ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 8 de 8 resultado(s)

Busca por : BRUNA FERREIRA BERNERT

Tática para evitar complicações em mastoplastia de aumento via sulco submamário

SILVIA HELENA MANDU; BRUNA FERREIRA BERNERT; FABIOLA GRIGOLETTO LUPION; FLÁVIA DAVID JOÃO DE MASI; RUTH MARIA GRAF
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):4-6 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

As técnicas para mamoplastia de aumento apresentaram ao longo do tempo inúmeras adaptações que garantiram refinamentos e melhores resultados. Como adição à técnica já descrita por Graf, em 1998, relatamos aqui uma tática de fechamento de retalho fascial em sulco inframamário. A fim de evitar complicações, como a temida deiscência de ferida operatória e ptose mamária precoce, a estratégia de fechamento descrito garante uma forma natural de proteção ao implante de silicone. De rápida e fácil execução, a técnica do retalho fascial em região de sulco submamário, já rotina em nosso serviço, mostra ser eficaz na proteção do implante.

Palavras-chave: Mama; Mamoplastia; Próteses e implantes; Cirurgia plástica; Retalhos cirúrgicos

 

ABSTRACT

The techniques for augmentation mammoplasty presented over the course of time numerous adaptations that ensure refinements and better results. In addition to the technique already described by Graf, in 1998, we report here a tactic of fascial flap closure in the inframammary groove. In order to avoid complications such as the dreaded operative wound dehiscence and early mammary ptosis, the closure strategy described guarantees a natural form of silicone implant protection. The technique of fascial flap in the region of the submammary sulcus, already a routine in our service, is shown to be effective in implant protection.

Keywords: Breast; Mammoplasty; Prostheses and implants; Plastic surgery; Surgical flaps

 

Avaliação das deformidades senis prioritárias e revisão da literatura sobre propostas atuais para o tratamento dessas alterações

BRUNA FERREIRA BERNERT; FABIOLA GRIGOLETTO LUPION; FLÁVIA DAVID JOÃO DE MASI; SILVIA HELENA MANDU; MARIA CECILIA CLOSS ONO; RENATO DA SILVA FREITAS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):7-10 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Introdução: O envelhecimento da região orbitária resulta de uma combinação de um processo dinâmico que envolve reabsorção óssea e alterações de partes moles. Objetivo: Avaliar as deformidades senis periorbitárias.
Método: Foram analisadas fotografias digitais utilizando-se o software ImageJ para comparar pacientes com idade avançada com pacientes jovens. Avaliaram-se as medidas da curvatura da sobrancelha, relação altura-largura da fenda palpebral, distância pálpebro-malar e posição relativa entre os cantos lateral e medial do olho.
Resultados: Apenas o canto lateral do olho apresentou declínio estatisticamente significativo no grupo e idade mais avançada em relação aos jovens.
Conclusão: Com o intuito de alcançar o rejuvenescimento mais natural e harmonioso da região orbitária, as deformidades senis devem ser identificadas de forma objetiva e corrigidas de acordo com a origem de cada uma delas.

Palavras-chave: Envelhecimento; Órbita; Reabsorção óssea; Face; Rejuvenescimento

 

ABSTRACT

Introduction: Aging of the orbital region results from a combination of a dynamic process that involves bone resorption and soft tissue changes. Objective: Evaluate periorbital senile deformities.
Method: Digital photographs were analyzed using ImageJ software to compare elderly patients with young patients. The measurements of eyebrow curvature, height-width ratio of the palpebral cleft, eyelid-malar distance and relative position between the lateral and the medial corners of the eye were evaluated.
Results: Only the lateral corner of the eye presented a statistically significant decline in the older age group in relation to the younger.
Conclusions: In order to achieve the most natural and harmonious rejuvenation of the orbital region, senile deformities must be identified objectively and corrected according to the origin of each one.

Keywords: Aging; Orbit; Bone resorption; Face; Rejuvenation

 

Mamoplastia de aumento - dicas para melhor adaptação da prótese na loja subfascial

Andre Gustavo Maschio; Ruth Maria Graf; Renata Fernanda Ramos Mascante; Dayane Raquel de Paula; Flavia David João de Masi; Bruna Ferreira Bernert Varaschin
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):18-19 - Contorno Corporal

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: A mamoplastia de aumento transaxilar tem oferecido como benefício principal a ausência de cicatrizes na unidade estética da mama devido à incisão localizada na região axilar. Este método, associado à inserção da prótese no plano subfascial, permite grau de satisfação pessoal alto entre as pacientes. OBJETIVO: Descrever uma variação na técnica de mamoplastia de aumento subfascial, realizada neste serviço, com intuito de melhora do aspecto mamário e melhor adaptação da prótese. MÉTODOS: Revisão de literatura em bases de dados e descrição da técnica tradicional e de variante da técnica utilizada neste serviço. RESULTADOS: Realização de incisões de relaxamento no músculo peitoral maior, resultando em melhora da adaptação da prótese na loja subfascial e do aspecto mamário. CONCLUSÃO: A experiência com a realização das incisões de relaxamento mostra melhor aspecto da mama e menor tensão na loja da prótese, além de conferir uma cobertura extra de músculo em região superomedial.

Palavras-chave: Mamoplastia; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Implante mamário; Silicones.

 

Lipoaspiração abdominal: Recomendações técnicas para maior segurança

Andre Gustavo Maschio; Ruth Graf; Renata Fernanda Ramos Mascante; Bruna Ferreira Bernert; Dayane Raquel de Paula; Fabíola Grigoletto Lupion
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.2):38-40 - 33ª Jornada Norte-Nordeste de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

A Lipoaspiração, descrita em 1979, foi a maior descoberta recente da cirurgia plástica, sendo o procedimento cirúrgico mais realizado nesta especialidade. Os critérios de segurança deste procedimento em geral já foram anteriormente descritos, contudo realizamos uma revisão da literatura e descrição de técnica específica para aumento da segurança da lipoaspiração da região abdominal, com o objetivo de informar os especialistas e a classe médica sobre as principais manobras técnicas de segurança durante o procedimento nesta área.

Palavras-chave: Cirurgia plástica; Lipoaspiração; Segurança; Lipoaspiração abdominal.

 

ABSTRACT

Liposuction, described in 1979, was the largest recent plastic surgery finding, and the most common surgical procedure in this specialty. Safety criteria of this procedure have been previously described, however, we conducted a literature review and a specific technique description to increase the safety of liposuction in abdominal region, in order to inform specialists and medical class about the main technical safety maneuvers during the procedure in this area.

Keywords: Plastic surgery; Liposuction; Security; Abdominal liposuction.

 

Rivaroxabana para profilaxia de tromboembolismo venoso em abdominoplastia após grande perda ponderal: 396 casos

GUILHERME BERTO ROÇA; BRUNA FERREIRA BERNERT; RENATO SILVA FREITAS
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(2):268-273 - Artigo de Revisão

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: Abdominoplastia consiste em um dos procedimentos estéticos mais populares realizados no Brasil. Pacientes pósbariátricos representam um desafio peculiar ao cirurgião plástico, uma vez que não só requerem reconstruções complexas, mas também apresentam comorbidades residuais e deficiências nutricionais. O tromboembolismo venoso (TEV) constitui uma complicação grave e potencialmente fatal da abdominoplastia. Apesar da pequena frequência desta complicação, os métodos aceitos como padrões para prevenção de TEV em pacientes após abdominoplastia, incluindo quimioprofilaxia, permanecem controversos.
Objetivo: Avaliar a experiência do autor com rivaroxabana para profilaxia de TEV em pacientes submetidos a abdominoplastia após grande perda ponderal.
Métodos: Uma série de 396 casos foi conduzida retrospectivamente. Todos os pacientes submetidos à abdominoplastia após cirurgia bariátrica que receberam rivaroxabana foram incluídos. A dose profilática foi de 10mg por dia. Dados demográficos, comorbidades, tipo de cirurgia e complicações foram registrados.
Resultados: 396 casos de pacientes pós-bariátricos (356 mulheres e 40 homens) foram submetidos à abdominoplastia e receberam rivaroxabana no pós-operatório, de julho de 2015 a julho de 2018. A média de idade dos pacientes foi de 39,1 anos. O índice de massa corporal médio no momento da abdominoplastia foi de 27,2kg/m². Houve apenas um caso de tromboembolismo venoso (0,25%). Treze pacientes apresentaram hematoma com necessidade de drenagem.
Conclusões: A quimioprofilaxia de rotina com rivaroxabana para pacientes submetidos à abdominoplastia após grande perda ponderal revela uma baixa incidência de TEV. Esta medicação oral é bem tolerada e apresenta um perfil de complicação aceitável.

Palavras-chave: Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos; Trombose venosa; Abdominoplastia; Anticoagulantes; Cirurgia bariátrica

 

ABSTRACT

Introduction: Abdominoplasty is one of the most popular aesthetic procedures performed in Brazil. Postbariatric patients present a challenge to the plastic surgeon as not only do they have complex reconstructive challenges but also they have residual medical comorbidities and nutritional deficiencies. A serious and potentially fatal complication of abdominoplasty is venous thromboembolism (VTE). Despite the frequency of this serious complication, the accepted standard methods to prevent VTE in abdominoplasty patients, including chemoprophylaxis, remain controversy.
Objective: To evaluate the author experience with rivaroxaban, for VTE prophylaxis in abdominoplasty patients after massive weight loss.
Methods: A retrospective 396 cases series were conducted. All patients who underwent abdominoplasty after bariatric surgery and received rivaroxaban were included. The prophylactic dose was 10 mg daily for 30 days, beginning 24 hours postoperatively. Patient demographics, comorbidities, type of surgery and complications were recorded.
Results: From July 2015 until July 2018, 396 post bariatric patients (356 women and 40 men) underwent abdominoplasty and received rivaroxaban postoperatively. The mean body mass index prior to their weight loss procedure was 43.8kg/m2 (range, 37.3- 61.9kg/m2) and mean BMI was 27.2kg/m² at the time of the abdominoplasty. Mean patient age was 39.1 years. Only one patient had a symptomatic PTE event. Thirteen patients had a hematoma requiring operative evacuation, and all went on to heal without sequel.
Conclusions: Routine chemoprophylaxis with rivaroxaban for abdominoplasty patients after massive weight loss has a low rate of VTE events. This oral medication is well tolerated and has an acceptable complication profile.

Keywords: Reconstructive surgical procedures; Venous thrombosis; Abdominoplasty; Anticoagulants; Bariatric surgery

 

Displasia fibrosa óssea fronto-orbital

Bruna Ferreira Bernert Varaschin*; Flávia David João de Masi ; Anne Karoline Groth ; Alfredo Benjamim Duarte da Silva; Renato da Silva Freitas; Maria Cecília Closs Ono
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):43-46 - Face I

PDF Português

RESUMO

Displasia fibrosa óssea (FD) consiste em uma desordem congênita do esqueleto que leva a um crescimento ósseo "benigno". A região órbito-craniana está envolvida em aproximadamente 20% dos casos de FD. Deformidades craniofaciais e cefaleia consistem nas principais formas de apresentação da FD craniofacial. O comprometimento visual é a sequela mais temida e mais potencialmente debilitante da FD. Descrevemos nossa experiência com uma série de 7 casos de displasia fibrosa óssea orbitária, e discutimos aspectos baseados na revisão da literatura sobre o tema. O tratamento da displasia fibrosa fronto-orbital ainda é rodeado de controvérsias entre abordagem radical ou mais conservadora. Alguns autores argumentam a favor do manejo radical com ampla ressecção das lesões, porém é inquestionável a maior possibilidade da ocorrência de sequelas em ressecções mais amplas. Nesse contexto, o manejo conservador, como remodelamento, mostra evolução aceitável em casos em que a ressecção ampla e reconstrução ocasionariam certamente maus resultados estético-funcionais. Cirurgia precoce para manejo de distúrbio sensitivo progressivo é recomendada a fim de evitar o prejuízo de uma descompressão tardia.

Palavras-chave: Displasia fibrosa óssea; Reconstrução; Crânio; Órbita; Osso frontal.

 

Experiência de tratamento cirúrgico de fraturas de côndilo mandibular extracapsular do Hospital do Trabalhador - Curitiba

Maria Cecília Closs Ono; Renato da Silva Freitas; Gilvani Azor Cruz; Flavia David João de Mais; Bruna Ferreira Bernert Varaschin; Dayne Raquel de Paula
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(Suppl.1):56-58 - Face I

PDF Português

RESUMO

INTRODUÇÃO: As fraturas condilares possuem elevada incidência entre as fraturas mandibulares, sendo consideradas as fraturas mandibulares mais controversas, tanto em relação ao diagnóstico como ao tratamento. De acordo com a literatura, os resultados obtidos com o tratamento de fraturas condilares são satisfatórios, porém ainda permanece controversa a indicação cirúrgica ou conservadora. Este artigo apresenta uma revisão mais recente da experiência do Hospital do Trabalhador usando uma abordagem cirúrgica menos invasiva e viável para o tratamento cirúrgico aberto de fraturas condilares extracapsulares da mandíbula. MÉTODOS: Entre 2013 e 2018, 09 pacientes com fratura condílica extracapsular foram tratados cirurgicamente através da abordagem transparotídea minirretromandibular. Foram analisados dados pré e pós-operatórios dos pacientes. RESULTADOS: No pós-operatório não houve casos de infeção e não foram observados problemas com cicatriz. Durante o perioperatório, foi necessário mudança de plano cirúrgico de um paciente, devido à presença de sangramento. CONCLUSÃO: A experiência no Hospital do Trabalhador com a abordagem transparotídea minirretromandibular mostrou-se uma opção segura, devendo ser incluída como uma opção para o tratamento aberto de fraturas condilares extracapsulares da mandíbula.

Palavras-chave: Côndilo mandibular; Mandíbula; Fraturas mandibulares; Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos.

 

Distração osteogênica para tratamento tardio de plagiocefalia

FLÁVIA DAVID JOÃO DE MASI; RENATO DA SILVA FREITAS; ISIS JULIANE GUAREZI NASSER; FERNANDA CARDOSO SATURNINO; FABIOLA GRIGOLETTO LUPION; BRUNA FERREIRA BERNERT
Rev. Bras. Cir. Plást. 2019;34(Suppl.1):172-175 - 35ª Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

PDF Português

RESUMO

Introdução: A plagiocefalia refere-se a um plano coronal assimétrico do crânio. A abordagem cirúrgica, deve ser realizada precocemente. Objetivos: Propor uma nova abordagem da distração osteogênica como técnica para correção da plagiocefalia.
Método: Entre fevereiro de 2005 e fevereiro de 2019, foram tratados três pacientes com a técnica de distração osteogênica.
Resultados: A idade média da realização do procedimento foi de 6,7 anos. O tempo médio de distração foi de 120 dias. Discussão: O distrator ósseo para reposicionamento da calota craniana promove o movimento simultâneo do terço médio facial e região frontal, em monobloco. Esse processo baseia-se na formação de tecido ósseo novo entre dois segmentos por meio de tração controlada. Seu uso é mais recomendado em crianças com pelo menos 6 meses de vida, pela maleabilidade óssea.
Conclusão: A técnica de distracão osteogênica em paciente com idade mais avançada, mostrou-se uma técnica segura e com bons resultados estéticos funcionais.

Palavras-chave: Craniossinostoses; Anormalidades craniofaciais; Plagiocefalia

 

ABSTRACT

Introduction: Plagiocephaly refers to an asymmetrical coronal plane of the skull. The surgical approach should be performed early. Objective: To propose a new approach to osteogenic distraction as a technique to correct plagiocephaly.
Method: Between February 2005 and February 2019, three patients were treated with the osteogenic distraction technique.
Results: The mean age of the procedure was 6.7 years. The mean distraction time was 120 days. Discussion: The bone distractor for repositioning the skull cap promotes the simultaneous movement of the middle facial third and frontal region, in monoblock. This process is based on the formation of new bone tissue between two segments through controlled traction. Its use is more recommended in children with at least 6 months of life, due to bone malleability.
Conclusions: The technique of osteogenic distraction in a patient with more advanced age has shown to be a safe technique with good functional esthetic results.

Keywords: Craniosynostoses; Plagiocephaly; Craniofacial abnormalities

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons