ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 1 de 1 resultado(s)

Busca por : Beatriz Castro Reis

Associação dos fatores sociodemográficos e da lesão relacionados ao sentimento de impotência e esperança em indivíduos com úlcera venosa

Suellen Garcia Alves; Rodrigo Galvão Bueno Gardona; Beatriz Castro Reis; Lucia Helena Rocha Vilela; Geraldo Magela Salomé
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(4):672-680 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo avaliar o sentimento de impotência e esperança em pacientes com úlcera venosa e identificar características sociodemográficas nesta população. MÉTODO: Estudo clínico, descritivo, analítico, prospectivo. Participaram 40 pacientes com úlcera venosa. Foram utilizados três instrumentos: um questionário que avaliou dados demográficos e clínicos, o Instrumento de Medida dos Sentimentos de Impotência e a Escala de Esperança de Herth. RESULTADOS: Na Escala de Sentimentos de Impotência, os pacientes pontuaram escore médio de 34,3 e na Escala de Esperança de Herth 27,50, revelando sentimentos de impotência e pouca esperança de cicatrização. Os indivíduos entre 50 e 59 anos apresentaram a média total de 39,00, na Escala de Sentimentos de Impotência (p=0,120). Já na Escala de Esperança de Herth, a média foi de 14,20 (p=0,508). O gênero masculino, em ambas as escalas, apresentou média alterada, sendo 36,00 a média da Escala de Sentimentos de Impotência (p=0,068) e 26,70 a mediana na Escala de Esperança de Herth (p=0,332). Quanto ao tempo da lesão, o escore médio foi de 39,00 na Escala de Sentimentos de Impotência (p=0,251) e de 27,10 na Escala de Esperança de Herth, mostrando alteração em pacientes com mais de 1 até 2 anos com a lesão. Os pacientes que apresentaram odor pontuaram o escore médio alto (36,10/p=0,155) na Escala de Sentimentos de Impotência e escore médio baixo na Escala de Esperança de Herth (26,80). CONCLUSÃO: Os resultados permitem afirmar que os indivíduos com úlcera venosa avaliados sentem-se impotentes e sem esperança quanto à cicatrização da lesão.

Palavras-chave: Úlcera Varicosa. Emoções. Qualidade de Vida.

 

ABSTRACT

OBJECTIVE: This study's objective was to evaluate feelings of powerlessness and hope in patients with venous ulcers and identify sociodemographic characteristics in the studied population. METHODS: A clinical, descriptive, analytical and prospective study. 40 patients with venous ulcers participated. We used 3 instruments: a questionnaire that assessed demographic and clinical data, an Instrument for Measuring feelings of impotence and Herth Hope Index. RESULTS: At Feelings of Impotence Scale patients scored a mean of 34.3 and at Herth Hope Index 27.50, revealing that these individuals feel powerless and hopeless that the wound can heal. Individuals aged between 50 and 59 years had an average of 39.00 at Feelings of Powerlessness Scale (P 0.120). At Herth Hope Index the average was 14.20 (P=0.508). Male, in both scales, had mean changes, with average of 36.00 at Feelings of Powerlessness Scale (P=0.068) and 26.70 as median at Herth Hope Index (P=0.332). Regarding the time of the injury, the average score was 39.00 at Feelings of Impotence Scale (p = 0.251) and 27.10 in Herth Hope Index, showing changes in patients over 1 to 2 years with injury. Patients who presented odor scored a high mean (36.10 /P=0.155) at Feelings of Impotence Scale and low mean at Herth Hope Scale (26.80). CONCLUSION: Results have revealed that the subjects with venous ulcers in this study feel helpless and hopeless about the possibility of wound healing.

Keywords: Varicose Ulcers. Emotions. Quality of life.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons