principalmente em sua extremidade distal, tem sido uma meta importante para o sucesso dessa técnica. O objetivo deste estudo foi investigar o papel da oxigenação hiperbárica (OHB), da N-acetilcisteína (NAC) e da associação de ambas (OHB + NAC) na área de necrose em retalhos randômicos modificados de McFarlane em pele de ratos Wistar. MÉTODO: No total, 32 ratos Wistar machos foram divididos aleatoriamente em grupo Sham (GS, n = 8), grupo N-acetilcisteína (GNAC, n = 8), grupo oxigênio hiperbárico (GOHB, n = 8) e grupo oxigênio hiperbárico + N-acetilcisteína (GHN, n = 8). Sob anestesia geral, foi executado um retalho randômico modificado de McFarlane na região dorsal dos ratos. RESULTADOS: A necrose média foi de 18,3%, 24,3%, 12,6% e 14,9%, respectivamente, nos grupos GS, GNAC, GOHB e GHN. Os grupos GOHB e GHN apresentaram diferença significativa quando comparados ao grupo GNAC. CONCLUSÕES: A OHB está associada a redução da área de necrose do retalho cutâneo. A NAC foi associada a maus resultados quando usada isoladamente. A associação dos dois procedimentos, OHB e NAC, não potencializou os resultados favoráveis observados com o uso da OHB isoladamente. As descobertas sugerem que a difusão de oxigênio através do espaço intersticial foi o fator determinante de resultados mais favoráveis da OHB.

Palavras-chave: Oxigenação hiperbárica. N-acetilcisteína. Retalhos cirúrgicos.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Advances in plastic surgery techniques have enabled reconstruction of extensive wound damage, especially through the use of random flaps. However, the limiting factor for the use of these flaps is the unpredictable blood supply, which may produce irreversible damage to the microcirculation and result in partial or complete flap necrosis, making the wound more susceptible to infection. Therefore, improvement of random flaps, especially in the distal extremity, has been an essential goal for the success of this technique. The objective of this study was to investigate the effects of hyperbaric oxygenation (HBO), N-acetylcysteine (NAC), and the combination of both (HBO + NAC) on the degree of necrosis in modified McFarlane random skin flaps on Wistar rats. METHODS: A total of 32 male Wistar rats were randomly divided into a sham treatment group (SG, n = 8), N-acetylcysteine group (NACG, n = 8), hyperbaric oxygenation group (HBOG, n = 8), and hyperbaric oxygenation plus N-acetylcysteine group (HNG, n = 8). Modified McFarlane random flaps were created in the dorsal region of the rats. RESULTS: The average area of the flaps exhibiting necrosis was 18.3%, 24.3%, 12.6%, and 14.9%, in the SG, NACG, HBOG, and HNG, respectively. The necrotic areas in the HBOG and HNG were significantly smaller than that in the NACG. CONCLUSIONS: HBO treatment was associated with a reduction in the area of necrosis in the skin flaps. NAC treatment alone gave poor results. The use of HBO and NAC in combination did not improve the outcome compared with the use of HBO alone. The findings suggest that oxygen diffusion through the interstitial space was the factor responsible for the favorable results of HBO.

Keywords: Hyperbaric oxygenation. N-acetylcysteine. Surgical flaps.

 

Calcinose idiopática escrotal: uma inabitual desordem de pele

FERNANDO PASSOS DA-ROCHA; MAURÍCIO ANDERSON BRUM; PEDRO HENRIQUE ONGARATTO BARAZZETTI; Fernanda Salim Testa da-Rocha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):295-298 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

A calcinose escrotal idiopática é uma entidade rara, benigna. Não costuma ter outros sintomas associados. O caso reportado se trata de um paciente de 30 anos com diversos nódulos calcificados em bolsa escrotal, com 15 anos de evolução. Como medida terapêutica, foi realizada excisão cirúrgica completa dos nódulos, apresentando boa evolução cirúrgica e resultados estético e funcional satisfatórios.

Palavras-chave: Escroto; Calcinose; Cisto epidérmico; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Patologia cirúrgica

 

ABSTRACT

Idiopathic scrotal calcinosis is a rare benign entity. Patients affected by scrotal calcinosis usually do not have other associated symptoms. We report the case of a 30-yearold man with several calcified nodules in the scrotal sac with onset at age 15 years. A complete surgical excision of the nodules was performed, and the patient recovered well with satisfactory aesthetic and functional results.

Keywords: Scrotum; Calcinosis; Epidermal cyst; Reconstructive surgical procedures; Surgical pathology

 

Apresentação aguda da doença de Mondor em pós-operatório de mamoplastia de aumento com implantes de silicone

Fernando Passos da Rocha; Jefferson André Pires; Tiago Falcão Cunha; Djalma José Fagundes; Fernanda Salim Testa da Rocha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(4):658-660 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Há 50 anos, no Jefferson Davis Hospital, em Houston (EUA), realizou-se a primeira cirurgia de mamoplastia de aumento com implantes de silicone. Atualmente, o avanço da tecnologia médica disponibilizou no mercado implantes de diversas formas e texturas, assim como permitiu o desenvolvimento de inúmeras técnicas para a realização desta cirurgia. Este procedimento cirúrgico pode apresentar algumas complicações locais imediatas e tardias no pós-operatório. Por se tratar de um implante constituído de material biocompatível ao organismo, mesmo com 50 anos de evolução, deve-se sempre estudar e, se possível, relatar as possíveis complicações que possam ocorrer. O objetivo deste artigo é revisar as complicações mais frequentes que ocorrem no pós-operatório das mamoplastias de aumento com implante de silicone, bem como relatar o caso de uma complicação atípica, doença de Mondor, no pós-operatório desta cirurgia.

Palavras-chave: Mamoplastia; Implante mamário; Anormalidades cutâneas.

 

ABSTRACT

The first breast augmentation surgery with silicone implants was performed at the Jefferson Davis Hospital in Houston (USA) about 50 years ago. Recent advances in medical technology have made implants of various shapes and textures commercially available and led to the development of numerous techniques for performing this surgery. However, this surgical procedure may have some immediate and long-term local complications . Since the implant is made of biocompatible material , it is important to investigate and report complications that occur despite the 50 years of research. The purpose of this study was to review the most frequent complications occurring after breast augmentation surgery with silicone implants and to report a case of an unusual complication, Mondor's disease.

Keywords: Mammoplasty; Breast implant; Skin abnormalities.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons