ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Print: 1983-5175

Showing of 1 until 3 from 3 result(s)

Search for : Clarissa Leite Turrer

The interference of excision type in keloid recurrence: a two year follow - up study

Felipe Pacheco Martins Ferreira, Eduardo de Melo Ferreira, Patrícia Noronha de Almeida, Jefferson Vaccari Diniz, José Cesário da Silva Almada Lima, Clarissa Leite Turrer, Fabiano Andrade Camargos, Lilian Tavares Esteves
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(3):281-285 - Original Article

PDF Portuguese

ABSTRACT

Introduction: Keloid is a scar tissue abnormality of high prevalence and difficult treatment. This research is based on a scientific literature proved combined tactical, the intralesional corticosteroid injection associated with surgery. Some references cite the importance of intralesional excision of keloid, based upon clinical experience of a few surgeons. The objective is to assess the influence of maintaining or not keloid tissue in the surgical wound edges in the intralesional corticosteroid injection plus surgical excision method, in the recurrency of keloid. Methods: Prospective study with 42 patients in a total of 60 keloid lesions, from August 2005 to January 2008, comparing three groups, each one with 20 lesions randomly distributed. Intralesional excision was performed in group 1; with no macroscopic borders in group 2; and extralesional (2 mm borders) in group 3. The intralesional corticosteroid injection was performed the same way in all patients. The analyzed outcome was clinical: keloid recrudescency taxes. Results: After the two year follow-up, the keloid recrudescency taxes was about 20% in group 1, 45% in group 2 and 77.5% in group 3 (p=0.024). Conclusions: The intralesional excision is justified, for being associated with lower recrudescency taxes, when compared with excisions with none or 2 mm borders.

Keywords: Keloid/surgery. Cicatrix/surgery. Recurrence.

 

RESUMO

Introdução: O quelóide é uma alteração cicatricial de alta prevalência e difícil tratamento. Essa pesquisa é baseada em uma modalidade conjunta de efeito comprovado na literatura, a aplicação de corticosteróide intralesional associada à cirurgia. Algumas referências citam a importância da excisão intralesional do quelóide, baseando-se na experiência clínica dos cirurgiões. O objetivo desta pesquisa é avaliar se no tratamento do quelóide com corticosteróide intralesional mais excisão cirúrgica a manutenção ou não de tecido queloidiano nas bordas da ferida operatória influencia no índice de recidiva. Método: Estudo prospectivo que avaliou 42 pacientes em um total de 60 lesões queloidianas, no período de agosto de 2005 a janeiro de 2008, comparando três grupos cada qual com 20 lesões alocadas de forma aleatória. Foi realizada excisão intralesional no grupo 1; justalesional (sem margem macroscópica) no grupo 2 e extralesional (com margem de 2 mm) no grupo 3. O tratamento com corticosteróide intralesional foi realizado da mesma forma em todos os pacientes. A variável de desfecho foi clínica: índice de recidiva. Resultados: Após o acompanhamento de dois anos, a taxa de recidiva do quelóide foi de 20% no grupo 1, 45% no grupo 2 e 77,5% no grupo 3 (p=0,024). Conclusão: Quanto ao tratamento cirúrgico, justifica-se a excisão intralesional, mantendo as bordas do tecido queloidiano, por estar associada a menor índice de recidiva quando comparado à excisão justa ou extralesional.

Palavras-chave: Quelóide/cirurgia. Cicatriz/cirurgia. Recidiva.

 

Resorbable Internal Fixation in 72 Craniosynostosis Surgery in a 2 Year Follow-up

Clarissa Leite Turrer, José Aloysio da Costa Val Filho, Friederike Wollf Valadares, Jacqueline Tibúrcio, Felipe Pacheco Martins Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(1):31-36 - Original Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

Introduction: The craniostenose or craniosynostose is the early closure of cranial sutures that can limit encephalic growth with sequelas like cranial hypertension, growth disturbs and morphologic alterations of craniofacial skeleton. In the last ten years, the surgical treatment of the craniostenose has developed a lot due to the introduction of new materials for osteosynthese and supraorbital fixation. Objective: Evaluate the incidence of complications in the operative site associated with the reabsorbable materials in patients submitted to surgical treatment of craniosynostose (polilacticoglicolico co-polymers 82-18%). Methods: Retrospective study that evaluated 72 patients from March 2002 to December 2005 comparing 2 groups - control group that didn't use the material and group that used. The results were evaluated clinically: presence of dehiscence on operative wound, seroma and surgical reintervention. Results: No statistic difference in the frequence of the 2 groups compared. Conclusion: The osteosynthese with reabsorbable systems used in pediatric craniofacial surgery are safe and afford more stability of results without correlated post-operative complications due to local reactions.

Keywords: Craniosynostoses, surgery. Craniofacial abnormalities. Cranial sutures. Biocompatible materials.

 

RESUMO

Introdução: A cranioestenose ou craniosinostose é o fechamento precoce das suturas cranianas, que pode restringir o crescimento encefálico, levando a seqüelas como hipertensão intracraniana, distúrbios de desenvolvimento e alterações morfológicas do esqueleto craniofacial. Nos últimos dez anos, o tratamento cirúrgico da cranioestenose evoluiu muito em decorrência da introdução de novos materiais para osteossíntese e fixação da barra supra-orbitária. Objetivo: Avaliar a incidência de complicações e intercorrências no sítio operatório associadas ao uso de materiais absorvíveis em pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de cranioestenoses (co-polímero polilacticoglicólico 82-18%). Método: Estudo retrospectivo que avaliou 72 pacientes, no período de março de 2002 a dezembro de 2005, comparando dois grupos: grupo controle, que não utilizou o material; e grupo de estudo, que utilizou. As variáveis de desfecho foram clínicas: presença de deiscência de ferida operatória, seroma e reintervenção cirúrgica no sítio operatório. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significativa na freqüência das variáveis estudadas à comparação dos dois grupos. Conclusão: A osteossíntese com sistemas absorvíveis em cirurgia craniofacial pediátrica é segura e proporciona maior estabilidade de resultados, sem correlação com intercorrências pós-operatórias relacionadas à incidência de reações em sítio operatório.

Palavras-chave: Craniossinostose, cirurgia. Anormalidades craniofaciais. Suturas cranianas. Materiais biocompatíveis.

 

Biomaterials in Craniomaxilofacial Surgery: basic principals and applications - literature revision

Clarissa Leite Turrer; Felipe Pacheco Martins Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2008;23(3):234-239 - Reviw Article

PDF Portuguese PDF English

ABSTRACT

The biomaterials have a lot of due or applications. Their use needs the knowledge of its proprieties and receptor characteristics. This is a review of the biomaterials use in Craniomaxillofacial Surgery, emphasizing the definition, classes/types and proprieties.

Keywords: Biocompatible materials. Craniofacial abnormalities/surgery. Bone substitutes. Biomedical and dental materials.

 

RESUMO

Na Medicina, os biomateriais possuem múltiplas aplicações ou finalidades. Seu uso necessita do conhecimento das propriedades do material e das características de seu sítio receptor. Este trabalho promove uma revisão do uso dos biomateriais na Cirurgia Craniomaxilofacial, enfatizando sua definição, classes/tipos e propriedades.

Palavras-chave: Materiais biocompatíveis. Anormalidades craniofaciais/cirurgia. Substitutos ósseos. Materiais biomédicos e odontológicos.

 

Sponsors

Indexers

Licença Creative Commons All scientific articles published at www.rbcp.org.br are licensed under a Creative Commons license