ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 3 de 3 resultado(s)

Busca por : Alexandre Caroni Bozola

Indicações e limites da mamoplastia com "cicatriz em L": experiência de 30 anos

Antonio Roberto Bozola; Alexandre Caroni Bozola
Rev. Bras. Cir. Plást. 2018;33(1):24-32 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: O autor preconiza redução da dimensão das cicatrizes nas mamoplastias às menores possíveis, utilizando cicatrizes em L como uma das táticas. Estabelece limites no seu uso, baseando as ressecções dos excedentes de pele na medida da ptose mamária. O objetivo é determinar os limites da mamoplastia em L. MÉTODOS: Descreve a implantação das mamas no tórax, as linhas mamárias guias para qualquer mamoplastia, as mamas anatomicamente perfeitas e bonitas. Classifica o que denomina de "patologias estéticas" das mesmas, a maneira de quantificar a ptose em centímetros e escolhe a tática cirúrgica do L baseado nela, e suas limitações. Como reduzir e modelar as mamas hipertróficas e ptóticas conforme a classificação proposta. As manobras de suturar as incisões em "ponto e vírgula" partindo da lateral do sulco submamário para medial, depois para cima em direção ao ponto A, terminando em sutura vertical, V-Y ou "bolsa areolar de compensação circular", conforme o excedente de pele na região periareolar. Manobra que reduz a extensão da cicatriz horizontal, ao máximo de AM mais 2 cm. RESULTADOS: Quando a medida da ptose mamária foi menor que 7 cm, os resultados foram de boa qualidade, sem ptose residual importante, sem distorções da aréola e do cone obtido. CONCLUSÃO: A mamoplastia com cicatriz em L é boa tática, mas deve limitar-se a casos com flacidez de medida AM abaixo de 7 cm e pele de boa qualidade.

Palavras-chave: Mamoplastia; Implante mamário; Procedimentos cirúrgicos reconstrutivos.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Studies recommend reducing the size of the scar on mammoplasties to the smallest possible, using L-scars as one of the techniques. However, its use is limited based on the resections of excess skin because of mammary ptosis. The objective of this study is to determine the limitations of L-mammoplasty. METHODS: To describe the process of breast implantation, mammary lines are used to guide the mammoplasty to achieve anatomically perfect and beautiful breasts. This classifies as "aesthetic pathologies" with quantification of ptosis in centimeters and the limitations being considered in choosing the surgical technique. The proposed classification was used to reduce and model the hypertrophic and ptotic breasts. The suturing maneuvers involved a "semicolon" incision from the lateral side of the submammary groove to the medial and then upward toward point A, terminating in vertical suture, VY, or "areolar circular compensation bag," depending on the excess skin in the periareolar region. This maneuver reduces the extension of the horizontal scar to the maximum of AM plus 2 cm. RESULTS: When mammary ptosis was less than 7 cm, the results were of good quality, without significant residual ptosis and distortion of the areola, achieving a cone shape. CONCLUSION: L-mammoplasty is a good technique, but it should be limited to cases with AM flaccidness below 7 cm and good skin quality.

Keywords: Mammaplasty; Breast implantation; Reconstructive surgical procedures.

 

Inclusão de Próteses Mamárias de Silicone - Poliuretano

Antonio Roberto Bozola, Alexandre Caroni Bozola, Rosa Maria Carrazzoni
Rev. Bras. Cir. Plást. 2006;21(1):18-22 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Os autores descrevem a biomecânica da contratura capsular de implantes de próteses de silicone. Este artigo apresenta a experiência e os resultados obtidos em 10 anos, com 759 pacientes que receberam próteses de silicone com revestimento de poliuretano. Também são apresentadas as táticas na aplicação dessas próteses, o método pessoal de utilização, de medicações durante o ato operatório e no pós-operatório, bem como possíveis complicações.

Palavras-chave: Próteses e implantes. Mamoplastia, métodos. Implantes de mama. Poliuretanos

 

ABSTRACT

The authors describe the biomechanics of capsular contracture of silicone breast implants. This paper presents the authors' experience in 759 patients who received the silicone-polyurethane breast prosthesis, during ten years. In addiction, the techniques on application the polyurethane prosthesis, the personal method of medications used in the operatory act and in the post-operative period, as well as, the possible complications, are presented.

Keywords: Prostheses and implants. Mammaplasty, methods. Breast implants. Polyurethanes

 

Vibrolipoaspiração de Grandes Volumes, ou Áreas?

Antonio Roberto Bozola, Alexandre Caroni Bozola
Rev. Bras. Cir. Plást. 2005;20(2):112-116 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Os autores apresentam metodologia de avaliação para as grandes lipoaspirações, estabelecendo paralelo com queimaduras. Utilizam-se da tabela de Lund e Browder como parâmetro. Determinam área máxima de tratamento, discutem a técnica, as medicações e controles utilizados para prevenir complicações graves. Apresentam os resultados obtidos em 487 cirurgias com vibrolipoaspiração realizadas em áreas corporais que variam de 20 a 30%, no período de janeiro de 1998 a julho de 2004.

Palavras-chave: Lipectomia, métodos. Lipodistrofia, cirurgia. Complicações pós-operatórias

 

ABSTRACT

The authors present a method of evaluation of large scale liposuction, establishing a parallel to burn evaluation. The table of Lund and Browder was utilized as a parameter. The authors determined a maximum area to be treated, discuss the technique, medications and controls utilized to prevent severe complications. They also present results obtained from 487 surgeries, during the period of January 1998 and July 2004, with vibroliposuction performed in body areas which varied from 20 to 30%.

Keywords: Lipectomy, methods. Lipodistrophy, surgery. Complications, post-operative

 

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons