ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 6 de 6 resultado(s)

Busca por : Andreia Bufoni Farah

Reconstrução mamária em dois estágios com expansores de tecido e implantes de silicone

Andreia Bufoni Farah; Fabio Xerfan Nahas; José de Arimatéia Mendes
Rev. Bras. Cir. Plást. 2015;30(2):172-181 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reconstrução mamária imediata com expansor/implante permanece uma opção importante para mulheres submetidas à mastectomia. O objetivo desse estudo foi avaliar os resultados de reconstrução mamária imediata com emprego expansores e implantes em pacientes submetidas à radioterapia e não submetidas à radioterapia no pós-operatório. MÉTODOS: Foi realizado estudo prospectivo consecutivo com 83 mulheres submetidas à reconstrução mamária imediata com expansores seguido de implantes no período de 2007 a 2012, totalizando 90 reconstruções. No primeiro tempo cirúrgico, o expansor foi colocado em uma bolsa submuscular sob os músculos peitoral maior e serrátil. No segundo tempo, o expansor foi substituído pela prótese. Dois grupos de pacientes foram comparados: (1) pacientes que receberam radioterapia no pós-operatório e (2) pacientes que não receberam radioterapia no pós-operatório. Os resultados foram avaliados em cada grupo nos dois tempos cirúrgicos. RESULTADOS: Trinta e três pacientes receberam tratamento radioterápico (39,8%) no final da expansão. Observamos a ocorrência de 13,25% de complicações no primeiro tempo: deslocamento do expansor (4,8%), esvaziamento (2,4%), infecção (2,4%), deiscência de pele (2,4%) e extrusão (1,2%). No segundo tempo, as complicações foram 17,6%: contratura capsular (7%), extrusão (5,3%), e infecção (5,3%). Com relação aos grupos estudados no primeiro tempo, aqueles que fizeram radioterapia tiveram (18,18%) de complicações e o grupo não exposto à radioterapia apenas (10,0%). No segundo tempo, encontramos 7 (46,6%) complicações para radioterapia e apenas 3 (7,14%) para o grupo não irradiado. CONCLUSÕES: Pacientes que receberam radioterapia posteriormente à reconstrução apresentaram maiores índices de complicações.

Palavras-chave: Câncer de mama; Mamoplastia; Expansores de Tecido; Implantes de Mama; Radioterapia.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Immediate breast reconstruction with an expander/implant is a good option for women submitted to mastectomy. This study aimed to evaluate the results of immediate breast reconstruction with implants and expanders in patients who did or did not undergo postoperative radiotherapy. METHODS: A consecutive prospective study that involved 83 women submitted to immediate breast reconstruction, was carried out by first performing breast reconstruction surgery with expanders and then with implants. The study was conducted between 2007 and 2012 and accounted for a total of 90 reconstructions. In the first surgery, an expander was placed in a submuscular bag under the pectoralis major and serratus muscles. In the second surgery, the expander was replaced by an implant. We compared the surgical outcomes of both types of surgeries (with implants and with expanders) in patients who underwent postoperative radiotherapy and those who did not. RESULTS: After the first surgery, 33 patients (39.8%) received radiotherapy, and 13.25% experienced complications, including expander displacement (4.8%), emptying (2.4%), infection (2.4%), skin dehiscence (2.4%), and extrusion (1.2%). After the second surgery, 17.6% of the subjects experienced complications, including capsular contracture (7%), extrusion (5.3%), and infection (5.3%). With regard to the first surgery, 18.8% of the patients who underwent radiotherapy and 10.0% of those who did not, experienced complications. With regard to the second surgery, these prevalences were 46.6 % and 7.14%, respectively. CONCLUSION: Patients who received radiotherapy after breast reconstruction surgery experienced more complications.

Keywords: Breast cancer; Mammoplasty; Tissue expanders; Breast implants; Radiotherapy.

 

Avaliação da eficácia do uso dos monofilamentos de Semmes-Weinstein para avaliação da sensibilidade abdominal

Viviane de Andrade Figueira Pinto Coelho; Fabio Xerfan Nahas; Andréia Bufoni Farah Bauleo; Yara Juliano; Lydia Masako Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(3):410-415 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

OBJETIVO: O objetivo deste estudo é avaliar se o método de Semmes-Weinstein tem resultados consistentes e verificar se existem diferenças de sensibilidade entre as regiões da parede abdominal. MÉTODOS: Os monofilamentos de Semmes-Weinstein foram utilizados para avaliar a sensibilidade da pele à pressão abdominal em 20 voluntárias. A pele abdominal foi dividida em nove regiões. A avaliação da sensibilidade cutânea à pressão foi realizada três vezes em cada área, com um intervalo de uma semana entre as medidas. RESULTADOS: Analisando-se as três medidas em cada área, isoladamente, não houve diferenças significativas no limiar pressórico. No entanto, o método de Semmes-Weinstein mostrou diferença estatisticamente significativa entre os valores pressóricos obtidos de cada região abdominal. CONCLUSÕES: Os monofilamentos de Semmes-Weinstein são consistentes para avaliar a sensibilidade da pele abdominal à pressão. Notou-se que o método de Semmes-Weinstein mostrou diferença estatisticamente significativa entre as diferentes áreas da região abdominal. Utilizando-se a metodologia do presente estudo, foi possível estabelecer um protocolo para reduzir o aspecto subjetivo, medindo a sensibilidade à pressão.

Palavras-chave: Parede abdominal/inervação; Hipoestesia/diagnóstico; Pressão; Limiar sensorial/fisiologia; Monofilamento de Semmes-Weinstein.

 

ABSTRACT

OBJECTIVE: The aim of this study is to evaluate whether Semmes-Weinstein monofilaments could be used to reliably assess the sensitivities of different abdominal wall regions. METHODS: Semmes-Weinstein monofilaments were used to evaluate skin sensitivity to abdominal pressure in 20 volunteers. The abdominal skin was divided into nine regions. The assessment of skin sensitivity to pressure was carried out three times in each area, with 1 week intervals between measurements. RESULTS: No significant differences in the pressure threshold were observed when the three measurements in each region were analyzed separately. However, with the Semmes-Weinstein monofilament technique, a statistically significant difference was observed between the values of pressure obtained in each abdominal region. CONCLUSIONS: Semmes-Weinstein monofilaments are a reliable tool in evaluating abdominal skin sensitivity to pressure. A statistically significant difference was observed between the different areas of the abdominal region with this technique. With the method reported in this study, it was possible to establish a protocol to reduce subjectivity and measure the skin sensitivity to pressure.

Keywords: Abdominal wall/innervation; Hypoesthesia/diagnosis; Pression; Sensory threshold/physiology; Semmes-Weinstein monofilaments

 

Avaliação das pacientes submetidas à reconstrução mamária imediata com expansor, no período de fevereiro de 2008 a julho de 2010

Walter Wanderley Amoras Junior, Fábio Xerfan Nahas, Andréia Bufoni Farah, José de Arimatéia Mendes, Renata Orlando Busch, Cristina Chamie El Houmsi
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):46 - Tórax e Tronco

PDF Português

Retalho miocutâneo local: opção segura e versátil nas reconstruções de vulvectomia radical

Cristina Chamie El Houmsi, Andreia Bufoni Farah, José de Arimatéia Mendes, Fabio Xerfan Nahas, Renata Orlando Busch, Walter W. Amoras Júnior
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):87 - Extremidades

PDF Português

Compreensão pré-operatória dos pacientes sobre cicatrizes resultantes de cirurgia plástica ambulatorial

Renata Orlando Busch, Fabio Xerfan Nahas, José de Arimatéia Mendes, Andréia Bufoni Farah, Walter Wanderlei Amoras Jr., Cristina Chamie El Houmsi, Flavio Jun Yokoyama, Maria José Rocha
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):92 - Geral

PDF Português

Perfil epidemiológico dos pacientes portadores de queloide no ambulatório de Cirurgia Plástica, no período de janeiro a julho de 2010

Walter Wanderley Amoras Junior, Fabio Xerfan Nahas, José de Arimatéia Mendes, Andréia Bufoni Farah, Renata Orlando Busch, Keylla Cristina de Oliveira Romariz, Cristina Chamie El Houmsi, Flavio Jun Yokoyama
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):99 - Geral

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons