ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 6 de 6 resultado(s)

Busca por : Alberto Okada

Estudo anatômico do pedículo vásculo-nervoso do retalho do ventre anterior do músculo digástrico

Bernardo Pinheiro de Senna Nogueira Batista, Armando dos Santos Cunha, Diana Cruz, Alberto Okada, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2009;24(4):395-399 - Artigo Original

PDF Português

RESUMO

Introdução: A paralisia facial é uma síndrome com implicações estéticas e funcionais importantes. A reanimação do segmento facial afetado pode ser realizada por diversas técnicas. A transposição de músculos regionais inervados por outro nervo craniano não afetado é um dos métodos utilizados com frequência. O ventre anterior do músculo digástrico, inervado pelo nervo miloioideo, ramo do nervo trigêmio, é um retalho bastante usado para a reanimação da depressão do lábio inferior. Uma maior mobilidade deste retalho poderia permitir a transposição do músculo para outros segmentos da face, ampliando sua utilização na prática clínica. Método: Estudamos o pedículo vásculo-nervoso do ventre anterior do músculo digástrico em 10 cadáveres, a fim de determinar o arco de rotação do seu retalho mantendo intacto o seu nervo aferente, e estudamos os diâmetros da artéria submentoniana, responsável pelo seu suprimento sanguíneo, com o objetivo de determinar a viabilidade de eventual reanastomose microcirúrgica. Resultados: Encontramos um arco de rotação médio de 3,71 cm a partir da borda inferior da mandíbula. O diâmetro externo da artéria submentoniana mediu em média 1,05 mm, o que permitiria a anastomose microcirúrgica a outro tronco arterial da face, dando uma maior liberdade para a mobilização do retalho. Conclusão: O retalho assim mobilizado tem, portanto, potencial renovado para uso na reanimação da paralisia facial.

Palavras-chave: Paralisia facial/cirurgia. Músculos do pescoço. Retalhos cirúrgicos. Resultado de tratamento.

 

ABSTRACT

Introduction: Fascial palsy is a syndrome with important esthetical and functional implications. The reanimation of the affected segment of the face can be obtained with several techniques. The transposition of local muscles, innervated by other cranial nerves, is frequently used. The anterior belly of the digastric muscle flap, innervated by the milohyoid nerve, a branch of the trigeminal nerve, is commonly used to treat the denervation of the inferior lip depressor muscle. A greater mobilization of this flap could allow its transposition to other fascial segments. Methods: We have studied the vascular and nervous pedicle of the anterior belly of the digastric muscle in 10 unfixed cadavers, to determine the rotation arch of the flap, keeping its nerve intact. We have also studied the diameters of the submentonian artery, responsible for the blood suply to the flap, in order to evaluate the possibility of microsurgical anastomosis to other vascular branches. Results: We have found a median arch of rotation of 3.71 cm from the inferior border of the mandibule. The median external diameter of the artery was 1.05 mm, allowing its revascularization with microsurgical technique. Conclusion: This mobilization of the anterior belly of the digastric muscle flap shows a potential for further use in the reanimation of fascial palsy.

Keywords: Facial paralysis/surgery. Neck muscles. Surgical flaps. Treatment outcome.

 

Avaliação do índice de infecção de implantes mamários utilizados na reconstrução de mama do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo

Patrícia Noronha de Almeida; Eduardo Gustavo Pires de Arruda; Alberto Okada; Eduardo Montag; Marcus Castro Ferreira; Fábio Freitas Busnardo; Alexandre Siqueira Fonseca
Rev. Bras. Cir. Plást. 2014;29(3):361-367 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: A utilização de implante mamário é a forma de reconstrução de mama mais comumente realizada. Apesar de suas vantagens, a infecção do implante, seja este expansor tecidual ou prótese mamária, pode ser um problema significativo, incluindo a necessidade de sua retirada. O objetivo deste trabalho é avaliar o índice de infecção de implantes mamários utilizados na reconstrução de mama de pacientes operadas no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), bem como sua correlação com aspectos clínicos, oncológicos e cirúrgicos. PACIENTES E MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 120 pacientes submetidas à reconstrução mamária com implante mamário no ICESP, no período de fevereiro de 2009 a março de 2010. RESULTADOS: O índice de infecção foi de 24,3% e esteve relacionado estatisticamente a reconstrução imediata (88,9%), diabetes mellitus (25%), IMC acima de 30 (52,8%), HAS (52,8%) e sofrimento de pele da mastectomia (27,8%). Nota-se que 44% dos implantes infectados foram retirados, sendo a maioria expansores colocados em reconstrução imediata. CONCLUSÕES: A reconstrução mamária com implante é uma forma segura e eficaz de tratamento. Deve-se, entretanto, estar atento aos subgrupos de pacientes mais propensas ao desenvolvimento de infecção, para otimizar a sua prevenção e atentar ao seu tratamento precoce.

Palavras-chave: Câncer de mama; Expansor/Implante mamário; Infecção.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Placement of breast implants is the most commonly used form of breast reconstruction. Despite its advantages, infection of the implant, either in the tissue expander or mammary prosthesis, can be a significant problem, including the need to remove it. The objective of this work is to evaluate the infection rate of breast implants used for breast reconstruction in patients submitted to surgery at the Cancer Institute of the State of São Paulo (ICESP), as well as its correlation with clinical, oncological, and surgical factors. PATIENTS AND METHODS: This is a retrospective study on 120 patients submitted to breast reconstruction with breast implants at the ICESP from February 2009 to March 2010. RESULTS: The infection rate (24.3%) was statistically related to immediate reconstruction (88.9%), diabetes mellitus (25%), body mass index >30 (52.8%), systemic arterial hypertension (52.8%), and skin injury due to mastectomy (27.8%). Of the infected implants, 44% were removed, most of which were expanders placed during immediate reconstruction. CONCLUSIONS: Breast reconstruction with implants is the safest and most effective form of treatment. However, consideration should be given to patients who are prone to the development of infection, in order to optimize its prevention and attempt to perform its treatment at an early stage.

Keywords: Breast cancer; Expander/Breast implant; Infection.

 

Mastopexia após perda ponderal maciça: suspensão dérmica, remodelação do parênquima e aumento com tecido autógeno

Alberto Okada; Fabio Lopes Saito; Patricia Yuko Hiraki; Simone Orpheu; Hugo Nakamoto; Rolf Gemperli; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(2):283-289 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Pacientes com perda ponderal significativa podem apresentar mamas com ptose acentuada, perda de projeção do polo superior e excesso de tecido na porção toracolateral. Rubin & Khachi descreveram técnica de mastopexia com suspensão dérmica e remodelação do parênquima associada a aumento com tecido autógeno, tratando a deformidade mamária e o excesso toracolateral em um só estágio. Neste trabalho, é ilustrada essa técnica cirúrgica e demonstradas sua reprodutibilidade e suas complicações. MÉTODO: Foram operadas 14 pacientes com deformidade graus 2 e 3 pela Escala de Pittsburgh, no Hospital Estadual de Sapopemba (São Paulo, SP, Brasil), no período de dezembro de 2008 a dezembro de 2009, utilizando a técnica referida. Foram analisados os seguintes dados: tipos de deformidade das mamas, translocação do complexo areolopapilar (CAP), dimensões dos retalhos, tempo cirúrgico, tempo de permanência do dreno e incidência de complicações. RESULTADOS: A média de idade das pacientes foi de 41,21 ± 7,67 anos e o índice de massa corporal médio foi de 29,30 ± 2,77. O tempo de seguimento das pacientes variou de 3 meses a 18 meses, com média de 8 meses. Dentre as 14 pacientes operadas, 4 (28,6%) apresentavam deformidade grau 3 e 10 (71,4%), grau 2. A média de translocação do CAP foi de 6,38 cm. As dimensões médias do retalho foram de 25,21 cm x 6,92 cm. O tempo cirúrgico médio foi de 188,57 minutos. Os drenos permaneceram, em média, por 6,21 dias. Foram observadas as seguintes complicações: epiteliose de CAP, deiscência na junção do T, hematoma pequeno e linfedema toracolateral. CONCLUSÕES: A mastopexia com suspensão dérmica, remodelação do parênquima e aumento com tecido autólogo é uma técnica reprodutível, rápida e com baixo índice de complicações.

Palavras-chave: Mamoplastia. Perda de peso. Complicações pós-operatórias. Mama/cirurgia.

 

ABSTRACT

BACKGROUND: Patients who experience major weight loss may have pronounced breast ptosis, loss of projection of the higher pole, and excessive tissue in the lateral thorax. Rubin & Khachi described a mastopexy technique with dermal suspension and parenchymal remodeling associated with augmentation with autologous tissue. This technique treats the mammary deformity and the excessive tissue in the lateral thorax in a single surgery. In this study, we describe this surgical technique and demonstrate its reproducibility and the possible complications. METHODS: From December 2008 to December 2009, surgery was performed using the technique described above on 14 patients with grade 2 and 3 deformities according to the Pittsburgh scale. The following data were analyzed: type of breast deformity, translocation of the papillary-areolar complex (PAC), dimension of the flaps used, surgical time, permanence time of the drain, and the incidence of complications. RESULTS: The mean age of the patients was 41.21 ± 7.67 years and the mean body mass index was 29.30 ± 2.77. The follow-up period ranged from 3 months to 18 months, with a mean of 8 months. Among the 14 patients that underwent surgery, 4 patients (28.6%) had grade 3 deformities and 10 patients (71.4%), had grade 2 deformities. The mean translocation of the PAC was 6.38 cm, the mean dimensions of the flap were 25.21 cm × 6.92 cm, and the mean surgical time was 188.57 minutes. The drains remained for an average of 6.21 days. The following complications were observed: PAC epitheliosis, dehiscence of the T-junction, a small hematoma, and lateral thoracic lymphedema. CONCLUSIONS: Mastopexy with dermal suspension, parenchyma remodeling, and augmentation with autologous tissue is a reproducible technique that can be performed quickly and has a low complication rate.

Keywords: Mammaplasty. Weight loss. Postoperative complications. Breast/surgery.

 

Retalho VRAM pediculado estendido: opção de reconstrução em cabeça e pescoço

Rachel Rossine Baptista, Fabio Busnardo, Marcelo Olivan, Eduardo Montag, Alberto Okada, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):32 - Crânio, Face e Pescoço

PDF Português

Infecção em reconstrução mamária com expansor/prótese: incidência e correlação com fatores de risco em 120 pacientes

Thadeu Rezende Rangel Fernandes; Alberto Okada; Eduardo Montag; Patrícia Noronha de Almeida; Eduardo Gustavo Pires de Arruda; Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2012;27(3 Suppl.1):61 - Tórax e Tronco

PDF Português

Retalho miocutâneo de latíssimo do dorso em V-Y para reconstrução de grandes defeitos torácicos extensos

Daniel Petkevicius Luz, Carlos Andres Hebbia Lobo, Patrícia Hiraki, Alberto Okada, Eduardo Montag, Marcus Castro Ferreira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):64 - Tórax e Tronco

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons