ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 6 de 6 resultado(s)

Busca por : Fabiano Calixto Fortes de Arruda

Publicação dos residentes de cirurgia plástica em serviços credenciados - análise comparativa de 10 anos

Fabiano Calixto Fortes de Arruda; Paulo Renato Simmons de Paula
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(3):398-402 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O desenvolvimento de pesquisas e a publicação de artigos durante o período de residência médica ainda não é obrigatório, porém tem sido evidenciada a sua necessidade durante a formação. Este estudo tem como objetivo fazer uma avaliação com relação à participação de médicos residentes dos serviços reconhecidos pela SBCP na publicação de artigos na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, comparando a evolução destes em um período de 10 anos. MÉTODOS: Foram avaliados artigos publicados na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica no período de 2003-2012, excluindo artigos relacionados a editoriais, carta, mensagem, erratas e agradecimentos. Foram avaliados dados como: sexo, região demográfica, tipo de trabalho, número de trabalhos publicados com participação de residentes, média de residentes por publicação, área temática, instituição de ensino. RESULTADOS: Foram identificados 204 artigos, sendo 53 no período de 2003-2007 e 151 artigos de 2008-2012. O tema mais comum foi o contorno corporal, com 95,1% em estudos descritivos. A maioria dos autores não tinha vínculo com instituição superior (54,4%), sendo a região demográfica mais participante a Sudeste. Quando comparados os períodos, houve aumento de residentes como autores, na participação dos residentes e o número de artigos cresceu significativamente em todas as regiões do país, exceto na região Sul. CONCLUSÃO: Houve aumento na participação de residentes da produção de artigos científicos publicados nos últimos 5 anos nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste. Existe necessidade de aperfeiçoamento na estrutura de formação do médico residente para melhorar a produção científica, seja nos aspectos quantitativos ou qualitativos.

Palavras-chave: Autoria e coautoria na publicação científica; Residência médica; Cirurgia plástica.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Conducting research and publishing articles during residency are not mandatory yet. However, these are shown to be necessary during training. This study aimed to evaluate the participation of resident physicians from services accredited by the Brazilian Society of Plastic Surgery in the publication of articles in the Brazilian Journal of Plastic Surgery by analyzing how they have evolved over a period of 10 years. METHODS: We evaluated articles published in the Brazilian Journal of Plastic Surgery between 2003 and 2012, excluding editorial, letter, message, erratum and acknowledgment articles. We also evaluated data regarding sex, demographic region, type of work, number of papers published with the participation of residents, mean number of residents per publication, subject area, and educational institution. RESULTS: We identified 204 articles, of which 53 were published between 2003 and 2007, and 151 were published between 2008 and 2012. The most common subject was body contour, accounting for 95.1% of descriptive studies. Most of the authors were not affiliated with higher institutions (54.4%), and the residents from the southeast region were most active participants. On comparing different periods, we observed an increase in the number of residents as authors and in the participation of residents. The number of articles increased significantly in all regions of the country, except in the south. CONCLUSION: The participation of residents in the publication of scientific articles that were published in the last 5 years in the southeast, northeast, and midwest regions has increased. The training structure for resident physicians should be improved to increase scientific publication in both, quantitative and qualitative aspects.

Keywords: Authorship and co-authorship in scientific publication; Medical residency; Plastic surgery.

 

Uso de aplicativos móveis em cirurgia plástica

Fabiano Calixto Fortes de Arruda; Carlos Gustavo Lemos Neves; Marcelo Prado; Paulo Renato Simmons de Paula
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(1):101-104 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO A modernização da Medicina permitiu uma maior interação entre a equipe médica e o paciente. O desenvolvimento tecnológico, principalmente na comunicação, permitiu a criação de novos aparelhos, como smartphones e tablets. A disseminação destes aparelhos e o desenvolvimento de aplicativos permitiram o uso destes na Medicina, sendo um meio rápido de acesso a informação, diagnóstico, acompanhamento de pacientes, simulações cirúrgicas, orientações, livros eletrônicos e informações sobre a patologia, e na conduta terapêutica e cirúrgica. Este estudo é uma revisão para identificação dos aplicativos sobre cirurgia plástica nestes aparelhos: smartphones e tablets. MÉTODOS: Foram pesquisadas, na língua inglesa, as bases de aplicativos google play® e apple store®, encontradas disponíveis até junho de 2014. Foram encontrados, inicialmente, 588 aplicativos relacionados à cirurgia plástica. Com base na descrição dos aplicativos, estes foram classificados quanto a gratuidade, área de atuação, base em que o aplicativo foi encontrado e utilização. RESULTADOS: Após utilização de critérios, foram encontrados 19 aplicativos, dos quais 11 relacionados à simulação cirúrgica, cinco à avaliação clínica e três sobre microcirurgia e retalhos. Quanto ao acesso, 12 eram gratuitos e sete pagos. Quanto à base de aplicativos, 11 eram exclusivos da apple store®, dois exclusivos da android® e seis encontrados em ambas. CONCLUSÃO: Existem atualmente cerca de 600 aplicativos relacionados à cirurgia plástica, porém apenas cerca de 20 destes apresentam aplicabilidade clínica. É necessário o desenvolvimento da acessibilidade através desses aplicativos em outras línguas, facilitando o uso destes em outros países.

Palavras-chave: Aplicativos móveis; Cirurgia plástica; Telefone celular.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION The modernization of medicine allowed a greater interaction between medical teams and patients. Technological development, especially in the field of communication, has led to the creation of new devices such as smartphones and tablets. The widespread popularity of these devices and the development of applications have allowed their use in medicine, being quick means of accessing information, diagnosis, patient follow-up, surgical simulations, guidelines, electronic books and information on pathological conditions, and therapeutic and surgical procedures. This study is a review of the applications of smartphones and tablets in plastic surgery. METHODS: The application stores Google Play® and Apple Store® in English were assessed until June 2014. Initially, 588 applications related to plastic surgery were found. Based on their descriptions, the applications were classified according to cost, area of operation, store in which the application is made available, and use. RESULTS: After applying the exclusion criteria, 19 applications were selected, of which 11 were related to surgical simulations; five, to clinical evaluations; and three, to microsurgery and flaps. With regard to access, 12 were free and seven were paid. Of these applications, 11 were exclusive to the Apple Store®, two were exclusive to Android®, and six were available in both. CONCLUSION: Approximately 600 applications related to plastic surgery have been developed, but only about 20 of these have clinical applicability. The development of these applications in other languages is needed, facilitating their use in other countries.

Keywords: Mobile applications; Plastic surgery; Mobile phone.

 

Análise epidemiológica de 2 anos na Unidade de Queimados do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira, Goiânia, Brasil

FABIANO CALIXTO FORTES DE ARRUDA; BRUNNA CÂNDIDA DE OLIVEIRA CASTRO; JEAN FILIPE DE MEDEIROS; WILSON JOSÉ VALADÃO; GILBERTO MARCOS DIAS DOS REIS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(3):389-394 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Queimadura é um tipo de lesão que está entre as principais causas de mortalidade. A utilização da epidemiologia ajuda no fornecimento de subsídios para avaliação e organização de tratamento e prevenção, visando à melhora da saúde pública. O objetivo é descrever o perfil epidemiológico dos pacientes atendidos no Hospital de Urgências Governador Otávio Lages de Siqueira (HUGOL) na unidade de Queimados Nelson Picollo.
Método: Este estudo analisou o perfil epidemiológico dos pacientes atendidos pela equipe de cirurgia plástica da unidade de tratamento de queimados Nelson Picollo, no período de julho 2015 até junho 2017, com idade superior a 12 anos. Critérios de exclusão: pacientes que não foram internados na unidade de queimados. Os dados foram colhidos do programa MVSoul R.
Resultados: O total de atendimentos foi de 375 pacientes, dos quais 50% necessitaram de tratamentos unidade de terapia intensiva. O tempo médio de internação foi de 23,08 dias. A maioria do sexo masculino, com média de idade de 39,17 anos, com agente etiológico principal as chamas por álcool + gasolina. A média de superfície corporal queimada foi de 24,67%. Foram realizados 1490 intervenções cirúrgicas, média de 3,97 cirurgias por paciente. O total de óbitos foi de 40 pacientes, dos quais 29 apresentaram queimadura de via aérea. O total de pacientes com queimadura de via aérea foi de 73 casos.
Conclusão: Este estudo demonstrou um perfil de queimaduras e internações na unidade de Queimados do HUGOL compatível com outros centros especializados neste tipo de tratamento.

Palavras-chave: Queimaduras; Unidades de queimados; Transplantes; Retalhos cirúrgicos; Epidemiologia

 

ABSTRACT

Introduction: Burns are a type of injury that is among the leading causes of mortality. The use of epidemiology helps in providing subsidies for evaluation and organization of treatment and prevention, aiming at the improvement of public health. The objective is to describe the epidemiological profile of the patients treated at the Queimados Nelson Picollo unit of the Governador Otávio Lages de Siqueira Emergency Hospital (HUGOL).
Method: This study analyzed the epidemiological profile of patients, aged more than 12 years, treated by plastic surgery at the burn treatment unit, Nelson Picollo, from July 2015 to June 2017. The patients who were not admitted to the burn unit were excluded from the study. Data were collected from the MVSoul R. program.
Results: A total of 375 patients visited the hospital; of these, 50% of the patients needed intensive care unit treatments. The mean duration of hospital stay was 23.08 days. The majority of the patients were males, with a mean age of 39.17 years, and the main etiological agents were inflammable liquids, mainly alcohol and gasoline. The mean burned body surface area was 24.67%. A total of 1490 surgical interventions were performed, with an average of 3.97 surgeries per patient. Forty patients died; of these, 29 had airway burns. The total number of patients with airway burns was 73.
Conclusion: This study provides a profile of burns and hospitalizations in the HUGOL burns unit, which corresponds with those from other centers specialized for this type of treatment.

Keywords: Burns; Burn units; Transplants; Surgical flaps; Epidemiology

 

Perfil do cirurgião plástico no Estado de Goiás, Brasil

Fabiano Calixto Fortes de Arruda; Paulo Renato de Paula; Celmo Celeno Porto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(2):246-251 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A Cirurgia Plástica tem sido popularizada nos últimos anos, por meio do acesso aos procedimentos e exposição nos meios de comunicação. O contexto atual relata dificuldades no mercado de trabalho devido à competividade e diminuição de honorários. O objetivo deste estudo é relatar o perfil do cirurgião plástico que atua no Estado de Goiás. MÉTODOS: A pesquisa foi realizada com cirurgiões plásticos que atuam no estado de Goiás registrados na regional da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) até janeiro de 2015. Os dados foram divididos em perfil socioeconômico e demográfico. Foram considerados como critérios de inclusão residência pelo Ministério da Educação ou pela SBCP e estar atuando em Cirurgia Plástica no estado de Goiás. Como critérios de exclusão ser médico residente em cirurgia plástica e não estar atuando na área de Cirurgia Plástica. RESULTADOS: Obteve-se o índice de resposta de 70%. A maioria tem menos de 40 anos, masculino, casado, com 1 a 2 filhos, atuando em Goiás, há menos de 10 anos, são especialistas, trabalhando de 40 a 60 horas semanais e atuam na área estética e reconstrutiva e a maioria não usa auxiliar em mais de 50% das cirurgias realizadas. CONCLUSÃO: O perfil do cirurgião plástico do estado de Goiás é o de um médico jovem, do sexo masculino, casado, com até 2 filhos, que atua principalmente na capital, sendo a maioria especialista, que trabalha de 40 a 60 horas semanais, e atuando na cirurgia estética e reconstrutiva.

Palavras-chave: Cirurgia plástica; Mercado de trabalho; Economia médica; Brasil.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Plastic surgery has become popular in the recent years for the access to procedures and exposure in the media. The current scenario brings difficulties in the job market because of competitiveness and reduced fees. This study describes the profile of the plastic surgeons working in the state of Goias. METHODS: The survey was conducted with plastic surgeons who work in the state of Goias and are registered in local chapter of the Brazilian Society of Plastic Surgery in January 2015. Data were divided into socio-economic and demographic profile. Inclusion criteria were residence certified by the Brazilian Ministry of Education or by the Brazilian Society of Plastic Surgery,, practice of plastic surgery in the state of Goias. We excluded residents in plastic surgery, and those who not practice in plastic surgery area. RESULTS: Rate of response was 70%. Most participants were younger than 40 years old, men, married, with 1-2 children, work in Goias, had less than 10 years as a surgeion, had specialization in plastic surgery, work 40-60 hours weekly and main practice was in aesthetic and reconstructive area, the majority of them do not employ assistances in more than 50% of surgeries. CONCLUSION: The profile of plastic surgeon in state of Goias is composed by young physicians, men, married, with no more than 2 children, and whom practice mainly in the state capital, most of them are specialists, work 40-60 hours per week, and their main practice is with aesthetic and reconstructive surgery.

Keywords: Surgery, plastic; Job market; Economics, medical; Brazil.

 

Transtornos depressivos em pacientes que buscam cirurgia plástica estética: uma visão ampla e atualizada

Paulo Renato de Paula; Ruffo Freitas-Júnior; Marcelo Prado; Carlos Gustavo Lemos Neves; Fabiano Calixto Fortes de Arruda; Vladmir Eduardo Bermudes Vargas; Fábio Silva Fernandes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2016;31(2):261-268 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A cirurgia estética pode melhorar a qualidade de vida de pacientes, porém alguns que se apresentam para o procedimento são portadores de transtornos depressivos (TD) e podem evoluir, no pós-operatório, de forma desastrosa do ponto de vista psicológico e até mesmo evoluir para o suicídio. A prevalência de TD em pacientes de cirurgia plásticaestética é em média de 20%, podendo chegar até 70%. Este artigo tem por objetivo fazer uma revisão sobre depressão e cirurgia estética bem como alertar e conscientizar os cirurgiões plásticos sobre o crescente aumento destes pacientes nos consultórios. Objetiva, ainda, orientar os cirurgiões quanto a abordagem adequada e condutas específicas perante estes. MÉTODOS: Realizou-se busca nos bancos de dados MEDLINE/PubMed e Embase e cruzamento de palavras chaves, incluindo "cirurgia plástica estética", "depressão"; "transtornos de humor", "transtorno depressivo", "sintomas depressivos", "suicídio e cirurgia plástica". RESULTADOS: O sucesso de uma cirurgia plástica depende em muito da seleção dos pacientes para o procedimento. Pacientes suspeitos, pacientes com sintomas depressivos elevados nos questionários (como o BDI) e pacientes com "marcadores" de psicopatologia deverão ser encaminhados ao psiquiatra para avaliação adequada. CONCLUSÃO: Pela elevada prevalência de TD em cirurgia plástica estética, todo paciente de cirurgia plástica deverá ser avaliado adequadamente para identificação daqueles com possíveis TD no pré-operatório e encaminhado ao psiquiatra, para assim tentar se evitar evolução psicológica desfavorável pós-operatória.

Palavras-chave: Depressão; Transtorno depressivo; Psicopatologia; Cirurgia estética

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Aesthetic surgery can improve the quality of life of patients, but some candidates for the procedure have depressive disorders (DDs) that may develop, in the postoperative period, in a disastrous manner from a psychological point of view and even progress to suicide. The prevalence of DDs in cosmetic surgery patients is 20% on average and reaches 70%. This article aims to review depression and aesthetic surgery as well as to alert and educate plastic surgeons on the growing number of these patients in clinical settings. It also aims to guide surgeons to the appropriate approach and specific behaviors with these patients. METHODS: A search was performed in MEDLINE/PubMed and Embase, and key words were entered, including "cosmetic surgery," "depression," "mood disorders," "depressive disorder," "depressive symptoms," and "suicide and plastic surgery." RESULTS: The success of plastic surgery depends a great deal on the selection of patients for the procedure. Suspect patients, patients with elevated depressive symptoms in questionnaires (such as the BDI), and patients with psychopathology "markers" should be forwarded to a psychiatrist for proper evaluation. CONCLUSION: Due to the high prevalence of DDs in aesthetic plastic surgery patients, every plastic surgery patient should be evaluated properly to identify those with possible DDs in the preoperative period, and those should be forwarded to a psychiatrist, thus avoiding an unfavorable postoperative psychological evolution.

Keywords: Depression; Depressive Disorder; Psychopathology; Aesthetic Surgery.

 

Opções de retalhos da região glútea no tratamento da úlcera de pressão nas regiões isquiática e sacral

Fabiano Calixto Fortes de Arruda
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(3):476-482 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A úlcera de pressão é o resultado de insuficiência vascular em tecidos localizados preferencialmente em áreas de proeminência óssea. O tratamento cirúrgico dessa lesão abrange fases mais avançadas dessa ferida, podendo ser realizados vários retalhos de origem local ou mesmo distante, por meio do uso da microcirurgia. Este estudo relata a experiência com o uso de retalhos da região glútea no tratamento da úlcera de pressão nas regiões sacral e isquiática. MÉTODO: Foram estudados 29 pacientes portadores de úlcera de pressão com estágios III e IV (National Pressure Sore Advisory Panel Consensus - 1989), acompanhados em hospital terciário da região metropolitana de Goiânia no período de maio de 2010 a abril de 2012. RESULTADOS: Dos 29 pacientes submetidos a cirurgia, 10 (34,5%) eram do sexo feminino e 19 (65,5%), do masculino, com idade variando de 17 anos a 67 anos (média, 37,82 anos), com paraplegia decorrente, em grande parte (79%), de acidente motociclístico. As úlceras eram de estágios III (27,5%) e IV (72,5%), e foram tratadas com retalhos fasciocutâneos (38%) ou miocutâneos (62%). CONCLUSÕES: O uso de retalhos da região glútea no tratamento da úlcera de pressão nas regiões isquiática e sacral é uma ótima opção, podendo beneficiar o paciente em sua recuperação e reabilitação.

Palavras-chave: Úlcera por pressão. Retalhos cirúrgicos. Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos. Retalhos da região glútea.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Pressure ulcers are due to vascular insufficiency in tissues located mainly near bony prominences. More advanced wounds require microsurgical treatment using different types of flaps originating from the same or more distant areas. This study reports the use gluteal flaps for the treatment of pressure ulcers in the ischial and sacral regions. METHODS: A total of 29 patients with National Pressure Sore Advisory Panel Consensus - 1989 stage III or IV pressure ulcers were followed in a tertiary hospital in metropolitan Goiânia between May 2010 and April 2012. RESULTS: Among the 29 patients subjected to surgery, 10 (34.5%) were female and 19 (65.5%) were male, aged between 17 and 67 years (mean: 37.82 years). They had paraplegia resulting mainly (79%) from motorcycle accidents. Stage III (27.5%) and IV (72.5%) ulcers were treated with fasciocutaneous flaps (38%) or myocutaneous flaps (62%). CONCLUSIONS: The use gluteal flaps for the treatment of pressure ulcers in the ischial and sacral regions is an excellent option that can aid patient recovery and rehabilitation.

Keywords: Pressure ulcer. Surgical flaps. Reconstructive surgical procedures. Gluteal region flaps.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons