ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 2 de 2 resultado(s)

Busca por : BRUNO BLAYA BATISTA

Correção da insuficiência de válvula nasal externa com o enxerto de apoio crural lateral

LEONARDO MILANESI POSSAMAI; FLAVIO MACIEL DE FREITAS; BRUNO BLAYA BATISTA; NÍVEO STEFFEN; PEDRO BINS ELY
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):148-149 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Narinas com suporte inadequado da parede nasal lateral e da asa nasal secundária à fragilidade das cartilagens laterais inferiores podem colapsar durante a inspiração moderada ou profunda. Essa alteração é conhecida como insuficiência da válvula nasal externa. Relato de caso de paciente de 55 anos submetida à rinoplastia primária por apresentar insuficiência de válvula externa com repercussão clínica. Utilização do lateral crural strut graft. Paciente apresenta melhora significativa da insuficiência de válvula externa aos 6 meses de pós-operatório, mesmo com a inspiração profunda. Estudos publicados já demonstraram que tais enxertos são efetivos em corrigir a insuficiência de válvula externa em longo prazo.

Palavras-chave: Rinoplastia

 

ABSTRACT

Nostril with inadequate support of the lateral nasal wall and nasal wing secondary to fragility of the lower lateral cartilages may collapse during moderate or deep inspiration. This change is known as external nasal valve insufficiency. Case report of a 55-year-old patient submitted to primary rhinoplasty because of an external valve failure with clinical repercussion. Use of lateral crural strut graft. Patient presented significant improvement of external valve insufficiency at 6 months postoperatively, even with deep inspiration. Published studies have shown that such grafts are effective in correcting long-term external valve insufficiency

Keywords: Rhinoplasty

 

Implante no plano subfascial: revisão da literatura

Flávio de Freitas Neto; Michel Pavelecini; Bruno Blaya Batista; Felipe Bilhar Fasolin; Caroline Battisti; Pedro Bins Ely
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):178-180 - Tronco I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: Atualmente, na literatura científica faltam evidências para comparação tanto do plano de inclusão quanto do local da incisão e do tipo de implante mamário. Sabemos que existem planos de inclusão para implante mamário, como o subglandular, submuscular, subfascial e também o duplo-plano. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi analisar na literatura existente as evidências científicas que comparassem os planos subglandular e o plano subfascial para a analisar se há realmente diferença clínica e estatisticamente significativa entre eles. MÉTODOS: Foi realizada uma revisão bibliográfica usando a base de dados PubMed com o objetivo de realizar uma revisão das evidências científicas disponíveis a respeito do plano de inclusão subfascial. RESULTADOS: Analisamos os artigos disponíveis na literatura que eram compatíveis com os critérios de inclusão, foram selecionados 13 artigos que faziam menção ao plano subfascial e, desses, apenas três faziam comparação entre os planos de inclusão. Não encontramos evidências científicas que comprovem a superioridade do plano subfascial sobre os demais tanto em relação à taxa de complicações quanto ao grau de satisfação das pacientes nos artigos selecionados. CONCLUSÃO: No momento, não existe evidência científica que comprove a superioridade do plano subfascial em relação aos demais, tanto em relação à taxa de complicações quanto ao grau de satisfação das pacientes. Assim, novos estudos são necessários para adequada comparação dos planos.

Palavras-chave: Implante Mamário; Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons