ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 2 de 2 resultado(s)

Busca por : Diego Dullius

Comparação entre as complicações da lipoabdominoplastia sem preservação da fáscia de Scarpa com abdominoplastia clássica: um estudo prospectivo cego

JOÃO MAXIMILIANO; ANTONIO CARLOS OLIVEIRA; CIRO PAZ PORTINHO; MAURICIO FARENZENA; MATHEUS REIS; TULIO SERRANO; DIEGO DULLIUS; MARCUS VINICIUS MARTINS COLLARES
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(1):15-22 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Abdominoplastia é um dos procedimentos cirúrgicos estéticos mais realizados. Seroma é a complicação local mais comum associada com abdominoplastia, com uma incidência média de 10%. A maior incidência de seroma pós-operatório (PO) ocorre no décimo primeiro dia PO. Ecografia abdominal é o método de escolha para o diagnóstico de seroma após abdominoplastia. Novas técnicas surgiram ao longo dos anos na tentativa de trazer melhores resultados estéticos com menos complicações, como lipoabdominoplastia descrita por Saldanha. Porém, estudos anatômicos recentes questionam a necessidade da manutenção da fáscia de Scarpa descrita na técnica de lipoabdominoplastia, descrevendo que em torno de 90% do sistema linfático abdominal está no plano subdérmico e 10% em um sistema linfático profundo justa-aponeurose abdominal. O objetivo é comparar a incidência de seroma na lipoabdominoplastia sem preservação da fáscia de Scarpa com a abdominoplastia clássica.
Métodos: Coorte prospectiva, cega na qual serão analisados 40 pacientes consecutivos que realizaram abdominoplastia sem lipoaspiração associada (n = 20) ou lipoabdominoplastia (n = 20) no Hospital de Clínicas de Porto Alegre entre abril de 2016 e maio de 2017. Todos foram submetidos à ecografia de parede abdominal no 10o dia PO.
Resultados: A incidência de seroma foi de 5% (n = 1) no grupo de abdominoplastia clássica e de 10% (n = 2) no grupo de lipoabdominoplastia, sem diferença estatística.
Conclusão: Estes resultados, neste grupo de pacientes, mostram que não houve diferença estatística entre os dois grupos.

Palavras-chave: Abdominoplastia; Seroma; Lipectomia; Lipodistrofia; Contorno corporal

 

ABSTRACT

Introduction: Abdominoplasty is among the most commonly performed surgical procedures. Seroma is the most common local complication associated with abdominoplasty, with an average incidence of 10%. The highest incidence of postoperative (PO) seroma occurs on the eleventh postoperative day (POD). Abdominal ultrasound is the method of choice for diagnosing seroma after abdominoplasty. New techniques have emerged aiming to improve aesthetic results with fewer complications, such as lipoabdominoplasty described by Saldanha. However, recent anatomical studies have questioned the need for Scarpa fascia preservation recommended in the lipoabdominoplasty technique, describing that around 90% of the abdominal lymphatic system is in the subdermal plane, while the other 10% is in a deep lymphatic system near the abdominal aponeurosis. The objective is to compare the incidence of seroma in lipoabdominoplasty without Scarpa fascia preservation to that in classic abdominoplasty.
Methods: Prospective blinded cohort in which 40 consecutive patients who underwent abdominoplasty without associated liposuction (n = 20) or lipoabdominoplasty (n = 20) at the Hospital de Clínicas of Porto Alegre between April 2016 and May 2017 were analyzed. All patients underwent abdominal wall ultrasonography on the tenth POD.
Results: The incidence of seroma was 5% (n = 1) in the classic abdominoplasty group and 10% (n = 2) in the lipoabdominoplasty group, with no statistical difference.
Conclusion: These results showed no statistically significant intergroup difference in seroma development.

Keywords: Abdominoplasty; Seroma; Lipectomy; Lipodystrophy; Body contouring.

 

Avaliação da modificação da técnica de reconstrução das cartilagens alares de Max Pereira no protocolo de reconstrução nasal total do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Marcus Vinicius Martins Collares; João Maximiliano; Ciro Paz Portinho; Antonio Carlos Pinto Oliveira; Mariana Miguel Fraga; Daniela Elisa Miotto; Lucas Kreutz Rodrigues; Diego Dullius
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(2):204-210 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A reconstrução nasal é a mais antiga das cirurgias plásticas. A anatomia nasal é complexa e necessita de uma associação de técnicas para a restauração da função e estética nasal adequada. Pereira et al. descreveram uma técnica que possibilita a reconstrução nasal total da cartilagem alar, com o uso de um enxerto da cartilagem auricular, com mínima deformidade auricular secundária à retirada do enxerto. O objetivo deste trabalho é apresentar uma modificação da técnica acima descrita, que possibilita reconstruir mais uma região anatômica do nariz, sem aumentar a morbidade, realizada por Collares et al., e a sua inserção no protocolo de reconstrução nasal total do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.
Métodos: Foi realizado um estudo retrospectivo. Avaliou-se a inserção da modificação da técnica em 10 pacientes que realizaram reconstrução nasal total.
Resultados: Após a análise dos 10 casos, utilizando a modificação da técnica inserida no protocolo de reconstrução nasal total do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, encontramos uma melhoria da forma do nariz, a válvula nasal interna com preservação da função e sem sequelas secundárias à retirada do enxerto auricular.
Conclusão: Nesta série de casos, a modificação da técnica de Max Pereira resultou em tratamento estético-funcional adequado quando implementada no protocolo de reconstrução nasal total do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, sem aumentar a morbidade na área doadora.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Cartilagens nasais; Procedimentos cirúrgicos nasais; Deformidades adquiridas nasais; Neoplasias nasais

 

ABSTRACT

Introduction: Nasal reconstruction is the oldest plastic surgery technique. The nasal anatomy is complex and requires an association of techniques for the restoration of function and adequate nasal esthetics. Pereira et al. described a technique that allows total nasal reconstruction of the alar cartilage through the use of an auricular cartilage graft, with minimal deformity secondary to the donor site. The objective of the present study is to present a modification, by Collares et al., of the technique described above, which allows the reconstruction of another anatomical region of the nose without increasing morbidity, and its insertion into the total nasal reconstruction protocol of Hospital de Clínicas of Porto Alegre.
Methods: A retrospective study was conducted. We evaluated technique modification in 10 patients who underwent total nasal reconstructions.
Results: After examining the 10 patients who were treated with the modified total nasal reconstruction protocol at the Hospital de Clínicas of Porto Alegre, we observed an improvement in the nose shape and internal nasal valve with preservation of function, without sequelae secondary to auricular graft removal.
Conclusion: In this case series, the modification of the Max Pereira technique resulted in adequate aesthetic-functional treatment when implemented in the total nasal reconstruction protocol of the Hospital de Clínicas of Porto Alegre, without increasing the morbidity in the donor area.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Nasal cartilages; Nasal surgical procedures; Nose deformities, acquired; Nose neoplasms

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons