ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 7 de 7 resultado(s)

Busca por : Felipe Bilhar Fasolin

Simastia pós-mamoplastia de aumento com implantes de silicone: tratamento com suturas de adesão

Michel Pavelecini; Felipe Bilhar Fasolin; Eduardo Madalosso Zanin; Bruno Della Mea Gasperin; Flávio Maciel de Freitas; Leonardo Milanesi Possamai; Ronaldo Scholze Webster; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(2):251-257 - Relato de Caso

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A mamoplastia de aumento é o procedimento cirúrgico estético mais realizado nos EUA e o segundo no Brasil. Simastia é uma de suas possíveis complicações. Esta é definida como o mal posicionamento medial dos implantes mamários, que cruzam a linha média, com perda do sulco intermamário.
Métodos: Trabalho tipo série de casos. Duas pacientes foram submetidas à correção de simastia pós-mamoplastia de aumento. A via de acesso utilizada foi a incisão inframamária prévia. A correção do sulco intermamário foi realizada por escarificação das superfícies anterior e posterior da cápsula, associada a pontos de adesão com fio monofilamentar não absorvível (4 linhas com 6 pontos cada, compreendendo uma faixa vertical de aproximadamente 4 cm de largura na região pré-esternal). Em um dos casos o implante foi recolocado imediatamente e, no outro, em procedimento realizado 3 meses após.
Resultados: Obtivemos um novo sulco intermamário satisfatório, com adequado resultado estético em ambos os casos. Não se observou recorrência após 9 e 11 meses de observação.
Conclusões: A abordagem com suturas de adesão para a redefinição do sulco intermamário foi efetiva para o tratamento da simastia pós-mamoplastia de aumento.

Palavras-chave: Implantes de mama; Mamoplastia; Doenças mamárias; Mama; Próteses e implantes

 

ABSTRACT

Introduction: Augmentation mammoplasty is the most commonly performed esthetic surgical procedure in the United States and second in Brazil. Symmastia is one of its possible complications. This is defined as incorrect medial positioning of the breast implants, which cross the midline, losing the intermammary sulcus.
Methods: Work type, series of cases. Two patients underwent symmastia repair after breast augmentation. The access route used was the previous inframammary incision. The repair of the intermammary sulcus was performed by scarification of the anterior and posterior capsule surfaces, associated with adhesion suture with non-absorbable monofilament threat (4 lines with 6 points each, comprising a vertical band of approximately 4 cm wide in the presternal region). In one of the cases, the implant was immediately replaced, and in the other, the procedure was done 3 months later.
Results: In both cases, we obtained a new satisfactory intermammary sulcus, with proper esthetic result. No recurrence was observed on follow-ups at 9 and 11 months.
Conclusions: The approach with adhesion sutures to redefine the intermammary sulcus was effective in the treatment of symmastia after breast augmentation.

Keywords: Breast implants; Mammoplasty; Mammary diseases; Breast; Prostheses and implants

 

Ressecção segura do dorso nasal

Felipe Bilhar Fasolin; Anna Luiza Melo Martins; Niveo Steffen; Bruno Della Mea Gasperin; Caroline Batistti; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):65-66 - Face I

PDF Português

RESUMO

Rinoplastia é uma das cirurgias estéticas mais realizadas no Brasil, mas apresenta riscos reais de complicações. Ressecções do dorso nasal mal-sucedidas podem gerar problemas funcionais ou estéticos. Realizamos uma revisão de literatura acerca das técnicas essenciais para uma ressecção segura do dorso nasal. Dentre as mais publicadas, ressecções compostas ou por componentes foram as duas grandes vertentes, cada uma apoiada por nomes de peso da rinoplastia mundial. A rotina padronizada em cinco passos pareceu ser ideal dentro de um ambiente de ensino devido à ressecção óssea gradual realizada por raspas e pela reprodutibilidade do método de separação dos componentes do dorso nasal com uma abordagem individualizada de cada estrutura, sendo efetiva e segura ao mesmo tempo.

Palavras-chave: Rinoplastia; Cartilagens nasais; Septo nasal.

 

O papel das sombras e luzes na estética nasal

Bruno Della Méa Gasperin; Anna Luiza Melo Martins; Níveo Steffen; Felipe Bilhar Fasolin; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):107-109 - Face I

PDF Português

RESUMO

A rinoplastia continua a ser um dos procedimentos cirúrgicos estéticos mais comumente realizados. O contorno de um nariz visualmente atrativo é criado a partir de linhas, sombras e luzes que recobrem o dorso, ponta e base nasal. O controle da anatomia de superfície nasal requer conhecimento amplo das estruturas subjacentes e de técnicas cirúrgicas capazes de modificá-las a favor da estética nasal.

Palavras-chave: Rinoplastia; Cartilagens Nasais; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Reconstrução complexa de escalpo com retalho anterolateral da coxa microcirúrgico: relato de caso

Felipe Bilhar Fasolin; Angelo Syrillo Pretto Neto; Ronaldo Scholze Webster; Bruno Della Mea Gasperin; Flávio Maciel de Freitas Neto; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):117-118 - Face I

PDF Português

RESUMO

Reconstruções de escalpo podem ser desafiadoras em casos com perda de grande extensão tecidual. São várias as opções cirúrgicas e elas devem ser empregadas de acordo com a complexidade do defeito. O presente artigo relata um caso de ampla perda tecidual de couro cabeludo, com exposição óssea, em que foi proposta a reconstrução com retalho anterolateral da coxa microcirúrgico. O procedimento ocorreu sem intercorrências e o paciente teve excelente recuperação pós-operatória. O retalho utilizado é muito versátil, possui um pedículo vascular muito seguro e pode recobrir extensas lesões, sendo uma ótima opção para reconstruções complexas de cabeça e pescoço.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos; Retalho perfurante; Microcirurgia.

 

Tratamento da hipertrofia de pequenos lábios vaginais na adolescência - experiência atual do Hospital da Criança Santo Antônio da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre

Caroline Battisti; Leonardo Milanesi Possamai; Flavio de Freitas Neto; Felipe Bilhar Fasolin; Paulo Eduardo Krauterbluth Solano Junior; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):175-177 - Tronco I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: A hipertrofia dos pequenos lábios vaginais, na maior parte dos casos, tem etiologia congênita, porém pode se desenvolver com o envelhecimento e após o uso de hormônios ou quadros de inflamação cutânea crônica. O objetivo é descrever três casos de pacientes com hipertrofia de pequenos lábios vaginais submetidas ao tratamento cirúrgico e revisão da literatura. MÉTODO: Foi realizada a revisão dos prontuários das pacientes e a revisão bibliográfica foi efetuada na base de dados PubMed. RESULTADOS: As pacientes foram avaliadas no ambulatório de Cirurgia Plástica Pediátrica do Hospital da Criança Santo Antônio da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, sendo proposto o tratamento cirúrgico. A técnica cirúrgica utilizada foi a descrita por Gary J Alter, em 2008. CONCLUSÃO: As pacientes podem apresentar importante dano psicológico associado à baixa autoestima; assim, o tratamento cirúrgico pode ser uma boa opção terapêutica após criteriosa avaliação ambulatorial.

Palavras-chave: Adolescente; Genitália feminina; Hipertrofia.

 

Implante no plano subfascial: revisão da literatura

Flávio de Freitas Neto; Michel Pavelecini; Bruno Blaya Batista; Felipe Bilhar Fasolin; Caroline Battisti; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):178-180 - Tronco I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: Atualmente, na literatura científica faltam evidências para comparação tanto do plano de inclusão quanto do local da incisão e do tipo de implante mamário. Sabemos que existem planos de inclusão para implante mamário, como o subglandular, submuscular, subfascial e também o duplo-plano. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi analisar na literatura existente as evidências científicas que comparassem os planos subglandular e o plano subfascial para a analisar se há realmente diferença clínica e estatisticamente significativa entre eles. MÉTODOS: Foi realizada uma revisão bibliográfica usando a base de dados PubMed com o objetivo de realizar uma revisão das evidências científicas disponíveis a respeito do plano de inclusão subfascial. RESULTADOS: Analisamos os artigos disponíveis na literatura que eram compatíveis com os critérios de inclusão, foram selecionados 13 artigos que faziam menção ao plano subfascial e, desses, apenas três faziam comparação entre os planos de inclusão. Não encontramos evidências científicas que comprovem a superioridade do plano subfascial sobre os demais tanto em relação à taxa de complicações quanto ao grau de satisfação das pacientes nos artigos selecionados. CONCLUSÃO: No momento, não existe evidência científica que comprove a superioridade do plano subfascial em relação aos demais, tanto em relação à taxa de complicações quanto ao grau de satisfação das pacientes. Assim, novos estudos são necessários para adequada comparação dos planos.

Palavras-chave: Implante Mamário; Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Algoritmo de reconstrução mamária após mastectomia na Santa Casa de Porto Alegre

JOÃO VITOR PEIXOTO LEAL ZANIRATI; FELIPE BILHAR FASOLIN; CIRO PAZ PORTINHO; JOÃO MAXIMILIANO; PEDRO BINS ELY
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):202-203 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

O ensino e a aptidão em cirurgia de reconstrução da mama são de extrema importância na formação de um residente em cirurgia plástica, principalmente em função das inúmeras complicações e resultados aquém dos esperados que envolvem esse tipo de cirurgia. Foi pensando nisso que o serviço de cirurgia plástica da Santa Casa de Porto Alegre criou um algoritmo de tratamento em reconstrução mamária em pacientes submetidas à mastectomia, melhorando na qualidade da formação dos profissionais dessa instituição, bem como oferecendo um serviço de melhor qualidade às pacientes.

Palavras-chave: Implante mamário; Mamoplastia; Mama; Neoplasias da mama; Mastectomia segmentar

 

ABSTRACT

Teaching and aptitude in breast reconstruction surgery are extremely important in the formation of a resident in plastic surgery, mainly due to the innumerable complications and results short of expected that involve this type of surgery. Because of this the plastic surgery service of Santa Casa de Porto Alegre created a treatment algorithm in breast reconstruction in patients submitted to mastectomy, improving the quality of the professionals training of this institution, as well as offering a service of better quality to patients.

Keywords: Breast implants; Mammoplasty; Breast; Breast neoplasms; Segmental mastectomy

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons