ISSN Online: 2177-1235 | ISSN Impresso: 1983-5175

Mostrando de 1 até 7 de 7 resultado(s)

Busca por : Adivânia de Souza Pinheiro

Influência do buflomedil e do sildenafil na sobrevivência de retalhos randomizados em ratos: estudo experimental

Jason C. Abrantes Figueiredo; Antonio Gustavo Zampar; Cristina Destro; Victor Eduardo A. Arias; Rebeca Morro; Adivânia de Souza Pinheiro; José Marcos de Andrade Mélega
Rev. Bras. Cir. Plást. 2011;26(3):390-393 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

Introdução: A insuficiência no aporte sanguíneo e a consequente disfunção gerada no fluxo da microcirculação são consideradas causas dominantes de sofrimento de um retalho cirúrgico.Várias drogas vasoativas têm sido testadas para o tratamento farmacológico da isquemia tecidual, porém com graus variáveis de sucesso. Este estudo teve como objetivo avaliar a influência do buflomedil e do sildenafil na viabilidade de retalhos cutâneos ao acaso, em ratos. Métodos: Foram confeccionados retalhos cutâneos no dorso de ratos, com dimensões de 10 x 3 cm e base caudal. Foram utilizados 30 ratos, divididos em três grupos de 10 ratos cada: um grupo que recebeu apenas o veículo da solução (grupo controle); um grupo que recebeu buflomedil (grupo buflomedil); e um terceiro grupo que recebeu sildenafil (grupo sildenafil). A via de administração foi a oral e a dose foi de 10 mg/kg/dia para cada droga, durante sete dias. Ao final desse período, os animais foram sacrificados, sendo realizada a determinação das áreas viáveis dos retalhos. Resultados: A média das áreas viáveis dos retalhos foi de 16,2 ± 3,56 cm2 para o grupo controle, de 17,69 ± 2,54 cm2 para o grupo buflomedil, e de 18,28 ± 3,74 cm2 para o grupo sildenafil. A análise dos dados pelo teste de Kruskal-Wallis não demonstrou significância estatística entre os três grupos. Conclusões: A utilização do buflomedil e do sildenafil demonstrou não diminuir a área de necrose de retalhos randomizados em ratos.

Palavras-chave: Retalhos cirúrgicos. Piperazinas. Pirrolidinas. Necrose/prevenção & controle. Ratos.

 

ABSTRACT

Background: Microcirculation dysfunction, as a consequence of localized vascular insufficiency, is considered to be one of the dominant causes of surgical flap necrosis. Several vasoactive drugs have been tested for the pharmacological treatment of tissue ischemia, with varying degrees of success. This study aimed to assess the impact of buflomedil and sildenafil on the viability of random skin flaps in rats. Methods: Caudally pedicled skin flaps (10 x 3 cm) were created on the backs of rats. The animals were randomly assigned, in groups of 10, to three treatment groups: one group served as the vehicle control group, one group received buflomedil (10 mg/kg/d, orally), and a third group received the same dosage of sildenafil. Following seven days of dosing, the animals were sacrificed, and the viable flap area was determined. Results: The average viable flap area for each group was: 16.2 ± 3.56 cm2 (control group), 17.69 ± 2.54 cm2 (buflomedil group), and 18.28 ± 3.74 cm2 (sildenafil group). Data analysis by the Kruskal-Wallis test failed to show a statistically significant difference between the three groups. Conclusions: Neither buflomedil nor sildenafil showed a reduction in the necrotic area of random skin flaps in rats.

Keywords: Surgical flaps. Piperazines. Pyrrolidines. Necrosis/prevention & control. Rats.

 

Complicações em reconstrução mamária total em pacientes mastectomizadas por câncer de mama: análise comparativa de longo prazo quanto a influência de técnica, tempo de cirurgia, momento da reconstrução e tratamento adjuvante

Francisco Claro Jr.; Daniela Vieira da Costa; Adivânia de Souza Pinheiro; Aarão Mendes Pinto-Neto
Rev. Bras. Cir. Plást. 2013;28(1):85-91 - Artigo Original

PDF Português PDF Inglês

RESUMO

INTRODUÇÃO: Algumas técnicas de reconstrução total de mama, independentemente de sua complexidade, apresentam complicações específicas, com diferentes graus de morbidade. Com base nessas informações, o objetivo deste estudo foi identificar as complicações mais frequentes apresentadas pelas principais técnicas de reconstrução mamária e compará-las a relevantes variáveis independentes. MÉTODO: Estudo observacional tipo coorte transversal, realizado por meio de revisão de prontuários médicos de pacientes que tiveram suas mamas totalmente reconstruídas após mastectomia por câncer de mama, no período de janeiro de 2007 a dezembro de 2009, com tempo mínimo de seguimento pós-operatório de 3 anos. Os dados coletados, como momento da intervenção, técnicas de reconstrução, tempo de cirurgia e tratamento adjuvante, foram estatisticamente relacionados à presença de complicações. RESULTADOS: Das 48 reconstruções mamárias totais analisadas, a técnica com expansor seguido pela troca por implante mamário foi a que apresentou menor prevalência de complicação em relação às outras técnicas (16,7%; P < 0,000). Algumas técnicas apresentaram complicações específicas. O tempo cirúrgico do retalho transverso do músculo reto abdominal (TRAM; 363,57 ± 59,91 minutos) foi significativamente maior que das técnicas com materiais aloplásticos (155,71 ± 38,02 minutos; P = 0,01), mas semelhante ao do grande dorsal (309,69 ± 77,66 minutos). O tempo de cirurgia, o momento da intervenção cirúrgica e o tipo de tratamento adjuvante não apresentaram relação com a incidência de complicações. CONCLUSÕES: Cada técnica empregada tem sua indicação, contraindicação e complicação e a aplicação de cada técnica deve ser individualizada, baseando-se em características individuais da paciente, a fim de se obter um melhor resultado, evitando complicações a curto e longo prazos.

Palavras-chave: Mama/cirurgia. Implante mamário. Mamoplastia/complicações. Complicações pós-operatórias.

 

ABSTRACT

INTRODUCTION: Some techniques for total reconstruction of the breast, regardless of complexity, present specific complications, with varying degrees of morbidity. Therefore, the aim of this study was to identify the most frequent complications of the main techniques used for breast reconstruction, and to compare these complications to the relevant independent variables. METHODS: This cross-sectional observational study was conducted by reviewing the medical records of patients who had their breasts completely rebuilt after a mastectomy due to breast cancer from January 2007 to December 2009, with a minimum postoperative follow-up of 3 years. The data collected, such as the timing of the intervention, reconstruction techniques, operative time, and adjuvant treatment, were statistically related to the presence of complications. RESULTS: Of the 48 total breast reconstructions analyzed, the technique in which expanders were used followed by replacement with implants showed the lowest prevalence of complications (16.7%, P < 0.000). Some techniques showed specific complications. The operative time for transplantation of transverse rectus abdominis musculocutaneous flap (363.57 ± 59.91 min) was significantly higher than that required for techniques using alloplastic materials (155.71 ± 38.02 min, P = 0.01), but similar to that for the latissimus dorsi flap (309.69 ± 77.66 min). The operative time, timing of surgical intervention, and type of adjuvant treatment did not correlate with the incidence of complications. CONCLUSIONS: Each technique has its indications, contraindications, and complications. The application of each technique should be individualized on the basis of the individual characteristics of the patient to obtain better results, avoiding short- and long-term complications.

Keywords: Breast/surgery. Breast implantation. Mammaplasty/complications. Postoperative complications.

 

Avaliação dos resultados estéticos em mamoplastia redutora de grandes volumes com a técnica do pedículo medial

Renato Rodrigues Naufal , Adivânia de Souza Pinheiro, Rafael Ferreira Pereira, José Marcos Mélega
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):48 - Tórax e Tronco

PDF Português

Comparação entre a utilização da tela de Marlex em um e dois planos para a reconstrução da parede abdominal pós-TRAM

Francisco Claro Oliveira Junior, José Marcos Melega , Adivania de Souza Pinheiro, Cristina Destro, Patrícia Jackeline Maciel
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):49 - Tórax e Tronco

PDF Português

Impacto da mamoplastia redutora com técnica do pedículo medial na redução dos sintomas dolorosos em pacientes com gigantomastia

Renato Rodrigues Naufal , Adivânia de Souza Pinheiro, Patrícia Jackeline Maciel, José Marcos Mélega
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):55 - Tórax e Tronco

PDF Português

Reconstrução mamária total: técnicas e complicações

Francisco Claro Oliveira Junior, José Marcos Mélega , Adivânia de Souza Pinheiro, Rafael Ferreira Pereira
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):62 - Tórax e Tronco

PDF Português

Neofaloplastia com retalho microcirúrgico fasciocutâneo braquial: relato de caso

Adivania de Souza Pinheiro, Jason César Abrantes de Figueiredo, Antônio Gustavo Zampar, Francisco Claro Oliveira Junior, Pablo Rassi Florêncio
Rev. Bras. Cir. Plást. 2010;25(3 Suppl.1):77 - Extremidades

PDF Português

Patrocinadores

Indexadores

Licença Creative Commons Todos os artigos científicos publicados em http://www.rbcp.org.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons